AvB Rigel

 

 

C a r a c t e r í s t i c a s

 

Casco: WS 035

Deslocamento: 102.4 ton (padrão), 130 ton (carregado).
Dimensões: 19.16 m de comprimento, 6.56 m de boca e 1.50 m de calado.
Propulsão: diesel; 2 motores diesel Cummins NT855M gerando 280 hp cada, acoplados a 2 eixos com hélices de passo fixo.

Eletricidade: 2 geradores diesel Lister-Blackstone de 45 kVA cada.

Velocidade: máxima de 10.2 nós.

Raio de Ação: 1.000 milhas náuticas.
Sensores: 1 radar de navegação.

Equipamentos: 1 guindaste modelo Effer 14500-1S com capacidade máxima para 7 toneladas. Capacidade para transportar carga e suprimento para faróis.

Tripulação: 6 homens.

 

H i s t ó r i c o

 

     A  Aviso Balizadora Rigel - SSN-5-06, faz parte de uma serie de dez unidades contratadas pela Diretoria de Engenharia Naval junto ao Grupo Wilson Sons S.A., em 28 de dezembro de 1994 no valor de R$ 7.827.200. Foi construída pelo Estaleiro Wilson Sons S.A., em Guarujá, São Paulo. A classe Achernar é de projeto do estaleiro holandês, e quando foi escolhida pelo Brasil já tinha unidades em serviço na Alemanha, Equador, Líbia, Namíbia e em países do Oriente.

 

http://www.naval.com.br/ngb/R/R059/R059-f02.JPG

 

     Em 7 de maio de 1997, a AvB Rigel, tornou-se a terceira unidade da classe a ser recebida pelo Serviço de Sinalização Náutica do Sul (SSN-5), subordinado ao 5º Distrito Naval e passou a operar a partir de Rio Grande.

 

   No dia 13 de maio de 2020, a AvB Rigel tornou-se uma Organização Militar (OM), sendo assim passou a ser composta por uma tripulação e comandada por um chefe, abaixo segue a lista de chefes da AvB Rigel:

 

 

Posto Chefe Assunção Passagem
2º SG-MR Marcio Nunes  dos Santos 13/05/2020