PALESTRANTES

Diretor de Gestão de Programas Estratégicos da Marinha

 

Natural do Amazonas, nascido em 28DEZ1962, iniciou sua carreira na Escola Naval em JAN1980, sendo nomeado Guarda-Marinha em DEZ1983. Seus principais cargos foram: Comandante do Navio-Patrulha “Penedo” e da Corveta “Inhaúma”, Chefe do Estado-Maior do Comando da 2ª Divisão da Esquadra e da Força de Superfície, Vice-Diretor do Centro Tecnológico da Marinha em São Paulo, Subchefe de Organização do Estado-Maior da Armada e Diretor do Pessoal Civil da Marinha. Possui todos os cursos de carreira além de ter cursado no Inter-American Defense College, em Washington-DC, o Advanced Course in Hemispheric Defense and Security, possui o curso de mestrado Master in International Service (American University, Washington-DC), pós-graduado em Direito Internacional dos Conflitos Armados (UnB). Possui 11 condecorações, sendo duas estrangeiras.

 

Palestra: Sistema de Gerenciamento da Amazônia Azul – SisGAAz

 

A Marinha do Brasil, em cumprimento às diretrizes número dois e três da Estratégia Nacional de Defesa que estabelecem, Organizar as Forças Armadas sob a égide do trinômio monitoramento/controle, mobilidade e presença; e, Desenvolver as capacidades de monitorar e controlar o espaço aéreo, o território e as águas jurisdicionais brasileiras; impulsionou o estudo que já vinha desenvolvendo visando a necessidade de se estabelecer um “Sistema de Gerenciamento da Amazônia Azul”.

O SisGAAz tem a missão de monitorar, de forma integrada, as Águas Jurisdicionais Brasileiras(AJB) e as áreas internacionais de responsabilidade para operações de Socorro e Salvamento, a fim de contribuir para o controle e a mobilidade estratégica, representadas pela capacidade de responder prontamente a qualquer ameaça, emergência, desastre ambiental,agressão ou ilegalidade. Esse sistema será, por assim dizer, a ferramenta por meio da qual o Brasil se fará presente e vigilante na extensa região marítima da Amazônia Azul e suas diferentes bacias hidrográficas, garantindo o seu uso em proveito da sociedade brasileira. O SisGAAz, em face de sua abrangência, sua multidisciplinaridade e por envolver tecnologias no estado da arte, motivará a criação de empregos de alta capacitação, estimulará a produção de serviços e produtos de alto valor agregado e fomentará o desenvolvimento da Base Industrial de Defesa (BID) brasileira, efeitos com indiscutível relevância para a economia do país.

Empresa: Petrobras S.A. Aracaju e Rio de Janeiro, Brasil

 

Cargo: Engenheiro Naval Pleno · Logística do Norte e Nordeste 2011- Setembro 2014 · Otimização de Processos e Novos Projetos Setembro 2014 – Maio 2015 Cargo: Coordenador · Otimização de Processos e Novos Projetos Junho 2015 - Presente Coordenação de Implantação de Projetos de Logística Submarina e Naval Empresa: SKY Brasil Serviços LTDA São Paulo, Brasil Cargo: Trainee 2010 - 2011 Atividades: · Distribuição de materiais para o Brasil · Experiência em treinamento no uso da ferramenta DRP (Distribution Requirement Planning) · Projeto de envio de receptores. FORMAÇÃO Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro Rio de Janeiro, Brasil Mestrado em Logística (Agosto 2014 – Presente) Escola Politécnica – Universidade de São Paulo São Paulo, Brasil Engenharia Naval (Janeiro 2004 – Dezembro 2009) Instituto Superior Técnico – Universidade Técnica de Lisboa Lisboa, Portugal Intercâmbio em Engenharia Naval (Setembro 2007 – Julho 2008) ILOS – Instituto de Logística e Supply Chain São Paulo, Brasil Curso de Capacitação em Supply Chain Management (Março a Junho 2010)

 

 

Palestra: Transformando a cadeia logística de E&P da Petrobrás em uma cadeia moderna e de alto desempenho

 

As operações offshore de Exploração e Produção (E&P) são apoiadas por um sistema logístico e de serviços para que as unidades marítimas sejam atendidas e, assim, consigam manter e desenvolver as suas operações. Esse sistema é composto por portos, aeroportos, armazéns, além de diversas embarcações especializadas, helicópteros, caminhões dentre outros equipamentos. Atualmente, cerca de 130 unidades marítimas são atendidas, entre unidades de produção, de exploração e de manutenção. Para que essas unidades possam ser atendidas de forma eficiente e com agilidade, visando o Plano de Negócios da companhia, a Petrobras está construindo uma cadeia logística de E&P moderna e de alto desempenho. Nessa apresentação mostraremos os avanços da Petrobras nesse sentido nos últimos anos, bem como os obstáculos ainda pela frente.

 

Chief Operating Officer DCNS Research

 

Born in 1970, Olivier Doucy graduated from Sup’Aero (ISAE) in 1993 with Master’s Degree in Aeronautics. As a research engineer in SIREHNA, he focused his fist works on multi-disciplinary optimization methods applied to ship and naval structure design and to the adaptation and tuning of control algorithms of non linear and discrete systems. Invited Researcher in Naval Post Graduated in Monterey (CA), he developed simulation and control techniques using on-line optimization applied to Underwater Robotics. From 2000 to 2008, he acted as Technical manager of several projects for the development of embedded control systems applied to naval ships and submarines. Several of those projects rely on the on-line application of optimization methods for the self-adaptation of control algorithm applied to non-linear systems. From 2008 to 2015 as Chief operating Officer of DCNS Research he managed and supervised DCNS Group R&T Roadmap and Projects in the domain of Performances and design optimization of Naval ships, Energy Optimisation and Decision Autonomy. Several of those projects apply on-line optimization operational research methods.

 

Palestra: Optimisation techniques applied for ship operation decision tools.

This presentation will focus on optimization techniques applied to decision aid tools developed to support operator decision for the operation of ships. Optimisation and Operational research methods are applied on line and in real-time for embedded decision support tools. The presentation will cover the specific example of two different applications, the AVIATION operations onboard frigates, launch and recovery of Unmanned Aerial Vehicles (AVIA Route Decision Tool) and the Energy reductions in the operation of civil and war ships (EONAV Tool). For both applications the presentation will cover different topics including a description of functional needs covered by decision aid tool, insights on applied theory and mathematical formulation as well as software implementation and performance in operation. The presentation will also provide a description of the resulting software applications and their use by operators onboard.

Nascido na cidade de Piquete, Estado de São Paulo, Brasil, tem formação acadêmica como Técnico em Eletrônica pelo Colégio Técnico da Universidade Estadual Paulista (Cotec/Unesp - 1983), Engenheiro Eletricista pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ -1988), Pós-graduado em Automação de Sistemas de Potência pela Eletrobrás/Universidade Federal da Bahia (UFBA - 1996) e com MBA Executivo Internacional pela Universidade de São Paulo (FIA/USP - 2011). No campo profissional, tem atuado nos últimos 26 anos nas áreas de Operação de Sistemas de Potência e Operação de Usinas e Subestações. Engenheiro na Usina Hidrelétrica ITAIPU Binacional desde 1989 e Gerente da Área de Operação a partir de 2001. Desde 2010, ocupa a função de Superintende de Operação da ITAIPU Binacional.

 

Palestra: Usina Hidrelétrica de Itaipu: líder mundial na produção de energia limpa e renovável com alta performance

Engenheiro eletricista graduado pela Universidade Federal de Santa Catarina e pelo Institut National Polytechnique de Toulouse (França). Atualmente trabalha como engenheiro de sistemas na PROSIN, filial do grupo DCNS.

 

Palestra: Simulações técnico-operacionais em um contexto de guerra naval

 

 

O que são simulações técnico-operacionais, qual a sua importância, seus objetivos e qual o valor agregado ao projeto de novos meios e planejamento das operações navais. Serão apresentados uma ferramenta de simulação (OASISS - Operational Analysis & Simulations Integrated Software Suite) e exemplos de aplicações.

Mestre em Computação e Sistemas - IME/RJ. Pós-graduado em Análise de Sistemas na PUC / RJ. Créditos completos em doutorado em Engenharia de Produção na COPPE/UFRJ. Créditos completos em doutorado em administração da COPPEAD/UFRJ e em mestrado em Matemática na UFF.

Professor de Pesquisa Operacional, Cálculo Numérico, Estatística, Linguagens de Programação, Gestão de Operações e Logística nos cursos de graduação da FGV, UERJ, Escola Naval e UNIPLI. Professor de cursos de pós-graduação e extensão em diversas instituições: FGV, IBMEC, INT, PUC/RJ, IEL/SEBRAE e UGF nas disciplinas de Logística Empresarial, Gestão da Produção, Gerência de Distribuição e Logística, Sistemas de Informação Logística e Sistemas de Informações Gerenciais. Professor de Técnicas para melhoria de processos no CADEMP – FGV. Ministrou cursos de formação e aperfeiçoamento e prestou serviços de consultoria em Logística e Operações em diversas empresas: EMBRAER, Gerdau, Klabin, Casa e Vídeo, SOTREQ, VARIG, etc. Gerente de projetos e superintendente da Área de Avaliação Operacional no CASNAV. Modelagem matemática e desenvolvimento de software para Jogo de Negócios IES / IBMEC. Implementação de simuladores de Monte Carlo para avaliação e apoio à decisão em diversas empresas e instituições. Consultor em Logística e gestão de processos para estruturação de Logística em rede de lojas de varejo e empresas de grande e médio porte. Atualmente trabalha para a FEMAR, como assessor em Sistemas de Apoio à Decisão e Avaliação Operacional no CASNAV.

 

MINICURSO: Miopia e Photoshop: indicadores de gestão. Enxergando a realidade além do horizonte.

A revolução industrial incentivou a difusão das práticas de Administração Científica, que requeriam melhoria de processos produtivos e controle administrativo muito forte. Esta necessidade deu origem ao estabelecimento de divisões de O&M nas empresas. Com o crescimento explosivo dos sistemas produtivos em dimensão e diversidade, a importância da posse da informação correta passou a ser notada. As divisões de O&M passaram a ser também responsáveis pela coleta e disseminação das informações em formulários. Com o desenvolvimento da informática, os profissionais de TI passaram a desempenhar as funções de coleta e disseminação das informações, assumindo a direção, e posteriormente ocupando totalmente os setores a partir de então denominados SO&M, que sofreram um movimento de extinção e incorporação aos setores de TI ao final do século XX. As transformações na área de Gestão criaram um vácuo na administração e avaliação de processos nas empresas, cuja importância somente pode ser medida, e as carências eliminadas através da análise de indicadores de desempenho e da administração de seus valores. Neste minicurso serão abordados os fundamentos teóricos que regem a atribuição e a administração dos indicadores de desempenho e analisados problemas que podem decorrer de falhas no processo de estabelecimento e administração dos indicadores de desempenho para as diversas atividades das instituições

 

Estatístico (ENCE/IBGE) e Engenheiro pelo IME. M.Sc. (COPPE/UFRJ) e Ph.D. em Pesquisa Operacional (FIT/USA). Professor do Instituto Militar de Engenharia. Membro fundador do INFORMS. Membro da Academia Brasileira da Qualidade. Fellow, CRE, CQE e CQA da American Society for Quality.

 

Palestra: Pesquisa Operacional, MS ou Analytics: uma crise de identidade ou a morte da PO?

 

Os analistas de Pesquisa Operacional (ou qualquer nome que tenha) pensam, desde seu início, que a PO é uma disciplina que lida com a aplicação de métodos analíticos avançados para ajudar quem tem o poder de decidir a melhor decidir. Esta palestra corrigirá esse erro septuagenário.

 

Mestre em Engenharia Civil pela UFF, Pós-graduado em Gerenciamento de Projetos pela Escola Politécnica da UFRJ, Especialista em Projeto de Válvulas Industriais pela USP/PROMINP, Pós-graduado em Engenharia de Equipamentos ON&Off Shore pela FUNCEFET/RJ, possui Graduação em Engenharia de Produção pela Associação Educacional Veiga de Almeida e Técnico em Mecânica. Atualmente como Coordenador do curso de Graduação de Engenharia de Produção no SENAI CETIQT e experiência anterior na coordenação de curso de outra instituição, professor da graduação na UVA e UNIGRANRIO para diversas disciplinas dos cursos de Administração e Engenharia Civil e Produção. Experiência como tutor da Universidade Veiga de Almeida/UVB para a disciplina on-line Logística e Distribuição. Experiência de 10 anos em Gestão de Projetos, com atuação nas seguintes áreas: Planejamento Programado de Parada de Plataformas da PETROBRAS, Planejamento e Controle para o Processo de Inspeção da Regional Sudeste, Manutenção de Tanques e Esferas TRANSPETRO, Planejamento de Avaliações Técnicas de Fornecedores da PETROBRAS, Expansão e comercialização do Gás Natural no Rio de Janeiro, Projetos da área de Facility e Projeto Industrial (Logística/Processos).

 

MINICURSO: As relações da Pesquisa Operacional e Logística na vida profissional de um Engenheiro

A proposta da palestra é descrever as correlações e importância das áreas de Pesquisa Operacional e Logística, tanto na formação profissional (vantagens e desvantagens / falhas e acertos no processo de formação do engenheiro), avaliando a relevância dos temas na vida profissional de um Engenheiro. Quais são as propostas de futuro para esta relação, Engenharias x Pesquisa Operacional x Logística.

 

Formado em Engenharia pela UERJ. Mestre na área de Qualidade de Software pela UFRJ e Doutor na área de Engenharia de Requisitos pela Universidade de Oxford (Reino Unido). Tem experiência de 15 anos em análise e gerência de projetos de TI. É avaliador Líder MPS.Br, tendo realizado diversas avaliações de processo de software. Atualmente ocupa os cargos de gerente de projetos e especialista de requisitos de software do CASNAV.

 

Palestra: Análise Sociológica das Técnicas de Levantamento de Requisitos

 

 

Existem diversas técnicas de levantamento de requisitos no mercado. Um grande desafio para qualquer analista é a seleção da técnica a ser utilizada em cada situação. Uma análise sociológica pode apoiar esta decisão.

Possui graduação em Ciências Navais. (Habil. Eletronica) pela Escola Naval (1995), mestrado em Sistemas e Computação pelo Instituto Militar de Engenharia (2007) e doutorado em Informática pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (2013), havendo realizado pós-doutorado no Kings College London no período de janeiro de 2014 a março de 2015. Exerce função de Gerente de Projetos e Pesquisador no Centro de Análises de Sistemas Navais. Tem experiência na área de Ciência da Computação, com ênfase em Engenharia de Software, atuando principalmente nos seguintes temas: sistemas multiagentes, simulação baseada em sistemas multiagentes, ambientes complexos, simulação e tardiness.

 

Palestra: Jogos de Guerra: tipos e aplicações

 

Jogos de Guerra são uma ferramenta inestimável a atividade militar, cujo uso tem se intensificado no último século. Uma descrição muito simplista do que é um Jogo de Guerra seria a imersão dos jogadores em situações nas quais eles devem decidir face a uma situação dinâmica que é o modelo de uma operação militar. O foco do jogo é sobre a decisão e o braimstorm.

Atualmente os conceitos aplicados a Jogos de Guerra são aplicadas em outros domínios, sob nomes como Jogos Estratégicos, Jogos Políticos, Jogos de Negócios, Jogos Logísticos, entre outros.

A apresentação compreende uma descrição breve do que é Jogo de Guerra, os tipos de Jogos e suas aplicações. Ao término é previsto período de perguntas e respostas. Ressalta-se que esta área possui pouca formalização, e portanto as definições a serem apresentadas refletem uma corrente de pensamento e não são absolutas.

Engenheiro Elétrico (Eletrônica) formado em 1975 pela PUC-RJ, concluiu o mestrado em Engenharia Elétrica em 1976 também pela PUC-RJ, e o doutorado em Ciência da Computação pela Universidade da California, Los Angeles (UCLA) em 1984. Edmundo foi professor/pesquisador visitante de renomados centros de pesquisa e universidades, incluindo IBM T.J. Watson research Center, IBM Tokyo Research Laboratory, UCLA Department of Computer Science, Computer Science Department at USC, Politecnico di Torino, Chinese University of Hong Kong, IRISA/INRIA-Rennes, University of Massachusetts at Amherst. Foi co-presidente do Comitê Técnico de Programa de importantes conferências internacionais do IEEE, ACM e IFIP, incluindo IEEE/Globecom1999, ITC2001, ACM/Sigmetrics2002, IEEE/Infocom 2009. No Brasil, foi Presidente do Comitê de Programa do SBRC2008 e Coordenador Geral da XXI Escola de Computação de 1998. Edmundo foi eleito para o ACM/SIGMETRICS Board of Directors por 2 períodos (2001-2005), e Chair do IFIP WG 7.3 de Jan/2008 a Jul/2014. Edmundo foi do Editorial Board do Journal of the Brazilian Computer Society durante 1993-2010 e pertence ao Editorial Board do Journal of Internet Services and Applications desde 2011 e do recém criado ACM Transactions on Modeling and Performance Evaluation of Computing Systems. Foi membro do Comitê Assessor do CNPq (1991-1994 e 1999-2001), na CAPES foi Coordenador-Adjunto e Coodenador de Área de Ciência da Computação nos triênios 2002-2005 e 2008-2010, respectivamente, e é membro do comitê de avaliação da RNP. Atualmente é Professor Titular do Programa de Engenharia de Sistemas e Computação da COPPE/UFRJ. Desde 2000 tem participado no projeto CEDERJ de educação a distância no estado do Rio de Janeiro. As suas áreas de interesse incluem redes multimídia, modelagem e análise de sistemas de computação. Edmundo é pesquisador I-A do CNPq. Recebeu a honraria Sócio Destaque do Ano da SBC em 2011 e o Prêmio Destaque SBRC/SBC 2012. Desde 2000 é Cientista do Nosso Estado da FAPERJ. É membro da Academia Brasileira de Ciências, membro da Academia Nacional de Engenharia e em 2008 recebeu a comenda da Ordem Nacional de Mérito Científico.

 

Palestra: INCT em ciência da WEB

Atualmente é Professor Assistente no Departamento de Engenharia Industrial (DEI) da PUC-Rio. Doutor em Engenharia de Produção pela PUC-Rio (2012) e graduado em Engenharia Industrial também pela PUC-Rio (2008). Durante seu doutorado, atuou como Pesquisador Visitante na Carnegie Mellon University, onde atuou junto ao Center of Advanced Process Decision-making (CAPD). Atuou, desde 2007, junto ao Núcleo de Excelência em Otimização (NEXO), laboratório de pesquisa associado ao DEI, onde desenvolve projetos de pesquisa, além de atuar como coordenador de projetos. Possui experiência na área de logística, com ênfase em otimização sob incerteza, programação matemática e análise da decisão.

 

Palestra: Aplicações de pesquisa operacional para gestão eficiente da saúde pública: aplicações e estudos de caso.

 

Esta apresentação abordará casos recentes de aplicações de técnicas da pesquisa operacional para análise e proposição de melhorias em cases oriundos da área da saúde e sua gestão pública. O objetivo principal da palestra é mostrar como a pesquisa operacional pode ser usada para apoiar o processo de tomada de decisão nesse contexto, e como tais decisões podem se traduzir em benefícios para a população. Serão apresentados casos reais onde o uso de tais técnicas permitiu insights importantes que podem ser utilizados para direcionar o uso de recursos públicos de maneira mais eficiente no que se refere a geração de benefícios à população.

Possui graduação (1995) em Engenharia Cartográfica pela UNESP, mestrado (1998) e doutorado (2007) em Engenharia Elétrica pela UNICAMP. Atualmente é professor adjunto do departamento de Engenharia de Produção e Mecânica da Universidade Federal de Juiz de Fora – UFJF. Tem experiência na área de Engenharia de Produção e Engenharia Ferroviária. Desenvolve sistemas de Otimização e Simulação em C++ e Arena.

 

Palestra: Teoria e Desenvolvimento de Sistemas de Otimização para Programação de Trens de Carga

 

 

A programação de trens pode ser modelada como um problema de Scheduling (sequenciamento), no qual os trens são tratados como tarefas (jobs) e as locomotivas, vagões, terminais, entre outros, como os recursos que devem ser alocados em função do tempo. Nesta palestra será apresentado sistemas de otimização desenvolvidos para a programação de trens Heavy-Haul e Carga Geral e manutenção de locomotivas da concessionária MRS Logística S.A.