PROTRINDADE - 17 ANOS

PSRM

 

Hoje celebramos o 17º aniversário do Programa de Pesquisas Científicas na Ilha da Trindade – PROTRINDADE. Desde sua implementação através da Portaria nº 129/MB em 2007, este programa tem sido fundamental na administração e no progresso das investigações científicas na Ilha da Trindade, Ilha Martin Vaz e seus arredores marinhos, facilitando a aquisição, organização e disseminação de informações científicas sobre essa região singular, repleta de significado histórico.

O escritor Paul Theroux uma vez afirmou que “as ilhas são lugares onde a história é uma presença tangível. Elas são testemunhas silenciosas de tempos passados”. Essa observação ressoa profundamente ao considerarmos a Ilha da Trindade, com sua longa e rica história, desde sua descoberta em 1501 pelo navegador português João da Nova até os dias atuais, onde continua a ser um ponto de interesse estratégico e científico para o Brasil.

A Ilha da Trindade, situada entre os paralelos 20º 29' e 20º 32' S e os meridianos 29º 17' e 29º 21' W, representa um ponto crucial da soberania nacional, localizada a cerca de 1.140 km de Vitória–ES e 2.400 km da costa ocidental da África. Integrante da cadeia de montanhas submarinas Vitória-Trindade, essa ilha oceânica, com aproximadamente 10,0 km² de extensão, destaca-se por sua topografia acidentada, alcançando altitudes de até 625 m, como o Pico São Bonifácio. Sua origem vulcânica é evidente, evidenciada pela presença de lavas, cinzas e areias vulcânicas, enquanto sua vegetação, ao longo dos séculos, passou por transformações notáveis, transitando de florestas tropicais exuberantes para uma paisagem atual caracterizada por gramíneas, ervas e uma floresta de samambaias gigantes.

A Ilha da Trindade também desempenhou um papel importante na história marítima, sendo frequentemente utilizada como ponto de apoio por exploradores, naturalistas e até piratas ao longo dos séculos. Desde sua ocupação inicial em 1756 por marinheiros portugueses até as visitas de James Cook em 1775 e Sir Clark Ross em 1839, a ilha tem sido um local de interesse para exploradores e cientistas.

A Marinha do Brasil estabeleceu uma presença duradoura na Ilha da Trindade a partir de 1958, com a fundação do Posto Oceanográfico da Ilha da Trindade (POIT).

Em resposta ao crescente interesse científico na região, o PROTRINDADE foi criado em 2007, com o propósito de coordenar e promover pesquisas científicas nessa área singular, facilitando a obtenção e disseminação de conhecimentos.

A construção da Estação Científica da Ilha da Trindade (ECIT) em 2010, proporcionou instalações modernas para pesquisadores, os quais a partir da primeira Expedição Científica coordenada pela SECIRM no ano de 2011, puderam expandir suas atividades de pesquisa na ilha que é considerada um importante laboratório natural para o Brasil. Desde então, 1.559 pesquisadores de várias universidades e instituições científicas do país receberam apoio, resultando em 130 expedições à Ilha da Trindade.

Enquanto celebramos os 17 anos do PROTRINDADE, reconhecemos a importância contínua do programa na preservação e compreensão da Ilha da Trindade e reafirmamos nosso compromisso com a pesquisa científica e a proteção do meio ambiente marinho. Parabéns a todos os envolvidos neste valioso programa e que possamos continuar a avançar no conhecimento e na conservação desse tesouro nacional!