Embarque do Grupo-Base “Antarcticus” e dos pesquisadores no NApOc Ary Rongel

PROANTAR

Como parte da preparação para o início da Operação Antártica XL (OPERANTAR XL), o Navio de Apoio Oceanográfico Ary Rongel (H-44), recebeu, no dia 06 de outubro, pesquisadores e alpinistas do PROANTAR, além dos militares integrantes do Grupo-Base “Antarcticus”, designados para o guarnecimento da Estação Antártica Comandante Ferraz (EACF) no período 2021/2022. O grupo se juntou aos tripulantes do navio para início do período de quarentena atracado, no Arsenal de Marinha do Rio de Janeiro, em cumprimento aos protocolos de segurança estabelecidos em razão da pandemia do COVID-19, antes de sua desatracação rumo ao “Continente Gelado”.

Como parte do protocolo de segurança, todos os militares e civis a bordo foram, integralmente, imunizados contra o COVID-19 e submetidos à testagem pelo método RT-PCR, no dia anterior ao embarque. Além disso, durante o período de quarentena novos testes serão realizados empregando o método antígeno e, as vésperas da partida do navio, prevista para ocorrer no dia 13 de outubro, será efetuada uma última testagem pelo método RT-PCR, garantindo a segurança de todos para o início da missão.

Militares e pesquisadores reunidos no convés do NApOc Ary Rongel após o embarque

A OPERANTAR XL terá a duração de cerca de seis meses, se encerrando no dia 13 de abril de 2022, com o retorno dos navios antárticos para o Brasil. Durante a 1ª Etapa da Operação, que será encerrada até 23 de dezembro, o navio será empregado para: o apoio logístico de pessoal e material à EACF; no apoio as atividades científicas dos projetos BRYOANTAR, CBPS-UERJ, IMANTAR, FIOANTAR e TERRANTAR; e no levantamento hidrográfico da área marítima da Ilha Rei George, onde está situada a EACF.

Procedimento de testagem dos militares e pesquisadores. Nas fotos, o Professor Paulo Camara, do projeto BRYOANTAR, e 1º SG-AM Zucolotto, da SECIRM