Você sabe o que é Atenção Farmacêutica?

Muitas pessoas têm o hábito de se automedicar e até indicar o uso de medicamentos para amigos e familiares, sem pensar que essa atitude pode ter consequências indesejadas.

Existem vários tipos de medicamentos e formas de usar cada um deles. Os anti-inflamatórios, por exemplo, devem ser ingeridos com o estômago cheio. Já os antibióticos, com o estômago vazio. O uso de medicamentos é assunto sério e deve ser tratado pelo profissional competente!

A Atenção Farmacêutica é uma prática em que o profissional e o paciente interagem diretamente. O objetivo é reduzir os efeitos indesejados causados pelo mau uso dos medicamentos e otimizar o tratamento do paciente. Dessa forma, os farmacêuticos contribuem para o uso racional dos medicamentos e mantêm a efetividade e segurança dos tratamentos, evitando a necessidade de consultas de urgência e internações.

Onde encontro o Programa de Atenção Farmacêutica?


Hospital Naval Marcílio Dias (HNMD) (21) 2599-5599
ramal 5432
Hospital Central da Marinha (HCM) (21) 2104-5635
Policlínica Naval Nossa Senhora da Glória (PNNSG) (21) 2566-1220
(21) 2566-1206
Policlínica Naval de Campo Grande (PNCG) (21) 2394-2601
Policlínica Naval de Niterói (PNN) (21) 2189-3372
ramais 1016 ou 1017
Unidade Integrada de Saúde Mental (UISM) (21) 3312-4942


Conheça o Programa de Atenção Farmacêutica (PAF) do Saúde Naval


  • O PAF é destinado a todos os usuários do Saúde Naval que utilizam medicamentos, seja por tempo determinado ou em uso contínuo;
  • A participação é voluntária, pois os resultados dependem diretamente da cooperação do paciente;
  • Na primeira consulta, o paciente esclarece dúvidas quanto ao uso de medicamentos e, posteriormente, retorna para receber acompanhamento e ser re-avaliado;
  • Como algumas pessoas tomam remédios prescritos por vários médicos, o farmacêutico organiza um mapa definindo horários para cada medicamento e como eles devem ser usados; e
  • O serviço pode ser oferecido pelo próprio farmacêutico ou por outros profissionais de saúde nos seguintes casos:
    • Nas consultas médicas;
    • Na aquisição de medicamentos nos postos do SeDiMe; e
    • Na suspeita da ocorrência de problemas por uso de medicamentos.

Ícones de compromidos e de uma embalagem de medicamentos

15 dicas para o uso correto de medicamentos


  1. Antes de suspender qualquer tratamento, consulte o médico;
  2. Tome os medicamentos na quantidade e horários prescritos por seu médico;
  3. Lave as mãos antes de manuseá-los;
  4. Administre os medicamentos em local iluminado, para evitar enganos;
  5. Confira sempre a validade;
  6. Mantenha os medicamentos na embalagem original;
  7. Se o medicamento apresentar aspecto diferente do habitual, não tome;
  8. Não misture medicamentos diferentes na mesma embalagem;
  9. Guarde seus medicamentos em local limpo, seco e protegido da luz;
  10. Não se automedique nem indique medicamentos a amigos e familiares;
  11. Tome os medicamentos SEMPRE com água;
  12. Informe ao médico todos os medicamentos que estiver tomando;
  13. Evite cortar ou fracionar os medicamentos;
  14. Pergunte ao médico se pode ou não ingerir bebida alcoólica durante o tratamento; e
  15. Se ingerir uma dose excessiva de medicamento, procure o médico ou um Centro de Controle de Intoxicações.