VI Seminário ABQ Qualidade Século XXI

Os temas Governança e Sustentabilidade estão na ordem do dia. Por essa razão a Academia Brasileira da Qualidade – ABQ os selecionou para, pela sexta vez consecutiva desde 2014, promover o VI Seminário ABQ Qualidade Século XXI no Espaço Nobre da FIESP. O título adotado, O Imperativo da Governança Sustentável, evidencia a relevância do papel da liderança das organizações em benefício da sustentabilidade nos seus aspectos tradicionais, econômico, social e ambiental, acrescido das visões cultural, ética e estética. O conceito da hélice tríplice estará representado no programa pela Universidade, pelo Governo e pelas Empresas. O evento será realizado no próximo dia 6 de novembro, das 08:00 às 14:00 horas, com acesso via Internet, comemorando o Mês Mundial da Qualidade. Este será mais uma iniciativa da Academia, que já promoveu mais de dez seminários em capitais e no interior do Brasil, assistidos presencial ou virtualmente por milhares de participantes individuais e em salas de recepção em empresas, universidades, órgãos públicos e outras organizações.

Todos os estudos de respeitadas instituições estrangeiras que vêm sendo divulgados recentemente apontam uma tendência de piora dos indicadores referentes à produtividade e competitividade brasileira nos últimos anos. A colocação do País nos rankings publicados evidencia uma posição nada lisonjeira, que não corresponde à sua dimensão geográfica, populacional e econômica. No que diz respeito especificamente à Qualidade, o estudo World State of Quality das Universidades do Minho e de Coimbra, mostra o Brasil no grupo “atrasado” entre 130 nações pesquisadas (posição 59). O VI Seminário ABQ Qualidade Século XXI objetiva chamar a atenção para esse estado de coisas, ao mesmo tempo em que busca, através de casos reais, identificar práticas e propor diretrizes capazes de reverter esse quadro. O papel da governança responsável deve ser destacado, com abordagem dos vários aspectos da sustentabilidade. Estarão participando do programa a Academia (USP, FGV, Universidade do Minho - Portugal), o Governo representado pelo BNDES, Inmetro e pela FINEP, organizações propulsoras da competitividade como o MBC, FNQ e SEBRAE, bem como transnacionais brasileiras, compondo o modelo hélice tríplice, capital para o desenvolvimento sustentável.

No primeiro painel serão expostas ANÁLISES sobre o PERFIL DA COMPETITIVIDADE BRASILEIRA realizadas em nível nacional e internacional. Os Palestrantes apresentarão, com base nos estudos de organizações nacionais e estrangeira de reconhecida credibilidade, os resultados desfavoráveis referentes à competitividade do Brasil no cenário internacional. Sugestões para alterar esse panorama serão bem-vindas e estimuladas, incluindo aquelas que se referem a melhoria da posição competitiva num horizonte de 10 a 15 anos. Vera Thorstensen – Coordenadora do Centro de Comércio Global e Investimento – CCGI/FGV – discorrerá sobre os estudos da Fundação e sua experiência pessoal na Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico – OCDE. A pesquisa Competitividade Brasil será apresentada por Samantha Cunha da CNI.

O papel da Universidade como participante ativo de iniciativas no mesmo sentido será apresentado com base em pesquisa de laboratório da USP evidenciando como a falta de planejamento prejudica o desempenho das empresas brasileiras. Os resultados desse trabalho serão apresentados por Fabio Frezatti, Diretor da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo (FEA/USP).

No BATE-PAPO COM A GOVERNANÇA, o Moderador indagará dos Diretores de empresas brasileiras de diferentes ramos industriais (Marcopolo, WEG, Randon) e de prestação de serviços (Solvi) que atuam ou possuem subsidiárias ou instalações em diversos países, de que forma a qualidade de seus produtos e serviços, a inovação e a adoção de métodos para elevar a produtividade têm sido fundamentais para enfrentarem a feroz concorrência internacional e se manterem competitivas. Eles serão incentivados pelos Moderadores a apresentar propostas úteis recomendadas face à sua experiência e resultados obtidos. A liderança de uma governança responsável será ser enfatizada, através de exemplos em que a Alta Direção incute nas pessoas da organização em todos os níveis o pertencimento da sustentabilidade nos seus vários aspectos.

Na PALESTRA abordando o sucesso mundial da agricultura e da pecuária brasileira, o ex-Ministro Acadêmico Roberto Rodrigues apresentará de que forma o agronegócio, graças ao esforço conjunto de produtores, instituições de pesquisa e órgãos governamentais, vem conquistando novos mercados, como decorrência do reconhecimento internacional do binômio qualidade – custo da produção nacional. O desafio que é manter essa trajetória de sucesso será enfatizado. Lições serão apresentadas, que podem estimular outros setores da economia.

No painel FOMENTO À COMPETITIVIDADE COM GOVERNANÇA SUSTENTÁVEL: CASOS REAIS, os Palestrantes abordarão o papel de suas instituições na promoção da qualidade, gestão e competitividade, mostrando os resultados alcançados com base em exemplos de casos reais, e direcionadores importantes que podem servir como orientação ao desenvolvimento ou crescimento de um negócio e na definição de políticas de desenvolvimento econômico, social e ambiental por parte de organizações públicas e privadas. Tomarão parte representantes do Movimento Brasil Competitivo – MBC, da Financiadora de Estudos e Projetos – FINEP, do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES, do SEBRAE – Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas e da FNQ – Fundação Nacional da Qualidade (que apresentará a proposta do Programa Brasileiro de Gestão para a Competitividade). A exposição das linhas de fomento ou apoio ao desenvolvimento será realizada através de sua aplicação de forma prática, evidenciando dessa forma a relevância da atuação da organização de fomento.

Ao final, SUMÁRIO registrará as boas práticas e sugestões de diretrizes apresentadas de forma condensada e objetiva, para futura disponibilização na página da ABQ na Internet. Instruções para participação gratuita, presencial para convidados e virtual via Web, estão disponíveis em www.abqualidade.org.br.

CRONOGRAMA:

RECEPÇÃO (8:00 - 08:25)

ABERTURA (08:30 – 8:50)  Saudação do Diretor Presidente da ABQ, Eduardo Vieira da Costa Guaragna Estudo World State of Quality - WSQ – Paulo Sampaio, Universidade do Minho (Portugal) – Vídeo Comentários sobre a posição do Brasil no WSQ – Eduardo Vieira da Costa Guaragna

ANÁLISES: PERFIL DA COMPETITIVIDADE BRASILEIRA (08:55 – 09:40)  Fabio Frezatti – Diretor da Faculdade de Economia, Administração, Contabilidade e Atuárias da Universidade de São Paulo - FEA/USP – 15 min Vera Thorstensen – Coordenadora do Centro de Comércio Global e Investimento – FGV/CCGI – 15 min Samantha Cunha – Gerência de Pesquisa e Competitividade – CNI/DIRPE/GPC - 15 min

BATE-PAPO COM A GOVERNANÇA (09:45 – 10:45) Como a governança sustentável alavanca a competitividade das transnacionais brasileiras Moderadores – Acadêmico Nigel Howard Croft e Gustavo José Kuster de Albuquerque (Diretor de Avaliação da Conformidade do Inmetro) Cesar Augusto Ferreira – Randon – Diretor de Tecnologia e Inovação de Produto Milton Castella - WEG – Diretor de Motores e Energia Alex Etevaldo da Silva – Marcopolo – Diretor Global de Qualidade e Confiabilidade de Produto Célia Francini – Solvi - Diretora de Auditoria Interna e Controles

INTERVALO – NETWORKING (10:50 – 11:20)

PALESTRA (11:25 – 11:45) – Os porquês do sucesso do agronegócio brasileiro. Que lições podemos tirar? Acadêmico Roberto Rodrigues

PAINEL- FOMENTO À COMPETITIVIDADE SUSTENTÁVEL: CASOS REAIS (11:50 - 13:25) FNQ – PBGC: uma proposta - Acadêmico Jairo Martins da Silva - Presidente Executivo da Fundação Nacional da Qualidade (15 min) FINEP – Rodrigo Secioso de Sá – Superintendente da Área de Inovação 3 (15 min) MBC – Rogerio Caiuby – Conselheiro Executivo (15 min) BNDES – Irecê Fraga Kauss Loureiro – Chefe do Departamento de Produtos e Inovação (15 min) SEBRAE – Cesar Reinaldo Rissete - Gerente da Unidade de Competitividade (15 min) Debates – Moderador - Acadêmico Reinaldo Ferraz

PRÊMIO ABQ PERSONALIDADE DA QUALIDADE (13:30 – 13:35) Entrega do Prêmio

HOMENAGEM AO ACADÊMICO I.M. JOÃO MÁRIO CSILLAG (13:3 (13:35 – 13:40) Acadêmico Francisco Uras

SUMÁRIO/ENCERRAMENTO – Acadêmicos Vivaldo A. Russo/ Eduardo Vieira da Costa Guaragna (13:45 – 14:00)

Programa sujeito a alterações. O conteúdo das apresentações reflete a opinião dos palestrantes. Os horários previstos no programa serão rigorosamente cumpridos, inclusive em virtude do acesso via Web. Recomenda-se pontualidade na chegada à recepção dos participantes presenciais. Acesso via Web disponível às 08:00.