Palestra da 1ª Oficial General das Forças Armadas marca o início do 1º Estágio de Operações de Paz para Mulheres conduzido no Brasil

09/12/2018
 
Almirante Dalva ministra aula inaugural para o 1º estágio
de Operações de Paz Feminino
 
Em 3 de dezembro, na Escola de Operações de Paz de Caráter Naval, a aula inaugural, proferida pela Contra-Almirante, médica, Dalva Maria Carvalho Mendes, marcou o início do 1º Estágio de Operações de Paz para Mulheres.
 
A iniciativa pioneira é o resultado de parceria entre a Marinha do Brasil e a Organização das Nações Unidas (ONU) e visa atender as metas estabelecidas pela ONU de significativa ampliação da participação feminina nas Operações de Paz.
 
A Contra-Almirante Dalva, integrante da primeira turma de oficiais incorporadas à Marinha do Brasil e primeira brasileira a ser promovida a oficial-general, motivou todas as participantes do estágio ao abordar o tema “A importância da mulher nas Forças Armadas”. Sua aula apresentou aspectos históricos da integração da mulher no ambiente militar e a contribuição inestimável da mulher no cumprimento das missões constitucionais das Forças Armadas, inspirando a turma a manter e ampliar o protagonismo feminino, também por meio da participação em missões de paz.
 
O primeiro dia do estágio, contou ainda com uma palestra sobre o tema “Participação feminina em operações de paz”, ministrada pela Doutora Renata Giannini, pesquisadora do tema “mulher, paz e segurança”, do Instituto Igarapé,
 
O estágio conta com a participação de 38 alunas, sendo 26 militares da Marinha do Brasil; uma oficial da Força Aérea Brasileira; três oficiais da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro e sete civis, sendo uma do Centro de Informação das Nações Unidas no Brasil, duas da Universidade Federal Fluminense e duas da Universidade Federal do Rio de Janeiro.
 
A Escola de Operações de Paz de Caráter Naval está localizada no Centro de Instrução Almirante Sylvio de Camargo, principal estabelecimento de ensino do Corpo de Fuzileiros Navais da Marinha do Brasil.
 
Participantes do 1º Estágio de Operações de Paz para Mulheres