Operação “Ágata”: mais de 300 embarcações são inspecionadas no Amapá

24/11/2021
Fonte: Centro de Comunicação Social da Marinha
 
Meios Navais empregados na Operação “Ágata”
 
A Capitania dos Portos do Amapá (CPAP) e a Agência da Capitania dos Portos do Amapá no Oiapoque participaram, no período de 8 a 17 de novembro, da Operação “Ágata 2021”, reforçando as ações de fiscalização do tráfego aquaviário, a fim de assegurar a salvaguarda da vida humana no mar, rios e lagos, a segurança da navegação e a prevenção da poluição hídrica oriunda de embarcações. Na oportunidade, foram realizadas 367 abordagens, sendo sete meios notificados e nove apreendidos.
 
Durante as atividades de inspeção naval, a CPAP apreendeu uma balsa, que transportava 1.450 toneladas de brita, sem documento de origem de extração do material, que ficou retido pelo Ibama até a comprovação. Também foram apreendidos 740 quilos de pescado, que estavam sendo transportados de forma irregular em uma embarcação, e doados ao programa Mesa Brasil do Serviço Social do Comércio.
 
Ainda nas abordagens, militares da Marinha distribuíram panfletos educativos sobre segurança da navegação, salvaguarda da vida humana e prevenção ao escalpelamento para comandantes, tripulantes e passageiros, alertando para os cuidados necessários.
 
Material apreendido durante a Operação
 
Tivemos saldo positivo com mais uma etapa de Operação ‘Ágata’ no Amapá, pois não houve registros de acidentes no período. As ações de fiscalização do tráfego aquaviário e de prevenção ao escalpelamento continuarão sendo realizadas, visando educar, dissuadir e notificar eventuais infratores das Normas da Autoridade Marítima Brasileira as quais possam pôr em risco a população ribeirinha e os profissionais aquaviários”, ressaltou o Capitão dos Portos do Amapá.