Navio Polar “Almirante Maximiano” desatraca para a 40ª Operação "Antártica"

16/11/2021
Fonte: Centro de Comunicação Social da Marinha
 
NPo Almirante Maximiano” desatraca do Arsenal de Marinha do Rio de Janeiro
 
No dia 14 de novembro, o Navio Polar (NPo) “Almirante Maximiano” desatracou do Arsenal de Marinha do Rio de Janeiro (AMRJ) para a 40ª Operação "Antártica" (OPERANTAR XL).
 
Ao longo dos últimos seis meses, o navio passou por um Período de Manutenção Geral, em que efetuou importantes manutenções nos seus sistemas e equipamentos, com apoio do AMRJ e das demais Organizações Militares Prestadoras de Serviços (OMPS) do Rio de Janeiro, além da participação da empresa WEG, no reparo de um de seus Geradores de Eixo.
 
O “Tio Max”, como é conhecido o NPo “Almirante Maximiano”, prestará apoio logístico à Estação Antártica Comandante Ferraz e, em conjunto com o Navio de Apoio Oceanográfico “Ary Rongel”, que já se encontra na Antártica dando suporte ao Programa Antártico Brasileiro (PROANTAR), será empregado na realização de pesquisas científicas, no lançamento e recolhimento de acampamentos científicos e nos levantamentos hidrográficos em proveito do Plano de Trabalho de Hidrografia 2020-2023, da Diretoria de Hidrografia e Navegação.
 
Criado em 1982, o PROANTAR incluiu o Brasil no grupo de 29 países que definem o futuro da Antártica e do Oceano Austral. O objetivo do Programa é ampliar o conhecimento científico no continente gelado, com o objetivo de compreender seus fenômenos e a influência deles sobre o território brasileiro.