Nomar Online

1° Esquadrão de Helicópteros de Emprego Geral participa de missão de apoio ao Posto Oceanográfico da Ilha da Trindade

29/10/2019
 
Embarcado no NDM “Bahia”, o “Águia-84” fez o transporte de material, de militares e de pesquisadores para a Ilha da Trindade
 
O 1° Esquadrão de Helicópteros de Emprego Geral (EsqdHU-1), representado pela aeronave “Águia-84”, participou de missão de apoio ao Posto Oceanográfico da Ilha da Trindade , no período de 8 a 19 outubro. A aeronave, embarcada no Navio Doca Multipropósito “Bahia”, ficou responsável pelo transporte de material e pelo translado de militares e pesquisadores para a ilha.
 
Na fase de regresso do navio, foi realizada, ainda, uma ação de presença na região, conhecida por ser o extremo oriente do território brasileiro.

Marinha participa das comemorações do aniversário da cidade de Goiânia-GO

29/10/2019
 
Apresentação da Banda de Música do Grupamento de Fuzileiros Navais de Brasília no Shopping Flamboyant
 
No período de 16 a 24 de outubro, a Marinha do Brasil, por meio do Comando do 7º Distrito Naval (Com7ºDN), esteve presente na cidade de Goiânia-GO, para as comemorações alusivas ao aniversário da cidade. Exposição em shopping, apresentações musicais e palestras compuseram o rol de atividades conduzidas para celebração da data.
 
A exposição “A Marinha no Planalto Central”, montada no Shopping Flamboyant, localizado no centro da capital goiana, no período de 18 a 20 de outubro, mostrou aos visitantes algumas das atividades desenvolvidas pela Marinha do Brasil (MB), com a realização de oficinas de nós; exposição de equipamentos táticos do Grupamento de Fuzileiros Navais de Brasília (GptFNB), maquetes de meios navais, como submarinos, navios de superfície e aeronaves, da Estação Antártica Comandante Ferraz, dentre outras peças.
 
A Banda de Música do Grupamento de Fuzileiros Navais de Brasília emocionou do shopping. “A gente se emociona e canta junto. É maravilhoso.”, disse Marcelo Moraes, entusiasmado com a qualidade musical da Banda.
 
Mais de 1,5 mil universitários tiveram a oportunidade de conhecer melhor a “Amazônia Azul” e os diversos processos seletivos para ingresso na Marinha, por meio da realização de palestras nas principais universidades goianas, como a Universidades Federal de Goiânia, Uni-Anhanguera, Salgado de Oliveira, Cambury e Uni-Alfa. Estas instituições de ensino também assistiram a apresentações da Banda do GptFNB e do Conjunto Musical FuziJazz.
 
A participação da Marinha nas comemorações do aniversário de Goiânia consolida a presença da Força no coração do País, constrói laços de amizade e demonstra as diversas atividades desenvolvidas pela MB.
 
Militar da Marinha realiza palestra em instituição de ensino de Goiânia-GO

Marinha participa de desfile cívico-militar em comemoração ao aniversário de Goiânia-GO

29/10/2019
 
Guarda-Bandeira da Marinha durante desfile
 
No dia 24 de outubro, data em que a cidade de Goiânia-GO comemorou 86 anos, representantes de instituições e população local participaram de um desfile cívico-militar, na Avenida 24 de outubro, no Setor Campinas. O palanque de honra contou com a presença de autoridades locais, dentre elas o Governador do Estado de Goiás, o Comandante do 7º Distrito Naval e o Prefeito da cidade.
 
A Marinha comandou o desfile militar, sendo representada por uma companhia composta por uma Guarda-Bandeira, um pelotão feminino, um pelotão de marinheiros e um pelotão de fuzileiros navais, além da Banda de Música do Grupamento de Fuzileiros Navais de Brasília e de viaturas operativas. No total, 130 militares participaram do evento.
 
Ao todo, 7 mil pessoas participaram da solenidade que teve início com a execução do Hino Nacional e o hasteamento das Bandeiras em frente ao palanque principal. Para a professora Daniela Mendes, ter a presença da Marinha na cidade foi marcante: “Deixa o nosso evento de aniversário mais lindo ainda”, comentou.
 
 
Governador do Estado de Goiás (centro), Comandante do 7º Distrito Naval (à dir.) e Prefeito da cidade de Goiânia (à esq.) durante hasteamento de Bandeiras

Alunos do Profesp do CIAMPA visitam a 15ª Semana de Ciência e Tecnologia na Zona Oeste

29/10/2019
 
Alunos do Profesp durante evento
 
Alunos do Programa Forças no Esporte (Profesp) do Centro de Instrução Almirante Milcíades Portela Alves (CIAMPA) participaram, no dia 22 de outubro, da 15a Semana de Ciência e Tecnologia na Zona Oeste, no Centro Esportivo Miécimo da Silva, em Campo Grande, no Rio de Janeiro–RJ. No evento, os alunos visitaram estandes de escolas estaduais e universidades, assistiram a palestras sobre desenvolvimento sustentável, técnicas de economia de energia e de cultivo de hortaliças hidropônicas e orgânicas e temas atinentes à reeducação alimentar. O grupo de dança do Profesp do CIAMPA apresentou-se no ginásio do Centro Esportivo.
 
O Comandante do CIAMPA destacou a importância do evento, pois a visita possibilitou aos alunos o acesso a um importante evento cultural.

Marinha realiza limpeza de resíduos de óleo em praias na Bahia e em Sergipe

28/10/2019
 
Militares coletam resíduos sólidos, em Ilhéus-BA
 
Ao longo do dia 26 de outubro, militares da Marinha do Brasil, subordinados ao Comando do 2º Distrito Naval, realizaram limpeza em algumas praias da área de jurisdição. A Delegacia da Capitania dos Portos em Ilhéus realizou a remoção de resíduos de óleo na Praia dos Milionários e São Miguel, em Ilhéus-BA. Já a Capitania dos Portos de Sergipe fiscalizou e contribuiu na limpeza da Praia de Cinelândia, em Aracaju-SE, junto com integrantes da Petrobras, Secretaria Municipal do Meio Ambiente de Aracaju, do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade e voluntários.
 
Uma equipe do Grupamento de Fuzileiros Navais de Salvador também encontrou resíduos oleosos na Praia do Rio Vermelho e Stella Maris, em Salvador-BA, a maioria em pedras. O material foi retirado pelos militares e voluntários do grupo “Guardiões do Litoral”. Também foram encontrados e retirados resíduos da Praia de Pratigi, em Morro de São Paulo-BA.
 
Além disso, diariamente, as equipes das Capitanias dos Portos, Delegacias e Agências subordinadas monitoraram a área costeira da Bahia e Sergipe, em coordenação com órgãos ambientais e prefeituras da região. Também são empregadas equipes de Fuzileiros Navais na área costeira de Salvador e na área interna da Baía de Todos-os-Santos.
 
Militares atuam na limpeza da praia de Pratigi, na Ilha de Tinharé-BA

Fragata “’União” recebe crianças do Projeto “Mensagem ao Marinheiro”

28/10/2019
 
Crianças do projeto “Mensagem ao Marinheiro” durante visita à Fragata “União”
 
A Capitania dos Portos de Alagoas desenvolveu um projeto junto a crianças de escolas de Ensino Fundamental da cidade de Maceió, chamado “Mensagem ao Marinheiro”, com o objetivo de divulgar a Marinha do Brasil e sua importância para o País. Militares da Capitania visitaram as escolas e apresentaram às crianças a atuação da Fragata “União” na Força-Tarefa Marítima da Força Interina das Nações Unidas no Líbano (FTM-UNIFIL). Em seguida, os alunos foram incentivados a escrever cartas aos tripulantes do navio. Dessa forma, cada tripulante da “União” recebeu um texto de incentivo e agradecimento.
 
Para agradecer às mensagens recebidas, a Fragata “União” visitou o porto de Maceió, em escala logística no regresso da Comissão “Líbano XV”, e recebeu, no dia 17 de outubro, 70 crianças participantes do projeto, que tiveram a oportunidade de conhecer os principais sistemas do navio, inclusive o helicóptero Super Lynx. Na ocasião, participaram de oficinas de nós e conheceram alguns dos militares que receberam suas cartas.
 
Ao final da visita, o Comandante da Fragata “União”, Capitão de Fragata André Rodrigues Silva Selles, agradeceu as mensagens enviadas. Cada criança recebeu uma mensagem em resposta dos tripulantes do navio para os quais haviam escrito.
 
Crianças durante visita ao passadiço

Delegacia da Capitania dos Portos em Itajaí-SC realiza ação cívico-social em comemoração ao Dia das Crianças

28/10/2019
 
Ação foi realizada na Associação Pró Menor Lar Padre Jacó
 
A Delegacia da Capitania dos Portos em Itajaí (DelItajaí), no dia 11 de outubro, realizou ação cívico-social  na Associação Pró Menor Lar Padre Jacó, localizada no Município de Itajaí-SC, responsável por acolher e educar crianças, adolescentes e jovens em situação de vulnerabilidade social.
 
Militares da DelItajaí promoveram um dia de brincadeiras em comemoração ao Dia das Crianças, celebrado em 12 de outubro. Além da presença da Marinha do Brasil, alunos do curso de Gastronomia da Universidade do Vale do Itajaí apoiaram a causa e promoveram um café.
 

Delegacia da Capitania dos Portos em Itajaí recebe estudantes na Semana da Criança

28/10/2019
 
Alunos do Centro de Educação Infantil Zig Zag na Deltajaí
 
A Delegacia da Capitania dos Portos em Itajaí (Delitajaí) abriu os portões, nos dias 9 e 11 de outubro, para crianças e professoras do Centro de Educação Infantil Zig Zag. A iniciativa ocorreu por conta da Semana da Criança.
 
A visita foi realizada em parceria com a Polícia Federal, que promoveu uma atividade recreativa utilizando cães farejadores. Crianças e professoras conheceram as instalações e os meios operativos da Marinha do Brasil em Itajaí.

Marinha atua na limpeza de material oleoso na Bahia e Sergipe

27/10/2019
 
Militares atuaram na coleta de resíduos sólidos em Ilhéus-BA
 
Ao longo do dia 25 de outubro, militares da Marinha do Brasil (MB), subordinados ao Comando do 2º Distrito Naval, realizaram a remoção de resíduos de óleo em Ilhéus-BA. Parte da tripulação do Navio-Varredor (NV) “Aratu”, que realizava monitoramento na área do Arquipélago de Tinharé, na Bahia, também foi empregada na limpeza das praias de Morro de São Paulo e Boipeba-BA.
 
Em paralelo, a Marinha realizou sobrevoos de reconhecimento, em aeronaves do Ibama e da Petrobras, para detectar o aparecimento de manchas de óleo em sua área de jurisdição do 2º Distrito Naval, ao sul de Salvador-BA, incluindo pouso em Boipeba.
 
Além disso, diariamente, as equipes das Capitanias dos Portos, Delegacias e Agências subordinadas monitoraram a área costeira da Bahia e Sergipe, em coordenação com órgãos ambientais e prefeituras da região. Também são empregadas equipes de Fuzileiros Navais na área costeira de Salvador e na área interna da Baía de Todos-os-Santos.

 

Navios da Marinha do Brasil recolhem 2.700 quilos de óleo no mar de cinco estados do Nordeste

27/10/2019
 
Navio-Patrulha “Guaíba” recolheu resíduos de óleo nas mediações da Praia do Paiva-PE
 
Os navios da Marinha do Brasil recolheram, desde o início das ações de combate às manchas de óleo no Nordeste, 2.700 quilos de resíduos nos estados de Alagoas, Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte e Ceará, que compõem a área de jurisdição do Comando do 3º Distrito Naval (Com3ºDN).
 
Foram empregados até o momento, no mar dos cinco estados nordestinos, os Navios-Patrulha “Macaé”, “Macau”, “Guaíba”, “Goiana”, “Graúna”, “Gravataí”, e “Bocaina”; o Navio-Balizador “Comandante Manhães”; a Corveta “Caboclo”; e o Navio de Desembarque de Carros de Combate "Almirante Saboia".
 
Como previsto no Plano Nacional de Contingência, para a gestão de ações de resposta e elucidação dos fatos, o Grupo de Acompanhamento e Avaliação (GAA), formado pela Marinha do Brasil, o Ibama e a ANP, vem realizando um trabalho incessante, desde a primeira aparição de manchas de óleo, de monitoramento do litoral e limpeza das praias, além de conduzir investigação sobre causas e circunstâncias do evento.
 
O GAA atua em coordenação com o Exército Brasileiro, Força Aérea Brasileira, ICMBio, Polícia Federal, Petrobras, Defesa Civil, assim como, diversas instituições e agências federais, estaduais e municipais, além de empresas e universidades.

 

Militares da Marinha do Brasil recolhem resíduos de óleo em Feliz Deserto-AL

27/10/2019
 
Militares da Marinha do Brasil recolheram aproximadamente seis toneladas de resíduos oleosos na praia de Feliz Deserto-AL
 
Militares da Marinha do Brasil recolheram resíduos oleosos na praia de Feliz Deserto, no estado de Alagoas, no dia 25 de outubro. Durante a operação, foram retiradas da praia aproximadamente seis toneladas do material que vem poluindo o litoral do Nordeste brasileiro desde o início de setembro.
 
A ação de limpeza foi realizada pela Capitania dos Portos de Alagoas e contou com a participação da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos e funcionários da Prefeitura de Feliz Deserto. A cooperação de instituições federais, estaduais, municipais e de voluntários, vem auxiliando na recuperação de praias e rios afetados.

 

Marinha do Brasil monitora área marítima do estado da Paraíba

26/10/2019
 
Militares do Navio-Patrulha “Guaíba” monitoram área marítima na Paraíba
 
Militares da Marinha do Brasil (MB), por meio do Navio-Patrulha (NPa) "Guaíba" monitoraram, no dia 25 de outubro, a área marítima na Paraíba, em ações de combate às manchas de óleo no Nordeste.
 
Em resposta ao crime ambiental ocorrido em setembro, quando houve um derramamento de petróleo no litoral do Nordeste, a MB já empregou mais de 2,7 mil militares de 48 organizações militares, distribuídos em 16 navios de superfície, 2 helicópteros, 4 aeronaves de asa fixa da Força Aérea Brasileira, 63 viaturas, 2 grupamentos de fuzileiros navais, 21 equipes de inspeção naval e cinco centros de comando das operações, tendo realizado, até hoje, mais de 1,2 mil inspeções navais.

 

Marinha, Exército e Ibama realizam ação conjunta na praia de Jaguaribe-PE no combate a manchas de óleo

26/10/2019
 
Trabalho conjunto de militares e Ibama na remoção de resíduos de óleo
 
A Marinha em conjunto com Exército e o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) realizaram, em 25 de outubro, ação de limpeza, na praia de Jaguaribe-PE, para remoção de manchas de óleo.
 
Desde o dia 2 de setembro, o Brasil está unido no combate ao crime ambiental ocorrido na região Nordeste. Como previsto no Plano Nacional de Contingência, para a gestão de ações de resposta e elucidação dos fatos, o Grupo de Acompanhamento e Avaliação, formado pela Marinha do Brasil, o Ibama e a Agência Nacional do Petróleo, realiza um trabalho incessante, desde a primeira aparição de manchas de óleo, de monitoramento do litoral e limpeza das praias, além de conduzir investigação sobre causas e circunstâncias do evento.

 

Marinha realiza coletiva de imprensa para divulgar ações de combate ao óleo no mar

25/10/2019
 
Entrevista coletiva realizada em Recife-PE
 
Em entrevista coletiva realizada, nessa sexta-feira, dia 25, na Capitania dos Portos de Pernambuco, o Comandante de Operações Navais, Almirante de Esquadra Leonardo Puntel, afirmou que todos os esforços continuam voltados para a limpeza das praias do Nordeste.
 
“Nossos Fuzileiros Navais e marinheiros, assim como os soldados do Exército e da Força Aérea, já trabalharam e estão trabalhando em várias praias. Hoje, mais precisamente, as ações ocorrem em Sirinhaém e Jaguaribe, na Ilha de Itamaracá e, efetivamente, já conseguiram deixar essas localidades 90% limpas”, afirmou o Almirante Puntel.
 
Participaram também da coletiva o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, o Presidente do Ibama, Eduardo Bim, entre outras autoridades. Na coletiva, as autoridades falaram sobre as investigações da origem do material, as áreas atingidas e as ações para limpeza das praias.
 
Durante a coletiva, o Ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, declarou a importância dos esforços conjuntos para a garantia da limpeza das praias. “O objetivo é justamente esse, que a União, Estado, Municípios, a própria população civil, que tem sido um grande braço forte, os voluntários, somem esforços para vencermos esse momento, que, certamente, é um momento de dificuldade aqui nas praias do Nordeste”, declarou.
 

Batalhão Tonelero realiza capacitação para operações em clima frio no Chile

25/10/2019
 
Marcha com raquete foi uma das atividades realizadas durante o intercâmbio
 
O Batalhão de Operações Especiais de Fuzileiros Navais, conhecido como Batalhão Tonelero, capacitou oito Comandos Anfíbios em técnicas e procedimentos básicos para operações em clima frio, no período de 23 de setembro a 6 de outubro, na região do vulcão Lonquimay, na Patagônia Oriental chilena, porção Leste da Cordilheira do Andes.
 
Este treinamento faz parte do Programa de Intercâmbios da Marinha do Brasil com a Armada da República do Chile, sob a coordenação do Comando-Geral do Corpo de Fuzileiros Navais, com o propósito de qualificar pessoal e ampliar o apoio dos Fuzileiros Navais às atividades desenvolvidas para o ambiente de clima frio.
 
Durante o intercâmbio, conduzido por uma equipe de Comandos da Marinha do Chile, foram ministradas instruções teóricas e práticas, voltadas para o desempenho de atividades operativas e de apoio em ambientes gelados, como os encontrados na Antártica. Algumas das atividades desenvolvidas foram primeiros socorros, escaladas no gelo, marchas na neve, ações de busca e resgate de pessoal.
 
A equipe de Comando Anfíbios do Batalhão Tonelero foi capacitada com técnicas e procedimentos para o uso de equipamentos especiais, como as raquetes e esquis para neve, trenós para transporte de pessoal e material e demais itens empregados nas escaladas e deslocamentos naquele ambiente. A escalada do vulcão Lonquimay (2.865 m) coroou o intercâmbio e foi realizada em quatro dias, com pernoites em abrigos, alguns construídos pelos próprios militares, sob nevascas e temperaturas extremas, com sensação térmica de até 15ºC negativos.
Na capacitação, os militares também simularam resgate com maca na neve

Fragata “União” recebe 3.500 pessoas em visitação pública na cidade de Maceió-AL

25/10/2019
 
Visitantes conhecem o passadiço
 
A Fragata “União”, no regresso da Operação Líbano XV, na qual atuou durante seis meses como navio capitânia da Força-Tarefa Marítima (FTM) da Força Interina das Nações Unidas no Líbano (UNIFIL), realizou uma escala logística no porto de Maceió-AL, no período de 17 a 21 de outubro, antes de chegar a seu porto sede, na Base Naval do Rio de Janeiro.
 
Durante a estadia em Maceió, o navio esteve aberto à visitação pública, no sábado e domingo. A população da cidade compareceu em bom número, sendo recebidas, nos dois dias, cerca de 3.500 pessoas.
 
No decorrer da visitação, os Maceioenses conheceram um pouco da rotina da tripulação com exposição de materiais de marinharia e controle de avarias, vídeos e fotos de atividades operativas realizadas, e também conhecerem os sistemas de armas e estruturas do navio.
 
Encerrando o dia, ao pôr-do-sol, os visitantes participaram do cerimonial à Bandeira. O evento foi explicado passo a passo pelo fonoclama, de forma que todos entendessem o cerimonial.
 
Visitantes acompanham o cerimonial à Bandeira

Marinha remove resíduos no município de Barra de São Miguel-AL

25/10/2019
Militares da MB durante ação em Alagoas

Ao longo de todo o dia (24), militares da Marinha do Brasil realizaram a remoção de resíduos óleo em Barra São Miguel, Alagoas.

Para gerir ações de resposta e elucidar os fatos relativos ao derramamento de óleo ocorrido em setembro, no litoral do Nordeste, o Grupo de Acompanhamento e Avaliação (GAA), formado pela Marinha do Brasil, o IBAMA e a Agência Nacional de Petróleo, vem realizando um trabalho incessante, desde a primeira aparição de manchas, de monitoramento do litoral e limpeza das praias, além de conduzir investigação sobre causas e circunstâncias do evento. O GAA continuará atuando, o tempo que for preciso, sem medir esforços, tanto para a identificação da origem como na redução dos impactos ambientais.

Marinha retira resíduos de óleo na Praia de Búzios, no Rio Grande do Norte

25/10/2019
 
Marinheiros durante a ação de limpeza nas areias da Praia de Búzios – RN
 
Nesta quinta-feira (24), militares da Marinha, em parceria com o IBAMA e a Petrobras, promoveram ação de limpeza na Praia de Búzios, no litoral do Rio Grande do Norte, para remover pequenos resíduos de óleo que foram encontrados na região. Ao todo, foi retirada do local aproximadamente meia tonelada de material.
 
Desde o início de setembro, o Brasil está unido no combate ao crime ambiental ocorrido na região Nordeste. Como previsto no Plano Nacional de Contingência, para a gestão de ações de resposta e elucidação dos fatos, o Grupo de Acompanhamento e Avaliação, formado pela Marinha do Brasil, o IBAMA e a Agência Nacional do Petróleo, realiza um trabalho incessante, desde a primeira aparição de manchas de óleo, de monitoramento do litoral e limpeza das praias, além de conduzir investigação sobre causas e circunstâncias do evento.
 

Militares da Marinha realizam ação de limpeza em praia de Paulista – PE

25/10/2019
 
Miltares da MB removem óleo em praia de Pernambuco
 
Marinheiros do Comando do 3º Distrito Naval retiraram, nesta quinta-feira (24), manchas de óleo encontradas na Praia de Pau Amarelo, no município de Paulista-PE.
 
Em resposta ao crime ambiental ocorrido em setembro, quando houve um derramamento de petróleo no litoral do Nordeste, a MB já empregou mais de 2,7 mil militares de 48 organizações militares, distribuídos em 16 navios de superfície, 2 helicópteros, 4 aeronaves de asa fixa da Força Aérea Brasileira, 63 viaturas, 2 grupamentos de fuzileiros navais, 21 equipes de inspeção naval e cinco centros de comando das operações, tendo realizado, até hoje, mais de 1,2 mil inspeções navais.
 

CIASC sedia simulação da 40ª Operação “Dragão”

24/10/2019
 
Exercício realizado no Centro de Simulação
 
No período de 11 a 18 de outubro, foi realizada, pela Força de Fuzileiros da Esquadra, a simulação da 40ª Operação “Dragão”, no Centro de Simulação do Corpo de Fuzileiros Navais, localizado no Centro de Instrução Almirante Sylvio de Camargo (CIASC), no Rio de Janeiro-RJ.
 
O exercício possibilitou o controle da ação planejada com a realização de diversas interações com a Força de Defesa, concretizando uma valiosa experiência para o adestramento dos estados-maiores da Força de Desembarque. As lições aprendidas permitirão ainda a realização de ajustes no planejamento da ação.
 
O objetivo da “Dragão” é treinar as forças navais e de Fuzileiros Navais para operações anfíbias de alta complexidade. O exercício conta com a participação de cerca de 2,8 mil militares, além de meios navais e aéreos do Comando em Chefe da Esquadra, dos Comandos do 1º e do 2º Distritos Navais, da Força de Fuzileiros da Esquadra e do Comando do Desenvolvimento Doutrinário do Corpo de Fuzileiros Navais.
 
Simulação ocorreu também na área externa do CIASC

Marinha do Brasil realiza combate ao câncer de colo de útero no interior do Estado do Amazonas

24/10/2019
 
NAsH "Soares de Meirelles" durante navegação no Rio Amazonas próximo ao município de Tabatinga-AM
 
No dia 2 de outubro, o Navio de Assistência Hospitalar (NAsH) “Soares de Meirelles”, subordinado ao Comando da Flotilha do Amazonas, desatracou rumo à cidade de Tabatinga-AM, para receber uma equipe de médicos especialistas da Escola Paulista de Medicina da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e realizar a tradicional Operação “Outubro Rosa”, edição de 2019.
 
Até o dia 27 de outubro, o navio estará oferecendo atendimentos especializados nas áreas de odontologia, ginecologia, mastologia, pediatria e dermatologia nas comunidades de Tabatinga (dias 14, 15 e 18 de outubro), Feijoal (dia 17 de outubro), São Paulo de Olivença (dias 20 e 21 de outubro), Santo Antônio do Içá (22 e 23 de outubro), Jaruama (24 de outubro) e Camará (26 de outubro), no estado do Amazonas.
 
Para realizar essa operação, o NAsH “Soares de Meirelles” conta com dois consultórios médicos, dois consultórios odontológicos (com duas cadeiras cada), sala de procedimentos hospitalares, laboratório, sala de radiografia, equipamento de ultrassom, farmácia, sala de vacinação e sala de coleta de exames, compostos por oito médicos, sete dentistas, duas enfermeiras, uma farmacêutica bioquímica e oito técnicos de enfermagem.
 
A Operação “Outubro Rosa” tem, por princípio, prestar atendimentos especializados com foco na campanha mundial de combate e prevenção ao câncer de mama e de colo do útero, voltado à saúde da mulher. Relacionado ao tema, também serão realizadas palestras para conscientização a respeito da prevenção e da importância do diagnóstico precoce, aumentando as chances de cura e reduzindo a mortalidade.
 
Navio presta apoio à Campanha “Outubro Rosa” 2019

Escola Naval recebe o Aviso de Apoio

24/10/2019
 
Descerramento do indicativo visual do AvAp “Lord Gato” realizado pelo Almirante de Esquadra Nazareth e por Ana Brancante
 
No dia 13 de outubro, a Escola Naval (EN) realizou a cerimônia de recebimento do Aviso de Apoio (AvAp) “Lord Gato”, doado à Marinha do Brasil, em testamento, por Carlos Brancante.
 
A cerimônia foi presidida pelo Chefe do Estado-Maior da Armada, Almirante de Esquadra Celso Luiz Nazareth, representando o Comandante da Marinha, e contou com a presença de diversas autoridades, familiares e amigos do célebre marinheiro.
 
Ana Brancante recebe do Comandante da Escola Naval o Pavilhão da Sociedade Amigos da Marinha de São Paulo, utilizado por Carlos Brancante em suas viagens
 
Nascido em 1942, Carlos Brancante acumulou ao longo de sua vida aproximadamente 150 mil milhas navegadas, com quase 1,8 mil dias de mar. Foi presidente da Sociedade Amigos da Marinha de São Paulo por dez anos e teve fundamental importância na criação e organização do Simpósio de Segurança do Navegador Amador, cuja primeira edição teve como sede a Escola Naval. Recebeu o reconhecimento da Marinha do Brasil por meio de diversas condecorações, como a Medalha “Mérito Marinheiro”, honraria concedida aos marinheiros que alcançam 1,5 mil dias de mar.
 
AvAp “Lord Gato” foi incorporado à Marinha do Brasil
 
O “Lord Gato” foi legado à Marinha para ser uma embarcação de representação do Comandante da Marinha e, enquanto Aviso de Apoio, pertencente à dotação de embarcações da Escola Naval, contribuirá para a missão de formar futuros oficiais da Força.

NAsH “Soares de Meirelles” realiza evacuação médica hidroviária

24/10/2019
 
Paciente a bordo da lancha do “Soares de Meirelles”
 
O Navio de Assistência Hospitalar (NAsH) “Soares de Meirelles”, subordinado ao Comando da Flotilha do Amazonas, realizou, no dia 17 de outubro, uma evacuação médica hidroviária por lancha de um paciente (menor de idade) com diagnóstico de traumatismo cranioencefálico e com sinais de perda de consciência devido a uma queda de um veículo em movimento.
 
Após avaliação da equipe médica do navio, composta por militares da Marinha do Brasil e por profissionais da Universidade Federal de São Paulo – que estão atuando no navio em parceria especial para a Operação “Outubro Rosa” 2019 - foi observada a necessidade da sua evacuação imediata para o centro urbano mais próximo, dado o quadro de baixa saturação de oxigênio no sangue e flutuação do estado de consciência.
 
A situação do paciente era gravíssima e, em caráter de emergência, foram lançadas duas lanchas para a condução do menor, de familiares e da equipe de saúde da comunidade de Feijoal-AM, que seguiu para o município de Tabatinga-AM. Lá, uma equipe da Capitania Fluvial removeu o paciente em uma UTI móvel para uma Unidade de Pronto Atendimento.
 
No dia 18 de outubro, o paciente foi estabilizado. Já sob os cuidados da equipe médica local, recebeu alta hospitalar e encontra-se em bom estado geral de saúde.
 

Comando do 1º Distrito Naval, Concessionária Light e Ambio lançam projeto de eficiência energética

24/10/2019
 
Representantes das três instituições durante lançamento do projeto
 
No dia 17 de outubro, ocorreu, no Salão Histórico do Comando do 1º Distrito Naval (Com1ºDN), a Cerimônia de lançamento do projeto de eficiência energética – fruto de uma parceria firmada entre o Comando do 1º Distrito Naval, a Concessionária Light e a empresa Ambio. O evento contou com a presença do Comandante do 1º Distrito Naval, Vice-Almirante Flávio Augusto Viana Rocha; do Coordenador do Programa de Eficiência da Light, Roberto de Miranda Musser; da Gerente de Comunidade e Eficientização Energética da Concessionária Light, Margarete Heleno da Silva; e do Diretor Técnico da empresa Ambio, Rodrigo Galina.
 
O Comando do 1º Distrito Naval, em parceria com a empresa Ambio, foi aprovado na 5ª chamada pública de projetos de eficiência energética da Concessionaria Light Serviços de Eletricidade. O projeto custará um montante de R$ 1.737.365,52 e será integralmente custeado pela Light e executado pela Ambio. Contempla o retrofit dos sistemas de climatização do prédio e rancho deste comando, assim como o retrofit de iluminação no complexo do 1º Distrito Naval.
 
Durante o evento, o Coordenador do Programa de Eficiência da Light, Roberto de Miranda Musser, apresentou o processo de chamada pública de projetos da Concessionária e ressaltou os principais benefícios do Projeto de Eficiência Energética (PEE) como a economia de energia e ganhos qualitativos, a exemplo da manutenção e padronização de equipamentos. Já o Diretor Técnico da empresa Ambio, Rodrigo Galina, expôs como será executado o PEE no Com1ºDN e os benefícios gerados, como a redução do consumo de energia e a melhoria no desempenho ambiental da Instituição. O Comandante do 1º Distrito Naval enfatizou a importância da iniciativa como estímulo ao uso racional da energia, além das melhorias trazidas pela implantação do PEE no complexo, como é o caso da redução de custos.
 
A estimativa é que após a sua conclusão, a energia do complexo do 1º DN sofra uma redução de custos da ordem de R$500 mil anuais. Estão previstas também melhorias para o conforto dos usuários em função da instalação dos novos sistemas de climatização e iluminação e consequente redução dos custos com manutenção dos equipamentos.
 
Comandante do 1º Distrito Naval, Vice-Almirante Rocha, durante discurso proferido no lançamento do projeto

1º Esquadrão de Helicópteros de Emprego Geral do Sul realiza operações aéreas com Navio Polar “Almirante Maximiano”

23/10/2019
 
Aeronave “Albatroz 54” realiza pouso no Navio Polar “Almirante Maximiano”
 
No dia 11 de agosto, o 1º Esquadrão de Helicópteros de Emprego Geral do Sul (EsqdHU-51) realizou exercício de operações aéreas com o Navio Polar “Almirante Maximiano”, em Rio Grande-RS .
 
A aeronave “Albatroz 54” (UH-12) foi utilizada para o exercício de qualificação e requalificação de pouso a bordo. Na oportunidade, foram realizados 15 pousos no convoo do navio com duas horas e meia de voo transcorridas, colaborando para a manutenção do adestramento dos aviadores navais do EsqdHU-51.
 
O adestramento contribui para a segurança de aviação, pois pousar a bordo de navios e embarcações é uma das alternativas para a realização de eventuais evacuações aeromédicas na área de jurisdição do Comando do 5º Distrito Naval.

Tribunal Marítimo recebe alunos da Escola de Formação da Marinha Mercante (CIAGA)

23/10/2019
 
Alunos da EFOMM assistem à sessão plenária
 
No dia 16 de outubro, 24 alunos do terceiro ano do curso de Náutica da Escola de Formação da Marinha Mercante (EFOMM), do Centro de Instrução Almirante Graça Aranha (CIAGA), assistiram à sessão plenária no Tribunal Marítimo.
 
Os alunos observaram a dinâmica do julgamento dos processos que envolvem acidentes e fatos da navegação e conheceram as atividades desenvolvidas pela Corte Marítima, a fim de complementar os conhecimentos adquiridos em sala de aula na disciplina de Direito Marítimo.
 
Na ocasião, o Presidente do Tribunal Marítimo se dirigiu aos alunos, ressaltando a importância da Marinha Mercante para o nosso País e o necessário comprometimento de cada aquaviário brasileiro com os aspectos relacionados à segurança da navegação e à preservação do meio ambiente marinho.
 

Marinha comemora o Dia das Crianças e dos Professores do Profesp, em Parnaíba-PI

23/10/2019
 
Militares, membros da Sociedade Amigos da Marinha, alunos e professores que participaram da programação
 
No dia 15 de outubro, a Capitania dos Portos do Piauí (CPPI) comemorou o Dia das Crianças e o Dia dos Professores com a participações dos alunos e docentes do Programa Forças no Esporte (Profesp), da Sociedade Amigos da Marinha - Piauí (Soamar-PI) e de militares da CPPI. Houve distribuição de brindes e chocolates.
 
A professora Ana Karolina Oliveira Souza enfatizou a iniciativa da Marinha do Brasil e da Soamar-PI por ocasião das comemorações. “Todos nós, professores e militares, acreditamos no potencial das nossas crianças do Profesp, por isso fazemos com muita dedicação esse tipo de evento, ao lado da Marinha”.
 
O presidente da Soamar-PI, João Paulino Soares Neto, expressou a sua satisfação em apoiar o evento. “Quando fomos convidados para apoiar o evento do Dia das Crianças e do Dia do Professor, aceitei de bom grado. Parabenizo nossas crianças que são o futuro do nosso País e nossos professores, que são a ponte para levar conhecimento aos nossos jovens do amanhã”, disse.
 
As atividades tiveram início com o cerimonial à Bandeira, visando desenvolver o sentimento de patriotismo e incentivar o culto aos símbolos nacionais. Após, as crianças participaram de atividades como campeonato de futebol de salão, oficinas de maquiagem, pintura facial, dinâmicas em grupo, entre outras.
 
Crianças e adolescentes participaram de oficina de pintura facial

Diretoria de Hidrografia e Navegação participa da VI Feira Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação de Niterói

23/10/2019
 
O evento aconteceu no Campo de São Bento, em Niterói-RJ
 
Nos dias 18 e 19 de outubro, a Diretoria de Hidrografia e Navegação (DHN), por meio do Centro de Hidrografia da Marinha (CHM), participou da VI Feira Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação de Niterói-RJ. Organizado pela Secretaria Municipal de Educação, Ciência e Tecnologia e pela Fundação Municipal de Educação, o evento ocorreu no Campo de São Bento. O tema da edição deste ano foi “Bioeconomia: Diversidade e Riqueza para o Desenvolvimento Sustentável”.
 
O CHM representou a DHN com um estande em que foram apresentados os principais produtos e serviços prestados pelas organizações militares subordinadas à Diretoria. Os militares expositores explicaram como se navega em uma carta náutica, mostraram como se observam as condições do tempo com o auxílio de instrumentos meteorológicos, entre outras atividades. Os visitantes puderam experimentar a sensação de entrar em um porto balizado com boias luminosas e perceber os detalhes de um navio de pesquisa hidroceanográfico, reproduzidos fielmente por uma maquete.
 
Ao longo dos dois dias da feira, alunos das escolas municipais e estaduais de Niterói e o público geral visitaram o estande da DHN. A presença da Marinha do Brasil no evento buscou incentivar toda a população e, em especial, os estudantes, a desenvolver o gosto pelas ciências desde jovens e contribuir com a produção tecnológica e as inovações, tão relevantes para o desenvolvimento do País.
 
Alunos da rede municipal de ensino no estande da DHN

Marinha participa da IX Assembleia do Círculo Polar Ártico

23/10/2019
 
Capitão de  Mar e  Guerra  (RM1),  Leonardo Mattos, fez uma  apresentação sobre o  Programa Antártico Brasileiro
 
De 10 a 13 de outubro, a Marinha do Brasil esteve presente na principal conferência mundial sobre o Ártico - um espaço de disputas oceanopolíticas cada vez mais complexo.  O Arctic Circle Assembly (Assembleia do Círculo Polar Ártico) teve início em 2013 e ocorre, anualmente, em Reykjavik, capital da Islândia.
 
Esta edição reuniu mais de 2 mil pessoas de 60 países e contou com apresentações dos Primeiros Ministros da Islândia, Finlândia e Dinamarca. Também participaram a Princesa Herdeira do trono da Suécia, o Secretário de Energia dos Estados Unidos, a Embaixadora da França para Assuntos Polares, o Governador da Província de Yamal (Rússia), o Representante da China para Assuntos relacionados ao Ártico, o Embaixador para o Ártico da Coreia do Sul e o Ministro de Relações Exteriores de Singapura, além de acadêmicos, militares e empresários ligados à Indústria do petróleo e da pesca. O convidado de honra deste ano foi o ex-Secretário de Estado do governo do Presidente Obama, John Kerry, que discursou sobre a importância do mundo despertar, efetivamente,  para as questões climáticas, particularmente no Ártico, que “deve ser considerado um espaço de interesse e preocupação global”. 
 
O Encarregado do Setor de Geopolítica da Escola de Guerra Naval, Capitão de Mar e  Guerra (RM1) Leonardo Mattos, fez uma apresentação sobre o Programa Antártico Brasileiro e realizou um breve histórico sobre a presença da Marinha na Antártica. 
 
Integrantes da mesa brasileira (a única latino-americana presente no evento), Sergio Trindade e Celma Hellebust, estudiosos sobre os temas relacionados ao Ártico, também realizaram exposições. Conforme Leonardo Mattos, a presença do Brasil no evento atraiu o interesse de muitos países, especialmente da Índia, que se mostrou entusiasmada em ajudar o Brasil, caso o país tenha interesse em enviar pesquisadores para a estação indiana no Arquipélago de Svalbard, no Ártico, onde estão localizadas estações científicas de vários países.

Marinha do Brasil promove a XII Conferência Naval Interamericana Especializada em Telecomunicações e Informática

22/10/2019
 
O evento contou com a participação de representantes de nove países e da RNIT
 
Entre os dias 14 e 18 de outubro, foi realizada a XII Conferência Naval Interamericana Especializada em Telecomunicações e Informática (CNIE-T&I), no Rio de Janeiro-RJ. O evento, organizado pela Diretoria de Comunicações e Tecnologia da Informação da Marinha, contou com a participação das delegações da Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Estados Unidos, México, Peru e Uruguai, além de representantes da Rede Naval Interamericana de Telecomunicações (RNIT).
 
O Diretor-Geral do Material da Marinha, Almirante de Esquadra Luiz Henrique Caroli, abriu a conferência e falou sobre o impacto da tecnologia para as Forças Navais. “Para nossas Marinhas, embora a evolução dos sistemas de comunicação, energia, navegação, propulsão e de armas tenha proporcionado uma maior capacidade de comando e controle, por outro lado, ela ampliou a possibilidade de ataques cibernéticos, seja contra meios navais, aéreos, terrestres ou infraestruturas de apoio logístico, constituindo-se em novo ambiente de combate”.
 
O evento, que nesta edição teve como tema “Marinhas das Américas: o desafio de comunicar e combater em ambientes de ameaças cibernéticas”, visa manter o intercâmbio de informações entre os comandos navais dos países-membros da RNIT, estreitando os laços diplomáticos e incrementando o conhecimento na área de tecnologia. Também tem como objetivo o aperfeiçoamento e a padronização dos sistemas de comunicações navais americanos, a fim de que se disponha de sistemas eficientes, tanto em tempo de paz, como em tempo de crise continental.
 
A Contra-Almirante, Engenheira Naval, Luciana Mascarenhas da Costa Marroni, Diretora de Comunicações e Tecnologia da Informação da Marinha e Secretária da CNIE-T&I 2019 comentou que o tema escolhido é atual e abrangente. “As ameaças cibernéticas estão presentes em diversas atividades, sejam do nosso cotidiano particular ou, em especial, aquelas relacionadas às nossas tarefas profissionais marinheiras”.
 
Abertura da CNIE-T&I 2019

Centro de Instrução Almirante Alexandrino comemora o Dia das Crianças com alunos do Profesp

22/10/2019
 
Alunos do PROFESP acompanhados do Comandante e dos monitores do CIAA
 
Em comemoração ao Dia das Crianças, no dia 15 de outubro, o Centro de Instrução Almirante Alexandrino realizou evento para crianças atendidas pelo Programa Forças no Esporte (Profesp). Na ocasião, foram organizadas diversas brincadeiras, oficina de pintura e distribuição de lanches e brinquedos.
 
O Profesp, coordenado pelo Ministério da Defesa, atende a crianças e jovens de ambos os sexos em situação de vulnerabilidade social. O programa no Centro de Instrução Almirante Alexandrino (CIAA) conta atualmente com 150 integrantes.
 

1° Esquadrão de Helicópteros de Instrução inicia estágio do Curso de Aperfeiçoamento de Aviação para Oficiais

22/10/2019
 
Militares participantes do estágio
 
No dia 15 de outubro, cinco aeronaves IH-6B “Bell Jet Ranger III” decolaram de São Pedro da Aldeia-RJ com destino à cidade de Natal-RN, marcando o início do estágio “Juliett” do Curso de Aperfeiçoamento de Aviação para Oficiais (CAAVO). Os oficiais-alunos terão a oportunidade de colocar em prática os ensinamentos obtidos, em especial aqueles relacionados à navegação aérea por contato visual e por instrumentos.
 
A missão será dividida em quatro etapas e o seu término está previsto para ocorrer no final de novembro. Participarão do estágio um total de 51 militares do 1º Esquadrão de Helicópteros de Instrução (EsqdHI-1), distribuídos entre instrutores de pilotagem, pilotos, alunos do CAAVO e mecânicos de manutenção aeronáutica. As aeronaves passarão por diversos aeródromos brasileiros, localizados nos estados do Rio de Janeiro, Espírito Santo, Bahia, Sergipe, Alagoas, Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte.
 

DPC implementa tramitação eletrônica de documentos em todas capitanias, delegacias e agências do Brasil

21/10/2019
 
Estação de fotografia em Grupo de Atendimento ao Público de Capitania
 
A Autoridade Marítima Brasileira, por intermédio da Diretoria de Portos e Costas (DPC), concluiu, em outubro, a implantação de novos processos que trazem mais agilidade e segurança aos documentos emitidos para a comunidade marítima. O trâmite eletrônico de documentos proporciona uma maior rapidez na prontificação de documentação dos agendamentos em todo o Brasil, chegando a reduzir o prazo para emissão dos certificados de habilitação em Organizações Militares (OM) distantes dos centros urbanos de 90 para aproximadamente 15 dias. Outra novidade foi a instalação de estações para a captura de fotografias digitais, que serão impressas nos certificados e documentos dos aquaviários e nas carteiras de habilitação de amadores.
 
Os serviços serão oferecidos em todas as capitanias, delegacias e agências, no Comando do 8º Distrito Naval e nos Centros de Instrução da Marinha, Centro de Instrução Almirante Graca Aranha e Centro de Instrução Almirante Braz de Aguiar, dentro das atribuições de cada OM. O período de transição já foi iniciado, objetivando o término dos estoques de papel e o emprego dos novos modelos.
 
Ao longo do projeto, foram realizados treinamentos para mais de 400 militares e servidores civis nas OM do Sistema de Segurança do Tráfego Aquaviário distribuídas por todo País. Destaca-se que o projeto representa a otimização de custos e redução do tempo no atendimento à comunidade marítima.
 
 
Servidor Civil da Marinha consulta o Sistema de Atendimento ao Público

Comando do 4° Distrito Naval realiza entrega de livros infantis na cidade de Senador José Porfírio-PA

21/10/2019
 
Visitação dos alunos ao Navio-Patrulha "Pampeiro”
 
O Comando do 4° Distrito Naval, por intermédio do Navio-Patrulha (NPa) “Pampeiro”, meio subordinado ao Comando do Grupamento de Patrulha Naval do Norte, realizou a doação de 200 livros infantis, no dia 8 de outubro, provenientes do Projeto “Maré do Saber”, na Escola Municipal de Ensino Fundamental Cattete Pinheiro, localizada em Senador José Porfírio-PA.
 
A iniciativa foi realizada por meio da parceria firmada entre a Marinha do Brasil e a Sociedade Amigos da Marinha do Pará (Soamar-PA), responsável por arrecadar os livros. No projeto “Maré do Saber”, todo material doado é transportado pelos navios da Força Naval em viagem pelo interior do estado, com o intuito de ampliar os acervos bibliotecários das escolas públicas situadas em localidades ribeirinhas de difícil acesso.
 
A ação cívico-social ocorreu em proveito da presença do navio na região do baixo Xingu, em virtude de operação de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) na Amazônia Legal. O NPa “Pampeiro” também realizou ações preventivas e repressivas contra delitos ambientais em conjunto com o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).
 
Além de contribuir para o desenvolvimento das crianças beneficiadas, estimulando as habilidades relativas à leitura, a campanha permitiu a interação com os tripulantes, mediante visitação dos alunos ao navio.
 
A Secretária Municipal de Educação, Professora Samiriam Santana Bitencourt, destacou a importância da ação. “A interação com os militares e as demonstrações de patriotismo, tal qual o cerimonial à Bandeira realizado no pátio da escola, deixaram as crianças maravilhadas. Sem dúvidas foi uma manhã inesquecível para todos os presentes”.

Comando do 4° Distrito Naval realiza entrega de livros infantis na cidade de Curralinho–PA

21/10/2019
 
Doação de 300 livros infantis à Escola Sítio Porto Alegre
 
 
No dia 7 de outubro, o Comando do 4° Distrito Naval, por meio do Navio-Patrulha (NPa) “Guarujá”, subordinado ao Comando do Grupamento de Patrulha Naval do Norte, realizou a entrega de cerca de 300 livros infantis do Projeto “Maré do Saber", para Escola Municipal de Ensino Fundamental Sítio Porto Alegre, localizada na cidade de Curralinho – PA. O projeto é uma parceria entre o Comando do 4° Distrito Naval e a Sociedade Amigos da Marinha do Pará (Soamar-PA).
 
A ação arrecada livros para serem levados pelos navios da Marinha do Brasil ao interior do Estado, a fim de serem doados para comporem os acervos das bibliotecas das escolas públicas em localidades ribeirinhas de difícil acesso. O objetivo é contribuir com o desenvolvimento das crianças, estimulando a empatia, concentração, memória, imaginação e outras habilidades promovidas pela leitura.
 
A doação ocorreu durante atividades operativas na região do Rio Pará e da Ilha do Marajó.
 
Alunos com os livros doados pela Marinha

Marinha e Ibama realizam ação de fiscalização em embarcação e serraria clandestinas

21/10/2019
 
Embarcação apreendida após ser flagrada transportando tábuas de madeira serrada sem licenciamento
 
A Marinha do Brasil, por intermédio do Navio-Patrulha (NPa) “Pampeiro”, e o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) realizaram ação de fiscalização em embarcação e serraria que atuavam, respectivamente, no transporte e no beneficiamento de madeira não licenciada, no município de Gurupá-PA.
 
O episódio ocorreu em virtude de uma operação interagências de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) na Amazônia Legal, na qual foram efetuadas abordagens compostas por equipe mista de inspetores navais da Marinha e de fiscais do Ibama embarcados no navio, a fim de verificar o cumprimento das normas das Autoridades Marítima e Ambiental.
 
Durante a ação, foram constatadas diversas transgressões à Lei de Segurança do Tráfego Aquaviário e às Leis Ambientais. A ação resultou em notificação e apreensão da embarcação, bem como em autuações para o proprietário da serraria, com respectiva aplicação de medidas administrativas, tais como: multas, embargo da atividade, apreensão do maquinário e do depósito de aproximadamente 58 metros cúbicos de madeira sem origem legal comprovada. 
 
O agente ambiental federal Eduardo Charly de Araújo Lameira destacou a importância da ação conjunta. “O embarque nos meios da Marinha nos dá a oportunidade de acessar regiões ribeirinhas alcançadas somente pelas calhas dos rios, expandindo sobremaneira a área de abrangência das operações. Além disso, o apoio logístico dos navios nos permite atuar por longos períodos em regiões com pouquíssimos recursos, ampliando a nossa capacidade de fiscalização”.
 
 
Serraria clandestina descoberta por equipes da Marinha e do Ibama

Vencedores de concurso de redação da Marinha embarcam no Navio Veleiro “Cisne Branco”

21/10/2019
 
Alunos selecionados pela “Operação Cisne Branco” 2018
 
O Navio Veleiro (NVe) “Cisne Branco” realizou uma velejada pela Baía da Guanabara, no dia 11 de outubro, levando a bordo os estudantes vencedores, em nível nacional, da “Operação Cisne Branco”, ocorrida em 2018 – concurso de redação promovido pela Marinha do Brasil, sobre temas relacionados ao mar e à Força. O evento fez parte da premiação dos estudantes: Giovani Severgnini Vargas, aluno do 9º ano do Colégio Militar de Porto Alegre-RS e primeiro colocado da categoria Ensino Fundamental; e Wendy Gomes Carneiro, então aluna do Colégio Militar de Fortaleza-CE, primeira colocada entre os participantes do Ensino Médio, que atualmente cursa Medicina na Universidade Federal do Ceará.
 
Após serem cumprimentados pelo Comandante da Força de superfície, Contra-Almirante Rogério da Rocha Carneiro Bastos, os estudantes subiram ao convés para acompanhar as manobras do “Cisne Branco”, um navio tipo clipper com três mastros, que representa o Brasil em eventos náuticos em diversas partes do mundo. O meio também é utilizado para instruir marinheiros sobre as técnicas e tradições da navegação à vela.
 
Wendy Gomes afirmou que em 2016 foi a campeã estadual do concurso e isso a  incentivou a participar em 2018. “Deu certo! É uma emoção inexplicável!”. Giovani disse que a experiência de embarcar no veleiro foi marcante. “Aqui descobri sobre a possibilidade de ingressar na Marinha como engenheiro”.
 
 
Sobre o concurso
A “Operação Cisne Branco” tem como objetivo principal despertar nos jovens, pais e professores o interesse pelos assuntos ligados ao Poder Naval, Poder Marítimo, à Amazônia Azul e à História Naval do Brasil.
 
Consiste em um concurso de redação, realizado em âmbito nacional, versando sobre o tema selecionado e envolvendo alunos do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental e de todas as séries do Ensino Médio.
 
Na 43ª edição do concurso, ocorrida no ano de 2018, os participantes produziram textos com os seguintes temas: “No mar, segurança em primeiro lugar”, selecionado para participantes do Ensino Fundamental; e “Marinha do Brasil: mais do que uma carreira, uma opção de vida”, para o Ensino Médio.
 
 
Vencedores do concurso e oficiais no NVe “Cisne Branco”

Comando-Geral do Corpo de Fuzileiros Navais inaugura 23º Salão de Artes Plásticas no Museu Naval

21/10/2019
 
Artistas da Associação de Pintores com a Boca e os Pés prestigiaram o evento
 
Defesa e Arte se uniram no dia 16 de outubro, durante a cerimônia de inauguração do XXIII Salão de Artes Plásticas do Corpo de Fuzileiros Navais, no Museu Naval, localizado no Rio de Janeiro-RJ. O evento bianual, promovido pelo Comando-Geral do Corpo de Fuzileiros Navais (CGCFN), destina-se a estimular e difundir as manifestações das artes plásticas, tendo como participantes artistas da Marinha do Brasil e da comunidade em geral.
 
Os temas “O Corpo de Fuzileiros Navais” e “O Mar” inspiraram os artistas participantes, que entregaram obras de arte nas categorias: pintura, escultura, desenho e gravura/arte decorativa. Foram selecionados 87 trabalhos, dentre eles 39 de autoria de pessoas com deficiência. A ocasião também marcou a premiação dos vencedores.
 
Representando o Comandante-Geral do Corpo de Fuzileiros Navais, Almirante de Esquadra (FN) Alexandre José Barreto de Mattos, o Comandante da Força de Fuzileiros da Esquadra, Vice-Almirante (FN) Paulo Martino Zuccaro, ressaltou, em seu discurso, a aproximação do Corpo de Fuzileiros Navais com a arte. “Pode parecer uma certa dissonância imaginarmos o CFN, uma das parcelas mais aguerridas da Defesa Nacional, envolvendo-se, prestigiando e incentivando a arte. Devem pensar que há alguma coisa errada, pois, no imaginário popular, somos os ‘homens da guerra’. Sim, somos da guerra, mas também somos da paz. Estamos aqui para defender nosso País e é nesse sentido que ocorre uma aproximação do CFN com a arte, pois acabamos nos unindo em prol de um bem maior, que é o espírito da nacionalidade e da cultura brasileira”, disse.
 
Na ocasião, o Almirante Zuccaro agradeceu a todos os envolvidos na organização do evento e aos artistas participantes, elogiando, em especial, a capacidade de superação dos artistas com deficiência. “São pessoas extraordinárias, que nos enchem de orgulho, com sua enorme capacidade de superar desafios”, declarou.
 
Participando pela terceira vez do Salão de Artes Plásticas do CFN, Marcelo Moreira, que é cadeirante, disse sentir-se satisfeito com o espaço que o CFN vem proporcionando aos artistas com deficiência. “Sinto-me muito motivado com essa oportunidade que o Corpo de Fuzileiros Navais nos oferece para levarmos nossa arte a cada vez mais pessoas”.
 
O 23º Salão de Artes Plásticas do Corpo de Fuzileiros Navais contou com o apoio da Diretoria do Patrimônio Histórico e Documentação da Marinha, da Sociedade Brasileira de Belas Artes e da Associação dos Pintores com a Boca e os Pés. “Por meio desta realização, promovemos um intercâmbio artístico e cultural entre a Marinha do Brasil e a sociedade, a partir do qual dedicamo-nos à criação e à contemplação artística, além de valorizarmos nossa história”, reforçou o Capitão de Corveta Valdir Gouvêa Rêgo, presidente da Comissão Julgadora do Salão e encarregado do Museu do CFN. A exposição permanece em cartaz até o dia 15 de dezembro. O Museu Naval está localizado na Rua Dom Manuel, 15, Praça XV, Centro, Rio de Janeiro-RJ.
 
Salão reúne obras com temas ligados à Marinha do Brasil

Agência da Capitania dos Portos no Oiapoque realiza palestra sobre segurança da navegação em escola

18/10/2019
 
Palestra sobre Segurança da Navegação para os alunos da Escola Municipal de Ensino Fundamental II Anete Farias da Silva
 
A Agência da Capitania dos Portos no Oiapoque (AgOiapoque) realizou, no dia 14 de outubro, palestra sobre segurança da navegação para alunos da Escola Municipal de Ensino Fundamental II Anete Farias da Silva, localizada na cidade do Oiapoque-AP.
 
Os 40 alunos do 7º e 8º anos assistiram uma palestra sobre a importância dos itens relacionados à Segurança da Navegação. Em seguida, o militar da AgOiapoque fez uma demonstração de como utilizar corretamente o colete salva-vidas.
 
Instrução de como vestir o colete salva-vidas para os alunos de escola em Oiapoque

Navio de Assistência Hospitalar "Osvaldo Cruz" participa do projeto “Maré do Saber”

18/10/2019
 
  Alunos da Municipal de Ensino Infantil Santa Luiza de Marillac com os livros doados pelo  (NAsH) "Osvaldo Cruz"
 
O Navio de Assistência Hospitalar (NAsH) “Osvaldo Cruz”, subordinado ao Comando do 9° Distrito Naval (Com9ºDN), realizou, no dia 16 de outubro, a entrega de livros infantis do Projeto “Maré do Saber", para Escola Municipal de Ensino Infantil Santa Luiza de Marillac, localizada em Mocajuba–PA.
 
Sobre o “Maré do Saber”
O projeto foi idealizado pelo Comando do 4º Distrito Naval em parceria com a Sociedade Amigos da Marinha do Pará, com o objetivo de estimular a leitura e a criatividade em crianças que moram nas comunidades ribeirinhas. Os livros arrecadados são levados às escolas ribeirinhas por navios da Marinha.

Força de Fuzileiros da Esquadra organiza o “1º Torneio entre Núcleos do Programa Forças no Esporte”

18/10/2019
 
Jovens da Base de Fuzileiros Navais do Rio Meriti e do Centro de Instrução Almirante Milcíades Portela Alves durante a competição de cabo de guerra
 
A Base de Fuzileiros Navais do Rio Meriti (BFNRM), organização militar subordinada ao Comando da Força de fuzileiros da Esquadra (ComFFE), promoveu, nos dias 16 e 17 de outubro, o “1º Torneio entre Núcleos do Programa Forças no Esporte (Profesp)”, no Complexo Naval Caxias Meriti, localizado em Duque de Caxias – RJ.
 
O Profesp é um programa coordenado pelo Ministério da Defesa, em parceria com os Ministérios da Educação, da Cidadania, e da Família, Mulher e dos Direitos Humanos. Ele é executado pelas Forças Armadas, que disponibilizam pessoal e instalações para oferecer atividades pedagógicas e esportivas para crianças, jovens e adolescentes em situação de vulnerabilidade social. A BFNRM aderiu ao programa em abril de 2018 e atualmente atende a 200 adolescentes, na faixa etária de 13 a 18 anos, oriundos de comunidades do Município de Duque de Caxias.
 
O torneio teve como objetivo estimular a prática de atividades esportivas entre os alunos do programa, por meio de competições nas modalidades de futebol, vôlei, queimada, cabo de guerra e funcional kids.
 
Participaram do evento 7 grupamentos, com 46 atletas cada, provenientes dos núcleos do Profesp da BFNRM e das seguintes organizações militares: Centro de Instrução Almirante Graça Aranha, Centro de Instrução Almirante Sylvio de Camargo, Centro de Instrução Almirante Milcíades Portela Alves (CIAMPA), Centro de Educação Física Almirante Adalberto Nunes, Centro Tecnológico do corpo de Fuzileiros Navais e ALA 11, pertencente à Força Aérea Brasileira.
A cerimônia de encerramento ocorreu em 17 de outubro, sendo presidida pelo Comandante da FFE, que entregou os troféus e medalhas aos primeiros colocados de cada modalidade. Em seu discurso, o Comandante da Força enfatizou o apreço pelo programa e o orgulho que sente pelo contínuo crescimento, que, segundo ele, saltou dos cerca de 400 jovens inicialmente atendidos para aproximar-se de 30 mil beneficiados, estando presente em todos os estados brasileiros. No âmbito da FFE, o programa atende cerca de 350 jovens.
 
Prestigiaram a solenidade diversos militares e personalidades do município de Duque de Caxias, como o Bispo Dom Tarcísio Nascentes dos Santos, os coordenadores sociais da Pastoral do Menor da Diocese, a Secretária Municipal de Educação, o Diretor da Escola Municipal Sargento João Délio e lideranças comunitárias da Pastoral do Menor das localidades Parque das Missões, Beira Mar, Jardim Gramacho, Vila São Luiz e Campos Elísios.
 
Autoridades, convidados, treinadores e atletas em foto oficial de encerramento do torneio

Comando do 4° Distrito Naval apoia romarias do Círio de Nazaré em Belém¬-PA

17/10/2019
 
Navio Hidroceanográfico “Garnier Sampaio” conduz a Imagem Peregrina na baía do Guajará, em Belém-PA
 
Pelo 21º ano consecutivo, o Navio Hidroceanográfico (NHo) “Garnier Sampaio”, subordinado ao Comando do 4º Distrito Naval, conduziu a Imagem Peregrina de Nossa senhora de Nazaré durante o Círio Fluvial 2019. O evento ocorreu no dia 12 de outubro, na cidade de Belém-PA. Para garantir a segurança da navegação, foram empregados 6 navios, 12 embarcações, 2  motoaquáticas da Marinha do Brasil e mais de 300 militares.
 
A romaria fluvial foi realizada nas águas da Baía do Guajará, em um percurso com cerca de 20 quilômetros entre o Distrito de Icoaraci e o Cais da Escadinha do Complexo do Ver-o-Peso. Mais de 300 embarcações se inscreveram previamente para participar da procissão fluvial. A Capitania dos Portos da Amazônia Oriental (CPAOR) foi responsável por coordenar o tráfego aquaviário e intensificar a segurança da navegação, evitando possíveis acidentes.
 
A bordo do NHo “Garnier Sampaio” estiveram presentes o Comandante de Operações Navais, Almirante de Esquadra Leonardo Puntel; o Comandante do 4° Distrito Naval, Vice-Almirante Newton de Almeida Costa Neto; os deputados federais Celso Sabino, Roberto Peternelli Junior, Tábata Amaral, Roberto Pessoa e Sidney Leite; o Presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Pará, Deputado Estadual Daniel Barbosa Santos; o Arcebispo do Ordinariado Militar do Brasil, Dom Fernando José Monteiro Guimarães; a cantora Fafá de Belém; e outras autoridades civis e militares.
 
No dia 13, a Marinha do Brasil apoiou o círio terrestre com a presença de 300 Fuzileiros Navais do 2° Batalhão de Operações Ribeirinhas (2°BtlOpRib), realizando a proteção da berlinda da Imagem Peregrina e garantindo o bom andamento da procissão. Ao final do evento, a Banda de Música do 2°BtlOpRib se apresentou para a população.
 
Fuzileiros navais formam cordão de isolamento para proteção da berlinda

1º Esquadrão de Helicópteros de Emprego Geral do Sul participa da “Operação Ágata Sul” 2019

17/10/2019
 
“Operação Ágata” em Uruguaiana
 
O 1º Esquadrão de Helicópteros de Emprego Geral do Sul participou, no período de 23 a 28 de setembro, da “Operação Ágata Sul” 2019 - 3º Trimestre, compondo a estrutura da Unidade Tarefa Uruguaiana.
 
A aeronave “Albatroz 51” participou de ações de inspeção naval e patrulhamento pelo Rio Uruguai, na faixa de fronteira entre os municípios de Barra do Quaraí-RS até Porto Xavier-RS. A operação foi realizada em coordenação com órgãos de segurança pública federais, estaduais e municipais, a fim de contribuir para a redução das ações do crime organizado e práticas ilícitas na região, intensificando a presença do Estado.
 
Além do Esquadrão, participaram militares e embarcações da Delegacia Fluvial de Uruguaiana e do Grupamento de Fuzileiros Navais do Rio Grande, os quais ficaram responsáveis pela patrulha fluvial e abordagem das embarcações suspeitas identificadas pela aeronave, contribuindo para o cumprimento da missão.
 
Militares do 1º Esquadrão de Helicópteros de Emprego Geral do Sul com a aeronave “Albatroz 51”

74ª edição da Regata Escola Naval é realizada na Baía de Guanabara

17/10/2019
 
A regata é a maior da América Latina
 
No dia 13 de outubro, pelo 74º ano consecutivo, a Baía de Guanabara foi o cenário da Regata Escola Naval, a maior e mais tradicional regata realizada na América Latina. A competição, criada em 1946 pelo Grêmio de Vela da Escola Naval, acontece tradicionalmente no Dia do Velejador, comemorado no segundo domingo do mês de outubro.
 
Participaram da regata 240 veleiros de diversas classes no Brasil, totalizando 740 competidores. Na edição, o veleiro oceânico “Samurai Rio”, comandando por Luiz Armando Justo, foi o “fita azul” (cruzou a linha de chegada em primeiro lugar no tempo real). Na ocasião, também foram disputadas a 30ª Meia Maratona de Canoagem Oceânica e a Regata a Vela de Rádio Controlados.
 
A 74ª Regata Escola Naval contou com a participação de nove Marinhas estrangeiras: Alemanha, Argentina, Chile, Itália, Holanda, Peru, Portugal, Reino Unido e Uruguai. Na disputa, pelo terceiro ano consecutivo, a primeira colocação ficou com a Marinha do Brasil, seguido do barco com aspirantes uruguaios, e, na terceira posição, o veleiro tripulado pela Marinha da Itália.
 
Premiação das equipes
 
Os visitantes que prestigiaram a competição também tiveram acesso a diversas atrações em terra firme – exposições de várias organizações militares da Marinha do Brasil, apresentação da Banda Marcial dos Fuzileiros Navais, visitação ao Museu e ao Planetário da Escola Naval, além da oficina de nós e voltas.

Capitania Fluvial de Santarém realiza resgate de passageiros no rio Amazonas

16/10/2019
 
Resgate ocorreu durante a madrugada
 
A Capitania Fluvial de Santarém (CFS) realizou, no dia 13 de outubro, o resgate de passageiros que se encontravam a bordo da embarcação “Barão da Silva II”, que encalhou quando navegava pelo rio Amazonas com 40 passageiros e 3 tripulantes. O salvamento aconteceu nas proximidades da praia de São Raimundo, a cerca de 20 quilômetros de Santarém-PA.
 
A capitania recebeu a solicitação de resgate e enviou uma equipe de busca e salvamento até o local do encalhe, onde contou com o apoio da embarcação “Princesa Aysha”. Durante a realização do transbordo dos passageiros, a embarcação “Barão da Silva II” desencalhou, possibilitando que ambas chegassem em segurança até Santarém.

CPAP realiza ação de prevenção à poluição hídrica e combate a incêndios na área portuária de Santana-AP

16/10/2019
 
Equipe de alunos e professores
 
A Capitania dos Portos do Amapá realizou ação de prevenção à poluição hídrica e combate a incêndios no Igarapé da Fortaleza, em Santana-AP, no dia 10 de outubro. A atividade contou com a participação de 30 alunos do Curso de Formação de Aquaviários – Marinheiro Fluvial de Convés – Nível 3 (CFAQ – MFC) e equipe de professores.
 
O grupo fez campanha de conscientização para a comunidade ribeirinha e os aquaviários em seus barcos, demonstrando a importância dos procedimentos básicos de prevenção à poluição hídrica e combate a incêndios.
 
“A importância no combate ao incêndio, na prevenção da poluição hídrica no meio ambiente aquaviário e a prevenção aos acidentes com escalpelamento são importantes, não só para os alunos, mas também para a comunidade ribeirinha. É necessária a formação de uma consciência preventiva a todos que necessitam do transporte aquaviário”, ressaltou a professora do Curso de Formação de Aquaviários, Jacila Valcão Barros.
 
Alunos do Curso de Formação de Aquaviários recebem orientação

Capitania Fluvial de Santarém participa da “Operação Sorriso do Brasil” 2019

16/10/2019
 
Representantes da “Operação Sorriso do Brasil” e de órgãos apoiadores
 
A Capitania Fluvial de Santarém participou, no período de 7 a 12 de outubro, da “Operação Sorriso do Brasil (OSB)" 2019 com palestras abordando temas como “Segurança da Navegação”, “Preservação do Meio Ambiente”, “Como Ingressar na Marinha”, além de garantir apoio de pessoal e veículos para o transporte de pacientes, médicos e materiais.
 
A OSB realiza missões cirúrgicas para operar gratuitamente crianças e adultos carentes com deformidades faciais, especialmente lábio leporino e fenda palatina. A atuação da organização se concentra principalmente no Norte e no Nordeste do Brasil, onde há escassez de centros de atendimento especializados. Desde 2008, a organização realiza programas cirúrgicos com o apoio da Marinha do Brasil.
 
A “Operação Sorriso” é uma das maiores Organizações Não Governamentais no mundo, com escritórios em 60 países e mais de 288 pessoas atendidas. É filiada à Organização das Nações Unidas e ao Fundo das Nações Unidas para a Infância. No Brasil, está presente desde 1997.
 
Membros da operação e de órgãos públicos de Santarém-PA

Diretoria de Hidrografia e Navegação conclui coleta de dados em apoio ao Levantamento da Plataforma Continental

16/10/2019
 
Em preto, dados coletados na Elevação do Rio Grande e no Platô de São Paulo e, em amarelo, no Platô de São Paulo e na Cadeia Vitória-Trindade
 
O Navio de Pesquisa Hidroceanográfico (NPqHo) “Vital de Oliveira” concluiu, em 11 de outubro, a tarefa complementar de coleta de informações no Platô de São Paulo e na Cadeia Vitória-Trindade, após ter sido submetido a um período de manutenção no Píer Almirante Paulo Irineu Roxo Freitas, situado no Complexo Naval da Ponta da Armação, em Niterói-RJ.
 
Após ter desatracado, em 8 de janeiro, do cais da Diretoria de Hidrografia e Navegação (DHN), o navio seguiu para a região da Elevação do Rio Grande e do Platô de São Paulo, onde iniciou um levantamento geofísico no qual, dentre outros, foram coletados dados de batimetria multifeixe, gravidade, magnetometria e perfilagem sísmica do subfundo marinho.
 
Uma vez processadas e devidamente interpretadas, essas informações são integradas a outras, a fim de gerar os subsídios que suplementarão e apoiarão, sob a forma de relatórios ou dados complementares, a Submissão Parcial Revista do Limite Exterior da Plataforma Continental para a Margem Oriental-Meridional, depositada junto ao Secretário-Geral das Nações Unidas, em 7 de dezembro de 2018.
 
Ao todo, a missão compreendeu 109 dias de mar, que representaram 15.313 milhas náuticas percorridas. Além da equipe do navio, embarcaram representantes do Levantamento da Plataforma Continental (LEPLAC), da Diretoria e Hidrografia e Navegação, do Centro de Hidrografia da Marinha (CHM) e do Serviço Geológico do Brasil (CPRM).
 
Participaram, ainda, mais de cem alunos e pesquisadores, inclusive na condição de coordenador científico embarcado, de instituições de ensino superior nacionais, dentre elas: Universidade Federal Fluminense, Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Universidade de Caxias do Sul, Observatório Nacional, Universidade do Vale do Itajaí, Universidade Federal do Rio Grande, Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Universidade Federal do Espirito Santo (UFES) e Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS).
 
Adicionalmente, em duas pernadas do navio, embarcaram pesquisadores estrangeiros, a fim de cumprirem compromissos assumidos pelo Brasil, por meio da CPRM diante da Autoridade Internacional dos Fundos Marinhos. O Termo de Cooperação de Pesquisa & Desenvolvimento nº 5850.0109461.18.9, assinado entre o CHM e a Petrobras, tendo a Fundação de Estudos do Mar como interveniente, foi a principal fonte de recursos para a consecução do referido levantamento.
 
Militares do navio, representantes do LEPLAC,
pesquisadores e alunos da PUC-RS, UFRJ e UFES

Diretoria de Portos e Costas participa do “VIII Congresso Nacional de Direito Marítimo, Portuário e Aduaneiro”

16/10/2019
 
Capitão de Fragata Wellington Nogueira (DPC) durante participação no “VIII Congresso Nacional de Direito Marítimo, Portuário e Aduaneiro”
 
Nos dias 3 e 4 de outubro, a Diretoria de Portos e Costas (DPC) participou do “VIII Congresso Nacional de Direito Marítimo, Portuário e Aduaneiro”. Realizado em Brasília-DF, o evento reuniu centenas de participantes, incluindo autoridades relacionadas ao setor, representantes da praticagem, armadores, associações, comissões de direito marítimo, empresas e estudantes.
 
Um dos principais temas discutidos no evento foi a Convenção do Trabalho Marítimo (MLC/2006), vigente a nível internacional desde 2013, e que está em fase final de aprovação no Congresso Nacional. Durante apresentação no painel “As Convenções Internacionais da Navegação e o Judiciário Brasileiro”, o Assessor Jurídico da DPC, Capitão de Fragata Wellington Nogueira Camacho, destacou que a Marinha está atenta às interpretações das normas, para que as convenções sejam aplicadas corretamente, de modo a não afastar os investidores do País.
 
O oficial da DPC frisou ainda que a MLC/2006 prevê a responsabilidade do país de bandeira sobre seus marítimos, ratificando o que já está escrito na Convenção das Nações Unidas sobre Direito do Mar: que o Estado de bandeira possui gestão administrativa, técnica e social sobre navios e toda tripulação daquela embarcação.
 
A programação do evento contou ainda com outros debates incluídos nos seguintes painéis: Reflexões sobre o Regime de Liberdade de Preços; Perspectivas sobre a Cabotagem; Análise Econômica e Jurídica das Decisões dos Órgãos de Controle e do Poder Judiciário sobre o Setor Portuário; A​nálise Jurídica da Sobrestadia de Carga por Omissão de Porto; e Tendências do Setor Portuário.
 
Durante o encontro, o Presidente do Tribunal Marítimo, Vice-Almirante Wilson Pereira de Lima Filho, integrou a mesa de abertura com a Ministra do Superior Tribunal de Justiça,Eliana Calmon; o Presidente da Ordem dos Advogados da Seccional do Distrito Federal (OAB/DF), Délio Lins e Silva Junior; o Diretor-Geral da Agência Nacional de Transportes Aquaviários, Mário Póvia; a Presidente da Comissão de Direito Portuário e Marítimo da OAB/DF, Beatriz Gallotti; e o Secretário Nacional de Portos e Transportes Aquaviários, Diogo Piloni e Silva. O Diretor-Presidente da Associação de Terminais Portuários Privados, Almirante Murillo Barbosa, também esteve entre os presentes.

Amazul e Nuclep assinam contrato para construção de reator nuclear

15/10/2019
                                                                                                                               Crédito da foto: Nuclep
Presidente da Nuclep, Diretor-Geral de Desenvolvimento Nuclear e Tecnológico da Marinha e Diretor-Presidente da Amazul na solenidade de assinatura do contrato
 
A Nuclebrás Equipamentos Pesados S.A. (Nuclep) foi contratada pela Amazônia Azul Tecnologias de Defesa S.A. (Amazul) para confeccionar parte do protótipo do reator nuclear que está sendo desenvolvido pela Marinha do Brasil para equipar o futuro submarino de propulsão nuclear. O contrato, assinado em Itaguaí-RJ, no dia 11 de outubro, prevê a fabricação, montagem e fornecimento do vaso (cilindro) e estruturas internas de contenção e a fabricação do tanque de blindagem primária do Laboratório de Geração de Energia Nucleoelétrica (Labgene), concebido como um protótipo, em terra e em escala real, dos sistemas de propulsão que serão instalados no submarino.
 
Parte essencial do Programa Nuclear da Marinha, o Labgene tem como função permitir a simulação, em condições ótimas de segurança, da operação do reator e dos diversos sistemas eletrônicos a ele integrados, antes de sua instalação no submarino com propulsão nuclear.
 
Na solenidade de assinatura do contrato, o Diretor-Presidente da Amazul, Antonio Carlos Soares Guerreiro, salientou o início de uma nova fase para a empresa. "A partir de agora, a Amazul assume a gestão dos contratos em prol da construção do protótipo da planta de propulsão nuclear naval e, futuramente, da seção de propulsão nuclear do Submarino “Álvaro Alberto”, com mão de obra própria, em estreita colaboração com a Marinha e com parceiros industriais, tais como a Nuclep".
 
Guerreiro destacou também o surgimento de uma parceria estratégica e com potencial sinérgico entre as duas estatais. "Por um lado, a Amazul dedicada a projetos de engenharia, em várias áreas do conhecimento, e, do outro, a Nuclep, com uma enorme capacidade industrial", observou.
 
O reator nuclear que está sendo desenvolvido no Centro Tecnológico da Marinha em São Paulo, no município de Iperó, poderá ser empregado tanto para a propulsão naval quanto para a geração de energia para iluminar cidades. "O Labgene trará um arraste tecnológico com capacidade de beneficiar vários setores, pois a mesma planta poderá ser empregada na geração de energia elétrica para localidades isoladas, em Reatores Modulares Pequenos (Small Modular Reactors – SMR), e na dessalinização de água", disse Guerreiro.

Alunos do Profesp realizam plantio de árvores para o Projeto “Refloresta CIASC”

15/10/2019
 
Crianças e adolescentes do Profesp e o Comandante do CIASC, Contra-Almirante (FN) Renato, realizam o plantio de mudas
 
No dia 11 de outubro, no Centro de Instrução Almirante Sylvio de Camargo (CIASC), 40 alunos do Programa Forças no Esporte (Profesp) plantaram 73 mudas de árvores. A ação faz parte do Projeto “Refloresta CIASC”, que visa a auxiliar na restauração da vegetação natural de Mata Atlântica do local.
 
O projeto realizado pela Assessoria de Gestão Ambiental do Centro de Instrução, é resultado de uma parceria com o Programa “Replantando Vida”, da Companhia Estadual de Águas e Esgotos, e com o Horto Florestal Municipal de Itatiaia (RJ). Para a ação de reflorestamento, foram recebidas mais de mil mudas, que serão replantadas no CIASC.

Marinha do Brasil participa do evento “O Grande Jogo Naval” com o Grupo de Escoteiros do Mar “Antenor Martins”

15/10/2019
 
Abertura oficial do evento, no Condomínio Triunfo, em Dourados-MS
 
A Marinha do Brasil (MB), por meio da Capitania Fluvial do Pantanal (CFPN) e da Agência Fluvial de Porto Murtinho (AgPMurtinho), organizações militares subordinadas ao Comando do 6º Distrito Naval (Com6ºDN), participou, nos dias 5 e 6 de outubro, do evento “O Grande Jogo Naval”, organizado pelo Grupo de Escoteiros do Mar (GEM) “Antenor Martins”, no Condomínio Triunfo, em Dourados-MS.
 
O evento contou com a presença de 35 participantes, sendo 20 escoteiros do mar com faixa etária entre 7 e 21 anos, 8 instrutores do GEM e 5 militares da CFPN e 2 da AgPMurtinho.
 
O GEM “Antenor Martins”, filiado à União dos Escoteiros do Brasil, por enquanto, é o único grupo de escoteiros da modalidade do mar em toda a região Centro-Oeste e iniciou suas atividades em 11 de novembro de 2017. Segundo o Chefe Leonardo Ribeiro Martins, Diretor-Presidente do grupo, “O Grande Jogo Naval” é um evento de nível nacional dos escoteiros, cujo propósito consiste em desenvolver atividades com os jovens, que contribuam para o incremento da mentalidade marítima.
 
Durante os dois dias de evento, as equipes da CFPN e da AgPMurtinho conduziram as seguintes atividades: canto do Hino Nacional; cerimonial à Bandeira; oficinas de nós e voltas, de toques de sino e apito; instrução sobre Inspeção Naval; instrução sobre operação de motor de popa; e palestras sobre os temas “Navegue com Segurança no Pantanal”, “Como Ingressar na Marinha do Brasil” e “Tradições Navais”.
 
Na ocasião, ocorreu o “Jogo da Inspeção Naval”, no qual Equipes Mirins de Inspetores Navais e Inspecionados se revezaram em duas embarcações da Marinha, para realizarem atividade prática no lago do Condomínio Triunfo.
 
Dentro do escopo da Operação Navegue com Segurança no Pantanal, a Marinha trabalhou a vertente conscientização junto ao grupo de jovens escoteiros, com vistas a uma propagação, cada vez maior, da mentalidade marítima, da salvaguarda da vida humana e da segurança da navegação.
 
Escoteiros durante palestra “Navegue com Segurança no Pantanal”

Marinha participa do “Fórum Santos Export”

15/10/2019
 
                                                                                                   Crédito: Alessandro Dias/Folha de S. Paulo
Participantes do Painel nº 5
 
A Marinha do Brasil, representada pela Diretoria de Portos e Costas (DPC), participou, em Brasília-DF, da 17ª edição do “Fórum Santos Export”, fórum nacional para expansão do setor logístico portuário, nos dias 8 e 9 de outubro. Além da Marinha, o evento contou com a participação de autoridades federais, dirigentes de entidades públicas e privadas de todos os setores ligados aos portos, à logística e à economia.
 
Na ocasião, foram debatidos temas de relevância dentro do sistema portuário brasileiro, que vive um momento de grandes definições. Integrado ao Ministério da Infraestrutura, o setor busca consolidar a sua identidade na escolha entre o modelo de porto privado ou de público. O fórum permitiu aos participantes um melhor entendimento do que se espera para o presente e o futuro do sistema.
 
A Encarregada de Divisão da Prevenção da Poluição da DPC, Capitão-Tenente Adriana Pina, participou do Painel nº 5 - “Sustentabilidade Ambiental e Gestão de Portos”, que incluiu também a presença do Vice-Presidente da Associação Mundial de Infraestrutura de Transporte Aquaviário e de representantes da Agência Nacional de Transportes Aquaviários e da Companhia Docas do Estado de São Paulo. O principal tema abordado no painel foi a criação da Seção Nacional da Associação Mundial para a Infraestrutura de Transportes Aquaviários (PIANC) brasileira.

Marinha conclui o processo de união das seções do Submarino “Humaitá”

11/10/2019
 
Submarino “Humaitá” é o segundo a ser construído pelo PROSUB
 
A Marinha do Brasil concluiu, na tarde de hoje (11), uma importante etapa da construção do Submarino “Humaitá” (SBR-2), o segundo dos quatro previstos no Programa de Desenvolvimento de Submarinos (PROSUB). Em cerimônia realizada no Complexo Naval de Itaguaí (RJ), houve a união das cinco seções que integram o submarino.
 
O evento contou com a presença do Presidente da República, Jair Bolsonaro; do Ministro da Defesa, Fernando Azevedo; do Comandante da Marinha, Almirante de Esquadra Ilques Barbosa Junior; do Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar, Antonio Carlos Moretti Bermudez; do Comandante Militar do Leste, General de Exército Júlio Cesar de Arruda; do Governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel; e do Diretor Presidente da Itaguaí Construções Navais, André Portallis.
O Comandante da Marinha afirmou em seu discurso que o cumprimento dessa etapa do PROSUB é motivo de honra para a Força Naval. “A integração final das seções do ‘Humaitá’, além de efetivar uma operação de elevada sofisticação tecnológica, reitera o êxito de um complexo processo de absorção de tecnologia e conhecimento de valor estratégico”, afirmou. O Almirante Ilques também ratificou a relevância do submarino para a indústria de Defesa nacional. “O submarino ‘Humaitá’ possui a seção de tubos de torpedos integralmente fabricada no País - fato inédito na nossa história de construção de submarinos”, disse.
 
O Ministro da Defesa, Fernando Azevedo, destacou que o PROSUB permitiu a transferência de tecnologia em diversas áreas e enfatizou a relevância do programa para o Brasil. “É importante destacar que o PROSUB não se limita à construção de submarinos, mas transcende esse escopo contemplando a construção de um complexo industrial e de apoio com estaleiros, uma base naval e uma unidade de fabricação de estruturas metálicas, o que já vem trazendo grande desenvolvimento socioeconômico ao município de Itaguaí, ao estado do Rio de Janeiro e ao nosso País”, declarou.
 
botão.png
Presidente da República dá início à junção das seções
 
Após acionar a alavanca que deu início à união das seções, o Presidente Jair Bolsonaro destacou o fato de o “Humaitá” ter sido construído no Brasil. “Hoje não seria muito dizermos ‘dê ao povo brasileiro meios e liberdade que ele elevará o Brasil’. A prova material disso está aqui à minha frente [o submarino] – trabalho do povo brasileiro, do mais gabaritado engenheiro ao mais humilde trabalhador”, afirmou.
 
Sobre o PROSUB
O Programa de Desenvolvimento de Submarinos (PROSUB) prevê a construção de cinco submarinos – quatro de propulsão elétrica e um, de nuclear. O primeiro, “Riachuelo”, foi lançado ao mar no final de 2018 e está em fase de testes.
 

Capitania Fluvial de Santarém realiza resgate de passageira no rio Tapajós

11/10/2019
 

O resgate ocorreu por meio da embarcação “Comandante Alessandro II”

 
  A Capitania Fluvial de Santarém (CFS) realizou, no dia 9 de outubro, o resgate de uma jovem de 19 anos que se encontrava a bordo da embarcação “Comandante Alessandro II”, no rio Tapajós, apresentando fortes dores abdominais. O salvamento aconteceu nas proximidades de Alter do Chão, a cerca de 40 quilômetros de Santarém-PA.
         
A capitania recebeu a solicitação de resgate e uma equipe de Busca e Salvamento (SAR) com um enfermeiro da Marinha se deslocou para encontrar a embarcação. A jovem foi transportada até o Terminal Hidroviário Tapajós, de onde seguiu em uma ambulância para o Hospital Municipal de Santarém para receber o atendimento médico.

Aviso de Patrulha “Tucunaré” realiza resgate de náufragos durante comissão Pré-Círio

11/10/2019
 
A Operação Pré-Círio foi realizada no interior do Pará
 
O Aviso de Patrulha “Tucunaré”, subordinado ao Comando do 4° Distrito Naval (Com4ºDN), encontrava-se na comissão Pré-Círio 2019 e em realização de Inspeção Naval, quando recebeu a informação de que a Embarcação Regional  “Comandante Márcio” havia naufragado no Rio Carnapijó, nas proximidades do furo do Arrozal, no município de Barcarena-PA. Rapidamente, o “Tucunaré” demandou ao local do afundamento e realizou o resgate de cinco náufragos.
 
Após o resgate, eles foram conduzidos a Barcarena, onde o Aviso Hidroceanográfico Fluvial “Rio Tocantins”, também subordinado ao Com4ºDN, estava abarrancado e de prontidão com o enfermeiro para examinar os náufragos. Após exames preliminares, eles foram liberados.

Amazul e Comissão Nacional de Energia Nuclear assinam nova parceria na produção de radiofármacos

11/10/2019
 
Representantes da Cnen e da Amazul durante a formalização da parceria
 
A Amazul, a Comissão Nacional de Energia Nuclear (Cnen) e o Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (Ipen) assinaram, no dia 7 de outubro, o termo de execução descentralizada (TED) visando à continuação da cooperação técnica na implantação do programa de “Boas práticas para a fabricação de radiofármacos e registro junto à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa)” no Centro de Radiofarmácia, em São Paulo-SP. Há 60 anos, o Ipen produz radiofármacos, que hoje atendem a dois milhões de pacientes por ano, em procedimentos de diagnóstico e de terapia de diversas doenças.
 
“Essa participação na modernização do Centro de Radiofarmácia é mais uma evidência dos compromissos e dos resultados concretos que a Amazul entrega em benefício da sociedade, contribuindo para ampliar o acesso da população à medicina nuclear”, afirma Antonio Soares Guerreiro, Diretor-Presidente da Amazul, que assinou o termo de cooperação junto com o Presidente da Cnen, Paulo Roberto Pertusi.
    
Uma equipe de 14 profissionais da Amazul já vinha trabalhando, desde maio de 2018, no programa de modernização do Centro de Radiofarmácia, voltado à produção de radiofármacos.  O objetivo da parceria era sanar não conformidades críticas apontadas pela Coordenadoria de Vigilância em Saúde (Covisa), que havia interditado duas linhas de produção em maio de 2018, comprometendo a fabricação de 14 dos 32 tipos de radiofármacos produzidos pelo Ipen.
    
O trabalho conjunto entre Ipen e Amazul contribuiu para o fim da interdição das linhas de produção, permitindo a regularização do fornecimento de radiofármacos para o mercado nacional.
   
A equipe da Amazul participou de grupos de estudo que resultaram em revisões em procedimentos da qualidade, especificações técnicas de aquisição, atividades de manutenção, gerenciamento de projetos, logística, planejamento, produção, prospecção de mercado, desenvolvimento e validação de análises químicas. “Todas essas ações possibilitaram a introdução de novos métodos que resultaram em expressiva economia de recursos”, observou o diretor técnico e de Operação da Amazul, Francisco Roberto Portella Deiana.
   
O reprocessamento pontual de embalagens trouxe uma economia da ordem de R$ 700 mil no ano passado. Em 2019, após estudos, revisão de procedimentos, pesquisa de mercado e procedimentos licitatórios, já finalizados, foram adotadas novas embalagens para alguns tipos de radiofármacos. “Com a devida certificação do Centro de Desenvolvimento da Tecnologia Nuclear (CDTN), foram substituídos procedimentos que vinham sendo adotados há mais de uma década, o que possibilitará a economia anual de cerca de R$ 2,6 milhões”, acrescentou Francisco Deiana.
    
Também está em andamento um processo licitatório para aquisição de embalagens que prevê uma economia adicional em torno de R$ 538 mil. Ou seja: em 2019, com a conclusão dessa licitação, será gerada uma economia de aproximadamente R$ 3,15 milhões ao erário.
 
“Essa economia é muito superior ao valor anual da contrapartida a ser transferida para a Amazul”, observou o diretor técnico. “Além disso, será assegurada a continuidade das linhas de produção dos radiofármacos com métodos revisados e modernos, em consonância com a legislação e em benefício da sociedade”, afirmou Francisco Deiana.
 
Economia com novas embalagens
Entre as melhorias promovidas pelo projeto de boas práticas da Amazul, com apoio do Ipen, está a substituição de embalagens de reagentes liofilizados (reagentes específicos para exames). “Identificamos que o material dessa embalagem era sofisticado demais para a aplicação e poderia ser substituído, com segurança, por embalagens de papel de alta gramatura”, explica o engenheiro mecatrônico Eduardo Costa, um dos integrantes da equipe da Amazul. “O custo da embalagem foi reduzido de R$ 27,12 para R$ 0,90, gerando uma economia de 95%”, completa.
 
Outra mudança ocorreu nas embalagens para despacho de radiofármacos. “As embalagens utilizadas eram patenteadas e tinham capacidade para armazenar até três radiofármacos além de gelo seco, porém cerca de 80% delas saíam do Ipen com apenas um radiofármaco e não precisavam de gelo seco. Então, desenvolvemos, juntamente com servidores do Ipen, um estudo para produzir uma nova embalagem menos complexa e mais econômica”, relata o engenheiro.
 
E funcionou muito bem. As novas embalagens começaram a ser usadas em agosto e têm custo unitário de R$ 53,00, enquanto o custo da anterior era de R$ 158,00. A mudança irá gerar economia anual superior a R$ 2 milhões. As novas embalagens são certificadas pelo Centro de Desenvolvimento da Tecnologia Nuclear, unidade de pesquisa da Comissão Nacional de Energia Nuclear, localizada em Belo Horizonte.
 
Economia em 2018
A economia resultante do trabalho da equipe da Amazul teve início no ano passado. “Em 2018, fizemos estudos e testes para reaproveitar, com segurança, recipientes para despacho de geradores do radioisótopo tecnécio-99m”, lembra Costa.
 
O engenheiro destaca o trabalho fundamental de todos os integrantes da equipe - formada por engenheiros de diversas especialidades, um químico e uma tecnóloga em logística. E lembra que nenhum deles tinha experiência anterior na área de radiofármacos. “O pessoal do Ipen sempre fez questão de nos passar conhecimento. Aprendemos muito nesse processo também”, acrescenta.
 
Adequação das instalações
Entre outros exemplos da atuação da Amazul no Centro de Radiofarmácia do Ipen, estão os projetos de adequação da infraestrutura predial e laboratorial. O engenheiro mecatrônico Rodrigo da Silveira Santos explica que, pelo fato de o prédio do Ipen ter sido construído nos anos 70, sua infraestrutura não contempla todas as atuais exigências da Anvisa, órgão criado em 1999.
    
Além do desenvolvimento de projetos, as ações realizadas envolveram gerenciamento de contratos, revisão de documentação e cadeia logística, manutenção de equipamentos, calibração de instrumentos, entre outros. “O objetivo é adequar os processos e a infraestrutura de fabricação de radiofármacos à regulamentação vigente, garantindo o abastecimento do mercado nacional”, diz Santos.
 

Marinha celebra Dia das Crianças com festa para integrantes do Profesp

11/10/2019
 
Evento contou com apresentação de coral das crianças
 
A Marinha, por meio da Estação Rádio da Marinha em Brasília (ERMB), antecipou as celebrações pelo Dia das Crianças, promovendo, no dia 10 de outubro, uma manhã lúdica para cerca de 200 alunos do Centro de Ensino Fundamental Sargento Lima e da Escola Classe 28 do Gama, todos atendidos pelo Programa Forças no Esporte (Profesp). Elas participaram de circuitos funcionais, atividades marinheiras e se apresentaram em coral. Houve, ainda, animação, brincadeiras e distribuição de presentes.
 
O Profesp é um programa desenvolvido pelo Ministério da Defesa, com apoio da Marinha, do Exército e da Aeronáutica, e em parceria com o Ministério da Cidadania, Ministério da Educação e Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos. O objetivo é democratizar o acesso à cultura e prática do esporte entre crianças e jovens em situação de vulnerabilidade social.
 
O núcleo do Profesp na ERMB comemorou 10 anos esse ano. Entre os resultados alcançados nesse período estão a redução da evasão escolar, o incremento do rendimento educacional, o desenvolvimento da autoestima das crianças, maior interesse por atividades esportivas, aumento da consciência ambiental e da cidadania.
 
Crianças do Profesp participam de atividades na Estação Rádio da Marinha em Brasília-DF

Associação de Veteranos do Corpo de Fuzileiros Navais realiza acampamento em ARAMAR

10/10/2019
 
Comandante do 8º Distrito Naval, Veteranos da Associação de Veteranos do Corpo de Fuzileiros Navais e militares do Batalhão de Defesa Nuclear, Biológica, Química e Radiológica de ARAMAR
 
No período de 3 a 6 de outubro, como parte de suas atividades previstas, a Associação de Veteranos do Corpo de Fuzileiros Navais (AVCFN), Regional São Paulo, realizou um acampamento, no Centro Experimental ARAMAR, sob coordenação do Batalhão de Defesa Nuclear, Biológica, Química e Radiológica de ARAMAR.
 
O evento contou com a presença de 18 veteranos, entre militares da Marinha e representantes de associações do Exército e Força Aérea Brasileira, que realizaram diversos exercícios e atividades, dentre as quais: orientação, camuflagem, comunicações e primeiros socorros. Além destes adestramentos, presenciaram uma demonstração de cães de guerra e um mostruário de equipamentos de defesa NBQR, principais tarefas desempenhadas pelo Batalhão.
 
Em 5 de outubro, o Comandante do 8º Distrito Naval (8ºDN), Vice-Almirante Claudio Henrique Mello de Almeida, esteve presente no local, onde pôde acompanhar as atividades de orientação (teoria e prática).
 
Aula teórica de orientação
 
Ao término das atividades, ao dirigir palavras aos veteranos, o Imediato do Batalhão, Capitão de Corveta (FN) Diego de Sousa Santos, destacou a importância de se manter a vibração e o entusiasmo entre os veteranos, sendo um exemplo a ser seguido para os militares que estão na ativa.
 
Este foi o segundo acampamento realizado nestes moldes, em coordenação conjunta entre o Com8ºDN, o Centro Tecnológico da Marinha em São Paulo e o Batalhão de Defesa Nuclear, Biológica, Química e Radiológica de ARAMAR.
 
A Associação de Veteranos do Corpo de Fuzileiros Navais foi criada em 4 de maio de 1972, e formalizada em 7 de outubro de 1995. A Associação tem como fim a união e a reunião voluntária de Fuzileiros Navais, da Reserva ou Reformados, a fim de mantê-los unidos sob os mesmos ideais e espírito de corpo que os animaram e identificaram quando em atividade.

Capitania dos Portos do Ceará recebe crianças para o projeto “Pátria Amada Brasil”

10/10/2019
 
Estudantes do Centro Educacional M. Fialho participam da execução do
 Cerimonial à Bandeira na Capitania
 
A Capitania dos Portos do Ceará (CPCE) recebeu 31 crianças do Centro Educacional M. Fialho, do bairro Mucuripe, Fortaleza-CE, no dia 2 de outubro. A visita faz parte do projeto “Pátria Amada Brasil”, do Comando de Operações Navais da Marinha, e tem o objetivo de incentivar o espírito cívico nos alunos dos ensinos fundamental e médio.
 
Durante a visitação, as crianças acompanharam a execução do Cerimonial à Bandeira narrado, com o canto do Hino Nacional e assistiram à palestra proferida pelo Capitão-Tenente Horizonte. Ele destacou os principais momentos de sua trajetória de 30 anos na Marinha do Brasil (MB), falou sobre as atividades de salvaguarda da vida no mar, segurança da navegação, prevenção da poluição hídrica e defesa nacional.
 
O Capitão-Tenente Horizonte explicou o que abordou na palestra. “Por se tratar de crianças, conversamos de forma lúdica. Falamos, sobretudo, sobre patriotismo, esse sentimento de orgulho e devoção ao País, aos símbolos nacionais e ao nosso povo. Além disso, eles refletiram sobre disciplina, obediência na escola e respeito aos mais antigos, situações que percebemos desafiadoras e em desuso nos dias de hoje”.
 
A coordenadora pedagógica Pamela Villa falou sobre a experiência. “O nosso colégio trabalha com as crianças os objetivos de desenvolvimento sustentável do milênio, que são propostos pela Organização das Nações Unidas. E uma das metas é trabalhar a sustentabilidade do planeta, incluindo a preservação da vida na água. Então, nada mais interessante que trazer as crianças até uma organização militar da Marinha do Brasil, para que conhecessem de perto o seu trabalho”.
 
O Capitão dos Portos, Capitão de Mar e Guerra Madson, ressaltou que a CPCE está de portas abertas, por meio do projeto “Pátria Amada Brasil”, para receber estudantes e estimular neles o civismo e o respeito aos Símbolos Nacionais. "Eles são o futuro do nosso País e nós estamos aqui para orientá-los para uma trajetória de vida honrosa”, destacou.
 
Crianças do Centro Educacional M. Fialho durante visita à
 Capitania dos Portos do Ceará