Nomar Online

Marinha do Brasil realiza Operação “Formosa 2019”

16/07/2019
 
Operação reúne cerca 1.900 militares na cidade
de Formosa-GO
 
Até quarta-feira (17), a Força de Fuzileiros da Esquadra (FFE) realiza a Operação “Formosa 2019”, no Campo de Instrução do município, em Goiás. Considerado o maior exercício realizado pela Marinha do Brasil no Planalto Central, a operação visa manter as condições de pronto emprego dos Fuzileiros Navais.
 
Os exercícios envolvem cerca de 1.900 militares; aeronaves; veículos blindados; carros lagarta anfíbios; mísseis superfície-ar; obuseiros de artilharia; e lançadores múltiplos de foguetes “Astros”. Em todos os exercícios são empregadas munições reais.
 
Lançador de foguetes “Astros”
 
A novidade este ano é a utilização do Sistema Integrado de Comando e Controle do Corpo de Fuzileiros Navais (CFN), que visa facilitar o gerenciamento das ações no campo de batalha, possibilitar a obtenção de dados, viabilizar a comunicação entre os elementos de combate e realizar ações de guerra eletrônica contra forças adversas.
 
De acordo com o Oficial de Logística da FFE, Capitão de Fragata Leonel da Silva Júnior, o uso do sistema, de fabricação israelense, representa a passagem completa das operações de fuzileiros navais para o meio digital. “Tudo antes era feito de modo analógico, por meio de rádio e voz. Ainda estamos em fase de testes e a aquisição representará a modernidade para nossas operações”, declarou.
 
Demonstração Operativa
Em 12 de julho, ocorreu a demonstração operativa da “Formosa 2019”, aberta para autoridades, jornalistas e convidados. O intuito foi apresentar uma síntese das principais atividades realizadas pelos fuzileiros navais. O evento iniciou-se com uma simulação de descontaminação de agentes nucleares, biológicos, químicos e radiológicos, seguida de uma visita guiada ao hospital de campanha montado no evento. Houve ainda uma apresentação de manobra tática, com carros blindados e
demais sistemas de armas.
 
foto 3.jpg
Militares durante exercício de descontaminação de agentes nucleares
 
A Primeira-Tenente Gisela Moreira de Paula, que é farmacêutica e serve na Unidade Médica Expedicionária da Marinha, participa pela quinta vez da operação e acredita ser gratificante a experiência. “Além de cuidar da parte logística dos atendimentos médicos, vim para fazer as análises laboratoriais. O melhor da ‘Formosa’ é ver o comprometimento dos fuzileiros com a missão de servir à sociedade”, afirmou.
 
O evento contou com a participação da Associação de Veteranos do CFN. O Soldado Alberto Cassiano de Oliveira ingressou na Força em 1975, permanecendo por três anos. Ele acredita que ao longo do tempo houve uma evolução significativa do CFN. “O uso da tecnologia hoje facilita muito os deslocamentos da tropa. A Marinha do Brasil não deixa nada a desejar a outras forças do mundo”, disse.
 
O Cabo, fuzileiro naval, Jeferson de Alcântara Souza, serve no Rio de Janeiro-RJ e está pela primeira vez da operação. Ele afirmou que a oportunidade foi muito proveitosa para a sua carreira. “Tudo aqui é muito profissional. É excepcional ver o uso integrado de artilharia, blindados, aeronaves de asa fixa. Você vê tudo acontecendo no terreno, o exercício completo. Essa é a parte que eu mais gostei”, contou.
 
É a primeira vez do Cabo Jeferson na Operação “Formosa”
 
O Comandante de Operações Navais, Almirante de Esquadra Leonardo Puntel, esteve presente ao evento e afirmou que a região onde ocorre a operação é estratégica para o adestramento da tropa. “O Campo de Instrução de Formosa pertence ao Exército Brasileiro que, gentilmente, cede a área para o CFN realizar esse adestramento. Esse local é muito importante pelas suas dimensões. Possui cerca de 58 km de comprimento, por 30 km de largura, o que permite termos uma grande área de manobra para desdobrar nossas tropas no terreno e também fazer exercícios de tiro, com foguetes ‘Astros’, munição de artilharia de campanha de 105mm e armamento de infantaria, fuzil e metralhadoras”, declarou.
 
O Almirante Puntel acrescentou que é prática constante da Marinha do Brasil convidar observadores de Forças Navais estrangeiras para os adestramentos. “Este ano, a Operação ‘Formosa’ recebe representantes das marinhas do Equador, Estados Unidos e Portugal”, disse.
 
O Chefe do Estado-Maior da Armada, Almirante de Esquadra Celso Luiz Nazareth, encerrou o evento, parabenizando os militares envolvidos na operação. “Neste momento de grande alegria, comprimento a cada um dos senhores, do soldado mais moderno ao almirante mais antigo, por tudo o que nós conseguimos ver aqui. O profissionalismo, a ética, a correção, a determinação, a honra, e o dever bem cumprido de cada um enchem-nos de motivação. Nós, chefes navais e chefes militares que representam outras instituições, sairemos daqui sabendo que estamos no caminho certo e, com determinação e muita ética, continuaremos nossas atividades e nossos trabalho em prol das nossas instituições e do nosso País. Parabéns a cada um e recebam o nosso ‘Bravo Zulu’. Adsumus!”.
 
Almirante de Esquadra Nazareth proferiu palavras à tropa ao
final do evento demonstrativo
 
Uma mulher à frente do pelotão
Um dos destaques da edição de 2019 da “Formosa” é a participação da Segundo-Tenente, fuzileiro naval, Liana Arduíno de Magalhães, que, após 17 anos como praça, tornou-se oficial do CFN. Ela ingressou em 2001 como sargento músico e, em 2018, passou a fazer parte do Quadro Auxiliar de Fuzileiros Navais. É a primeira vez, na história da Força Naval, que uma oficial mulher comanda um pelotão de infantaria. À frente de 44 militares, a tenente Liana afirma sentir-se realizada e preparada para prosseguir em sua carreira na Marinha. “Liderar um pelotão está sendo muito gratificante, estou vibrando bastante. Essa operação é muito maior do que os treinamentos que eu tive. Estou muito feliz”, declarou.
 
A tenente Liana acrescenta que, apesar de exercer um papel inusitado, não sofreu preconceitos ou dificuldades na função. “Após a formação como oficial, fiz o curso de aperfeiçoamento em Guerra Anfíbia, o que me qualificou para ser uma comandante de pelotão. No início, os meus subordinados acharam estranho serem liderados por uma mulher, contudo, desde o início eu soube me impor como oficial e hoje sinto-me muito respeitada”, disse.
 
IMG_9482.jpg
A Segundo-Tenente Liana é a primeira mulher a comandar um pelotão de infantaria na história da Marinha
 

Marinha do Brasil participa da 1ª Feira de Turismo da Amazônia Mato-Grossense

16/07/2019
 
Capitão dos Portos durante palestra sobre “Amazônia Azul”
 
A Marinha do Brasil, por meio da Capitania Fluvial de Mato Grosso (CFMT), participou, de 5 a 7 de julho, da 1ª Feira de Turismo da Amazônia Mato-Grossense, realizada em Alta Floresta–MT.
 
No dia 6, dando início ao ciclo de palestras da feira de turismo, o Capitão dos Portos de Mato Grosso, Capitão de Corveta Thiago Cristiano Muniz Santos, ministrou palestra sobre a “Amazônia Azul” e importância dos cursos de Ensino Profissional Marítimo aos membros da prefeitura dos municípios da região e representantes de hotéis e agências de turismo.
 
Além da apresentação, a Capitania participou com a divulgação de suas atribuições, tais como o ordenamento do tráfego aquaviário, a segurança da navegação, a salvaguarda da vida humana, prevenção da poluição hídrica, entre outras.
 
Foram expostos, ainda, materiais de marinharia, e militares da CFMT prestaram orientações sobre regularização de embarcações, amadores, e formas de ingresso na Marinha.

Marinha realiza ação cívico-social na cidade de Breves-PA

16/07/2019
 
Navio Auxiliar “Pará” atracado em Breves
 
No período de 11 a 13 de julho, o Navio Auxiliar “Pará”, subordinado ao Comando do Grupamento de Patrulha Naval do Norte (ComGptPatNavN), realizou atendimentos a população na cidade de Breves-PA.
 
Ao todo, a Marinha realizou 499 atendimentos médicos entre consultas, exames laboratoriais, orientações nutricionais e exames de mamografia, 899 procedimentos odontológicos, além da distribuição de 5.676 medicamentos.
 
A ação fez parte do Programa “Abrace o Marajó”, um projeto do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, em parceria com diversos órgãos públicos e que tem como propósito levar atendimentos médico-hospitalares, odontológicos e ações de resgate à cidadania às comunidades ribeirinhas da Ilha do Marajó.
 
A ministra Damares Regina Alves esteve presente ao local de atendimento e conheceu os serviços prestados pela Marinha, pelo Tribunal de Justiça do Pará e pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região. Os órgãos públicos parceiros, embarcados no navio, realizaram 349 atendimentos entre concessão de benefícios de aposentadoria, registro civil extemporâneo, reconhecimento de união estável e voluntário de paternidade, divórcio consensual, orientações jurídicas, entre outras.
 
A atuação da Justiça Federal na concessão de benefícios proporcionaram a arrecadação de aproximadamente R$ 600 milhões com pagamentos de direitos atrasados.
 
Durante a operação, a Marinha também apoiou a visita da Ministra Damares e sua comitiva ao município de Portel, provendo o deslocamento por aeronave UH-15, pertencente ao Núcleo de Implantação do 1º Esquadrão de Helicópteros de Emprego Geral do Norte. O evento contou ainda com a participação do Navio Patrulha “Bracuí”, que atracou na cidade e prestou apoio e segurança tanto para a comitiva quanto para o pouso e decolagem da aeronave na área.
 
Médico da Marinha presta atendimento à população

Desembargadora comemora parceria com a Marinha que leva atendimentos à população carente no interior do Pará

16/07/2019
 
Desembargadora e Procuradora Federal fazem atendimentos jurídicos
 a bordo do Navio Auxiliar “Pará”
 
A Desembargadora Federal Daniele Maranhão, presidente do Tribunal Regional Federal da 1ª Região e coordenadora dos Juizados Especiais Federais da 1ª Região, participou da ação cívico-social promovida pelo Comando do 4º Distrito Naval nos dias 11, 12 e 13 de julho, no município de Breves, na ilha do Marajó, no Pará.
 
Além de atendimentos médicos, odontológicos e exames clínicos realizados por equipes da Marinha a bordo do Navio Auxiliar “Pará”, juízes de Direito, procuradores e técnicos judiciários efetuaram acordos, reconhecimento voluntário de paternidade e de união estável, divórcio consensual, guarda, registro de nascimento e óbito, retificação de certidão de nascimento, entre outros serviços.
 
Na ocasião, a desembargadora ressaltou a importância da parceria firmada entre a Marinha e o Poder Judiciário local. “Nós nos associamos à Marinha e trazemos nossos servidores para atender essa população já necessitada e conceder a eles direitos que muitas das vezes eles nem conhecem que têm. A estrutura da Marinha é diferenciada, vem com bastante segurança, com muita dedicação; com isso, nós podemos trazer o Poder Judiciário em conjunto para prestar esse direito que é efetivamente da população”.

Marinha do Brasil participa de lançamento de submarino nuclear francês

13/07/2019
Presidente da França, Comandante da Marinha do Brasil e demais
 autoridades durante o lançamento
 
A cerimônia de lançamento do submarino nuclear de ataque “Suffren” aconteceu nesta sexta (12), em Cherbourg, na França, e contou com participação do Comandante da Marinha, Almirante de Esquadra Ilques.
“A presença de representantes da Marinha no lançamento do submarino ‘Suffren’ é uma forma de reafirmar a importante parceria estratégica entre Brasil e França, fundamental para o Programa de Desenvolvimento de Submarinos, o Prosub, cujo objetivo final é a construção do primeiro submarino com propulsão nuclear brasileiro”, destacou o Almirante Ilques.
Estiveram presentes ao evento o Presidente da França, Emmanuel Macron; a Ministra da Defesa da França; a Ministra da Defesa da Austrália; o Comandante da Marinha Nacional da França, Almirante Prazuk, o Diretor-Geral de Desenvolvimento Nuclear e Tecnológico da Marinha, Almirante de Esquadra Marcos Sampaio Olsen; e demais autoridades.
Comandante da Marinha do Brasil com o Comandante da Marinha
Nacional da França
Além da cerimônia de lançamento do submarino “Suffren”, o Almirante Ilques e o Almirante Olsen participaram de reuniões de trabalho com representantes da Austrália e da Polônia, além de membros da Marinha Nacional da França, da Naval Group e da Direção Geral de Armamento francesa (DGA).
Desde 2008, Brasil e França possuem um acordo de transferência de tecnologia para o Programa de Desenvolvimento de Submarinos (Prosub), que viabilizará a produção de quatro submarinos convencionais, que se somarão à frota dos cinco já existentes, e culminará na fabricação do primeiro com propulsão nuclear.
O “Suffren” é o primeiro submarino da Classe “Barracuda”
 
O Prosub
Em dezembro do ano passado, foi lançado ao mar o submarino “Riachuelo”, o primeiro dos quatro convencionais que estão sendo construídos pelo Prosub. Em 19 de junho deste ano, foi realizada a transferência das últimas seções do “Humaitá”, o segundo dos quatro submarinos convencionais desenvolvidos pelo Programa.
 
O Prosub tem fortalecido a Defesa Nacional do Brasil com tecnologia de ponta, seguindo o que está previsto na Estratégia Nacional de Defesa, bem como o desenvolvimento da Base Industrial de Defesa, priorizando e incentivando a produção e o desenvolvimento Científico, Tecnológico e de Inovação Nacional com componentes e equipamentos fabricados para a construção dos submarinos.
 
 
O submarino brasileiro “Riachuelo” foi lançado ao mar em dezembro de 2018
 

 

Tribunal Marítimo completa 85 anos

12/07/2019

Sessão Solene presidida pelo Comandante da Marinha
 
O Tribunal Marítimo (TM) realizou, nesta segunda-feira, 08 de julho, uma Sessão Solene presidida pelo Comandante da Marinha, Almirante de Esquadra Ilques Barbosa Junior, em comemoração aos 85 anos de sua existência, completados no dia 05 de julho.
 
O evento também contou com a presença do ex-Ministro da Marinha, Almirante de Esquadra Mauro Cesar Rodrigues Pereira, dos ex-Comandantes da Marinha, Almirantes de Esquadra Roberto de Guimarães Carvalho e Julio Soares de Moura Neto, do Ministro do Superior Tribunal Militar, Almirante de Esquadra Carlos Augusto de Souza, do Comandante de Operações Navais e Diretor-Geral de Navegação, Almirante de Esquadra Leonardo Puntel e de ex-Presidentes do Tribunal Marítimo.
Na área judiciária, estiveram presentes o Presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, Desembargador Claudio de Mello Tavares, e, representando o Presidente do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2), Desembargador Federal Reis Friede, o Desembargador Federal André Ricardo Cruz Fontes, além de outras autoridades judiciárias, militares e representantes da comunidade maritimista.
 
Durante a Sessão, a Juíza Maria Cristina de Oliveira Padilha, representando os Juízes do TM, a Capitão-Tenente (T) Juliana Moura Maciel Braga, representando a Procuradoria Especial da Marinha e a Dra. Fabiana Simões Martins, representando os advogados que labutam nesta “Corte Marítima”, enalteceram os 85 anos de atividades do TM em prol da Justiça e Segurança da Navegação.

Sessão Solene em comemoração aos 85 anos de criação do TM
 
Em sua Ordem do Dia, o Juiz-Presidente do Tribunal Marítimo, Vice-Almirante Wilson Pereira de Lima Filho ressaltou a exitosa trajetória deste Tribunal, fruto do elevado nível de profissionalismo e comprometimento de seus antecessores e dos militares e servidores civis, que ao longo destes 85 anos, não mediram esforços para prestar o melhor serviço à sociedade e ao País.

Tribunal Marítimo onde está sediado, há 85 anos, desde sua criação

Marinha realiza Ação Cívico Social em colônia de pescadores de Porto Seguro - BA

12/07/2019

Militares da DelPSeguro realizaram atendimentos na área de saúde.
 
No dia 04 de julho, a Delegacia da Capitania dos Portos em Porto Seguro (DelPSeguro) realizou uma ação cívico social (ACISO), na sede da Colônia de Pescadores do município de Porto Seguro - BA.
 
Foram prestados, aproximadamente, 40 atendimentos na área de saúde, principalmente testes de glicemia e aferição da pressão arterial, bem como foram divulgadas orientações sobre prevenções ao câncer de pele e de próstata. Com apoio da Sociedade Amigos da Marinha de Porto Seguro (SOAMAR–Porto Seguro) foram doados cerca de 120 coletes salva-vidas aos pescadores.
 
Durante a ação, o Delegado da DelPSeguro, Capitão de Corveta (T) Julio Amaral, realizou uma palestra sobre a “Operação Inverno”, alertando aos pescadores sobre algumas medidas de segurança que o navegador deverá adotar antes de se fazer ao mar neste período, quando ocorre um aumento do índice pluviométrico com a chegada das frentes frias, afetando diretamente as condições do mar.

 

DelPSeguro doa coletes salva-vidas aos pescadores

 

Capitania Fluvial de Mato Grosso apoia procissão fluvial de São Pedro

12/07/2019

Marinha durante fiscalização e coordenação do tráfego aquaviário do evento
 
No dia de 29 de junho, a Capitania Fluvial De Mato Grosso (CFMT) realizou a coordenação e fiscalização do tráfego aquaviário da tradicional Procissão Fluvial de São Pedro, Padroeiro dos Pescadores.
 
A 39ª Festa de São Pedro é uma celebração tradicional da população ribeirinha residente na Baixada Cuiabana e tem como trajeto a saída da Marina flutuante com destino ao Distrito de Bonsucesso-MT.
 
A CFMT ministrou, durante o evento, uma breve palestra sobre o uso do colete salva-vidas e da restrição do consumo de bebida alcoólica pelos fiéis, o que garantiu um tranquilo acompanhamento das embarcações envolvidas em todo trajeto e proporcionou a população a oportunidade de manter as tradições e exercer a sua fé em segurança.
 
Os eventos náuticos dessa natureza aproximam os agentes da Autoridade Marítima da comunidade náutica, amadores e profissionais, fortalecendo e incrementando a cultura organizacional de segurança da navegação.

Banda Marcial do Corpo de Fuzileiros Navais é destaque no desfile comemorativo da Revolução Constitucionalista de 1932

12/07/2019

Banda Marcial do Corpo de Fuzileiros Navais abre o desfile militar
 
Em 09 de julho, como parte das comemorações do aniversário da Revolução Constitucionalista de 1932, foi realizado o tradicional desfile cívico-militar, em frente ao Obelisco e Mausoléu do Soldado Constitucionalista de 32, no Ibirapuera, bem como uma homenagem na Assembleia Legislativa de São Paulo.
 
Desfile Cívico-Militar
Participaram do desfile representações das Forças Armadas, Forças Auxiliares estaduais, Guarda Civil Metropolitana, associações de veteranos, grupos de escoteiros e escolares. O Grupamento da Marinha do Brasil desfilou com pelotões do Comando do 8º Distrito Naval, do Centro Tecnológico da Marinha em São Paulo e, pelo segundo ano consecutivo, com a participação da Banda Marcial do Corpo de Fuzileiros Navais, que trouxe mais de 120 componentes.
 
A Banda Marcial foi calorosamente aplaudida, ao brindar o público com uma homenagem especial, formando a sigla “MMDC”, a qual se transformou em um dos símbolos da Revolução Constitucionalista, por aludir aos seus quatro heróis, Martins, Miragaia, Dráusio e Camargo, mortos ao início do Movimento.
 
Entre os populares que acompanhavam o desfile, a Sra. Márcia Regina Pinto, paulista, que perdeu um familiar na Revolução de 1932, disse que prestigia o evento há anos e que “é um espetáculo ver os militares”.
 
Homenagem
Após o desfile, em sessão presidida pelo Deputado Estadual Coronel Paulo Telhada, a Assembleia Legislativa de São Paulo condecorou com a Medalha da Constituição, instituída por aquela Casa, diversas autoridades civis e militares, entre as quais o Comandante do 8º Distrito Naval, Vice-Almirante Claudio Henrique Mello de Almeida, e o Presidente da SOAMAR – São Paulo, Sr. Paulo Henrique Godoy Marinheiro.

 


Desfile do Pelotão do Comando do 8º Distrito Naval

 

Capitania dos Portos do Ceará fiscaliza segurança da navegação em procissões fluviais de São Pedro

12/07/2019

Militares da CPCE atuaram durante cortejos em Fortaleza-CE e São Gonçalo do Amarante-CE
 
A Capitania dos Portos do Ceará (CPCE) coordenou e fiscalizou a segurança da navegação durante as procissões fluviais em homenagem a São Pedro, realizadas em 29 de junho, nos municípios de Fortaleza-CE e São Gonçalo do Amarante-CE.
 
A CPCE participou do planejamento dos eventos, realizando ações de conscientização nas colônias de pescadores. Durante os cortejos, os militares da Capitania inspecionaram as embarcações participantes e acompanharam os trajetos das procissões.
 
Com o propósito de garantir a salvaguarda da vida humana no mar, a segurança do tráfego aquaviário e a prevenção contra a poluição hídrica, a CPCE pede a colaboração da sociedade para que entre em contato quando forem observadas irregularidades no mar, rios e vias navegáveis, ou em casos de emergência marítima.

 

Embarcações participantes do cortejo de São Pedro em Fortaleza-CE

 

Navio Doca Multipropósito “Bahia” atraca no Porto de Santos-SP

12/07/2019

Navio atraca no Cais da Marinha em Santos-SP
 
Atracou no Porto de Santos, Cais da Marinha, sede da Capitania dos Portos de São Paulo (CPSP), no período de 06 a 08 de julho, o Navio Doca Multipropósito (NDM) “Bahia”.
 
Lançado ao mar em 1998, o NDM “Bahia” foi projetado para transportar tropas, veículos, helicópteros e munição, agindo em grandes áreas oceânicas e na proteção de plataformas marítimas de petróleo, contribuindo para o emprego do Poder Naval na defesa das Águas Jurisdicionais Brasileiras e colabora com as ações da Marinha realizadas em parceria com os órgãos internacionais e em apoio à política externa do País. O navio se destaca, ainda, pelo espaço para abrigar helicópteros e agregar à Força Naval Brasileira a importante capacidade para carregar e descarregar material, pelo mar ou pelo ar, e operar com embarcações de desembarque em mar aberto.
 
Durante a estadia na Cidade de Santos, o navio promoveu uma visitação pública onde cerca de 2.100 pessoas conheceram suas dependências e as atividades marinheiras desenvolvidas a bordo.

 

 

Navio recebe visitantes durante atracação no Porto de Santos

 

Grupamento de Fuzileiros Navais de Natal realiza Operação “Interportex-NE” em Maceió

12/07/2019

Militar em vigilância de instalações do Porto de Maceió

O Grupamento de Fuzileiros Navais de Natal (GptFNNa) realizou, no período de 24 a 28 de junho, a operação “Interportex-NE”, no Porto de Maceió-AL, com o emprego de 146 militares.
 
O exercício teve como objetivo contribuir para a garantia da segurança e proteção do terminal portuário, bem como colaborar para a preparação operacional dos fuzileiros navais participantes.
 
Durante a operação, os militares realizaram exercícios de check point na entrada do porto e segurança de áreas sensíveis.

 

Militares realizaram segurança das instalações do Porto de Maceió

 

Escola de Guerra Naval finaliza o 1º Programa de Capacitação em Planejamento Interagências

12/07/2019

Encerramento do Programa: o Diretor da Escola de Guerra Naval, o subsecretário de Administração Aduaneira, instrutores e autoridades

No dia 04 de julho, foi realizada a cerimônia de encerramento e entrega de certificados aos concluintes do 1o Programa de Capacitação em Planejamento Interagências (PCPI), na Escola de Guerra Naval (EGN), com a presença do Subsecretário de Administração Aduaneira, Auditor Fiscal Marcus Vinícius Vidal Pontes, do Diretor da EGN, Contra-Almirante Edgar Luiz Siqueira Barbosa, e do Superintendente de Ensino da EGN, Contra-Almirante (Refº) Reginaldo Garcia dos Reis. A iniciativa é fruto do Acordo de Cooperação Técnica firmado entre a Marinha do Brasil e a Receita Federal, em 2017.

O propósito do programa foi preparar uma turma de 21 auditores, oriundos de diversas regiões do País, para comporem equipes de planejamento e execução de operações interagências, além de capacitá-los a desenvolverem uma doutrina de planejamento própria, no âmbito daquele órgão.

O PCPI foi dividido em uma fase de ensino a distância e uma fase presencial, constando de um módulo teórico e um módulo de planejamento prático. Foram ministradas pelos instrutores da EGN aulas teóricas/práticas sobre os seguintes temas: relações interagências; avaliação do ambiente operacional; legislação; inteligência; e fundamentos de planejamento de operações interagências, com a realização ao final de um Jogo de Segurança, no Centro de Jogos de Guerra da Escola.

 

Instrutores, autoridades da Receita Federal e os participantes do 1º PCPI

 

Capitania Fluvial de Mato Grosso promove campanha de doação de sangue

12/07/2019

Militar da Capitania durante doação de sangue

A Marinha do Brasil, por meio da Capitania Fluvial de Mato Grosso (CFMT), e em parceria com o Hemocentro Municipal de Cuiabá promove campanha de incentivo a doação de sangue. como parte das comemorações ao 154º aniversário da Batalha Naval do Riachuelo.

A campanha tem duração prevista até o dia 15 de julho e foi agendada para esse período com propósito de reforçar o banco de sangue do Hemocentro de Mato Grosso no período de férias escolares, em que aumentam os acidentes nas estradas. A expectativa é de que pelo menos 100 voluntários compareçam e façam a doação.

Nas palavras do Capitão dos Portos de Mato Grosso, Capitão de Corveta Thiago Cristiano Muniz Santos, “a Campanha é uma oportunidade da Marinha do Brasil, que desde a Batalha Naval do Riachuelo está ao lado da sociedade e do povo brasileiro, festejar essa importante vitória com esse gesto de cidadania e amor ao próximo”.

Diretoria de Saúde da Marinha comemora 39 anos do Ingresso da Mulher na Força

12/07/2019


Diretoria de Saúde da Marinha celebra a data do ingresso da mulher na Força

Em alusão aos 39 anos da criação do Corpo Auxiliar Feminino da Reserva (CAFRM), comemorado em 7 de julho, a Diretoria de Saúde da Marinha realizou, no dia 10 de julho, uma programação especial com palestras e oficinas voltadas para o universo feminino. O evento reuniu Oficiais e Praças do sexo feminino e contou com a presença do Diretor de Saúde da Marinha, Vice-Almirante médico Luiz Cláudio Barbedo Fróes, e da Contra-Almirante médica Dalva Maria Carvalho Mendes.

Na ocasião, foram realizadas atividades, como as oficinas de maquiagem e de autocuidado. O Diretor de Saúde da Marinha também proferiu palavras exaltando a participação feminina na Marinha, iniciada com êxito em 1981, e ressaltou o caso da Contra-Almirante Dalva, que é oriunda da primeira turma de ingresso de mulheres e hoje integra a Diretoria de Saúde. Em seguida, a Contra-Almirante Dalva enfatizou sua gratidão por ser parte dessa história: “Estou muito feliz com a participação cada vez mais significativa da mulher nas Forças Armadas. Não tenho dúvidas de que faria tudo novamente”, finaliza.

O Ingresso da Mulher na Marinha do Brasil remete à criação do Corpo Auxiliar Feminino da Reserva, ocorrido em 7 de julho de 1980, por iniciativa do então Ministro da Marinha Almirante de Esquadra Maximiano Eduardo da Silva Fonseca. A MB foi a pioneira entre as Forças Armadas brasileiras a contar com mulheres em seu efetivo.

 

Militares participam de oficina de maquiagem e autocuidado

 

Empresa Gerencial de Projetos Navais assina Acordo com SENAI CIMATEC

12/07/2019

O Acordo estabelece normas destinadas à atuação conjunta em projetos voltados à Economia do Mar
 

Em 11 de julho, na sede da Empresa Gerencial de Projetos Navais, foi assinado um Acordo com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial, Departamento Regional da Bahia, através do Campus Integrado de Manufatura e Tecnologia (SENAI CIMATEC), para estabelecer normas destinadas à atuação conjunta em projetos voltados à Economia do Mar, observando as expertises das partes.

O SENAI CIMATEC é uma instituição de excelência em pesquisa e desenvolvimento de tecnologias, serviços e materiais, operando projetos de alto impacto nacional e internacional. Esse Acordo possibilitará um incremento em atividades afins, que podem vir a trazer novas oportunidades de negócios, em especial no tocante às atividades inerentes ao Cluster Marítimo.

 

EMGEPRON assina Acordo com SENAI CIMATEC

 

Estudantes de São Paulo visitam Complexo Naval de Ladário-MS

11/07/2019


Estudantes conheceram a história e estrutura do Navio Monitor Parnaíba

O Comando do 6º Distrito Naval (Com6ºDN) recebeu, na manhã do dia 4 julho, estudantes do Instituto Acaia Sagarana, de São Paulo-SP. A visita ao Complexo Naval de Ladário-MS faz parte do projeto “Estudo do Meio do Centro de Estudar”, com o apoio do Instituto Acaia Pantanal, que se formaram recentemente no Ensino Médio.

Os alunos iniciaram a visita pela Sala de Memória Tenente Maximiano, onde conheceram itens e peças históricas da Marinha do Brasil e pertencentes ao antigo Arsenal de Marinha de Ladário. Ainda na sala, os estudantes conheceram a história do Tenente Maximiano, militar que lutou nas duas guerras mundiais e viveu boa parte da vida em Ladário, vindo a falecer no município aos 113 anos.

Em seguida, foi exposto materiais da Marinha no Grupamento de Fuzileiros Navais de Ladário e apresentado métodos de infiltração para o combate (rapel e fast hope). O Chefe do Estado-Maior do Com6ºDN, Capitão de Mar e Guerra Alexandre José Gomes Dória, explicou aos visitantes as atividades e missões realizadas pelo Com6ºDN. O encerramento foi no Navio Monitor Parnaíba, onde foi apresentada sua história e estrutura.

Segundo a Educadora Social do Instituto Acaia, Verônica Murillo, a visita foi proveitosa para os alunos. “A Marinha está em vários cantos do Brasil e é importante trazer esses jovens para conhecer a função da instituição no território fronteiriço e no país, de saber as possibilidades de ingresso, já que eles estão saindo do ensino médio e estão procurando uma oportunidade no mercado de trabalho ou entrando na universidade”, disse.

Para a estudante Carolina Nascimento de Souza, de 18 anos, visitar o Complexo Naval de Ladário foi uma experiência enriquecedora. “Conheci um pouco mais da história da Marinha, as ações de educação e auxílio médico, saí do senso comum. O que eu achei mais interessante foi a organização, a educação e respeito que há entre os militares. Passei a ter uma visão mais vasta das coisas e vou levar esses exemplos comigo”, disse.

 

Diretoria de Hidrografia e Navegação assina acordo com o Instituto Rumo ao Mar

11/07/2019


Assinatura do acordo (da esquerda para a direita) Capitão de Fragata João Bittencourt,
Vice-Almirante Garcez, Sr. Cristiano e Contra-Almirante Vieira

No dia 11 de julho, a Diretoria de Hidrografia e Navegação (DHN) firmou um acordo de cooperação com o Instituto Rumo ao Mar (Rumar), para o desenvolvimento, manutenção e atualização do Aplicativo “Boletim ao Mar” e produção de conteúdo para o portal “Rumo ao Mar”, que divulgam informações de Hidrografia, Meteorologia e Oceanografia produzidas pela DHN para dispositivos móveis e demais acessos por internet, tornando os produtos mais acessíveis aos usuários.

O memorando foi assinado no Espaço da Memória Histórica da DHN, no Rio de Janeiro-RJ, pelo Diretor de Hidrografia e Navegação, Vice-Almirante Antonio Fernando Garcez Faria, e o Secretário-Geral/Presidente Interino do RUMAR, Cristiano da Rocha Miranda Pontes.

A parceria institucional entre a Marinha e o Rumar ocorrerá com intercâmbio científico e tecnológico, objetivando o incremento na qualidade das informações  relacionadas à salvaguarda da vida humana no mar e à segurança da navegação,  de responsabilidade da DHN.

O aplicativo "Boletim ao Mar" está disponível para download na internet, tanto para o sistema Android, quanto para iOS.  Desenvolvido em parceria entre a Marinha do Brasil e o Instituto Rumo ao Mar, o aplicativo divulga as informações meteorológicas visualizadas na página do Serviço Meteorológico Marinho no Facebook, no link: https://www.facebook.com/servicometeorologicomb/ e no endereço eletrônico https://www.marinha.mil.br/chm/dados-do-smm-avisos-de-mau-tempo/avisos-de-mau-tempo, no qual a Marinha do Brasil mantém todos os avisos de mau tempo em vigor.

 

Marinha do Brasil realiza doação de caiaques para grupos de Escoteiros do Mar do Litoral Norte do RS

11/07/2019


Agente da Capitania dos Portos e chefes dos grupos de Escoteiros do Mar

No dia 4 de julho, a Marinha do Brasil, representada pela Agência da Capitania dos Portos em Tramandaí-RS, realizou a doação de cinco caiaques para os grupos de Escoteiros do Mar do Litoral Norte. A modalidade do Mar tem como principal diferença a realização das suas atividades preferencialmente na água, com isso, as embarcações serão ferramentas para que os jovens possam navegar nas lagoas e rios da região.

Essa área do escotismo é um movimento educacional de jovens entre 6 e 21 anos de idade, com a supervisão e coordenação de adultos voluntários, que tem o propósito de desenvolver o gosto pela vida no mar, pelas artes e técnicas marinheiras, pela navegação, pela pesca e pelos esportes náuticos, incentivando o culto das tradições da Marinha do Brasil.

 

Comando do 4º Distrito Naval celebra 39º aniversário de ingresso das mulheres na Marinha

11/07/2019

Oficiais e Praças de Belém-PA comemoram o ingresso das mulheres na Marinha
 
No dia 10 de julho, o Comando do 4º Distrito Naval (Com4ºDN) realizou, na Base Naval de Val de Cães, a cerimônia militar em comemoração ao 39º aniversário de ingresso das mulheres nas fileiras da Marinha do Brasil. Estiveram presentes todas as oficiais e praças das organizações militares subordinadas ao Com4ºDN sediadas na cidade de Belém-PA. 
 
O aniversário do Ingresso da Mulher nas fileiras da Marinha do Brasil remete à criação do Corpo Auxiliar Feminino da Reserva, ocorrido em 7 de julho de 1980, por iniciativa do então Ministro da Marinha Almirante de Esquadra Maximiano Eduardo da Silva Fonseca.
 
Pioneira, a Marinha foi a primeira entre as Forças Armadas brasileiras a admitir mulheres em seu efetivo, que compõe mais de oito mil integrantes. Desde então, a data histórica entrou para o calendário marinheiro, sendo celebrada nacionalmente.
 
O Comandante do 4º Distrito Naval, em seu discurso, destacou a importância das militares na Força Naval. “No contexto em que se somam equilíbrio e competência, as mulheres conseguem consolidar as conquistas, bem como promovem o gradual avanço na carreira naval e contribuem com uma Marinha atual, dinâmica e atenta a suas missões constitucionais”, ressaltou.

 


Comandante do 4º Distrito Naval reunido com militares sediadas em Belém-PA
 

Marinha do Brasil lança terceiro protótipo do Míssil Antinavio de Superfície (MANSUP)

11/07/2019
A Marinha do Brasil realizou o lançamento do terceiro protótipo do Míssil Antinavio de Superfície (MANSUP) no dia 10 de julho, tendo como alvo o casco do ex-Rebocador de Alto Mar “Tridente”.
 
Momento do lançamentodo MANSUP a bordo da F44
 
 
O lançamento, realizado pela Fragata “Independência", comprovou que todos os subsistemas apresentaram bom desempenho e se comportaram de forma harmônica. Os resultados confirmaram a evolução do projeto e o acerto dos aperfeiçoamentos realizados após os primeiros testes, ocorridos em novembro de 2018 e março de 2019, a bordo da Corveta “Barroso" e da Fragata “Independência”, respectivamente.
 
 MANSUP iniciando a trajetória
 
 
Neste terceiro teste foram feitas verificações adicionais, gravadas por meio dos dados da telemetria, também nacional, instalada no míssil e em unidades participantes da operação. As informações obtidas serão empregadas como subsídios para prosseguir no aperfeiçoamento dos subsistemas componentes.
 
O evento aconteceu na área marítima entre o Rio de Janeiro-RJ e Cabo Frio-RJ. Foram empregados três navios da Esquadra, o Navio Doca Multipropósito “Bahia”, a Fragata “Constituição”, além do navio lançador, que foi a Fragata “Independência”. A operação contou ainda com o apoio do Navio Patrulha Oceânico “Apa" e do Navio de Apoio Oceânico “Purus”, do Comando do 1˚ Distrito Naval, das aeronaves Esquilo (UH-12), SuperCougar (UH-15), Seahawk (SH-16) e Lynx (AH-11A), do Comando da Força Aeronaval, e de uma aeronave P3AM da Força Aérea Brasileira, além do Destacamento de Mergulhadores de Combate.

 

 

 

 

 

Marinha do Brasil participa do Exercício Guardião Cibernético 2.0

10/07/2019
Vice-Chefe do Estado-Maior da Armada, Vice-Almirante Bettega, 
 visita as instalações do ECG 2.0
 
No período de 2 a 4 de julho, foi realizado, no Forte Marechal Rondon, em Brasília-DF, o Exercício Guardião Cibernético 2.0 (ECG 2.0), considerado o maior evento simulado de proteção cibernética, dos ativos de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC), no âmbito da Defesa. Além da Marinha do Brasil (MB) e das Forças Singulares, participaram do exercício o Ministério da Defesa (MD), o Gabinete de Segurança Institucional (GSI) e instituições de setores considerados estratégicos para o Estado brasileiro, com destaque para os setores nuclear, financeiro, telecomunicações, energia, transportes e água.
 
A dinâmica do exercício se desenvolveu em um cenário fictício de intenso ataque cibernético, no qual os participantes de nível técnico e gerencial empregaram técnicas de simulação virtual e construtiva, de forma integrada para a pronta resposta aos incidentes e problemas cibernéticos simulados.
 
No setor nuclear, de responsabilidade da MB, participaram militares do Comando de Operações Navais (CON), Diretoria de Comunicações e Tecnologia da Informação da Marinha (DCTIM), Centro de Tecnologia e Informação da Marinha (CTIM) e Centro Tecnológico da Marinha em São Paulo (CTMSP), além dos demais órgãos que compõe esse setor.
 
Dentre as evoluções percebidas na segunda edição do EGC, destaca-se a participação da MB que, pela primeira vez, empregou em caráter experimental, o Simulador de Planta Nuclear, em desenvolvimento na Universidade de São Paulo (USP), em parceria com a MB e a Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA). Esse ineditismo possibilitou que os eventos cibernéticos simulados do setor nuclear se desenvolvessem com maior realismo.
No dia 03 de julho, ocorreu o dia de visita do exercício, ocasião em que autoridades civis, militares, parlamentares e estrangeiras tiveram a oportunidade de conhecer as instalações do exercício e receber explicações detalhadas sobre o evento. O Chefe do Estado-Maior da Armada, Almirante de Esquadra Celso Luiz Nazareth, foi representado pelo Vice-Chefe do Estado-Maior da Armada, Vice-Almirante Arthur Fernando Bettega Corrêa.
 
“A participação da MB no EGC 2.0 foi mais uma oportunidade para a nossa Força desenvolver a capacidade cibernética na vertente ‘Proteção’ dos seus ativos de TIC”, afirmou o Chefe do Estado-Maior Conjunto do ComDCiber e Diretor do Exercício Contra-Almirante Francisco Neves.
 
Visita ao simulador de Planta Nuclear, em desenvolvimento na USP,
em parceria com a MB

Marinha realiza reunião para definir ações para execução da dragagem do Rio Buranhém, em Porto Seguro-BA

09/07/2019
Autoridades de Porto Seguro-BA se reúnem para definir ações que possibilitarão a execução da dragagem do Rio Buran
 
Com a finalidade de definir ações que possibilitarão a execução da dragagem do Rio Buranhém, reuniram-se, na sede da Delegacia da Capitania dos Portos em Porto Seguro, no dia 27 de junho, o Delegado da Capitania, Capitão de Corveta Julio Amaral, o Secretário Interino do Meio Ambiente, João Barbosa Goes filho, o Secretário de Turismo, Paulo César Pereira Magalhães e os representantes da Universidade Federal Sul da Bahia (UFSB), Marcos Eduardo Cordeiro Bernardes e Ângelo Teixeira Lemos, além de representantes da comunidade marítima local.
 
Durante a reunião, destacou-se que o avançado estágio de assoreamento da foz do rio poderá, em curto espaço de tempo, comprometer definitivamente as atividades desenvolvidas pela Marinha do Brasil em prol da segurança da navegação, a mobilidade urbana na travessia das balsas, as atividades pesqueiras e de turismo náuticos regionais. Por meio da manutenção de um canal de navegação com a profundidade e largura adequados, a continuidade atividades para a comunidade estarão garantidas, além da possibilidade do fomento de outras atividades socioeconômicas para a região.
 
Fruto da reunião, o Secretário do Meio Ambiente, a partir de parâmetros definidos pela Marinha e comunidade marítima, encaminhará um pedido de cooperação técnica para a UFSB, para que seja realizado um estudo de viabilidade técnica, levando em consideração requisitos ambientais e operacionais, para execução da dragagem. Em paralelo, o Secretário de Turismo, diante da possibilidade de criação de um canal navegável e a possibilidade de fomento do turismo náutico na região, ressaltou a importância da revitalização do Pier Municipal e a criação de um porto ilha, para atracação de navios e recebimento de turistas, esperando contar com o apoio do Governo do Estado e da iniciativa privada para a implementação.

Comando do 2º Distrito Naval comemora os 275 anos da chegada da imagem do Bonfim à Bahia

09/07/2019
Militares da Marinha durante comemoração realizada em Salvador-BA
 
Em comemoração ao jubileu de 275 anos da chegada da imagem do Senhor do Bonfim à Bahia, a Capelania do Comando do 2º Distrito Naval promoveu, no dia 3 de julho, a “Peregrinação da Família Naval ao Bonfim”. O evento, que abriu o ciclo de peregrinações pelo Ano Jubilar , contou com a participação voluntária de militares, servidores civis e familiares.
 
A imagem de Nosso Senhor do Bonfim foi trazida de Portugal para a Bahia, em razão de uma promessa feita pelo Capitão de Mar e Guerra da Marinha Portuguesa Theodózio Rodrigues de Faria, que, durante forte tempestade, prometeu que se sobrevivesse traria para o Brasil a imagem de sua devoção. Assim, em 18 de abril de 1745, réplica da representação do santo existente em Setúbal, Portugal, foi trazida daquela vila, terra natal do Comandante, e abrigada na Igreja da Penha, em Salvador-BA, até o término da construção da Igreja do Senhor do Bonfim. Em 1754, a parte interna da Igreja do Senhor do Bonfim foi finalizada e a imagem transferida para lá em procissão, onde foi celebrada uma missa solene.
 
Durante a celebração, o Chefe de Estado-Maior do Comando do 2º Distrito Naval, Capitão de Mar e Guerra (FN) Marcelo Vidal Moreira, e o Diretor do Centro de Intendência da Marinha em Salvador, Capitão de Mar e Guerra Reginaldo da Costa Machado, realizaram uma aposição floral no túmulo do Capitão de Mar e Guerra Theodózio Rodrigues de Faria, localizado dentro da Basílica do Bonfim.
 
Aposição floral no túmulo do
Capitão de Mar e Guerra Theodózio

Centro de Instrução Almirante Milcíades Portela Alves promove cerimônia de juramento à Bandeira Nacional da Turma I/2019

09/07/2019
Formatura da Turma I-2019 do C-FSD-FN
 
Em 28 de junho, o Centro de Instrução Almirante Milcíades Portela Alves (CIAMPA) realizou a cerimônia de juramento à Bandeira Nacional dos 173 alunos do Curso de Formação de Soldados Fuzileiros Navais (C-FSD-FN) Turma I/2019, após 18 semanas de formação.

O evento foi precedido pela apresentação da Banda Marcial do Corpo de Fuzileiros Navais, do Pelotão de Ordem Unida Silenciosa, representando a marcialidade e a disciplina dos Fuzileiros Navais, e da Equipe de Paraquedismo da Marinha.

A cerimônia foi presidida pela Comandante do Pessoal de Fuzileiros Navais, Vice-Almirante (FN) César Lopes Loureiro, e contou com a presença do Comandante do Material de Fuzileiros Navais, Vice-Almirante (FN) Jorge Armando Nery Soares; do Assessor Especial de Assuntos Estratégicos do Comando Geral do Corpo de Fuzileiros Navais, Vice-Almirante (FN) Carlos Alfredo Vicente Leitão; do Subchefe de Inteligência Operacional do Comando de Operações Navais, Contra-Almirante (FN) Rogério Ramos Lage; do Comandante do Centro de Instrução Almirante Alexandrino, Contra-Almirante Renato Garcia Arruda; do Diretor do Centro de Perícias Médicas da Marinha, Contra-Almirante César Aurélio Serra; dos Deputados Federais Professor Joziel Ferreira Carlos e João Carlos Soares Gurgel; da Deputada Estadual Alana de Oliveira Passos; e representações da Associação de Veteranos do Corpo de Fuzileiros Navais; do Programa Forças no Esporte das seguintes unidades: Centro de Instrução Almirante Sylvio de Camargo, Centro de Educação Física Almirante Adalberto Nunes  e do CIAMPA; e da Escola Municipal Almirante Frontin, escola apadrinhada do CIAMPA.

Durante a cerimônia, o Comandante do CIAMPA ressaltou a importância do apoio dos familiares e amigos que tiveram a oportunidade de entregar as divisas aos novos soldados fuzileiros navais e o comprometimento, a dedicação e entusiasmo da tripulação que permitiram prover a formação aos alunos, que não se restringiu as esferas técnico-profissional e física, mas abrangeu também, os campos moral e ético, alicerçados nos valores do Corpo de Fuzileiros Navais de: honra, competência, determinação e profissionalismo.
 
Os alunos prestaram juramento perante a Bandeira Nacional, dedicando-se inteiramente ao serviço da Pátria, defendendo-a com o sacrifício de suas próprias vidas. Em seguida, prestaram continência individual ao Pavilhão Nacional e desfilaram em continência ao Vice-Almirante Loureiro entoando a canção “Soldados da Liberdade”. Ao término da cerimônia, o Soldado (FN) Guilherme, primeiro colocado da Turma I/2019, comandou o “fora de forma”.
 
Soldado recém-formado com familiares

Navio-Auxiliar “Pará” recebe alunos da Escola de Formação de Oficiais da Marinha Mercante

09/07/2019
A bordo do “NA Pará”, alunos participaram de exercícios
de combate a incêndio
 
No dia 1° de julho, o Navio-Auxiliar “Pará”, subordinado ao Comando do Grupamento de Patrulha Naval do Norte, recebeu 90 alunos do 3° ano da Escola de Formação de Oficiais da Marinha Mercante, provenientes do Centro de Instrução Almirante Braz de Aguiar (CIABA), organização militar responsável por ministrar os cursos de formação e preparo do Pessoal da Marinha Mercante. O embarque fez parte da Operação “Mercantex I”.
 
A operação, realizada de 2 e 7 de julho, na área no Rio Pará, Região dos Estreitos, Rio Amazonas e Porto de Santana-AP, teve como propósito realizar adestramentos práticos dos alunos da EFOMM nas águas jurisdicionais do Comando do 4° Distrito Naval, com o intuito de prepará-los para o desempenho de cargos e o exercício de funções e ocupações peculiares à profissão.
 
O programa de eventos contou com diversos exercícios, como navegação em águas restritas e em baixa visibilidade, exercício de postos de abandono, exercício de controle de avarias, adestramentos de sistemas da Divisão de Máquinas, dentre outros.
 
O aluno Reinaldo Aquino da Silva, de 22 anos, ressaltou que a operação foi de grande valia. “Tivemos a oportunidade de acompanhar e participar de momentos que antes só víamos em sala de aula. Aproveitamos ao máximo todo aprendizado que nos foi ofertado. Esse tempo a bordo do Navio-Auxiliar “Pará” ficará marcado em nossas memórias como um ponto chave da nossa carreira e de nossas vidas”, disse.
 
Alunos colocaram em prática, a bordo do “NA Pará”, os ensinamentos adquiridos
em sala de aula

Marinha realiza Curso Especial para Tripulação de Embarcações de Estado no Serviço Público em Nova Londrina-PR

08/07/2019
Cerimônia de encerramento e entrega de diploma aos aprovados no curso
A Delegacia Fluvial de Guaíra ministrou, no período de 24 a 28 de junho, no município de Nova Londrina-PR, o Curso Especial para Tripulação de Embarcações de Estado no Serviço Público. Foram habilitados 38 novos condutores de embarcações, colocados à disposição do Corpo de Bombeiros Militar de Paranavaí-PR e do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado de Maringá-PR.
O curso destina-se a habilitar servidores para conduzir embarcações empregadas por órgãos ligados à segurança.

Brasil participa da 6ª Sessão do Subcomitê de Implementação dos Instrumentos IMO da Organização Marítima Internacional

08/07/2019
Delegação brasileira em Londres
A 6ª Sessão do Subcomitê de Implementação dos Instrumentos IMO foi realizada entre os dias 1º e 5 de julho, na Organização Marítima Internacional (IMO), sediada em Londres, na Inglaterra.
A delegação do Brasil foi composta por representantes da Marinha do Brasil, da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transporte Aquaviário e Aéreo, na Pesca e nos Portos e da Vale S.A.
O Subcomitê III aborda questões de implementação e aplicação global e eficaz dos instrumentos IMO relativos à segurança, proteção marítima e do ambiente marinho. Possui um papel fundamental na análise de acidentes e na publicação de lições aprendidas, além da consideração e análise de relatórios sobre a inadequação de instalações de recepção portuárias.

Inteligência artificial é foco de debate na Escola de Guerra Naval

08/07/2019
 Almirante de Esquadra (Ref-FN) Alvaro Augusto Dias Monteiro, Presidente do CEPE-MB, realizou a abertura do evento
 
No dia 27 de junho, o Centro de Estudos Político-Estratégicos da Marinha (CEPE-MB) e a Escola de Guerra Naval (EGN), em parceria com a Diretoria-Geral do Desenvolvimento Nuclear e Tecnológico da Marinha, realizaram o colóquio "Inteligência Artificial: perspectivas e desafios na área de defesa". A compreensão de como as tecnologias emergentes influenciarão as operações militares e navais integra o rol de temáticas estabelecido pelo Estado-Maior da Armada na Estratégia de Ciência e Tecnologia da Marinha.
O colóquio, realizado na EGN, contou com a palestra do Professor Doutor Alexandre Gonçalves Evsukoff, do Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-Graduação e Pesquisa de Engenharia da Universidade Federal do Rio de Janeiro, que apresentou um panorama geral do desenvolvimento da inteligência artificial. Na sequência, o Tenente-Coronel, Engenheiro, Júlio Cesar Duarte, Professor Doutor do Instituto Militar de Engenharia, falou sobre o tema "Aplicações Militares de Tecnologias de Inteligência Artificial", destacando os dilemas éticos que surgem ao se conferir às máquinas capacidades que envolvem um processo decisório.
As "Aplicações Navais de Tecnologias de Inteligência Artificial" foi o nome dado à exposição realizada pelo Capitão de Fragata Claudio Coreixas de Moraes, do Centro de Análises de Sistemas Navais, que discorreu, ainda, sobre as possibilidades do aprimoramento das atividades de ensino e qualificação de pessoal, logísticas, de segurança da navegação, entre outras, devido às novas tecnologias.
A abertura do colóquio foi realizada pelo Almirante de Esquadra Alvaro Augusto Dias Monteiro, Presidente do CEPE-MB, e os debates foram moderados pelo Capitão de Mar e Guerra William de Sousa Moreira, Professor Doutor do Programa de Pós-Graduação em Estudos Marítimos da EGN. Estiveram presentes o ex-Comandante da Marinha, Almirante de Esquadra Eduardo Bacellar Leal Ferreira; ex-Chefe do Estado-Maior da Armada e Conselheiro do CEPE-MB, Almirante de Esquadra João Afonso Prado Maia de Faria; ex-Chefe do Estado-Maior da Armada, Almirante de Esquadra Luiz Guilherme Sá de Gusmão; o Diretor do Departamento de Assuntos de Defesa e Segurança do Ministério das Relações Exteriores, embaixador Alessandro Warley Candeas; entre outras autoridades.

Navio-Escola “Brasil” atraca no Porto de Santos

08/07/2019
NE “Brasil” atracado no Cais da Marinha, sede da CPSP
 
No período de 28 de junho a 1º de julho, permaneceu atracado no Porto de Santos-SP o Navio-Escola (NE) “Brasil”, em exercícios da comissão de inspeção e assessoria de adestramento.
O navio, atualmente, passa por treinamentos operacionais com tripulação, se preparando para as comissões denominadas VIGM – Viagens de instruções de Guardas-Marinhas -, cujo propósito é de complementar, com ênfase na experiência prática, os conhecimentos teóricos adquiridos pelos militares na Escola Naval durante o ciclo escolar; aprimorar a formação cultural dos futuros Oficiais da Marinha do Brasil (MB) e representar o País e a Força Naval nos portos visitados.
Na visitação pública, que aconteceu dia 30 de junho, mais de 1.500 pessoas conheceram o navio, as características e as atividades desenvolvidas com a finalidade de aprimorar a formação cultural dos futuros oficiais da MB.
Visitação pública ao NE “Brasil” atracado no Cais da Marinha em Santos

Diretoria de Hidrografia e Navegação é credenciada para conduzir curso internacional em gerência de auxílios à navegação

08/07/2019
Assinatura do memorando pelo Vice-Almirante Garcez e Francis Zachariae
 
No dia 5 de julho, a Diretoria de Hidrografia e Navegação (DHN) firmou uma parceria com a Associação Internacional de Autoridades de Auxílios à Navegação Marítima e Faróis (IALA), por meio da qual o Brasil foi credenciado para conduzir um curso sobre gerência de auxílios à navegação. O memorando foi assinado na cidade de Saint Germain en Laye, na França, pelo Diretor de Hidrografia e Navegação, Vice-Almirante Antonio Fernando Garcez Faria, e o Secretário-Geral da IALA, Francis Zachariae.
 
O curso, o primeiro credenciado pela IALA a ser ministrado em português, oferecerá qualificação de nível internacional nas diversas atividades relacionadas ao gerenciamento de auxílios à navegação. Entre elas, destacam-se a provisão, a manutenção, o monitoramento e o domínio das funções técnicas de auxílios à navegação visuais, radioelétricos, bem como do Sistema de Identificação Automático como auxílio à navegação, do Serviço de Tráfego de Embarcações (VTS) e noções do conceito de e-navigation.
Consciente de suas responsabilidades perante a Convenção Internacional para a salvaguarda da vida humana no mar, a IALA realiza, a nível mundial, o credenciamento de organizações de treinamento e certificação de pessoal, com a finalidade de prover qualificações referentes a auxílios à navegação e VTS.
 
Em 2022, o Brasil sediará a próxima Conferência da IALA. Nesse contexto, a realização do referido curso se reveste de grande importância, uma vez que contribui para elevar o patamar do país no âmbito da comunidade marítima internacional, no que tange aos assuntos relativos aos auxílios à navegação.

Capitania Fluvial de Brasília recebe comitiva da Adasa para tratar do zoneamento de usos do Lago Paranoá

08/07/2019
Diretor presidente e comitiva da Adasa na Capitania Fluvial de Brasília
No dia 2 de julho, o Capitão dos Portos de Brasília recebeu, na Capitania Fluvial de Brasília-DF, o Diretor Presidente da Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento do Distrito Federal (Adasa), Paulo Sérgio Bretas de Almeida Salles, e comitiva, para tratar de assuntos referentes ao Decreto nº 39.555/2018 do Governo do Distrito Federal (GDF), que estabeleceu o Zoneamento de Usos do Espelho d’Água do Lago Paranoá.
Na reunião, foram abordados, principalmente, aspectos referentes à demarcação das nove praias estabelecidas pelo Decreto no Lago Paranoá para o uso exclusivo de banhistas, as quais se estendem até 100 metros das margens do lago e onde passou a ser vedada a circulação de veículos náuticos a motor.
Foi realizada uma apresentação à comitiva da Adasa, que enfatizou sobre a importância de o GDF providenciar a instalação de dispositivos de sinalização demarcando, no espelho d’água do Lago Paranoá, as áreas reservadas aos banhistas. A palestra destacou ainda que, por ocasião das atividades de inspeção naval, as equipes da CFB já estão contribuindo para a divulgação do zoneamento e orientando os condutores de embarcações.
O zoneamento do Lago Paranoá tem como principal objetivo oferecer mais segurança aos usuários e garantir os usos múltiplos do principal ponto turístico de Brasília. Além das áreas destinadas ao banho, o Decreto nº 39.555/2018 do GDF prevê, também, áreas preferenciais às práticas esportivas ou recreativas que não utilizam veículos motorizados, áreas de segurança nacional, área de segurança da barragem, entre outras.

Militares do Comando do 4º Distrito Naval concluem Curso Expedito de Busca e Salvamento

08/07/2019

Participantes do curso Busca e Salvamento

Militares subordinados ao Comando do 4º Distrito Naval concluíram, no dia 5 de julho, o primeiro Curso Expedito de Busca e Salvamento (C-EXP-SAR OF/PR), realizado no Centro de Instruções Almirante Braz de Aguiar (CIABA), em Belém-PA.

As aulas tiveram a duração de três semanas, tendo como objetivo principal capacitar 25 militares que atuam na coordenação, planejamento e execução das operações de busca e salvamento na jurisdição do Com4ºDN e das organizações militares subordinadas.

Durante o curso, além do conteúdo programático previsto, os alunos tiveram a oportunidade de conhecer a estrutura do Salvamar Norte; assistiram palestra ministrada por um oficial da Força Aérea Brasileira, convidado especialmente para falar sobre o Serviço de Busca e Salvamento Aéreo; e participaram de palestras proferidas pelos próprios alunos, integrantes da Capitania dos Portos da Amazônia Oriental, do Comando do Grupamento de Patrulha Naval do Norte, da Capitania dos Portos do Maranhão, Capitania dos Portos do Piauí e Capitania dos Portos do Amapá, acerca de suas organizações militares, compartilhando experiências na condução de busca e salvamento no mar, nos portos e nas vias navegáveis interiores.

Grupamento de Fuzileiros Navais de Brasília realiza ADEST RIB II/2019

08/07/2019
Militares em adestramento
 
No período de 17 a 25 de junho, o Grupamento de Fuzileiros Navais de Brasília (GptFNB) realizou o 2º Adestramento Ribeirinho de 2019, na região de Aragarças-GO.
 
O ADEST RIB II/2019 teve como objetivo adestrar frações de tropa em operações ribeirinhas, ação de presença, além de reconhecimento e familiarização com as características da região. O exercício contou com 70 militares e aplicou as seguintes instruções: natação utilitária, impermeabilização de equipamentos, transposição de curso d’água, nós e voltas, noções de patronagem, tiro embarcado, rapel, patrulha fluvial, patrulha terrestre e execução do tema tático.
Durante o período, os Fuzileiros Navais tiveram a oportunidade de realizar palestras para 200 alunos da Escola Municipal José Nogueira de Aragarças. Na ocasião, foram apresentados temas sobre as formas de ingresso na Marinha do Brasil e atividades do Corpo de Fuzileiros Navais.

Navio Hidrografico “Sírius” inicia a Comissão “Barra Norte do Rio Amazonas”

08/07/2019
Navio Hidrográfico “Sirius” rumo à Barra Norte
 
O Navio Hidrográfico “Sirius” suspendeu no dia 25 de junho para a Comissão “Barra Norte do Rio Amazonas”, na região litorânea do estado do Amapá , onde realizará coleta de dados maregráficos naquela que é uma das áreas mais desafiantes e importantes na história da Hidrografia Brasileira. A análise será estabelecida pelo estudo estatístico e harmônico de 32 dias de observação da maré em conjunto com o Navio Oceanográfico “Antares”. Além da coleta de dados, será realizado o apoio aos serviços de manutenção dos Radiofaróis de Canivete-PA e São Marcos-MA.
Durante o período do levantamento hidrográfico, será realizado o Seminário “Aspectos gerais da navegação em lama fluida e sua aplicabilidade ao arco lamoso da região da barra norte do Rio Amazonas”, na cidade de Macapá-AP, que visa contribuir com os estudos para determinação dos fatores de correção de maré na Barra Norte do Rio Amazonas.
 
Os dados coletados pelos navios, em conjunto com os gravados na estação maregráfica de Ponta do Céu-AP, servirão de base para a realização de estudos necessários para determinação dos fatores de correção de maré para a Barra Norte. O objetivo final é viabilizar a operação de embarcações de maior calado na região.
 
A área do levantamento será a região distante 60 milhas náuticas de Macapá-AP e terá como portos visitados os de Fortaleza-CE, Santana-AP, Belém-PA e Cabelo-PB, tendo como previsão de regresso ao Rio de Janeiro-RJ em 16 de setembro.
 
O primeiro levantamento hidrográfico da Barra Norte do Rio Amazonas foi realizado no ano de 1952, pelo então Capitão-Tenente Maximiano da Fonseca, ENTÃO Comandante do Navio Hidrográfico “Rio Branco”, na mesma região de levantamento do “Sirius”. A comissão teve 342 dias de duração e ficou conhecida como a “Epopeia do Rio Branco”. Ainda hoje é considerado o maior feito da história da Hidrografia brasileira.
 
A Comissão será mais um levantamento hidrográfico da Barra Norte do Rio Amazonas realizado pelo “Sirius”, que desde 1959 realiza sondagens nea região, e que em 2008 esteve pela a última vez que naquela área em comissão. Assim, os levantamentos da Barra Norte contabilizam 120 levantamentos hidrográficos na “Amazônia Azul” e no exterior.
O desafiante levantamento da Barra Norte do Rio Amazonas em momentos
Distintos: em 1952 e em 2006

 

Diretoria Industrial da Marinha promove 2o Seminário de Manutenção de Navios Militares

08/07/2019
Evento foi realizado no Auditório do Arsenal de Marinha do Rio de Janeiro
 
A Diretoria Industrial da Marinha (DIM), em parceira com a Sociedade Brasileira de Engenharia Naval, promoveu, no dia 2 de julho, o 2o Seminário de Manutenção de Navios Militares. A abertura do evento foi realizada pelo Diretor-Geral do Material da Marinha, Almirante de Esquadra Luiz Henrique Caroli.
Os objetivos do seminário, que lotou o Auditório do Arsenal de Marinha do Rio de Janeiro, foram: fomentar a troca de informações entre potenciais prestadores de serviços e fornecedores de equipamentos de navios militares para a Marinha do Brasil; apresentar as propostas de produtos e serviços para a manutenção dos atuais e futuros militares; e apontar o atual estado da arte desses serviços.
Para isso, o evento contou com sete palestras de acadêmicos, representantes da Marinha do Brasil e de empresas do setor, com temas como o panorama orçamentário da Marinha para a área de manutenção, boas práticas de desmonte e reciclagem de navios, e processos licitatórios para a contratação de serviços. Também foram realizados dois painéis, que discutiram a manutenção de embarcações militares e de máquinas marítimas, e uma mesa redonda sobre a cadeia de suprimentos para manutenção e reparo de navios.
Mesa de Abertura do 2o Seminário de Manutenção de Navios Militares

 

Forças Armadas realizam 1ª Reunião Regional do Projeto “Cenários de Defesa 2040”

08/07/2019
Representantes de diversos setores civis e militares debateram
questões relacionadas à Defesa do Brasil
 
A cidade de Belém-PA sediou, nos dias 3 e 4 de julho, a 1ª Reunião Regional do Projeto “Cenários de Defesa 2040”, organizada pelo Ministério da Defesa e pela Escola Superior de Guerra. O evento ocorreu no Centro de Instrução Almirante Braz de Aguiar, e contou com a presença de militares da Marinha, do Exército e da Aeronáutica, além de especialistas e autoridades civis de diversos setores de atuação.
 
Os participantes realizaram coletas de dados e informações que servirão como insumos para o desenvolvimento das Políticas e Estratégia Nacional de Defesa nos próximos 20 anos. O objetivo foi identificar fatos e situações, conjunturais ou estruturais, relacionadas à Defesa do Brasil, cujas possíveis evoluções venham a impactar nas atribuições constitucionais e legais do Ministério da Defesa e das Forças Armadas.  
 
A reunião foi aberta pelo Comandante do 4º Distrito Naval e pelo Comandante Militar do Norte, que destacou a necessidade de dar atenção à importância estratégica da Amazônia para que sejam traçados cenários que poderão ajudar o Brasil como Nação.
 
O Comandante do 4º Distrito Naval ressaltou a importância da construção do planejamento estratégico e das hipóteses de emprego para defender o País. “Os militares trabalham em cima de um cenário de demanda da sociedade, e estamos aqui para pensar no que o Brasil quer ou onde poderá chegar em 20 anos. Fico feliz em ver representantes de diversas áreas para estabelecerem e reconhecerem a responsabilidade de cada um dos setores nesse cenário nacional”, disse.
 
O General José Eustáquio Nogueira Guimarães, da Escola Superior de Guerra, coordenou as atividades e apresentou a metodologia para o desenvolvimento dos grupos de trabalhos. 
 
Representante do Ministério da Defesa, o Coronel Eustáquio da Costa Neto iniciou sua palestra provocando o público a pensar quais tendências, as incertezas e os atores que, até 2040, poderão interagir e influenciar o cenário nacional. “A partir deste encontro, poderemos saber quais as ameaças e a capacidade que o País precisa adquirir e desenvolver para saná-las”, disse.
Em grupos de estudos, especialistas civis e militares debateram
rumos do cenário de Defesa Nacional

45ª Regata Diretoria de Portos e Costas reúne velejadores na Baía de Guanabara

04/07/2019
Evento reuniu diversas embarcações na Baía de Guanabara
 
Amantes da vela reuniram-se na Baía de Guanabara, no dia 29 de junho, para participar da 45ª Regata Diretoria de Portos e Costas (DPC). Conhecida no meio náutico como “Regata DPC”, a competição, organizada pelo Iate Clube Icaraí, em Niterói (RJ), integra o calendário da Federação de Vela do Estado do Rio de Janeiro e vale pontos para a Copa Interclubes, que reúne 20 clubes federados do estado.
 
Participaram do evento mais de 180 competidores, divididos em dezenas de embarcações de Classes como Hpe25, Ranger 22, Velamar 22, Laser, Optmist, Dingue, IRC, RGS, Catamarã, dentre outras. O barco Vesper IV, da Classe ORC, conduzido pelo Comandante João Marcos Mendes, do Iate Clube do Rio de Janeiro (ICRJ), foi o “veleiro fita azul” da prova, que na linguagem naval é conhecido como o primeiro a cruzar a linha de chegada.
 
Além dos velejadores, a competição foi prestigiada por autoridades militares, representantes da comunidade marítima, da DPC e integrantes do movimento de escoteiros, que participaram do hasteamento da Bandeira durante a cerimônia de abertura da prova. Na oportunidade, o Diretor de Portos e Costas destacou a importância em incentivar as atividades desportivas, difundir a mentalidade marítima e celebrar, junto à comunidade náutica, a regata, que ocorre desde 1972 e faz parte das comemorações pelo 112º aniversário da Diretoria.
Integrantes do movimento de escoteiros participaram do evento

 

Capitania dos Portos do Rio Grande do Sul realiza inspeção naval no Canal de São Gonçalo

04/07/2019
Militar realiza Inspeção Naval
No dia 19 de junho, a Capitania dos Portos do Rio Grande do Sul realizou inspeção naval e ação de presença no Canal de São Gonçalo, na cidade de Pelotas-RS. Na oportunidade, além de abordagens em embarcações que encontravam-se em tráfego, foram verificadas as operações da ponte férrea no intuito de garantir a segurança da navegação na região.
 
O canal representa uma importante via navegável que interliga a Laguna dos Patos e a Lagoa Mirim.

Equipe Brasileira destaca-se no Campeonato Nórdico Aberto de Pentatlo Naval

03/07/2019
Marinha do Brasil representada pelo Pentatlo Naval
 
No período de 24 a 29 de junho, foi realizado, nas instalações da Finnish Coastal Brigade, em Upinniemi, naFinlândia, o Campeonato Nórdico Aberto de Pentatlo Naval. A equipe brasileira foi vice-campeã nas categorias feminina e masculina.
Por apenas 26 pontos, o time da Polônia assumiu a liderança nos últimos metros da prova de Cross Country Anfíbio.
A competição organizada pela Marinha da Finlândia fez parte dos eventos preparativos para os 7o Jogos Mundiais Militares em Wuhan, China, previsto para outubro. O evento contou com a participação de competidores do Brasil, Finlândia, Alemanha, Dinamarca, Polônia e Suécia.
Na competição, que se caracterizou pelo elevado nível técnico das equipes participantes, a equipe brasileira conquistou a medalha de prata nas categorias masculina e feminina. No individual, o Cabo, fuzileiro naval, Tiago André Lincoln Brasil e a Terceir-Sargento Suely Baronto, ambos do Centro de Educação Física Almirante Adalberto Nunes, foram os destaques, e obtiveram a 4a colocação geral na competição.

Centro de Auxílios à Navegação Almirante Moraes Rego realiza manutenção no Farol "Ponta do Mel"

03/07/2019
Farol “Ponta do Mel”
 
A equipe técnica do Centro de Auxílios à Navegação Almirante Moraes Rego, com apoio do Serviço de Sinalização Náutica do Nordeste (SSN-3), concluiu a manutenção da Estação Rádio do Farol "Ponta do Mel", localizado na cidade de Areia Branca – RN, no final de junho.
 
Entre os diversos serviços que foram realizados, destacam-se a substituição dos estais de sustentação dos mastros, troca das antenas dipolos, e aferição e ajuste de transceptores de comunicação HF/VHF.
 
A manutenção da Estação Rádio do Farol "Ponta do Mel" é importante para as comunicações entre a tripulação que guarnece o Farol e o SSN-3, contribuindo assim para a manutenção operativa do auxílio náutico e também para o incremento do índice de eficácia dos sinais náuticos.

Batalhão de Engenharia de Fuzileiros Navais realiza primeiro exercício de transposição de cursos d’água em 2019

03/07/2019
Montagem da Equipagem Portada Leve Castor
No período de 24 a 28 de junho, o Batalhão de Engenharia de Fuzileiros Navais (BtlEngFuzNav) realizou o exercício de Transposição de Cursos D’água, às margens do Rio São Francisco, em Itaguaí-RJ. Na manobra, os militares praticaram o lançamento dos meios de transposição preparada, como as portadas do tipo “Castor”, empregadas para a travessia de viaturas e equipamentos pesados, contribuindo para a projeção do poder de combate além do obstáculo, assegurando a impulsão e integridade das forças no cumprimento da missão.
 
O exercício possibilitou ao BtlEngFuzNav manter seu pessoal e equipamentos em condições de pronto emprego, para a manutenção dos fluxos de pessoal e carga sobre rios e regiões alagadiças. A ação contribui para a garantia da mobilidade e do apoio logístico dos grupamentos operativos de fuzileiros navais em suas ações em terra, particularmente no desenrolar das operações anfíbias.
Viatura Leve desembarca da Portada

Comando do 2º Distrito Naval celebra vitória nas lutas pela consolidação da Independência do Brasil na Bahia

03/07/2019
Autoridades, prestam homenagem durante o toque de silêncio
No dia 2 de julho, o Comando do 2º Distrito Naval e o Governo do Estado da Bahia realizaram a tradicional cerimônia de hasteamento das bandeiras do Brasil, da Bahia e da cidade de Salvador no Forte de São Marcelo, na capital baiana, para celebrar a vitória dos brasileiros sobre as tropas de Portugal nos combates pela Independência do Brasil na Bahia.  Foi repetido o gesto do Segundo-Tenente João das Botas, o “Marinheiro da Independência”, que comemorou o feito hasteando uma bandeira verde e amarela naquele que é conhecido como o “Forte do Mar”, em 2 de julho de 1823.
Presidida pelo Vice-Governador do Estado da Bahia, João Leão, a cerimônia contou com a presença do Comandante do 2º Distrito Naval, Vice-Almirante Marcelo Francisco Campos, além de outras autoridades civis e militares, e incluiu a execução do toque de silêncio e a salva de tiros em memória de todos os marinheiros que tombaram nas batalhas pela liberdade da Bahia e do Brasil.

Hasteamento do Pavilhão Nacional no Forte de São Marcelo repete gesto que marcou a vitória brasileira

 

Estação Rádio da Marinha em Brasília recebe membros do Profesp

03/07/2019
Crianças do Profesp e autoridades
No dia 25 de junho, 200 crianças atendidas pelo Programa Forças do Esporte (Profesp) realizado na Estação Rádio da Marinha em Brasília-DF receberam a visita de integrantes de organizações parceiras do programa, dentre eles o Diretor do Departamento de Desporto Militar, General de Divisão Smicelato; o Secretário Nacional de Inclusão Social e Produtiva Rural, José Roberto Carlos Cavalcante; e o Presidente da Fundação Banco do Brasil, Asclepius Ramatiz Lopes Soares.
O Profesp é um programa social desenvolvido pelo Ministério da Defesa em parceria,  com os ministérios da Cidadania; da Educação; e o da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos. Ele proporciona referências positivas para a juventude, ao fomentar o interesse pela prática desportiva, propiciar reforço escolar, aumentar a autoestima e a valorização pessoal e tem como objetivo estratégico principal resgatar os legítimos valores do cidadão de bem, promovendo um resgate social de brasileiros residentes em áreas de vulnerabilidade social.

Museu da Imigração da Ilha das Flores realiza trabalho inclusivo com alunos com necessidades especiais

03/07/2019
Monitor militar explica, por meio da Língua Brasileira de Sinais, a história do local
                                                                       
No dia 2 de julho, alunos do Colégio Municipal Presidente Castelo Branco visitaram o Museu da Imigração da Ilha das Flores (MIIF). Cerca de 30 alunos com necessidades especiais tiveram a oportunidade de conhecer a história da antiga hospedaria de imigrantes da Ilha das Flores, em São Gonçalo-RJ, em um passeio inclusivo, mediado por militar habilitado na Língua Brasileira de Sinais.
O trabalho visa dar aos visitantes a possibilidade de explorar ao máximo suas capacidades sociocognitivas para acesso à riqueza histórica do espaço museológico preservado pela Marinha do Brasil.
A interação foi importante para o aprofundamento das relações entre as escolas do município da região e a Marinha do Brasil.
As visitas ao MIIF são gratuitas e ocorrem de terça a domingo, das 9h às 17h. Os agendamentos são feitos por meio do site: www.miif.org.br. O ponto de contato é o Segund-Tenente Eduardo Lemo, pelo telefone (21) 3707-9504 / 3707-9598. O endereço do museu é: Av. Paiva, s/nº - Ilha das Flores – Neves – São Gonçalo – RJ.

Banda Sinfônica do Corpo de Fuzileiros Navais se apresenta em Belo Horizonte

03/07/2019

Banda Sinfônica realiza apresentações em homenagem ao

aniversário da Batalha Naval do Riachuelo

Encerrando o mês que marcou as comemorações alusivas ao aniversário da Batalha Naval do Riachuelo, a Banda Sinfônica do Corpo de Fuzileiros Navais se apresentou em Belo Horizonte-MG, nos dias 25 e 26 de junho.

Em 25 de junho, o concerto reuniu mais de 1.500 convidados na sede da Orquestra Filarmônica de Minas Gerais, a Sala Minas Gerais, em Belo Horizonte. Os músicos militares emocionaram o público ao executarem um repertório variado, contemplando da música clássica erudita à música popular nacional e internacional.

 

No dia 26, a apresentação foi na praça de alimentação do Shopping Pátio Savassi, surpreendendo as pessoas que passavam pelo local. O ponto alto do espetáculo foi quando o regente, Capitão de Corveta Nerias de Oliveira Morel, incluiu no final da canção “El Cubanchero” o refrão do hino de Minas Gerais, arrancando aplausos do público.

Apresentação realizada no Shopping Pátio Savassi

Brasil é eleito para Vice-Presidência do Grupo para a América Latina e Caribe da Comissão Oceanográfica Intergovernamental da UNESCO

03/07/2019
Representantes dos Países reunidos na 30ª Assembleia da COI
 
Por ocasião da 30ª Assembleia da Comissão Oceanográfica Intergovernamental (COI) da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), ocorrida em 3 de julho, em Paris, na França, o assessor da Diretoria de Hidrografia e Navegação Capitão de Mar e Guerra Frederico Antonio Saraiva Nogueira foi eleito, por aclamação, para o cargo de Vice-Presidente da Comissão para a América Latina e Caribe (Grupo III). O mandato terá a duração de dois anos, prorrogáveis por mais dois, e teve início imediatamente após o encerramento da assembleia.
A COI é uma comissão da Unesco, criada por ocasião da XI Assembleia Geral, realizada em 1961, com base no reconhecimento de que: “os oceanos cobrem cerca de 70% da superfície da terra, exercem uma profunda influência no ser humano e em todas as formas de vida da Terra...”. Tem como missão fomentar a investigação científica marinha nos oceanos, por meio de ações coordenadas e integradas de coleta de dados, produção de informações, intercâmbio de dados e transferência de tecnologia.
O Grupo III da COI é integrado pelos seguintes países: Argentina, Bahamas, Barbados, Belize, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Cuba, Dominica, Equador, El Salvador, Granada, Guatemala, Guiana, Haiti, Honduras, Jamaica, México, Nicarágua, Panamá, Peru, República Dominicana, Santa Lúcia, São Cristóvão e Nevis, São Vicente e Granadinas, Suriname, Trinidad e Tobago, Uruguai e Venezuela.
 
A Marinha do Brasil, por meio da DHN, é a instituição nacional responsável por promover e coordenar a participação do País nas atividades da COI relacionadas com os programas de serviços oceânicos, bem como servir de banco nacional de dados oceanográficos e centro depositário da COI, integrando, assim, o Sistema Mundial de Dados Oceanográficos.
A eleição do Capitão de Mar e Guerra Frederico ilustra o prestígio da DHN junto à comunidade oceanográfica internacional.

Comando do 4º DN realiza reunião do Fórum Permanente de Segurança do Tráfego Aquaviário na Amazônia Oriental

02/07/2019

Fórum Permanente reuniu participantes militares e civis

No dia 27 de junho, a Marinha do Brasil, por meio do Comando do 4º Distrito Naval (Com4ºDN), realizou mais uma reunião do Fórum Permanente de Segurança do Tráfego Aquaviário da Amazônia Oriental. O evento contou com a coordenação da Capitania dos Portos da Amazônia Oriental (CPAOR).
 
No Fórum, o Com4ºDN apresentou a necessidade de massificar a campanha de conscientização de segurança da navegação com a responsabilidade de todos, principalmente os comandantes de embarcações, a fim de reduzir o número de acidentes que vêm ocorrendo nos últimos meses.
 
O evento contou com a presença de organizações militares, representantes do Ministério Público do Pará, da Agência de Regulação e Controle de Serviços Públicos do Estado do Pará, da Procuradoria de Justiça, Empresas de Praticagem, Corpo de Bombeiros, da Federação dos Trabalhadores em Transportes Marítimos e Fluviais nos Estados do Pará e Amapá, Sociedade Amigos da Marinha (Soamar-PA), entre outros órgãos e entidades.
 
O foco abordado foi a questão da responsabilidade e segurança das embarcações que realizam o transporte de passageiros na região amazônica, destacando as ações de prevenção aos acidentes de navegação e à campanha de enfrentamento aos acidentes com escalpelamento nas embarcações miúdas.
 
A Capitania dos Portos apresentou ainda o escopo da “Operação Verão Amazônico 2019”, que está sendo realizada, até o dia 4 de agosto, em diversos municípios sob sua jurisdição, com apoio de prefeituras, do 52º Batalhão de Infantaria de Selva, Corpo de Bombeiros dentro outras organizações militares.

 

Capitania Fluvial de Santarém recebe 600 coletes salva-vidas para doação

02/07/2019
Representantes da empresa Louis Dreyfus Group entregam coletes
à Capitania Fluvial de Santarém
 
No dia 27 de junho, a Capitania Fluvial de Santarém (CFS) recebeu a doação de 600 coletes salva-vidas da empresa Louis Dreyfus Group. Os coletes serão distribuídos à população ribeirinha de baixo poder aquisitivo, por ocasião das missões referentes ao projeto “Capitania Itinerante” e de eventos, como a “Operação Verão” e círios fluviais.
 
As doações de coletes são estimuladas por meio de parcerias entre a CFS e as empresas do setor aquaviário que atuam no oeste do Pará. Tais iniciativas demonstram o comprometimento das empresas com a segurança da navegação e a salvaguarda da vida humana nas embarcações.
 
Neste ano, a CFS já recebeu a doação de 950 coletes para serem distribuídos nas ações preventivas e de orientações à comunidade ribeirinha.

Alunos do Programa Forças no Esporte visitam o Navio Hidroceanográfico “Cruzeiro do Sul”

02/07/2019

Navio Hidroceanográfico (NHo) “Cruzeiro do Sul” esteve aberto

à visitação pública no Porto de Salvador

 

No dia 26 de junho, cerca de 40 estudantes da Escola Municipal Alfredo Amorim visitaram o Navio Hidroceanográfico (NHo) “Cruzeiro do Sul” no porto de Salvador-BA. As crianças, que integram o Programa Forças no Esporte (Profesp), conduzido pelo Grupamento de Fuzileiros Navais de Salvador (GptFNSa), foram orientadas sobre a missão do navio, bem como conheceram seus compartimentos.
 
O aluno Eduardo Cerqueira Lima, de 12 anos, entrou pela primeira vez em um navio e afirmou ter ficado muito feliz com a experiência. “Esse momento ficará marcado eternamente na minha memória”. Já para Patrícia Barral, diretora da Unidade Estudantil, o momento foi relevante por proporcionar aos alunos um conhecimento maior sobre  a Marinha do Brasil e sua missão.
Operado e mantido pela Diretoria de Hidrografia e Navegação (DHN), por intermédio do Grupamento de Navios Hidroceanográficos, o “Cruzeiro do Sul” tem por finalidade desenvolver atividades de pesquisa no ambiente marinho, além de executar tarefas afetas à DHN. A estadia do navio na capital baiana faz parte da Comissão “Oceano Nordeste III / Farol NE”, que tem  o propósito de adquirir dados físico-químicos da água do mar na região oceânica compreendida entre os estados do Nordeste, conforme o Plano de Coleta de Dados Meteorológicos e Oceanográficos da Diretoria de Hidrografia e Navegação (DHN). Turistas e moradores da capital baiana também puderam conhecer o navio, que esteve aberto à visitação pública  no dia 29 de junho.

Estudantes da Escola Municipal Alfredo Amorim conhecem o Navio Hidroceanográfico (NHo) “Cruzeiro do Sul”

Marinha do Brasil coordena e fiscaliza segurança da navegação durante procissões no sul da Bahia

02/07/2019

Marinha intensifica ações de fiscalização e segurança da navegação no sul da Bahia

 

A Marinha do Brasil, por meio da Delegacia da Capitania dos Portos em Porto Seguro, mobilizou militares, embarcações e viaturas para coordenar e fiscalizar a segurança da navegação durante as procissões fluviais em homenagem a São Pedro, que ocorreram nos municípios de Porto Seguro, Santa Cruz Cabrália e Alcobaça no extremo sul da Bahia, no dia 29 de junho. Cerca de 150 embarcações participaram das procissões nos três municípios. Apesar da adesão considerável de participantes, não foram registrados incidentes.

 

Nos dias que antecederam os festejos de “São Pedro”, diversas ações de presença, educativas e de conscientização dos navegantes foram intensificadas pela Marinha na região. Durante as apresentações sobre segurança da navegação e salvaguarda da vida humana no mar, destacou-se a importância da atuação conjunta entre a Marinha, as comunidades náuticas e, principalmente, as colônias de pescadores.

 

Tais ações também foram realizadas em proveito da “Operação Inverno”, que acontece no período de 20 de junho a 15 de setembro de 2019, sob a coordenação do Comando do 2º Distrito Naval, nos litorais dos Estados da Bahia e Sergipe, em virtude do aumento do índice pluviométrico e da chegada das frentes frias, que interferem diretamente nas condições climáticas e no estado do mar.

Centenas de embarcações participam dos festejos fluviais de São Pedro.

Deficientes auditivos participam do Projeto “Pátria Amada Brasil” em Porto Seguro-BA

02/07/2019
DelPSeguro realiza Projeto “Pátria Amada Brasil” com deficientes auditivos
 
A Delegacia da Capitania dos Portos em Porto Seguro realizou o Projeto “Pátria Amada Brasil” com deficientes auditivos, alunos do Centro de Educação Inclusiva e Atendimento Especializado de Porto Seguro-BA, no dia 13 de junho.
 
As crianças participaram do cerimonial à Bandeira Nacional e da execução do Hino Nacional, com tradução simultânea pela língua de sinais. Em seguida, visitaram as instalações da delegacia, onde receberam conhecimentos inerentes às atividades da segurança do tráfego aquaviário e sobre a utilização de equipamentos de salvatagem, sempre com a tradução simultânea.
 
Ao final do evento, e com o apoio da Sociedade Amigos da Marinha em Porto Seguro, os alunos participaram de um passeio de escuna na orla da cidade, oportunidade em que foram transmitidas noções sobre a importância das atividades desenvolvidas pela Marinha no extremo sul da Bahia.
Soamar de Porto Seguro proporciona passeio de escuna aos alunos do Centro de Educação Inclusiva e Atendimento Especializado

Marinha do Brasil participa, em Honduras, da abertura da Special Purpose Marine Air Ground Task Force Southern Command 19

02/07/2019
O propósito do encontro foi capitalizar ajuda humanitária para a área
de responsabilidade do USSOUTHCOM
 
No dia 21 de junho, ocorreu a cerimônia de abertura da “Special Purpose Marine Air Ground Task Force Southern Command 19 (SPMAGTF-SC19)” em Honduras. O evento teve como propósito capitalizar a oportunidade de colaboração multinacional para prover ajuda humanitária para a Área de Responsabilidade do USSOUTHCOM (América Central e do Sul, alguns territórios do Caribe e Canal do Panamá), além se servir como ferramenta de mensagem estratégica para realçar as sólidas parcerias e o ambiente operacional favorável desfrutado pelo Governo Norte-Americano na área. Na ocasião, a Marinha do Brasil foi representada pelo Contra-Almirante, Fuzileiro Naval, Renato Rangel Ferreira.
 
Participaram também da cerimônia diversas autoridades, como o Presidente de Honduras, Sr. Juan Orlando Hernández Alvarado, o Comandante do SouthCom, Admiral Faller e a Ex-Embaixadora dos EUA no Brasil, Liliana Ayalde.
Militares durante cerimônia

Comando do 7º Distrito Naval participa da celebração do aniversário da Escola Almirante Tamandaré

02/07/2019
Cerimonial à Bandeira Nacional
 
No dia 27 de junho, o Comandante do 7º Distrito Naval participou da celebração do 2º aniversário de criação da Escola de Tempo Integral (ETI) Almirante Tamandaré, em Palmas-TO.
 
Na ocasião, foi realizado o cerimonial à Bandeira Nacional e, posteriormente, uma palestra para os alunos da instituição, versando sobre as principais atividades da Marinha e formas de ingresso na Força.
 
Também participaram da celebração, o Capitão dos Portos do Araguaia-Tocantins; a Presidente da Sociedade Amigos da Marinha de Palmas (SOAMAR-Palmas); a Secretária Municipal do Desenvolvimento Social; e o Secretário-Executivo da Educação de Palmas.
 
A ETI Almirante Tamandaré, que recebe apoio institucional da Marinha do Brasil, foi inaugurada em 27 de junho de 2017, como resultado de um convênio entre a Prefeitura Municipal de Palmas e a SOAMAR-Palmas.
Palestra para alunos da escola

 

 

Esquadrilha da Fumaça participará do “Portões Abertos” na Base Aérea Naval de São Pedro da Aldeia

02/07/2019
Esquadrilha da Fumaça será uma das atrações do evento
 que será realizado em agosto
 
A Esquadrilha da Fumaça fará apresentação no evento “Portões Abertos”, que acontecerá no dia 3 de agosto, na Base Aérea Naval de São Pedro da Aldeia (BAeNSPA). O evento faz parte das comemorações pelos 103 anos da Aviação Naval e dos 53 anos da BAeNSPA. Além da Esquadrilha da Fumaça, a Esquadrilha Ceu, que se apresentou no evento em 2018, também fará demonstrações aéreas.
 
Na última edição, a BAeNSPA recebeu cerca de 45 mil visitantes e arrecadou mais de quatro toneladas de alimentos, que foram distribuídos para instituições filantrópicas da região. “Nossa expectativa para esse ano é alcançarmos 60 mil pessoas e arrecadarmos ainda mais toneladas de gêneros para entregarmos às diversas instituições que temos apoiado”, informa o Comandante da BAeNSPA, Capitão de Mar e Guerra Vinicius Azevedo Lima.
 
O evento, que já tem outras atrações confirmadas, proporcionará um dia de lazer no Complexo Aeronaval de São Pedro da Aldeia, onde as famílias poderão ver de perto demonstrações aéreas das aeronaves da Marinha; exposição de viaturas anfíbias; apresentação de cães adestrados dos Fuzileiros Navais; Paramotores de Saquarema; shows musicais da Banda Marcial e de outras bandas e receber orientações médicas e odontológicas.
 
Haverá ainda, exposição de carros antigos e motos do HOG – Harley Owners Group, do Rio de Janeiro; Old SailorNas Estradas o Homem do Mar; Barrufa e outros motoclubes. Haverá área de alimentação com foodtrucks, recreação infantil com brinquedos gigantes e personagens temáticos e circo sustentável. O Comandante da BAeNSPA afirmou que a ideia do “Portas Abertas” é proporcionar atividades para toda a família. “Serão muitas atrações. Venha compartilhar um dia inteiro dentro da Base Aérea,” convida.
Aeronaves da Marinha em apresentação nos “Portões Abertos” de 2018

Família é salva pela Marinha após embarcação naufragar no Rio Paraguai

02/07/2019
Momento do resgate
 
A Marinha do Brasil, por meio da Capitania Fluvial do Pantanal (CFPN), organização militar subordinada ao Comando do 6º Distrito Naval, prestou socorro, no dia 29 de junho, a uma embarcação que naufragou no Rio Paraguai, em frente ao Porto Geral de Corumbá-MS, salvando quatro pessoas da mesma família.
 
A equipe da CFPN realizava ações de fiscalização do tráfego aquaviário, acompanhando a procissão fluvial em homenagem a São Pedro, quando a embarcação naufragou, devido a ondas provocadas por um rebocador que passou pelo trecho. Os militares agiram rapidamente na hora do acidente e verificaram que todos os ocupantes faziam o uso correto do colete salva-vidas, o que assegurou que não houvesse feridos.

Comitiva do Comando do 4º Distrito Naval visita as instalações da futura Agência da Capitania dos Portos no Oiapoque-AP

01/07/2019
Integrantes da comitiva do Comando do 4º Distrito Naval
 
No dia 25 de junho, foi realizada uma visita técnica e institucional de comitiva do Comando do 4º Distrito Naval às instalações da futura Agência da Capitania dos Portos no Oiapoque-AP (AgOiapoque). Na ocasião foram visitadas a Prefeitura da Cidade, a Companhia Especial de Fronteira de Clevelândia do Norte, o Fórum e a Polícia Federal.
 
A visita à AgOiapoque foi motivada pela necessidade de inspecionar as futuras instalações e averiguar as necessidades técnicas para ativação da organização militar. A agência reforçará a presença da Marinha na região de fronteira e oferecerá serviços relacionados a segurança do tráfego aquaviário. As instalações contarão com área específica para o atendimento ao público, sala de aula para cursos do Ensino Profissional Marítimo e garagem para a guarda e manutenção de embarcações e viaturas.
 
A comitiva foi recebida pela Prefeita do Oiapoque-AP, Maria Orlanda Marques Garcia. Na ocasião foram realizadas tratativas para disponibilização de casas a serem destinadas aos militares da Marinha do Brasil designados para servirem naquela região e, também, a possibilidade de cessão de terreno para, no futuro, viabilizar a construção de Próprios Residenciais Nacionais.
Comitiva do Comando do 4º Distrito Naval na Prefeitura do Oiapoque-AP

Navio Hidroceanográfico "Cruzeiro do Sul" recebe visita dos alunos do Programa Forças no Esporte

01/07/2019
Alunos da Escola de Aprendizes de Marinheiros do Ceará em visita ao Navio Hidroceanográfico “Cruzeiro do Sul”
 
No dia 25 de junho, o Navio Hidroceanográfico “Cruzeiro do Sul” atracou no Porto de Salvador - BA. Durante a estadia na cidade, o navio recebeu a visita de 50 alunos do Programa Forças no Esporte (Profesp).
 
Durante o período, o navio também esteve aberto à visitação pública para a população local. O “Cruzeiro do Sul” está no momento na Comissão “Oceano Nordeste III(Outono) / Farol NE”, que tem por objetivo  adquirir dados físico-químicos da água do mar na região oceânica compreendida entre os estados de Pernambuco e Ceará, conforme o Plano de Coleta de Dados Meteorológicos e Oceanográficos (PCD-METOC) da Diretoria de Hidrografia e Navegação.
 
O Profesp é uma atividade social desenvolvida pelo Ministério da Defesa, com o apoio da Marinha, do Exército e da Aeronáutica, que tem por objetivo estimular a pratica do esporte, visando promover a inclusão social e cidadania de crianças e adoslecentes em situação de vulnerabilidade social.

Marinha ativa o Núcleo de Implantação do 1º Esquadrão de Helicópteros de Emprego Geral do Norte

01/07/2019
Cerimônia de ativação do núcleo
       
No dia 28 de junho, foi realizada a ativação do Núcleo de Implantação do 1º Esquadrão de Helicópteros de Emprego Geral do Norte (NI-EsqdHU-41), sediado em Belém-PA.
 
Os militares utilizarão um hangar, disponibilizado pela Força Aérea Brasileira, no interior das instalações da ALA 9, cedido por meio de um acordo de cooperação entre as duas Forças.
 
O NI-EsqdHU-41 é o elemento subordinado diretamente ao Comando do 4º Distrito Naval (Com4ºDN), o qual será responsável pela criação e implementação de normas e procedimentos operativos e logísticos necessários à criação do EsqdHU-41, prevista para novembro.
 
O Com4ºDN recebeu a primeira aeronave do 1ºEsqdHU-41, no dia 1º de maio e, desde então, tem empregado o helicóptero em ações de salvamento, resgate, inspeções navais, em apoio à Capitania dos Portos, aos Navios do Comando do Grupamento de Patrulha Naval do Norte e ao 2º Batalhão de Operações Ribeirinhas, em adestramentos, entre outros. Em breve, o 1ºEsqdHU-41 vai receber mais dois helicópteros UH-15, passando a operar com sua plena capacidade.

Diretoria de Patrimônio Histórico e Documentação promove projeto “Conhecendo o Arquivo da Marinha” com universitários

01/07/2019
Alunos da UERJ observam um dos volumes do documento “Arquivo do Almirante Tamandaré”
 
Nos dias 12 e 14 de junho, graduandos dos cursos de História da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) e da Universidade Federal Fluminense (UFF) participaram do projeto “Conhecendo o Arquivo da Marinha”, da Diretoria do Patrimônio Histórico e Documentação da Marinha (DPHDM). A iniciativa consiste em uma visita guiada às instalações do Arquivo da Marinha, na Ilha das Cobras, no Rio de Janeiro-RJ.
 
No dia 12, acompanhados pelo professor doutor Jaime Antunes da Silva, que foi Diretor-Geral do Arquivo Nacional no período de 1992 a 2016, os estudantes da UERJ, da disciplina “Arquivística”, conheceram o acervo documental, as práticas realizadas pelos profissionais do Departamento de Arquivos da Marinha, como o serviço de microfilmagem, e o Departamento de História da DPHDM, que também funciona no prédio do Arquivo.
 
Em 14 de junho, a professora doutora Elisa Frühauf Garcia, do Instituto de História da UFF, e alunos da universidade visitaram a Divisão de Processamento Técnico Arquivístico (responsável pelo recebimento, conservação e guarda de documentos históricos e administrativos) e a Seção de Documentos Iconográficos e Audiovisuais (que possui cerca de 133 mil fotos históricas e 2 mil arquivos audiovisuais), e conversaram com os historiadores da DPHDM — em especial sobre a primeira viagem de circum-navegação ao globo, de Fernão de Magalhães, cujo quinto centenário comemora-se neste ano.
 
A professora Elisa Garcia é representante no Brasil da Rede de Universidades Magalhânicas, que agrupa instituições de ensino superior localizadas em lugares onde a frota de Fernão de Magalhães passou durante sua expedição. Assim, além de conhecer o Arquivo da Marinha, a visita da acadêmica da UFF e dos graduandos em História possibilitou a troca de informações sobre esse importante fato da história marítima mundial, estreitando relações acadêmicas e institucionais para colaborações futuras.
Professora da UFF Elisa Garcia (ao centro) e alunos contemplam a obra
“Norte dos Pilotos” - manuscrito do Século XVIII com instruções para navegação