Nomar Online

CIAAN envia militares do Grupo de Busca e Salvamento para Brumadinho-MG

16/02/2019
 
Militares do GSAR que integraram a tripulação do UH-15 em Brumadinho-MG
 
No período de 25 de janeiro a 3 fevereiro, o Centro de Instrução e Adestramento Aeronaval Almirante José Maria do Amaral Oliveira (CIAAN) enviou militares de seu Grupo de Busca e Salvamento (GSAR) a Minas Gerais, fim prestar apoio às ações de busca das vítimas do rompimento da barragem de rejeitos de mineração em Brumadinho.
 
Composto por seis militares, o GSAR do CIAAN, representado pelos Suboficial (FN) Fábio Lima dos Santos, Suboficial (FN) Cláudio Coutinho Cansanção,  Suboficial Luiz Soares Liberato Neto, Primeiro-Sargento Ricardo André Ribeiro Dantas de Sousa Lima, Segundo-Sargento Sandro Miguel Erbes e o Terceiro-Sargento Luciano de Souza Lima, integrou a tripulação da aeronave Super Cougar, do 2° Esquadrão de Helicópteros de Emprego Geral, onde os militares participaram ativamente na “infiltração” e “exfiltração” do Corpo de Bombeiros e dos militares Israelenses e, seus respectivos equipamentos. Foram utilizadas técnicas de guincho duplo, apoiando nos embarques e desembarques de pessoal nos voos librados e nas situações de pousos em áreas de difícil acesso. Além disso, auxiliaram no recolhimento de restos mortais das vítimas.
 
Com uma boa experiência em resgates reais, o GSAR se mantém constantemente adestrado, visando o cumprimento das mais diversas missões, principalmente, aquelas voltadas à salvaguarda da vida humana.

 

Organizações Militares realizam Exercício de Combate a Incêndio Florestal na Ilha do Terrapleno de Leste, no RS

16/02/2019
 
Simulação de Incêndio para realização do adestramento. Ao fundo, equipe de Aceiros realizaretirada de objetos inflamáveis para evitar alastramento do incêndio
 
No dia 6 de fevereiro, as Organizações Militares (OM) situadas na Ilha do Terrapleno de Leste realizaram um exercício de Combate a Incêndio Florestal. Entende-se por incêndio florestal todo o fogo sem controle que incida sobre qualquer forma de vegetação, podendo ser provocada pelo homem ou por causa natural.
 
A Ilha do Terrapleno de Leste possui uma área de 858 mil m², contendo uma extensa área “verde” no entorno de suas três OM sediadas: o 5º Esquadrão de Helicópteros de Empregos Geral; Estação Radiogoniométrica da Marinha no Rio Grande (ERMRG); e o Serviço de Sinalização Náutica do Sul.
 
Com o propósito de combater sinistros causados por incêndios florestais, a ERMRG mantém um Grupo de Combate a Incêndio Florestal, composto por militares das três OM.

 

Comando do 7º Distrito Naval e VCB–Brasília apoiam Simpósio promovido pela Pestalozzi

16/02/2019
 
Público presente no Simpósio
 
O Comando do 7º Distrito Naval e as Voluntárias Cisne Branco-seccional Brasília (VCB-Brasília) apoiaram a promoção do 1º Simpósio Pedagógico “Mãos dadas pela Educação Especializada ao Longo da Vida: conteúdos funcionais e tecnologias assistivas”, realizado pela Associação Pestalozzi de Brasília, no dia 7 de fevereiro, no Clube Naval de Brasília.
 
No evento, foram apresentadas as políticas públicas para a educação especial no Distrito Federal, com a participação de especialistas na área, a exemplo da professora Maria Augusta Pimenta; Eika Junqueira; Carolina Gregorutti; Edival Jacinto e o empresário Sérgio Maymone. Os profissionais abordaram temas como a nova forma de envelhecer, com o “Projeto Recall”; Terapia Ocupacional como parte do currículo funcional; Educação e afetividade; e Tecnologia Assistiva.
 
Participaram também do evento, a Deputada Federal Paula Belmonte; o Secretário de Educação do Distrito Federal, Rafael Freire; o Primeiro Suplente do Senador Izalci Lucas, Luís Felipe Belmonte; o reitor do Instituto Federal de Brasília, Wilson Conciani; e os diretores dos Centros de Ensino Especial 01 de Brasília, 02 de Brasília, do Guará, de Taguatinga, de Santa Maria, Centro Educacional de Audição e Linguagem Luduvico Pavoni (CEAL), Centro e Ensino Especial e Instituto Cavalo Solidário.

 

Delegacia Fluvial de Uruguaiana fiscaliza a procissão a Nossa Senhora dos Navegantes

16/02/2019
 
Embarcações acompanharam a imagem de Nossa Senhora dos Navegantes, no Rio Uruguai, na cidade de Uruguaiana-RS
 
No dia 2 de fevereiro, a Delegacia Fluvial de Uruguaiana (DelUruguaiana) esteve presente, fiscalizando a procissão fluvial em homenagem a Nossa Senhora dos Navegantes, que ocorreu em Uruguaiana.
 
Na ocasião, foi observado o cumprimento das normas da autoridade marítima relativo ao excesso de passageiros nas embarcações, do uso de coletes homologados pela Marinha do Brasil, à habilitação dos condutores e do documento de inscrição.
 
A procissão contou, também, com o apoio da Associação de Veteranos do Corpo de Fuzileiros Navais de Uruguaiana.

 

Projeto “Esporte na Vila” reinicia suas atividades em São Pedro da Aldeia-RJ

16/02/2019
 
Alunos do Projeto Esporte na Vila em São Pedro da Aldeia-RJ
 
No dia 12 de fevereiro, foram reiniciadas as atividades do Projeto “Esporte na Vila”, na Vila Naval das Praças em São Pedro da Aldeia-RJ, coordenado pelas Voluntárias Cisne Branco-seccional São Pedro da Aldeia (VCB-SPA). A aula inaugural, realizada na modalidade voleibol, contou com a participação de 48 alunos, na faixa etária de 10 a 17 anos, dependentes de militares e servidores civis da Marinha.
 
Esteve presente à aula inaugural a Diretora das VCB-SPA, Patrícia Montenegro, que aproveitou o encontro para agradecer o trabalho voluntário dos instrutores e incentivar os alunos à prática esportiva, uma vez que saúde e esporte caminham juntos.
 
As aulas acontecerão todas as terças e quintas-feiras, na quadra poliesportiva da Vila Naval das Praças, das 19h às 21h, em dois horários, de acordo com a faixa etária. O responsável pelo projeto é o Terceiro-Sargento Glauber de Bomfim Garcia, do 1º Esquadrão de Aviões de Interceptação e Ataque (VF-1), militar voluntário e formado em Educação Física.
 

 

Escola de Aprendizes Marinheiros de Santa Catarina recebe visita da sua Turma Lima – 1959

16/02/2019
 
Comandante da Escola de Aprendizes Marinheiros de Santa Catarina e integrantes da Turma Lima 1959
 
No dia 7 de fevereiro, em comemoração aos 60 anos de ingresso na Marinha do Brasil, a Escola de Aprendizes Marinheiros de Santa Catarina (EAMSC) recebeu os integrantes da sua Turma Lima – 1959.
 
O evento contou com a participação de nove ex-alunos da EAMSC, que trouxeram seus familiares para conhecerem as dependências da Escola, bem como para relembrarem suas histórias da época de aprendizes marinheiros.
 
Na oportunidade, os eternos alunos visitaram as instalações da EAMSC e observaram as melhorias realizadas em relação ao tempo que lá estiveram, como a construção do ginásio de esportes e o recente Centro de Treinamento Aquático.

 

1º Esquadrão de Helicópteros de Esclarecimento e Ataque realiza primeiro voo de aceitação das aeronaves AH-11B

15/02/2019
 
Aeronave AH-11B no primeiro voo em solo brasileiro
 
O 1º Esquadrão de Helicópteros de Esclarecimento e Ataque (HA-1) realizou, no dia 12 de fevereiro, o primeiro voo de um helicóptero modernizado Wild Lynx (AH-11B) em solo brasileiro, dando continuidade ao processo de incorporação desses helicópteros ao Setor Operativo da Marinha.
 
O programa de modernização prevê a entrega, ainda este ano, de mais uma das oito aeronaves a serem modernizadas. Em breve, esses helicópteros estarão disponíveis para realizar diversas missões na Amazônia Azul.
 

 

Centro Tecnológico da Marinha no Rio de Janeiro dá início aos preparativos do I Workshop de Inteligência Artificial da Marinha do Brasil

15/02/2019
 
Imagem ilustrativa de Inteligência Artificial
 
No dia 24 de janeiro, o Diretor do Centro Tecnológico da Marinha no Rio de Janeiro (CTMRJ), Contra-Almirante (EN) Luiz Carlos Delgado, promoveu um encontro com o Presidente do Centro de Estudos Políticos-Estratégicos da Marinha (CEPE-MB), Almirante de Esquadra (Ref-FN) Álvaro Augusto Dias Monteiro, para dar início aos preparativos do I Workshop de Inteligência Artificial (AI), da Marinha do Brasil (MB).
 
Na ocasião, o Diretor-Geral de Desenvolvimento Nuclear e Tecnológico da Marinha (DGDNTM), Vice-Almirante Marcos Sampaio Olsen, ComImSup do CTMRJ, recebeu o Presidente do CEPE-MB, Almirante de Esquadra Monteiro, e ofereceu um almoço junto com o Diretor do Centro Tecnológico, a fim de aprofundar o tema “Inteligência Artificial” e suas aplicações no âmbito da MB, com objetivo de subsidiar o CTMRJ para promover um workshop, previsto para ocorrer em março deste ano.
 
Além das Instituições de Ciência e Tecnologia (ICT) subordinadas ao Centro Tecnológico, como: Instituto de Pesquisas da Marinha, Centro de Análises de Sistemas Navais  e Instituto de Estudos do Mar Almirante Paulo Moreira, o evento visa contemplar linhas de pesquisa de outras ICT vinculadas ao Centro, como: Diretoria de Desenvolvimento Nuclear da Marinha, Escola de Guerra Naval, Hospital Naval Marcílio Dias, Centro Tecnológico do Corpo de Fuzileiros Navais, Centro de Hidrografia da Marinha e Laboratório Farmacêutico da Marinha que empregam ou tenham potencial de empregar a Inteligência Artificial.
 
A proposta inicial do I Workshop de Inteligência Artificial é ter como tema central “A Tríplice hélice e a Inteligência Artificial” e apresentar cinco salas temáticas: Comando, Controle, Comunicações, Computação, Inteligência, Reconhecimento e Vigilância (C4ISR), Defesa Cibernéticas; Meio ambiente; Plataformas navais, aeronavais e de Fuzileiros Navais; Desempenho do Combatente e Ética & Regulamentação.
 
Por ocasião do encontro com o Presidente do CEPE-MB, o Diretor-Geral ratificou que este trabalho a ser desenvolvido pelo CTMRJ é fundamental para sedimentar a Marinha do amanhã e fortalecer o Poder Naval. 

Capitania dos Portos do Maranhão recebe visita do Diretor-Geral de Navegação

15/02/2019
 
Capitão de Mar e Guerra Dutra e Almirante de Esquadra Puntel
 
A Capitania dos Portos do Maranhão (CPMA) recebeu, no dia 11 de fevereiro, a visita do Diretor Geral de Navegação, Almirante de Esquadra Leonardo Puntel, acompanhado do Comandante do 4º Distrito Naval, Vice-Almirante Edervaldo Teixeira de Abreu Filho, e do Contra-Almirante (RM1) Marco Antonio Guimarães Falcão. O encontro marcou a abertura da Verificação de Proficiência (VP). Esta é a quarta VP realizada pela Marinha do Brasil em Capitanias consideradas de Primeira Classe.
 
A VP tem como propósito verificar a parte operacional das atividades fins das Capitanias, Delegacias e Agências e de Inspeção Naval bem como questões ligadas ao ensino profissional marítimo, derramamento de óleo e operações de Busca e Salvamento. Na primeira visita à CPMA, o Diretor Geral de Navegação foi recebido com pelo Comandante do 4º Distrito Naval. Após, foi realizada uma apresentação inicial da VP e das instalações da CPMA.
 
Na ocasião, o Almirante de Esquadra Puntel ressaltou a importância do investimento na recuperação das embarcações inoperantes, considerando a economia que se terá, se compararmos com os custos para aquisição de novas embarcações. Também orientou a todos os presentes para a condução da VP, alertando quanto à importância para a padronização dos procedimentos em todas as Capitanias, Delegacias e Agências do País.
 
Capitão de Mar e Guerra Dutra realiza apresentação sobre as atividades da Capitania dos Portos do Maranhão

 

Capitania dos Portos do Piauí comemora 164 anos com alunos do Sesc

15/02/2019
 
Militares da Capitania dos Portos do Piauí com os professores e alunos do SESC
 
A Capitania dos Portos do Piauí (CPPI), subordinada ao Comando do 4º Distrito Naval, comemorou 164 anos de existência, dia 10 de fevereiro. Para celebrar a data junto à sociedade brasileira, foram convidados alunos e professores do Serviço Social do Comércio (Sesc). Eles também participaram do Cerimonial à Bandeira, que faz parte do projeto “Cultuando à Bandeira Nacional”.
 
Na ocasião, o Capitão dos Portos do Piauí, Capitão de Fragata Benjamin Dante Rodrigues Duarte, destacou a importância da Marinha do Brasil no estado. “Neste dia, saudamos a todos os marinheiros que labutaram e labutam diariamente na Capitania dos Portos, em prol do desenvolvimento da Marinha e do Brasil, em especial no estado do Piauí e parte do Maranhão, em nossa área de jurisdição. Temos orgulho em participar diretamente na segurança da navegação nos mares e rios que banham estes importantes estados”, enfatizou o capitão.
A Supervisora Educacional do Sesc, Maria de Lourdes Gomes Lima, agradeceu pela oportunidade. “Primeiramente, gostaria de parabenizar pela iniciativa da Marinha do Brasil por resgatar o culto dos símbolos nacionais. Sinto-me honrada junto com meus alunos em participar deste momento tão especial da capitania”.
 
Após a cerimônia, foram realizadas competições esportivas, premiação para os militares e servidores civis “padrão” do semestre e a comemoração dos aniversariantes do trimestre.
 
Cerimonial à Bandeira com os alunos do Sesc

 

VCB – Belém realiza entrega de mochilas escolares

15/02/2019
 
Membros da Família Naval se cadastram para ganhar doação
 
O Departamento Voluntárias Cisne Branco -seccional Belém (VCB-Belém) promoveu a entrega de mochilas escolares para crianças da Família Naval da área do Comando do 4º Distrito Naval, em Belém-PA. O material foi doado pela Receita Federal que atendeu ao pedido de solicitação desta seccional. A distribuição foi realizada no período de 28 de janeiro a 11 de fevereiro.
 
O propósito da doação foi colaborar no custeio do material escolar dos dependentes de militares e servidores civis da Marinha do Brasil. Foram doadas 330 mochilas para crianças de até 12 anos de idade.
 
A Diretora do Departamento VCB-Belém, Luene Garcia, discorreu sobre a importância da iniciativa. “Em 2018, a seccional Belém iniciou as tratativas com a Receita Federal e firmou-se esta sólida parceria. Tratando de início do ano letivo, esta doação foi muito bem-vinda. Além disso, o compromisso da seccional Belém com a comunidade local será assegurado, pois outra parte desta doação será distribuída aos ribeirinhos”, finalizou.

 

Delegacia Fluvial de Guaíra comemora o primeiro aniversário de criação da Soamar Sete Quedas

15/02/2019
 
Militares, membros da Soamar Sete Quedas  e autoridades civis que participaram da comemoração
 
A Marinha do Brasil (MB), por intermédio da Delegacia Fluvial de Guaíra (DelGuaíra), comemorou, no dia 7 de fevereiro, o primeiro aniversário de criação da Sociedade Amigos da Marinha (Soamar) Sete Quedas.
 
A Soamar Sete Quedas remontou em seu nome a beleza natural das quedas que existiam na década de 80, na faixa do Rio Paraná, que banha a cidade de Guaíra. Por ocasião da sua criação, em janeiro de 2018, a Soamar Sete Quedas obteve unanimidade entre seus associados na aprovação do Estatuto Social.
 
Compareceram à solenidade algumas personalidades da cidade como o Prefeito do Município de Guaíra, Heraldo Trento, autoridades militares e autoridades dos órgãos de segurança. O Presidente da Soamar Sete Quedas, Antônio Lopes, recebeu uma placa alusiva à data das mãos do Delegado Fluvial de Guaíra, Capitão de Corveta Moreira Gomes.

 

Esquadrão HU-2 participa da ASPIRANTEX-2019

15/02/2019
 
Aeronave UH-15 embarcada no PHM “Atlântico” durante a ASPIRANTEX
 
Entre os dias 11 e 31 de janeiro, o 2º Esquadrão de Helicópteros de Emprego Geral (HU-2) participou da Operação ASPIRANTEX-2019 com uma aeronave UH-15 (Pégasus 04) embarcada no Porta Helicópteros Multipropósito (PHM) “Atlântico” com destino ao Porto de Montevidéu-URU.
 
Durante a operação, foram realizados voos de adestramentos de Qualificação e Requalificação de Pouso à Bordo, transportes de carga externa, infiltração por Fast Rope dos militares do Destacamento de Mergulhadores de Combate embarcados no PHM “Atlântico”, voos de esclarecimento, limpeza de área e Patrulha Naval na Bacia de Santos-SP.
 
As 14 aproximações controladas que o Pégasus 04 realizou em conjunto com o PHM “Atlântico”, que marcaram o início dos adestramentos das operações controladas por radar, visando as operações noturnas a bordo do navio e as duas Evacuações Aeromédicas realizadas durante a comissão.
 
Tais fatos demonstraram a capacidade do binômio Navio x Aeronave e contribuíram para aumento do grau de adestramento da tripulação do PHM “Atlântico” e dos militares do HU-2.
 
Tripulação do Pégasus 04 na ASPIRANTEX

 

Navio de Pesquisa Hidroceanográfico "Vital de Oliveira" realiza visitação pública em Itajaí-SC

14/02/2019
 
Público durante visita ao Navio de Pesquisa Hidroceanográfico “Vital de Oliveira”
 
Nos dias 2 e 3 de fevereiro, o Navio de Pesquisa Hidroceanográfico (NPqHo) "Vital de Oliveira" esteve aberto à visitação pública. O navio encontrava-se atracado no píer da Delegacia da Capitania dos Portos em Itajaí-SC, preparando-se logisticamente para dar continuidade à comissão de coleta de dados de sísmica rasa, batimetria, gravimetria e magnetometria na região do Oceano Atlântico Sul.
 
Durante os dois dias de visitação pública, foram recebidos 1.358 pessoas, incluindo membros da Sociedade dos Amigos da Marinha de Itajaí, as quais conheceram o moderno navio de pesquisa hidroceanográfico, dotado de 28 equipamentos científicos e com a capacidade de mapear dados da atmosfera, oceano, solo e subsolo marinhos, possibilitando um melhor conhecimento das riquezas da “Amazônia Azul”.

CFAT recebe visita de acadêmicos do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Tocantins

14/02/2019
 
Alunos em vista na Capitania Fluvial do Araguaia-Tocantins
 
No dia 11 de fevereiro, a Capitania Fluvial do Araguaia-Tocantins (CFAT) recebeu a visita de um grupo de acadêmicos do 8º período do curso de Licenciatura em Educação Física do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Tocantins (IFTO), com o propósito de complementar o conteúdo da disciplina “Atividades Aquáticas”.
 
Durante a visita, os alunos assistiram à palestra “Conhecendo a Marinha do Brasil”, que abordou, entre outros assuntos, o conceito “Amazônia Azul”, “Como ingressar na Marinha” e as diversas atividades desenvolvidas pela CFAT. Eles também conheceram algumas embarcações e instalações dessa Organização Militar.

Pesquisa científica do Centro de Análises de Sistemas Navais contribui nas competições da “Stock Car Brasil”

14/02/2019
 
Estudo do fluxo de ar no entorno de um carro da Stock Car
 
A parceira do Centro de Análises de Sistemas Navais (CASNAV), Instituição de Ciência e Tecnologia (ICT) subordinada ao Centro Tecnológico da Marinha no Rio de Janeiro (CTMRJ), no estudo da aerodinâmica de navios da Marinha do Brasil (MB) com a empresa brasileira Aerothermal Solutions (ATS) gerou um aprendizado tecnológico que possibilitou o atendimento da demanda da Equipe “CIMED Racing”, da “Stock Car Brasil”.
 
O estudo de desempenho aerodinâmico está frequentemente presente em competições automobilísticas, uma vez que o desempenho na pista é resultado de uma análise meticulosa envolvendo toda a dinâmica do carro. Na NASCAR e na Fórmula 1, categorias de primeira linha do automobilismo mundial, a utilização do Computational Fluid Dynamics (CFD), geralmente utilizado no setor aeronáutico, vem ganhando espaço em outras áreas. Finalmente, esse tipo de análise de desempenho chegou ao Brasil nas competições daStock Car Brasil”, categoria nacional, que cresce a cada ano.
 
A equipe CIMED, cujo chefe é William Curvelo e o engenheiro responsável é Sergio Troy, entrou em contato com a ATS para um estudo de desempenho aerodinâmico de seu carro na categoria, pilotado por Lucas Foresti, na temporada 2018. Foi conduzida uma análise de desempenho em termos de ganho de tempo considerando-se um caso real de corrida, e no que possíveis mudanças baseadas nesse estudo poderiam trazer de benefícios para a equipe. Para as zonas de freio e curva, o ganho positivo de tempo foi de 0,05s. Já para as partes de linha reta do circuito, o ganho foi de 0,08s.
 
A parceria entre as instituições permitiu que fossem aprendidas e exercitadas as técnicas de modelagem em CFD do fluxo de ar no entorno de um navio, passo necessário para a determinação dos Envelopes de Vento, fundamentais para a operação de helicópteros embarcados em navios de guerra.
 
O estudo para a “Stock Car Brasil” mostra o valor da pesquisa científica, de uso dual, promovido em parceria entre o CASNAV e a ATS.
 
Estudo do fluxo de ar no entorno de uma corveta

Comandante da 7ª Brigada de Infantaria Motorizada recebe Medalha “Mérito Tamandaré” em Natal-RN

14/02/2019
 
Comandante do 3º Distrito Naval realizou imposição da Medalha “Mérito Tamandaré” ao Comandante da 7ª Brigada de Infantaria Motorizada
 
O Comando do 3º Distrito Naval (Com3ºDN) realizou, no dia 12 de fevereiro, cerimônia de imposição da Medalha “Mérito Tamandaré” ao Comandante da 7ª Brigada de Infantaria Motorizada, do Exército Brasileiro, General de Brigada Carlos Augusto Fecury Sydrião Ferreira, em solenidade no Salão Nobre do Com3ºDN, em Natal-RN.
 
A Medalha “Mérito Tamandaré” destina-se a agraciar as autoridades, instituições e personalidades civis e militares, brasileiras ou estrangeiras, que tenham prestado relevantes serviços, na divulgação ou no fortalecimento das tradições navais, honrando seus feitos ou realçando seus vultos históricos.

Escola Naval recebe reunião entre os Diretores/Chefe de Ensino

14/02/2019
 
Foto oficial do evento
 
No dia 13 de fevereiro, a Escola Naval recebeu a primeira reunião entre Diretores/Chefe de Ensino, promovida pelo Departamento de Ensino da Secretaria de Pessoal, Ensino, Saúde e Desporto (SEPESD) do Ministério da Defesa.
 
O evento contou com a presença do Diretor de Ensino da Aeronáutica, Major-Brigadeiro do Ar Rui Chagas Mesquita; do Diretor de Educação Superior Militar, General de Divisão João Batista Bezerra Leonel Filho; do Diretor de Ensino da Marinha, Vice-Almirante André Luiz Silva Lima de Santana Mendes; do Diretor do Departamento de Ensino da Secretaria de Pessoal, Ensino, Saúde e Desporto do Ministério da Defesa Vice-Almirante Luiz Octávio Barros Coutinho; além de outros representantes das três Forças.
 
A reunião abordou, entre outros, os seguintes temas: calendários escolares previstos para 2019, a fim de evitar interferências com as atividades das Forças; eventos programados pelo Ministério da Defesa, na área de ensino, que envolvam as organizações militares das Forças, a fim de obter informações que contribuam para sua consecução; e uma maior interação entre os Diretores/Chefe de Ensino, buscando um aprimoramento na área de ensino militar.

Escola Naval realiza Abertura do Ano Cultural de 2019

14/02/2019
 
Abertura do Ano Cultural de 2019
 
A Sociedade Acadêmica Phoenix Naval (SAPN) promoveu o início das atividades extracurriculares do ano letivo de 2019, no dia 13 de março, por meio da Cerimônia de Abertura do Ano Cultural.
 
Durante o evento, foram realizadas apresentações musicais pelo Grêmio de Música e exibidos vídeos inerentes à rotina dos Aspirantes produzidos pelo Grêmio de Vídeo e Som.
 
A atração principal foi protagonizada pela Companhia Barbixas de Humor, que apresentou o espetáculo teatral “Improvável”, já visto por mais de um milhão de espectadores. O grupo humorístico abordou diversos temas como o trabalho em equipe, a criatividade, a superação, a motivação e outros conceitos presentes no cotidiano dos Aspirantes.
 
Os eventos culturais e recreativos promovidos pela SAPN incrementam o aprimoramento social e intelectual dos futuros oficiais, além de promover o congraçamento entre o Corpo de Aspirantes.

Força de Fuzileiros da Esquadra comemora 62 anos

14/02/2019
 
Cerimônia Militar de Aniversário da FFE, em Duque de Caxias
 
Em 7 de fevereiro, foi comemorado o aniversário da Força de Fuzileiros da Esquadra (FFE), em cerimônia presidida pelo Comandante da Marinha, Almirante de Esquadra Ilques Barbosa Junior, no prédio do Comando da Força, em Duque de Caxias-RJ. Durante a solenidade, a Força realizou a premiação de militares que vêm se destacando em suas carreiras, homenageando oficiais e praças que possuem mais dias de manobra e exercício, tempo de tropa, horas de mergulho e maior número de saltos.
 
A criação da Força de Fuzileiros da Esquadra, em 6 de fevereiro de 1957, representou uma importante evolução no Corpo de Fuzileiros Navais, uma vez que possibilitou a realização da projeção de poder sobre terra por meio de operações anfíbias, o que inseriu a Marinha brasileira no seleto rol das forças navais que possuem tal capacidade. Ao longo de seus 62 anos, contínuos aperfeiçoamentos dotaram a FFE de variados meios e sistemas de combate, operados por uma tropa profissional e adestrada, pronta para qualquer missão designada pela Marinha do Brasil, podendo ser empregada em múltiplas atividades.
 
Em uma breve retrospectiva, a Ordem do Dia do Comandante da FFE destacou a participação da Força em diferentes atividades, dentre elas, as operações de paz sob a égide de organismos internacionais, desde a Força Armada Interamericana Brasileira (FAIBRÁS), na República Dominicana, nos anos de 1965 e 1966, até a Missão das Nações Unidas para a Estabilização do Haiti (MINUSTAH), entre os anos de 2004 a 2018.
 
A Força também se fez presente em operações humanitárias, em apoio às vítimas de desastres naturais, como o terremoto e o tsunami ocorridos em 2010 no Chile, bem como nas enchentes na Região Serrana do Estado do Rio de Janeiro em 2011. Em janeiro de 2019, um Grupamento Operativo de Fuzileiros Navais foi rapidamente mobilizado, ficando em condições participar da resposta ao desastre ocorrido em Brumadinho-MG.
 
No segmento das operações de Garantia da Lei e da Ordem (GLO), a Força de Fuzileiros da Esquadra se fez presente em praticamente todas, desde as mais tradicionais, em cenários de graves crises de segurança pública, até aquelas idealizadas para a realização de grandes eventos no País, desde a Eco-92, até os Jogos Olímpicos Rio-2016. O ano de 2018 foi um dos mais intensos da história da Força neste tipo de atividade, contabilizando 61 Operações de GLO com a participação dos fuzileiros navais, que contribuíram para a melhoria das condições de segurança pública no estado do Rio de Janeiro.
 
Estiveram presentes na cerimônia de aniversário o ex-Ministro da Marinha, Almirante de Esquadra Mauro Cesar Rodrigues Pereira, o antigo Comandante da Marinha, Almirante de Esquadra Eduardo Bacellar Leal Ferreira, o Comandante de Operações Navais, Almirante de Esquadra Paulo Cezar de Quadros Küster, o Comandante-Geral do Corpo de Fuzileiros Navais, Almirante de Esquadra Alexandre José Barreto de Mattos, o Comandante em Chefe da Esquadra, Almirante de Esquadra Alipio Jorge Rodrigues da Silva, antigos Comandantes de Operações Navais, Comandantes e Chefes do Estado-Maior da FFE, além de outras autoridades militares e civis, e membros da Associação do corpo de Fuzileiros Navais.

Brasil participa da 6ª Sessão do Subcomitê sobre Projeto e Construção de Navios da OMI

13/02/2019
 
Delegação do Brasil na 6ª Sessão do Subcomitê sobre
 Projeto e Construção de Navios
               
Com uma delegação composta por representantes da Marinha do Brasil e da Petrobras, o Brasil participou da 6ª Sessão do Subcomitê sobre Projeto e Construção de Navios (SDC) da Organização Marítima Internacional, em Londres, no período de 4 a 8 de fevereiro.
 
O Subcomitê SDC trata de vasta gama de questões técnicas e operacionais relacionadas com  projetos e construção naval. Abrange, igualmente, a aprovação de construção e de materiais, de linhas de carga, arqueação de navios, segurança de embarcações de pesca e transporte de pessoal industrial.
 
Durante a sessão, foi realizada uma apresentação pelo engenheiro Mauro Costa de Oliveira, do Centro de Pesquisas Leopoldo Américo Miguez de Mello, da Petrobras, na qual foram abordados aspectos relacionados à estabilidade de plataformas flutuantes de produção de petróleo e gás.
 
Apresentação do engenheiro Mauro Costa de Oliveira durante o subcomitê

Capitania dos Portos da Amazônia Oriental promove palestras sobre segurança da navegação e moto aquática

13/02/2019
 
Capitão dos Portos da Amazônia Oriental profere
 palestra na Direct Marine, em Belém-PA
 
A Capitania dos Portos da Amazônia Oriental (CPAOR) promoveu, no dia 5 de fevereiro, palestra sobre assuntos referentes à segurança da navegação e às normas e boas práticas na utilização da moto aquática. O evento ocorreu na Direct Marine, no bairro Jurunas, em Belém-PA.
 
A palestra foi proferida pelo Capitão dos Portos da Amazônia Oriental, Capitão de Mar e Guerra Manoel Oliveira Pinho, com o propósito de desenvolver campanhas direcionadas para a segurança da navegação, a salvaguarda da vida humana e a prevenção da poluição hídrica junto a usuários de moto aquática.
 
Cerca de 120 pessoas, entre elas representantes de marinas e usuários de moto aquática, assistiram à palestra. O Capitão dos Portos da Amazônia Oriental destacou a realização deste tipo de evento para reforçar a importância de disseminar a mentalidade da segurança da navegação bem como combater a cultura dos riscos e precaver acidentes.

Agência Fluvial de Itacoatiara forma novos aquaviários em Itapiranga-AM

13/02/2019
 
Cerimônia de entrega das Cadernetas de Inscrição e Registro no município de Itapiranga
 
A Agência Fluvial de Itacoatiara, subordinada à Capitania Fluvial da Amazônia Ocidental, realizou, no dia 6 de fevereiro, a cerimônia de entrega de Cadernetas de Inscrição e Registro (CIR) no município de Itapiranga-AM, referente ao Curso de Formação de Aquaviários para Marinheiros Fluviais Auxiliares de Convés e Máquinas (CFAQ-II N1 C/M).
 
O curso é destinado a qualificar a população local para o transporte escolar municipal, exercendo a atividade profissional como Aquaviários do 2º Grupo – Fluviários, visando ao atendimento da necessidade em habilitar tripulantes para embarcações propulsadas de pequeno e médio porte empregadas na navegação interior da região do baixo Uatumã.
 
Durante o curso, foram ministradas aulas de navegação, manobras da embarcação, construção de embarcações fluviais, estabilidade, manuseio de cargas, primeiros socorros, motor propulsor, sistemas auxiliares e legislação.
 
A formação de 60 novos aquaviários pela Agência representa a profissionalização de ribeirinhos e indígenas, inserindo-os no mercado de trabalho e contribui para o crescimento socioeconômico desta região do Amazonas.
 
 Entrega de CIR e certificado à aluna do curso em Itapiranga

Estação Naval do Rio Negro realiza palestra sobre “Mídias Sociais”

13/02/2019
 
Terceiro-Sargento Xicharo  ministra palestra
 
A Estação Naval do Rio Negro (ENRN), subordinada ao Comando do 9º Distrito Naval, promoveu, no dia 6 de fevereiro, uma palestra sobre “Mídias Sociais - Guia de Conduta Pessoal nas redes sociais”.
 
A palestra foi ministrada pelo Ajudante de Comunicação Social da ENRN, Terceiro-Sargento  John Xicharo, e teve como propósito orientar os militares sobre como manter a privacidade, a reputação e a segurança no mundo virtual, bem como preservar a imagem da Marinha do Brasil, de acordo com as orientações do capítulo 12 do Manual de Comunicação Social da Marinha (EMA-860).
 
Segundo o Marinheiro  Manoel Valter da Silva Oliveira, as orientações repassadas auxiliam em seu cotidiano. “Pude tomar conhecimento de como se deve usar adequadamente as redes sociais, além de evitar a exposição do ambiente de trabalho. Tendo essa orientação de como manter a privacidade, a reputação e a segurança na internet, tenho a possibilidade de orientar, de forma correta, amigos e familiares, e alertá-los sobre os cuidados necessários”, afirmou.

Serviço de Assistência Social da Marinha promove ação de educação financeira e distribui kits escolares para crianças na volta às aulas

13/02/2019
 
Crianças aprendem de forma lúdica conceitos de educação financeira
 
O Serviço de Assistência Social da Marinha (SASM) realizou, em 5 de fevereiro, a ação “Mercadinho Supermarinheiro: conceitos básicos de educação financeira para crianças”. A atividade, direcionada para filhos de militares da ativa e da reserva e de servidores civis, aconteceu enquanto os pais assistiam a palestras sobre educação financeira no auditório do Serviço. Ao fim do evento, as crianças receberam kits com materiais escolares para a volta às aulas.
 
Ao longo da manhã, as crianças participaram de brincadeiras e refletiram sobre questões como: de onde vem o dinheiro e qual é o seu limite; orçamento doméstico e como estabelecer prioridades nas compras; noções de caro e barato e como falar sobre dinheiro com a família.
 
Divididos em duas “famílias”, os meninos e meninas precisaram trabalhar para conquistar uma remuneração. E, como todo orçamento é limitado, refletiram sobre o que era mais importante na hora de fazer compras. Para completar, precisaram ainda pagar as contas da casa e o aluguel, essenciais em qualquer orçamento doméstico.
 
Enquanto as crianças se divertiam aprendendo, seus responsáveis assistiam a palestras sobre educação financeira no auditório do SASM. O assunto foi apresentado a partir de uma discussão sobre consumo e consumismo, sendo seguido por informações sobre direito do consumidor e, por fim, encerrou-se propondo um olhar para os investimentos e o futuro. E, para ajudar na reorganização financeira da Família Naval, kits com materiais escolares foram doados aos participantes que solicitaram previamente.
 
Lucas Cruz Costa teve muitos conhecimentos, durante a atividade. “Aprendi que temos que economizar, porque o dinheiro acaba bem rápido. Como eu era o chefe da família, percebi que não dava para comprar tudo. Muitas vezes eu precisava economizar o máximo possível. O mais difícil foi saber o que comprar, porque tinha ainda o aluguel, as contas de luz”.
 
Ele diz ainda que poderá aplicar esse aprendizado em casa. “Deram a ideia de eu ser o fiscal da luz, para vigiar quando ela estiver acesa e sem ninguém usando. E posso também ajudar minha mãe evitando gastar com coisas que eu não preciso”, conclui.
 
Karla Cruz, mãe de Lucas, concordou com ele. “Às vezes, a criança exige uma marca específica e na palestra aprendemos que a mídia acaba influenciando nisso. Então que eles venham aprender que tem que ser de acordo com as condições financeiras deles e não o que a mídia oferece”, destacou.
 
Assistentes sociais do SASM estimulam a reflexão sobre o ato de comprar,
durante a atividade

Navio Patrulha Oceânico “Araguari” suspende para Exercício Multinacional na África

12/02/2019
 
Militares se despedem de seus familiares antes de comissão
 
O Navio Patrulha Oceânico (NPaOc) “Araguari” desatracou, no dia 6 de fevereiro, da Base Naval de Natal, para participar do Exercício Multinacional “Obangame Express 2019”, realizado na África com a participação de 29 países.
 
O suspender do navio foi acompanhado por familiares dos militares, que tiveram a oportunidade de se despedir antes da comissão. Para a esposa do Terceiro-Sargento Eliel Martins, Gláucia Finamori, o sentimento é de felicidade pela realização do marido. “Mesmo sentindo saudade e sabendo da responsabilidade de estar aqui sozinha, estou feliz em saber que ele está embarcando por um bom motivo”.
 
A operação conjunta internacional tem o objetivo de capacitar militares de países da Costa Oeste africana para a coordenação de ações contra crimes como pirataria, sequestro de pessoas, tráfico de armas e drogas, pesca ilegal, entre outros.
 
Durante o exercício, também será avaliada a interoperabilidade, o comando e controle e a proficiência marítima dos países africanos em conjunto com os norte-americanos, europeus e sul-americanos.
 
Ao longo da comissão, de 6 de fevereiro a 9 de abril, o NPaOc “Araguari“ realizará visitas operativas a Cabo Verde, Costa do Marfim, São Tomé e Príncipe, Angola e Ilha de Ascensão.
 
Familiares se despedem de militares que participarão
 da “Obangame Express” 2019

Grupamento de Fuzileiros Navais de Brasília realiza exercício “QUARTELEX I/2019”

12/02/2019
 
Soldados fuzileiros navais durante “QUARTELEX I/2019”
 
No período de 28 de janeiro a 1º de fevereiro, o Grupamento de Fuzileiros Navais de Brasília (GptFNB) realizou o exercício militar denominado “QUARTELEX I/2019” em suas dependências. O evento foi destinado aos soldados fuzileiros navais recém-formados nos Cursos de Formação de Soldados do Corpo de Fuzileiros Navais (CFN) e, recentemente, apresentados ao GptFNB.
 
A “QUARTELEX I/2019” tem como objetivo a apresentação das tarefas desenvolvidas pelos soldados nos serviços e atividades diárias. Sua missão é nivelar os conhecimentos sobre o emprego da Companhia de Fuzileiros Navais e da Companhia de Polícia na área do Comando do 7º Distrito Naval, bem como dar noções de segurança orgânica, carreira, justiça e disciplina.
 
Os militares visitaram diversos prédios da Capital Federal, nos quais os militares do GptFNB contribuem com a segurança orgânica e tiveram instruções de controle de distúrbios, prática de armamento, regimento interno do GptFNB, natação utilitária, escola de embarcação e posto de controle de trânsito.

Brasil apresenta na ONU submissão sobre região Sul para definição da plataforma continental além das 200 milhas

12/02/2019
 
Delegação Brasileira, peritos da CLPC e pessoal técnico da ONU
 reunidos em Nova Iorque
 
No dia 7 de fevereiro, o Brasil apresentou, na 49ª Sessão da Comissão de Limites da Plataforma Continental Brasileira (CLPC), na Organização das Nações Unidas (ONU), em Nova Iorque, uma descrição geral da Submissão Brasileira Revista da Região Sul, que visa à definição da plataforma continental além das 200 milhas náuticas nessa região. O intuito é determinar a área marítima na qual o Brasil exercerá direitos de soberania para a exploração e o aproveitamento dos recursos naturais do leito e subsolo marinhos.
 
A Delegação Brasileira foi composta por representantes diplomáticos e militares da Missão Brasileira em Nova Iorque, pelo Diretor-Geral de Navegação, Almirante de Esquadra Leonardo Puntel, pelo Diretor e outros militares da Diretoria de Hidrografia e Navegação (DHN), por professores da Universidade Federal Fluminense (UFF) e da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), além de um consultor com reconhecimento internacional nas áreas de Geologia e Geofísica.
 
No encontro, foi apresentado aos 21 peritos da CLPC o embasamento técnico-científico utilizado pelo Brasil na aplicação dos critérios do Artigo 76 da Convenção das Nações Unidas sobre o Direito do Mar (CNUDM) para o traçado do limite exterior. Com base na apresentação e nas informações e análises conduzidas pela subcomissão, com seis peritos, que examinou a submissão da região Sul entre 2015 e 2018, a CLPC avaliará a minuta de recomendações para essa região. A decisão final deve ser anunciada em julho de 2019, por ocasião da 50ª Sessão da CLPC.
 
A DHN é o braço executivo do Plano de Levantamento da Plataforma Continental Brasileira (LEPLAC), programa do Governo Federal instituído pelo Decreto nº 98.145, de 15 de setembro de 1989, sob a coordenação da Comissão Interministerial para os Recursos do Mar (CIRM), com o propósito de estabelecer o limite exterior da plataforma continental brasileira.
A definição do limite exterior da plataforma continental será um legado para as próximas gerações de brasileiros, que verão ampliadas as possibilidades de descobertas de novas reservas de hidrocarbonetos, de exploração de recursos minerais e de recursos da biodiversidade bentônica marinha, reconhecidamente um dos campos mais promissores do desenvolvimento da biogenética.

Base Aérea Naval de São Pedro da Aldeia realiza revisão geral de rodas de AF-1/1A

12/02/2019
 
Roda experimental ao lado da que aguarda para receber o serviço
 
No dia 1º de fevereiro, a Base Aérea Naval de São Pedro da Aldeia (BAeNSPA) concluiu o serviço experimental de revisão geral (overhaul) na roda de AF-1/1A, estando agora capacitada a realizar esse tipo de serviço.
 
Em 2017, foi identificado que o fornecimento de rodas novas ou com overhaul era um caminho crítico no suprimento de itens não modernizados. Iniciou-se então um trabalho conjunto do Grupo de Fiscalização e Recebimento das Aeronaves AF-1/1A com a BaeNSPA, a fim de possibilitar a execução do serviço no complexo Aeronaval. Foi enviada uma equipe, em posse de uma roda de AF-1, para observar e tirar dúvidas com os profissionais do Parque de Material Aeronáutico de São Paulo (PAMA-SP) que atualmente realizam overhaul de rodas de F-5. Posteriormente, houve necessidade de adquirir algumas ferramentas especiais e sobressalentes necessários para a realização do serviço.
 
Com essa capacitação, incrementou-se a função logística manutenção que em conjunto com a função logística suprimento, realizada por meio do CASE BR-P-RAB (acordo com o governo americano para compra de materiais de defesa), proverá uma economia substancial de recursos e simplificará a logística desse item para as aeronaves modernizadas, o que contribuirá para maior disponibilidade do vetor de interceptação e ataque do trinômio AF-1B/C, Porta-Helicópteros Multipropósito “Atlântico” e KC-2.

Capitania dos Portos de São Paulo promove “Campanha Travessia Segura II” na Baixada Santista

12/02/2019
 
Militar da Capitania dos Portos de São Paulo exibe panfleto da campanha
 
Com foco na conscientização dos condutores e usuários das embarcações de transporte de passageiros e turismo náutico, a Capitania dos Portos de São Paulo (CPSP) promoveu, entre os dias 15 e 31 de janeiro, a “Campanha Travessia Segura II”, na Baixada Santista.
 
A campanha, que é realizada em âmbito nacional, recebeu apoio do público que utiliza esse tipo de transporte náutico e serviu para alertar usuários e condutores sobre a real necessidade da atenção às regras de segurança da navegação em virtude do tráfego intenso de embarcações na região.
 
Militares durante fiscalização

Fragata “União” realiza visitação pública e recebe mais de 1.700 pessoas em Natal-RN

12/02/2019
 
Fragata “União” recebeu mais de 1.700 pessoas em Natal
 
A Fragata “União” recebeu, no dia 3 de fevereiro, mais de 1.700 pessoas em visitação pública realizada no Terminal Marítimo de Passageiros de Natal. O navio atuará na Força-Tarefa Marítima (FTM) da Força Interina das Nações Unidas no Líbano (UNIFIL).
 
Durante a visitação pública, famílias como a de Nivaldo da Silva, que é professor de Biologia, conheceram de perto um navio da Marinha do Brasil. “É uma dinâmica diferente, é a Marinha se abrindo para a sociedade. Uma interação muito importante com a população”.
 
Para Jonathan Paiva de Araújo, que fez questão de sair de casa para conhecer a Fragata “União”, a visitação pública ajuda a divulgar as atividades desenvolvidas pela Marinha. “Fui muito bem recebido. Dá muito orgulho de ver e saber que temos essa Fragata”.
 
No Líbano, a Fragata “União” substitui a Fragata “Liberal”, no 15º rodízio do navio da Marinha brasileira na área de operação da FTM-UNIFIL, que contribui para a garantia da paz e da segurança no território libanês.
 
Público infantil também teve esteve presente na visitação
 pública da Fragata “União”

Crianças em tratamento contra o câncer visitam o Navio Patrulha “Macau”

12/02/2019
 
Crianças da Casa Durval Paiva conheceram o Navio Patrulha “Macau”
 
Crianças assistidas pela Casa Durval Paiva, instituição dedicada ao combate do câncer infanto-juvenil, visitaram, no dia 30 de janeiro, o Navio Patrulha (NPa) “Macau”, subordinado ao Comando do Grupamento de Patrulha Naval do Nordeste.
 
No total, 14 crianças conheceram a estrutura e as peculiaridades do NPa “Macau” e aprenderam sobre as atividades desenvolvidas pela Marinha do Brasil.
 
A pedagoga Sandra Fernandes, que acompanhou as crianças na visita, explica que atividades como essa ensinam e motivam os pacientes, tendo alta influência na boa condução do tratamento e contribuindo ainda para a humanização e inclusão social.

VCB–Brasília e Com7ºDN apresentam agenda de cursos e atividades de 2019

12/02/2019
 
Moradores da Ecovila Naval durante evento no SECAMP
 
As Voluntárias Cisne Branco-seccional Brasília (VCB-Brasília) e o Comando do 7º Distrito Naval (Com7ºDN) apresentaram, no dia 2 de fevereiro, na sede Campestre do Clube Almirante Alexandrino (SECAMP), na Ecovila Naval, a agenda de cursos e atividades a serem realizadas no primeiro semestre de 2019.
 
Na ocasião, foi ministrada uma Aula-Show de tortas doces pela chefe em Gastronomia Ada Silva, que ensinou como produzir massa, recheio e cobertura decorada de quatro tipos de tortas. Ainda no evento, dançarinos do Sol Nascente, localizado na região administrativa de Ceilândia-DF, fizeram uma apresentação de “forró pé de serra”, com o intuito de promover o curso livre de dança na Ecovila Naval e em Águas Claras.
 
Em seguida, algumas novidades foram divulgadas como o novo horário de funcionamento da Biblioteca, que além de ser aberto pelas manhãs, passará a funcionar à noite, das 19h às 22h, para que os moradores possam ter espaço para estudar ou fazer trabalho da faculdade.
 
Entre os cursos disponíveis até o momento, destacam-se: “montagem e desmontagem de computadores”; “pintor residencial”; “eletricista”; “padeiro”; “almoxarife de obras”; “básico de risoto”; “intensivo de chocolataria para a páscoa”; “aulas de forró” e “zumba”; e “oficina de customização”.

Comandante da Força Aeronaval recebe visita do Prefeito de São Pedro da Aldeia-RJ

12/02/2019
Comandante da Força Aeronaval com o Prefeito de São Pedro da Aldeia
 
No dia 8 de fevereiro, o Comandante da Força Aeronaval (ComForAerNav), Contra-Almirante André Novis Montenegro, recebeu a visita do Prefeito do município de São Pedro da Aldeia-RJ, Cláudio Chumbinho. O encontro, que aconteceu nas dependências do Comando da Força Aeronaval, teve como objetivo estreitar os laços de parceria entre a Prefeitura e a Marinha do Brasil, a fim de beneficiar a população aldeense e a família naval.
 
Também estiveram presentes os secretários municipais de Governo, Eronildes Bezerra, e de Serviços Públicos, Jayme Gomes; o Chefe do Estado-Maior do ComForAerNav, Capitão de Mar e Guerra Renato Gomes Ferreira; e o Comandante da Base Aeronaval de São Pedro da Aldeia, Capitão de Mar e Guerra Vinicius Azevedo Lima.
 
Durante a visita, foram discutidos assuntos relacionados ao apoio da Prefeitura em diversas áreas, como obras, meio ambiente e serviços públicos. Foi abordado também o projeto de construção da “Praça do Avião”, na Praia da Teresa, onde o ComForAerNav disponibilizará duas aeronaves para exposição estática e permanente.

Hospital Naval de Brasília realiza cerimônia de transmissão de cargo

12/02/2019
 
Capitão de Mar e Guerra Garcia (esq.) e Capitão de Mar e Guerra Nestor (dir.)
com esposas
 
No dia 24 de janeiro, aconteceu a passagem de comando de direção do Hospital Naval de Brasília (HNBra), em uma cerimônia presidida pelo Comandante do 7º Distrito Naval, Vice-Almirante Sérgio Nathan Marinho Goldstein. Na ocasião, o Capitão de Mar e Guerra (Md) Nestor Francisco Miranda Junior passou a direção do HNBra para o Capitão de Mar e Guerra (Md) Vicente Garcia Ramos. O evento contou com a presença de ex-Diretores, autoridades, familiares e convidados civis e militares.
 
Em seu discurso de despedida, o Capitão de Mar e Guerra (Md) Nestor agradeceu a oportunidade e confiança em poder executar a nobre missão de dirigir o Hospital Naval de Brasília, localizado em local estratégico e uma fonte inesgotável de ensinamentos gerenciais. Ao assumir a Direção, o Capitão de Mar e Guerra (Md) Garcia ressaltou a grande missão do HNBra: “cuidar do maior bem do ser humano, a vida. De zelar pela saúde da família Naval, de cuidar da nossa gente”.

Capitania Fluvial de Brasília participa da Campanha “Travessia Segura II”

11/02/2019

 

Inspetores da Capitania Fluvial de Brasília aferiram a alcoolemia de condutores de embarcações de turismo náutico no Lago Paranoá

 

Visando incrementar ainda mais as ações de fiscalização nas embarcações de transporte de passageiros, no período de 15 a 31 de janeiro, a Capitania Fluvial de Brasília (CFB) participou da Campanha "Travessia Segura II", coordenada pela Diretoria de Portos e Costas. O objetivo da ação foi intensificar as inspeções em embarcações de transporte de passageiros e de turismo náutico, que operam em sua área de jurisdição, no Distrito Federal e no estado de Goiás.

 

Durante a campanha, foram inspecionadas embarcações que realizam turismo náutico no Lago Paranoá, no Distrito Federal, bem como balsas que efetuam a travessia regular de rios e lagos goianos transportando passageiros e veículos, em localidades remotas do estado de Goiás.

 

Nas inspeções foram verificados diversos aspectos relacionados à segurança da navegação, à salvaguarda da vida humana e à poluição hídrica, como: o posicionamento dos coletes salva vidas em locais de fácil acesso e devidamente sinalizados; a existência de aparelhos flutuantes para, no mínimo, 100% do total de pessoas a bordo; o controle do embarque de passageiros, em função da lotação da embarcação; a aferição da alcoolemia dos condutores por meio do uso do etilômetro; entre outros.

 

As infrações mais observadas foram a dotação incompleta de materiais de salvatagem e a falta de qualificação adequada por parte dos condutores.

 

Condutores de balsas do estado de Goiás foram orientados quanto às

condições ideais do material de salvatagem

Capitania dos Portos da Amazônia Oriental realiza Inspeção Naval com apoio de aeronave em rios do Pará

11/02/2019
 
Lancha da Capitania dos Portos da Amazônia Oriental e aeronave do HU-2
em atividade de Inspeção Naval
 
A Capitania dos Portos da Amazônia Oriental (CPAOR) realizou, no dia 6 de fevereiro, Inspeção Naval nas áreas Furo das Mucuras, Canal do Carnapijó e Furo do Arrozal, no estado do Pará, com apoio de uma aeronave do 2º Esquadrão de Helicópteros de Emprego Geral (HU-2). Com a ação, duas embarcações foram interceptadas e apreendidas por não possuírem documentação e registro.
 
O HU-2 está na área de subordinação do Comando do 4º Distrito Naval para auxiliar na criação de um esquadrão da Aviação Naval em Belém-PA. Para o chefe de Departamento de Segurança de Aviação do HU-2, Capitão de Corveta Rodrigo Roque da Silva de Miranda, o binômio embarcação-aeronave contribuiu para o sucesso da missão. “A presença de helicópteros em atividades de Inspeção Naval é um fator surpresa, de flexibilidade e rapidez. Uma grande área pode ser explorada em um curto espaço de tempo, identificando embarcações para serem abordadas”.
 
No dia 5 de fevereiro, o Comandante do 4º Distrito Naval, Vice-Almirante Edervaldo Teixeira de Abreu Filho, e o Comandante da Ala 9, Brigadeiro do Ar Ricardo José Freire de Campos, visitaram o hangar cedido pela Força Aérea Brasileira (FAB) para a Marinha do Brasil. Em novembro de 2018, foi assinado um Acordo de Cooperação para a criação do Esquadrão da Aviação Naval e o intercâmbio de militares, experiências e informações entre as Forças Armadas.
 
De acordo com o Vice-Almirante Edervaldo, mesmo a Marinha tendo  atividades-fim, ela também assiste o povo brasileiro com as atividades subsidiárias como resgate de pessoas em um rio ou em uma embarcação.
 
Militares da Marinha e da FAB no hangar cedido para criação do Esquadrão
de Aviação Naval, em Belém-PA

Grupamento de Fuzileiros Navais de Brasília realiza adestramento de “Controle de Distúrbios” para militares do CIAB

11/02/2019
 
Militares formados e equipados
 
No dia de 31 de janeiro, o Grupamento de Fuzileiros Navais de Brasília (GptFNB) realizou um adestramento de “Controle de Distúrbios” (CD) para um pelotão de fuzileiros navais pertencentes ao Centro de Instrução e Adestramento de Brasília (CIAB). A instrução teve como principal objetivo a padronização das atividades de CD, empregadas na jurisdição do Comando do 7º Distrito Naval.
 
Militares do CIAB e do GptFNB receberam instruções teóricas e práticas sobre a aplicação das Companhias de Controle de Distúrbios (CiaCD). Durante o adestramento, foram desenvolvidas atividades sobre o uso gradual da força, as composições, formações, comandos e procedimentos a serem cumpridos pela CiaCD, além do manuseio de equipamentos, equipagens e armamentos específicos para este fim. Ao término da instrução, os militares realizaram uma simulação de controle de distúrbios urbanos, de forma a aplicar os conteúdos aprendidos.
 
As tropas de controle de distúrbios são empregadas pelo Corpo de Fuzileiros Navais para restaurar e/ou manter a ordem, utilizando táticas e técnicas adequadas a cada situação de distúrbio urbano, como nos conflitos de alta intensidade e nas atividades de emprego limitado da força.
 
Adestramento em “Controle de Distúrbios”

Comando do 4º Distrito Naval promove Projeto “Amigo da Escola” para alunos do Ensino Médio

11/02/2019
 
Alunos do Sistema Elite de Ensino com militares da Marinha na sede
do Comando do 4º Distrito Naval, em Belém-PA
 
O Comando do 4º Distrito Naval (Com4ºDN) promoveu, no dia 6 de fevereiro, o Cerimonial à Bandeira para alunos do Sistema Elite de Ensino, da unidade Batista Campos, em Belém-PA. Este evento faz parte do Projeto “Amigo da Escola” do Com4ºDN que visa incentivar o civismo na comunidade escolar por meio da participação nos ritos e tradições navais.
 
Cerca de 20 alunos do terceiro ano do ensino médio e do pré-vestibular participaram da cerimônia. Logo após, eles conheceram as instalações do Comando e assistiram a uma palestra sobre as formas de ingresso na Marinha do Brasil quando foram esclarecidas diversas dúvidas.
 
Para o coordenador da área de estudo voltado para concurso militares do Sistema Elite, Marcel Assunção Lobo, a aproximação dos alunos com os militares foi uma experiência motivadora. “Muitos que estão aqui hoje estão estudando para ingressar na Marinha, no Exército e na Aeronáutica. Ser recebido por um almirante, uma autoridade tão importante, é excepcional”, destacou.
 
Na ocasião, enquanto ocorria o Cerimonial à Bandeira, candidatas ao concurso “Miss Pará” 2019 que estavam próximas ao Com4ºN participaram do evento. Ao final do cerimonial, elas foram convidas para conhecer o prédio histórico do Distrito. A produtora do “Miss Pará”, Vera Brito, revelou que as candidatas sempre passaram em frente ao Com4ºDN e nunca tiveram a chance de visitar o local. “Esta foi uma iniciativa ímpar e que deve ser repetida sempre. Muito obrigada, Marinha do Brasil”, agradeceu a produtora.
 
IMG_3756.JPG
Militares da Marinha e as candidatas ao concurso “Miss Pará” 2019 no prédio histórico do Comando do 4º Distrito Naval, em Belém-PA

Organizações Militares do Com7ºDN recebem Suboficial-Mor do Comando-Geral do Corpo de Fuzileiros Navais para palestra

11/02/2019
 
Palestra no Grupamento de Fuzileiros Navais de Brasília
 
Nos dias 24 e 25 de janeiro, o Suboficial-Mor do Comando-Geral do Corpo de Fuzileiros Navais (CGCFN), Francisco Gleison Ferreira dos Santos, ministrou palestras para as praças do Grupamento de Fuzileiros Navais de Brasília, do Centro de Instrução e Adestramento de Brasília e do Comando do 7º Distrito Naval.
 
Suas apresentações tiveram como objetivo apresentar aos militares aspectos fundamentais a respeito do exercício da liderança, entre os pares e os subordinados. Ele falou de temas concernentes à manutenção do moral da guarnição e de oportunidades de melhoria para o bem-estar dos militares, ressaltando que os valores honra, competência, determinação e profissionalismo devem sedimentar a carreira das praças na Marinha do Brasil.
 
Suboficial e tripulação do Centro de Instrução e Adestramento de Brasília

Sociedade Amigos da Marinha no Ceará completa 45 anos de atividades

11/02/2019
 
Almirante de Esquadra Öberg e Dr. Meton cortam bolo em comemoração ao aniversário
 
A Sociedade Amigos da Marinha do Ceará (Soamar-CE) completou, em 30 de janeiro, 45 anos de atividades no estado e, para celebrar, realizou um evento, no dia 7 de fevereiro, com a participação do Almirante de Esquadra  Elis Treidler Öberg e de diversos empresários, autoridades civis e militares.
 
O Presidente da Soamar-CE, Dr. Meton César, destacou a importância da data."Esse momento representa muito para nós, que damos uma colaboração para uma integração perfeita entre a sociedade cearense e a Marinha do Brasil. Realmente a Soamar-CE, pela força do trabalho de seus integrantes, especialmente da sua liderança, sabe fazer o trabalho que lhe compete, que é a promoção das atividades da Marinha junto à sociedade.
Na ocasião, foi realizada uma homenagem ao Dr. Ary Gadelha de Alencar Araripe, um dos fundadores, ex-presidente por 37 anos da Soamar-CE e ex-presidente da Soamar-Brasil. "Meu pai é um marinheiro de verdade. Ficamos muito felizes com essas homenagens", disse a filha Maria Tereza Araripe.
 
O Capitão dos Portos do Ceará, Capitão de Mar e Guerra Madson Cardoso, ressaltou o trabalho da Soamar-CE. "A Soamar-CE faz a importante interlocução com os diversos seguimentos da sociedade, aumentando a visibilidade da Marinha e auxiliando na disseminação dos nossos trabalhos e ideias-forças".
 
A Soamar é uma instituição associativa, sem fins lucrativos, que congrega pessoas – civis ou militares na ativa ou veteranos – que mantenham estreito relacionamento com a Marinha do Brasil, com o propósito de apoiar e angariar apoio para os objetivos e projetos da Força, bem como para a disseminação da mentalidade marítima junto à sociedade em geral e aos públicos de interesse da Marinha.

ASPIRANTEX 2019 chega ao fim

10/02/2019
 
Navios e militares em formatura para Cerimonial à Bandeira
 
A ASPIRANTEX 2019 chega ao fim, após 20 dias de Operação. Os navios suspenderam do Rio de Janeiro, no dia 11 de janeiro, em direção ao Porto de Montevidéu, no Uruguai. Com cerca de dois mil militares, o Grupo- Tarefa (GT) foi composto por cinco navios e quatro aeronaves da Marinha do Brasil.
 
Nas duas primeiras semanas, foram realizados exercícios de Desatracação, Postos de Abandono, Controle de Avarias, Tiro Sobre Killer Tomato, Manobras Táticas, Leap Frog e Light Line, diurno e noturno, Ação de Visita e Inspeção, Navegação Astronômica, Operações Aéreas e Fast Rope. Além dos exercícios operativos, os 319 Aspirantes que participaram da missão, acompanharam palestras proferidas pelos Comandantes dos navios, pelo Comandante da 2º Divisão da Esquadra, Contra-Almirante Cozzolino, e pelo Comandante em Chefe da Esquadra, Almirante de Esquadra Alipio Jorge.
 
Na terceira e última semana, os Aspirantes do 2º ano escolheram os corpos que seguirão na carreira. Do corpo da Armada, serão 117 Aspirantes; do corpo de Fuzileiros Navais, serão 30; e 28 do corpo de Intendentes (11 do sexo feminino). Durante a atracação no porto de Rio Grande-RS, o Porta-Helicópteros Multipropósito (PHM) “Atlântico” e o Navio de Desembarque de Carros de Combate (NDCC) “Almirante Saboia” receberam mais de sete mil pessoas a bordo, durante a visitação pública. Já a Fragata “Independência”, enquanto esteve atracada no porto de Paranaguá-PR, recebeu a bordo quase três mil visitantes.
 
Ao longo desse período, até a atracação no Rio de Janeiro, no dia 31, os navios participaram de atividades como Leap Frog e Light Line noturno, Postos de Combate, FLYEX, em que foram simuladas situações de emergência com aeronaves, Trânsito Sob Ameaça Aérea, Tiro Antiaéreo Sobre Granada Iluminativa, e Ação de Presença na Bacia de Santos. Durante a pernada, os Aspirantes guarneceram as diversas estações do navio, e de conheceram as diferentes plataformas e navios de apoio envolvidos na exploração de petróleo na Bacia de Santos.
 
A Operação ASPIRANTEX 2019 concluiu a primeira etapa de adestramento dos navios da Esquadra no ano, familiarizando ainda os Aspirantes da Escola Naval com a vida no mar.

 

Marinha do Brasil apoia projeto Ribeirinho Cidadão 2019 em Mato Grosso com atendimentos no NAsH “Tenente Maximiano”

10/02/2019
 
Navio de Assistência Hospitalar “Tenente Maximiano” participa da etapa fluvial, que acontece até 14 de fevereiro
 
Começou no dia 4 de fevereiro, a 12ª edição do projeto Ribeirinho Cidadão em Santo Antônio de Leverger (34 km de Cuiabá), em solenidade realizada às margens do Rio Cuiabá. O Navio de Assistência Hospitalar (NAsH) “Tenente Maximiano” iniciou os atendimentos no dia 31 de janeiro, antes da abertura oficial das ações da etapa fluvial, que segue até o dia 14 deste mês. A iniciativa é do Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso e conta com o apoio de várias instituições, entre elas, a Marinha do Brasil.
 
O titular da Delegacia Fluvial de Cuiabá, Capitão de Corveta Thiago Cristiano Muniz Santos, participou da cerimônia de abertura, representando o Comando do 6º Distrito Naval. “O Poder Judiciário é exemplo para todas as instituições. Sabemos que a logística para essa expedição não é fácil, mas tudo isso foi superado pelo amor. Esse grande ato de amor ao próximo se materializa aqui”, destacou o Comandante Cristiano.
 
A equipe médica e odontológica embarcada no navio, também conhecido como "Navio da Esperança do Pantanal", realizou, só no dia da abertura do projeto (4), 195 atendimentos médicos e odontológicos, contemplando 542 procedimentos/ intervenções, além de distribuição de 1.711 medicamentos. Também foram promovidas Ações Cívico-Sociais (AciSo), com corte de cabelo e visitação pública ao navio.
O comerciante Romero Gustavo Reis elogiou o trabalho do NAsH. “Acho muito bom, pois todo ano a Marinha vem. Tenho muito a agradecer, o povo fica feliz com esses atendimentos, porque muitos não têm condições de ir para Cuiabá, o acesso é mais difícil. O pessoal já sabe quando dizem “o barco já chegou” e como essa população é muito carente, então todo mundo vem mesmo”, comentou.

 

Marinha desloca uma Aeronave UH-15 Super Cougar para apoiar os resgates na cidade de Brumadinho–MG

10/02/2019
Aeronave HU-15 Super Cougar empregada em Brumadinho-MG
 
No dia 25 de janeiro, o 2° Esquadrão de Helicópteros de Emprego Geral (HU-2) iniciou o deslocamento da aeronave UH-15 N-7202 (H225M), com dois militares do Grupo de Busca e Salvamento (GSAR) do Centro de Instrução e Adestramento Aeronaval Almirante José Maria do Amaral Oliveira (CIAAN), a fim de prestar apoio as ações da Defesa Civil em Brumadinho-MG.
 
Durante o deslocamento, foi realizado pernoite na cidade do Rio de Janeiro-RJ, onde embarcaram pessoal e material que foram empregados nas atividades de resgate.
 
A aeronave ficou sediada na cidade de Belo Horizonte – MG e o seu emprego principal foram as operações de busca e resgate na cidade de Brumadinho – MG. Dentre as operações desenvolvidas, destacam-se o transporte de material, infiltrações e retiradas de militares do corpo de bombeiros de Minas Gerais, assim como de militares Israelenses.
 
Aconteceu, também, a realização de um voo de esclarecimento com o uso do Forward Looking Infra-Red (FLIR), comprovando a capacidade do emprego do equipamento em apoio às ações de busca naquele ambiente operacional.

 

Médicos da Marinha norte-americana embarcam no Navio de Assistência Hospitalar “Carlos Chagas”

08/02/2019
 
Médicos americanos embarcaram no Navio de Assistência Hospitalar
 “Carlos Chagas”
 
O Comando do 9º Distrito Naval recebeu, no dia 4 de fevereiro, a visita de uma comitiva de oficiais médicos norte-americanos para embarque no Navio de Assistência Hospitalar (NAsH) “Carlos Chagas”, que desatracou da cidade de Manaus-AM para iniciar a Comissão Madeira que acontecerá até o dia 5 de março.
 
A comitiva é formada por especialistas em pediatria, medicina da família, dermatologia e ultrassonografia, que acompanharão as Ações de Assistência Hospitalar nas comunidades de Axinim, Bom Futuro, Calama, Nova Aliança, São Carlos, Pombal, Prainha, Vencedor e nos municípios de Manicoré, Humaitá e Nova Olinda do Norte, no estado do Amazonas.
 
Antes do embarque, a comitiva conheceu as instalações da Policlínica Naval de Manaus e assistiu a uma palestra sobre a missão e as atividades internas e externas da organização militar.

Engenharia Naval da Escola Politécnica da USP premia militar da Marinha do Brasil como melhor aluno

08/02/2019
 
O Vice-Almirante Noriaki Wada realizou a entrega do Prêmio Marinha do Brasil ao Capitão-Tenente Guilherme Trindade Vilela formado pela EPUSP
 
Em 6 de fevereiro, no Centro de Difusão Internacional (CDI) da Universidade de São Paulo (USP) ocorreu a colação de grau dos formandos de 2018 em diversas áreas de Engenharia da Escola Politécnica da USP. Na ocasião, também foram entregues diversos prêmios, entre eles o Prêmio Marinha do Brasil. Nesse ano o agraciado foi o Capitão-Tenente Guilherme Trindade Vilela.
 
A cerimônia foi presidida pela Diretora da Escola Politécnica da USP, Professora Doutora Liedi Legi Bariani Bernucci. Estiveram presentes na solenidade o Diretor do Centro Tecnológico da Marinha em São Paulo, Vice-Almirante Noriaki Wada; o Vice-Almirante Francisco Roberto Portella Deiana; Diretor da Diretoria de Desenvolvimento Nuclear da Marinha, o Contra-Almirante Guilherme Dionízio Alves; Diretor do Centro de Coordenação de Estudos da Marinha em São Paulo, o Capitão de Mar e Guerra Rogério Prado Lima de Souza; e o Diretor do Centro de Desenvolvimento de Submarinos, Capitão de Mar e Guerra (EN) Flavio Antoun Netto;  além dos familiares dos formandos.
 
O Prêmio Marinha do Brasil foi instituído, a partir de 1983, por iniciativa do Diretor de Ensino da Marinha e destina-se a premiar, anualmente, o melhor aluno do Curso de Engenharia Naval realizado na Escola Politécnica da Universidade de São Paulo.

Navio Polar “Almirante Maximiano” efetua lançamento de veículo autônomo submarino (glider) na Antártica

08/02/2019
 
Pesquisadora configurando os dados para lançamento do glider
 
Durante a 4ª fase da Operação Antártica (OPERANTAR XXXVII), ao norte do estreito de Bransfield, próximo às ilhas Shetland do Sul, na Antártica, pesquisadores embarcados no Navio Polar (NPo) “Almirante Maximiano”, representando o projeto “Nautilus”, da Universidade Federal do Rio Grande (FURG), em colaboração com a universidade britânica University of East Anglia (UEA), efetuaram o lançamento de um veículo autônomo submarino (glider), a partir de um bote do navio, recolhendo-o dois dias depois.
 
Com o lançamento do glider, o projeto “Nautilus” tinha como intenção realizar uma seção oceanográfica de 75 quilômetros, cruzando o estreito de Bransfield das Ilhas Shetlands do Sul à Península Antártica. Essa seção seria repetida pelo glider em torno de oito vezes, coletando dados físicos do oceano, enquanto o NPo “Almirante Maximiano”,  daria suporte ao restante da equipe na realização de estações oceanográficas na região do estreito de Bransfield, estreito de Gerlache e Mar de Weddell. Com tais dados, o projeto Interbiota poderia avaliar a circulação das águas da região e estudar a interação dos parâmentos físicos na produtividade biológica local.
 
Os resultados positivos alcançados com o lançamento foram suficientes para que os pesquisadores planejem trazer dois gliders na próxima OPERANTAR, a fim de perfilarem o estreito de Bransfield por até dois meses.
 
Os gliders são uma nova tecnologia para observação dos oceanos, permitindo medir propriedades da água, como salinidade, temperatura e oxigênio dissolvido, com alta resolução espacial e temporal. Devido à sua hidrodinâmica, são capazes de desenvolver uma velocidade horizontal de cerca de 35 cm/s, conseguem vencer as correntes e possuem uma autonomia de bateria de até quatro meses, sendo ideais para serem utilizados em regiões extremas, de difícil acesso, como a Antártica. Com tais características, um glider pode perfilar uma região do oceano realizando mergulhos de até 1000 metros, sendo comandados remotamente. Após cada mergulho, uma vez na superfície, o equipamento envia os dados coletados, via satélite, e pode receber novos comandos dos pilotos para que sua rota ou a forma de coleta de dados sejam alteradas.
 
Lançamento do glider
 
 

Tribunal Marítimo realiza primeira Sessão Plenária de 2019

08/02/2019
 
Primeira sessão plenária de 2019
 
Seguindo o calendário judiciário, o Tribunal Marítimo (TM) realizou, no dia 5 de fevereiro, a sessão plenária 7.289, primeira do ano de 2019. A sessão marca o início dos trabalhos a serem realizados por esta Corte do Mar neste ano e reafirma a eficiência, eficácia e efetividade em suas atribuições.
 
Na abertura, o Juiz-Presidente do Tribunal Marítimo, Vice-Almirante Wilson Pereira de Lima Filho, ressaltou que o TM continuará trabalhando com dedicação, de forma harmônica e profissional pela justiça e segurança da navegação, baseando os procedimentos na ética e na justiça, empenhados em prestar o melhor serviço à sociedade e ao Brasil. Enfatizou, ainda, a aplicação de medidas preventivas e de segurança, bem como o incremento na aplicação de penas alternativas, nas ocasiões que tais medidas se mostrarem eficazes. Diversos advogados maritimistas prestigiaram a sessão.
 
O Tribunal Marítimo é um órgão autônomo, com jurisdição em todo território nacional, vinculado à Marinha do Brasil, e que tem como atribuições julgar os acidentes e fatos da navegação marítima, fluvial e lacustre, bem como as questões relacionadas com a navegação, relativas ao registro geral de embarcações e armadores e de auxiliar o Poder Judiciário (atos administrativos/provas técnicas levadas a juízo pelos interessados).

Capitão dos Portos do Rio Paraná acompanha inspeção naval durante Operação Verão

08/02/2019
 
Capitão dos Portos do Rio Paraná, Capitão de Fragata Niemer Gomes Rickmann (à dir.) acompanha equipe de Inspeção Naval na Operação Verão 2018/2019
 
O Comando do 8º Distrito Naval, por intermédio da Capitania Fluvial do Rio Paraná (CFRP), realizou Inspeção Naval, nos dias 2 e 3 de fevereiro, nos municípios de Boa Vista da Aparecida, São Jorge do Oeste e Quedas do Iguaçu-PR. A ação contou com a presença do Capitão dos Portos do Rio Paraná, Capitão de Fragata Niemer Gomes Rickmann, a bordo da embarcação Piau, em cumprimento à Operação Verão 2018/19. Foram abordadas 43 embarcações, sendo cinco notificadas e uma apreendida por irregularidade.
 
A Operação Verão é uma campanha da Marinha do Brasil voltada para a intensificação de ações de conscientização e de fiscalização do tráfego aquaviário nas áreas de maior concentração de embarcações, sobretudo as de esporte e recreio e as de turismo náutico, por ocasião de férias e feriados prolongados. Os militares verificam o cumprimento das regras de segurança da navegação, como habilitação dos condutores, documentação da embarcação, material de salvatagem (coletes e boias), extintores de incêndio, luzes de navegação, a lotação e o estado da embarcação. Há, inclusive, a utilização de etilômetros, tendo em vista a proibição do consumo de bebidas alcoólicas pelos condutores.
 
 

Centro de Ensino Virtual e de Idiomas realiza aula inaugural do curso de idiomas

08/02/2019
 
Primeira turma do curso de imersão em idiomas do Centro de Ensino
Virtual e de Idiomas
 
No dia 5 de Fevereiro, o Centro de Ensino Virtual e de Idiomas da Diretoria de Ensino da Marinha (DEnsM) recebeu os alunos das primeiras turmas do Curso de Imersão em Idiomas (Inglês e Francês) para a aula inaugural.
 
Incorporado à estrutura organizacional da Diretoria de Ensino da Marinha, o Centro de Ensino Virtual e de Idiomas tem como uma das suas atribuições o desenvolvimento das habilidades em idiomas dos militares e Servidores Civis assemelhados, selecionados para cursos, programas de intercâmbio, missões de paz e comissões permanentes no exterior.
 
Na aula, foi apresentado o objetivo do curso de imersão e sua metodologia, que consiste em trabalhar as quatro habilidades comunicativas: a compreensão auditiva, a compreensão leitora, a produção oral e a produção escrita.
 
Os alunos foram apresentados ao corpo docente e conheceram um pouco mais sobre a abordagem pedagógica, a infraestrutura do curso e as instalações recém-inauguradas pela DEnsM.
 
 
 
Alunos do curso de imersão na sala multimídia

Capitania dos Portos do Ceará sedia simpósio sobre serviço de busca e salvamento

08/02/2019
Palestra do Corpo de Bombeiros Militar do Ceará
 
A Capitania dos Portos do Ceará (CPCE) sediou, no dia 29 de janeiro, o VII Simpósio sobre Serviço de Busca e Salvamento (SAR), com a participação de representantes da comunidade marítima e palestrantes da Força Aérea Brasileira, da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas da Polícia Militar do Estado do Ceará, do Grupamento Marítimo do Corpo de Bombeiros Militar do Ceará e da própria CPCE.
 
O simpósio teve o objetivo de contribuir com a interoperabilidade dos órgãos envolvidos no SAR, por intermédio do estreitamento das relações e do compartilhamento de conhecimentos, bem como da conscientização da comunidade marítima sobre as responsabilidades das pessoas e dos órgãos públicos e privados no contexto da salvaguarda da vida humana no mar.
 
Na oportunidade, foram discutidos aspectos relativos à salvaguarda da vida humana no mar e à segurança da navegação, como a estrutura SAR no contexto de cada órgão; as formas de acionamento do serviço; os cuidados antes de se fazer ao mar; casos recentes de incidentes; e experiências dos militares dos órgãos envolvidos.
 
Na ocasião, o Capitão dos Portos do Ceará também aproveitou para disseminar a criação do Centro de Coordenação e Controle de Atividades Marítimas, que se encontra em processo de implantação na CPCE.
 
Capitão dos Portos do Ceará, palestrantes e representantes
da Praticagem e colônias de pescadores

Centro de Instrução Almirante Milcíades Portela Alves inicia a Turma I/2019 do Curso de Formação de Soldados Fuzileiros Navais

08/02/2019
 
Recepção dos novos alunos do Curso de Formação de Soldados Fuzileiros Navais
 
O dia 4 de fevereiro marcou o início da Turma I/2019 do Curso de Formação de Soldados Fuzileiros Navais, no Centro de Instrução Almirante Milcíades Portela Alves (CIAMPA). Duzentos e oito jovens oriundos de diversos estados brasileiros chegaram ao Centro de Instrução com o sonho de se tornarem futuros Combatentes Anfíbios da Marinha do Brasil.
 
O curso, que tem duração de 18 semanas, sendo as nove primeiras semanas em regime de internato e as demais em regime semiaberto (licenças aos finais de semana), não se limita apenas aos conhecimentos dos campos técnico-profissional e físico, mas abrange também os campos moral e ético sempre pautados pelos valores essenciais do Corpo de Fuzileiros Navais: Honra, Competência, Determinação e Profissionalismo, desta maneira , a transformação de jovens civis em Soldados Profissionais, em Fuzileiros Navais.

Atletas da Marinha conquistam três pódios em etapa do Mundial de Vela

07/02/2019
 
Atletas da Marinha conquistam medalha de prata
 
Entre os dias 29 de janeiro e 3 de fevereiro, foi realizada mais uma etapa do World Sailing Cup em Miami, nos Estados Unidos da América. A competição marcou o início da temporada da Vela nas classes olímpicas da modalidade.
 
A Terceiro-Sargento Kahena Kunze e a sua parceira de barco Martine Grael foram as primeiras a representar o Programa Olímpico da Marinha (PROLIM) no evento, alcançando o ouro na classe 49erFX, no sábado, dia 2 de janeiro. Ainda no mesmo dia, os Terceiro-Sargentos Samuel Albrecht e Gabriela Nicolino ganharam a prata na Nacra 17, feito inédito para o Brasil na categoria, até então.
 
No domingo, dia 3 de fevereiro, foi a vez da Terceiro-Sargento Ana Barbachan e da sua companheira de equipe Fernanda Oliveira de conquistar mais um pódio na 470 feminina. Após uma semana mantendo-se entre as dez equipes mais bem pontuadas da competição, a dupla partiu para a última disputa na quarta colocação geral. Concluiu a prova na segunda posição, obtendo pontos suficientes para garantir o bronze.
 
O PROLIM, que tem por objetivo fomentar o desenvolvimento do Esporte Olímpico no País, ofereceu aos membros das equipes o suporte e a estrutura necessária para que conseguissem lograr êxito na competição. Confirma-se, com essa vitória, o profissionalismo e o protagonismo da Vela da Marinha no cenário dos desportos náuticos no Brasil e no exterior. A próxima etapa do Mundial, o Troféu Princesa Sofia, ocorrerá em Palma de Maiorca, na Espanha, a partir de 29 de março do corrente ano.

Tribunal Marítimo participa do “II Encontro sobre Acidentes Marítimos: Operações Off¬shore”

07/02/2019
 
Capitão-Tenente (T) Pedro Costa Menezes Junior, da Divisão Judiciária do TM,
foi um dos expositores no segundo painel
 
No dia 31 de janeiro, o Tribunal Marítimo (TM) participou, no Rio de Janeiro-RJ, do “II Encontro sobre Acidentes Marítimos: Operações O­ffshore - Técnicas de investigação e gerenciamento de risco”. O evento foi organizado pela Associação Brasileira dos Armadores Noruegueses (ABRAN) e coordenado pelo Kincaid Mendes Viana Advogados e empresa Oceânica Engenharia.
 
Estiveram presentes representantes da Diretoria-Geral de Navegação, da Diretoria de Portos e Costas, da Procuradoria Especial da Marinha, incluindo o Diretor, Vice-Almirante (RM1) Domingos Savio Almeida Nogueira, do TM, do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis, desembargadores, além de diversos representantes da comunidade marítima e maritimista, incluindo o Presidente da Sociedade Amigos da Marinha do RJ, José Antonio de Souza Batista.
 
Os temas abordados nos painéis foram: "Medidas Mitigadoras de Prevenção e Resposta aos Acidentes Marítimos" e "Medidas de Fiscalização e Prevenção de Acidentes Marítimos". Entre os debatedores estiveram entidades representativas do setor, autoridades e profissionais que trouxeram informações sobre técnicas de investigação de acidentes, gestão de risco, plano de contingência, prevenção de acidentes, entre outros.
 

Comitiva realiza visita às instalações da futura Agência da Capitania dos Portos do Amapá em Oiapoque-AP

07/02/2019
 
Militares, autoridades civis e parlamentares na futura Agência no Oiapoque-AP
 
O Comandante do 4º Distrito Naval, Vice-Almirante Edervaldo Teixeira de Abreu Filho e comitiva composta por autoridades civis, militares e parlamentares realizaram, no dia 3 de fevereiro, uma visita à futura Agência da Capitania dos Portos do Amapá em Oiapoque-AP para inspecionar as obras das instalações. O evento também teve como propósito apresentar as possíveis atividades da Marinha na região.
 
Integraram a comitiva o presidente eleito para o biênio 2019-2020 do Tribunal de Justiça do Amapá, desembargador João Guilherme Lages, e o presidente da Sociedade Amigos da Marinha (Soamar) Amapá, Glauco Mauro Cei, os vereadores Joaquim Lima Gomes e Iolanda Jumaq e a representante da prefeita do município e subprocuradora do Oiapoque, Gilmara Gomes.
 
Durante a visita, o Vice-Almirante Edervaldo ressaltou que o Oiapoque vai ser uma cidade privilegiada com a instalação da Agência, pois poucas cidades no País têm a presença das três Forças Armadas. Ele ainda alertou as autoridades locais para a importância do Estado que contempla uma grande área petrolífera. “O Amapá é rico em recursos minerais, animais e vegetais, mas ainda carece de investimentos nas áreas de educação, saneamento básico, saúde e segurança. Esta exploração pode trazer ‘royalty’, contribuindo para o desenvolvimento do estado”.
 
Para o desembargador João Lages, a presença da Marinha do Brasil é muito importante para estruturar uma base de operações que permita a plena atuação estratégica no extremo norte do país. O presidente da Soamar-AP Glauco Cei também falou sobre o papel da Força para atuar na fiscalização de embarcações, garantindo a segurança da navegação, e na educação a fim de formar mão de obra qualificada, gerando empregos e melhorando a economia local.

Agência Fluvial de Tefé presta apoio à Defesa Civil do município

07/02/2019
 
Escola destruída pelo desmoronamento
        
A Agência Fluvial de Tefé, subordinada à Capitania Fluvial da Amazônia Ocidental, realizou, no dia 18 de janeiro, o apoio logístico à Defesa Civil do município de Tefé-AM.
 
O apoio foi realizado em virtude da necessidade de atendimento às famílias atingidas pela erosão na margem fluvial, na comunidade São Luís do Macari, a 18,5 quilômetros da sede de Tefé.
 
O desmoronamento, causado pelo período de cheia dos rios da região, deixou oito famílias desalojadas, além de ter destruído uma escola. Não houve feridos. A equipe de Inspeção Naval, além de ter realizado o transporte de agentes da Defesa Civil, apoiou também os funcionários da Secretaria de Educação e a Secretaria de Ação Social.
 
 
Agentes da Defesa Civil vistoria prédio parcialmente destruído

CIAGA realiza Aula Inaugural do Curso de Formação de Oficiais da Marinha Mercante

07/02/2019
 
Capitã de Longo Curso Hildelene durante palestra para alunos da EFOMM
 
No dia 1º de fevereiro, no Centro de Instrução Almirante Graça Aranha (CIAGA), foi realizada a Aula Inaugural do Curso de Formação de Oficiais da Marinha Mercante (EFOMM), que marca o início do ano letivo, com a presença do Diretor de Portos e Costas, Vice-Almirante Roberto Gondim Carneiro da Cunha, do Comandante do CIAGA, Contra-Almirante Amintas da Silva Viamonte, de autoridades navais, da comunidade marítima, de professores e do corpo de alunos.
 
Como objetivo de colaborar com a formação dos futuros mercantes, a Capitão de Longo Curso Hildelene Lobato Bahia, primeira mulher a comandar um navio no Brasil, ministrou a aula para 473 alunos, sendo 118 alunas. O tema apresentado foi: “Empoderamento das mulheres na Comunidade Marítima”.
 
A temática abordada foi selecionada pela Organização Marítima Internacional (IMO), para 2019, como uma oportunidade para aumentar a conscientização sobre a importância da igualdade de gênero e ressaltar a significante contribuição que realizam as mulheres de todo o mundo no setor marítimo.
 
A Comandante Hildelene defendeu a desmistificação de que o ambiente a bordo é hostil, sendo possível trabalhar, em harmonia, marinheiros e marinheiras em uma mesma tripulação. O CIAGA busca incentivar os alunos e solidificar sua formação por meio da transmissão de conhecimento de mercantes experientes.
Capitão de Longo Curso Hildelene e as 118 alunas da EFOMM

Delegacia Fluvial de Porto Velho homenageia personalidades em Rondônia

07/02/2019
 
Cerimônia militar em reconhecimento aos serviços voluntários
 realizados em prol da segurança da navegação
 
No dia 29 de janeiro, em evento celebrado no auditório do Serviço Nacional do Comércio de Rondônia, a Delegacia Fluvial de Porto Velho realizou uma cerimônia militar em reconhecimento aos serviços voluntários e gratuitos realizados em prol da segurança da navegação, prestados no ano de 2018.
 
O evento teve como propósito reconhecer as pessoas e organizações que apoiaram a Marinha por meio de serviços dedicados à comunidade aquaviária.
 
Na ocasião, foram homenageados diversos representantes de instituições públicas e privadas que atuam no estado de Rondônia; órgãos ligados ao Governo do Estado; Exército Brasileiro; Força Aérea Brasileira; Advocacia-Geral da União; Ministério Público do Trabalho; Agência Brasileira de Inteligência; Polícia Federal; Sociedade Amigos da Marinha de Porto Velho; e empresários de distintas áreas da sociedade rondoniense.
 
A homenagem também foi prestada aos profissionais da imprensa que veicularam reportagens educativas sobre o trabalho da Marinha na região, as quais serviram para sensibilizar as pessoas sobre as prevenções necessárias para viabilizar a segurança da navegação. Os agraciados receberam um certificado de “Excelência da Comunicação Social”.
 
O evento teve como propósito reconhecer as pessoas e
organizações que apoiaram a Marinha

Núcleo de Assistência Social do Com9°DN promove atividades socioeducativas para os dependentes em Manaus-AM

07/02/2019
 
Passeio ao Museu da Amazônia
 
No período de 28 de janeiro a 1° de fevereiro, o Núcleo de Assistência Social (NAS) do Comando do 9° Distrito Naval (Com9°DN), em parceria com o Abrigo do Marinheiro (AMN), promoveu a 25ª Colônia de Férias. A atividade de cunho socioeducativo atendeu crianças e adolescentes na faixa etária de sete a 14 anos, dependentes de militares e servidores civis lotados nas organizações militares situadas em Manaus-AM.

A Colônia de Férias faz parte das ações planejadas do Projeto “Marujinho”, vinculado ao Programa de Qualidade de Vida no Trabalho e na Família previsto na DGPM-501 (6ª Revisão) e contemplado no Programa Vida Saudável da Norma Administrativa do Abrigo do Marinheiro (NORAM) 037/2016.
 
Um dos objetivos desta atividade é buscar a essência das relações interpessoais, o aprimoramento das habilidades sociais e das vivências como ferramenta de aprendizado ativo.

Durante a atividade, cerca de 50 crianças e adolescentes receberam conhecimentos sobre tradições navais, educação ambiental e cultura amazônica, participaram de várias atividades esportivas e educativas, além de visitar locais de lazer em Manaus, como: Bosque da Ciência do Instituto Nacional de Pesquisa da Amazônia e Museu da Amazônia.

Navio Polar “Almirante Maximiano” comemora seu 10º Aniversário de incorporação à Armada

07/02/2019
 
NPo “Almirante Maximiano” no estreito de Gerlache, na Antártica
 
 
No dia 3 de fevereiro, o Navio Polar (NPo) “Almirante Maximiano” comemorou o seu 10º Aniversário de Incorporação à Marinha do Brasil, nas proximidades da Estação Antártica Comandante Ferraz (EACF),  em uma cerimônia militar tendo como pano de fundo a geleira Stenhouse, na Ilha Rei George.
 
A tripulação e os pesquisadores embarcados relembraram passagens da história do Navio e o legado de sucessos deixado pelas tripulações anteriores, desde o seu recebimento em Bremerhaven, na Alemanha. Eles também reverenciaram todos aqueles que vêm contribuindo para que o “Tio Max” – como é conhecido – se mantenha em contínuo aperfeiçoamento de suas condições materiais e de adestramento, sempre pronto para cumprir as mais diversas tarefas na Antártica, afetas ao Programa Antártico Brasileiro (PROANTAR), e nas Águas Jurisdicionais Brasileiras.
 
Na ocasião, como primeiro Navio da Marinha do Brasil a ostentar o nome “Almirante Maximiano”, em justo tributo a um dos mais ilustres Chefes Navais, foram também destacados os principais avanços que o Almirante de Esquadra Maximiano Eduardo da Silva Fonseca trouxe à Força: a implementação do Programa Nuclear da Marinha, com reflexos no desenvolvimento de setores da comunidade científica e a possibilidade de construirmos o primeiro submarino com este tipo de propulsão; a criação do Corpo Auxiliar Feminino, abrindo as portas da Marinha do Brasil a esta força de trabalho; a criação da Sociedade dos Amigos da Marinha; e a aquisição do Navio de Apoio Oceanográfico (NApOc) “Barão de Teffé” e a realização da 1ª OPERANTAR, resultando no reconhecimento internacional da Força presença no continente gelado e a consequente aceitação do Brasil como Parte Consultiva do Tratado da Antártica.
 
Foi realçado ainda o importante relacionamento com o mundo acadêmico, por meio dos diversos projetos de pesquisa anualmente embarcados, os quais vêm demonstrando resultados perante a comunidade científica brasileira e no âmbito internacional.
 
Ao longo destes dez anos de serviço à Marinha, com a expressiva marca de 1.548,5 dias de mar e 212.025 milhas navegadas, muito trabalho foi feito, desde a preparação do navio nos períodos de Manutenção até a participação nas OPERANTAR, e o sucesso foi fruto de trabalho dedicado, comprometimento e elevado espírito marinheiro das tripulações.
 
Tripulação e pesquisadores formados no convoo