Nomar Online

Operação “Ágata Arco Sul Sudeste”, conduzida pelo Com8°DN, apreende cerca de 800 caixas de cigarro

17/09/2021
Fonte: Centro de Comunicação Social da Marinha
O valor das apreensões foi avaliado pela Receita Federal em mais de dois milhões de reais
 
Militares da Marinha e agentes da Polícia Federal apreenderam, na madrugada do dia 15 de setembro, cerca de 800 caixas de cigarros contrabandeados, na Cidade do Leste, nas proximidades da fronteira com o Paraguai, durante a Operação “Ágata Arco Sul Sudeste”. O material apreendido encontrava-se escondido no interior de um ônibus e de um caminhão, avaliado pela Receita Federal em mais de dois milhões de reais.
A operação, conduzida pelo Comando do 8° Distrito Naval (Com8°DN), amplia a integração entre ministérios, órgãos federais, estaduais e agências governamentais a fim de contribuir para o fortalecimento da prevenção, controle, fiscalização e repressão dos delitos transfronteiriços e dos crimes ambientais.
Um outro ponto importante de controle e fiscalização foi montado na Ponte Internacional da Amizade, uma das principais vias utilizadas no fluxo entre os países. Militares da Marinha, agentes da Polícia Federal e Receita Federal realizam revista de veículos advindos do Paraguai.

Barreira de fiscalização na Ponte Internacional da Amizade

Capitania dos Portos do Maranhão intensifica fiscalização e realiza mais de 300 abordagens

15/09/2021
Fonte: Centro de Comunicação Social da Marinha
Militares da CPMA instruem tripulação e passageiros de embarcações
 
A Capitania dos Portos do Maranhão (CPMA) intensificou, entre 2 e 13 de setembro, as ações de fiscalização do tráfego aquaviário no estado. Foram realizadas 303 abordagens, sendo lavradas 14 notificações e 2 embarcações foram retidas por descumprimento às normas da Autoridade Marítima. As ações ocorreram na orla e na Região Metropolitana de São Luís, e na região dos Lençóis Maranhenses, nos municípios de Barreirinhas e Atins.
 
No município de Atins, foi realizada a Operação “Atins Seguro”, em conjunto com a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Maranhão, a Prefeitura Municipal de Barreirinhas e o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio). O objetivo foi promover o ordenamento da praia e aumentar a conscientização da comunidade náutica, em decorrência do feriado de 7 de setembro, quando o fluxo de viagens e passeios náuticos aumenta.
 
Abordagem de embarcação de transporte de passageiros

Com1ºDN apoia a ECEME com palestra sobre as atividades SAR e Segurança Marítima

15/09/2021
Fonte: Centro de Comunicação Social da Marinha
Palestra sobre as atividades SAR e Segurança Marítima teve
a participação de oito discentes estrangeiros
 
Em 2 de setembro, o Comando do 1º Distrito Naval (Com1ºDN), em apoio a Escola de Comando e Estado-Maior do Exército Brasileiro (ECEME), realizou palestra sobre as atividades de Busca e Salvamento (SAR) e de Segurança Marítima, como parte integrante do Curso Internacional de Estudos Estratégicos (CIEE) da Escola.
 
O curso possui oito discentes estrangeiros, oficiais superiores dos Emirados Árabes Unidos, Guatemala, Nigéria e Paquistão, que trocaram experiências sobre as principais ameaças à segurança marítima, bem como entender a estrutura organizacional SAR na Marinha do Brasil.
 
Na oportunidade também foi realizado um período de debates, no qual os visitantes expressaram dúvidas e ampliaram os conhecimentos. A visita foi encerrada com a apresentação das instalações físicas e potencialidades do Centro de Comando Naval de Área (CCNA).

 

Marinha garante segurança da navegação durante 1º Torneio de Pesca Esportiva de Sinop (MT)

15/09/2021
Fonte: Centro de Comunicação Social da Marinha
Largada do torneio
 
A Marinha, por meio da Capitania Fluvial de Mato Grosso (CFMT), organização militar subordinada ao Comando do 6º Distrito Naval (Com6ºDN), atuou, no dia 5 de setembro, no 1º Torneio de Pesca Esportiva de Sinop (MT), na altura da ponte no Rio Teles Pires, localizada na Rodovia MT-220. O evento reuniu cerca de 90 embarcações.
 
Militares da CFMT estiveram presentes para coordenar e fiscalizar a segurança aquaviária, a salvaguarda da vida humana e evitar a poluição hídrica oriunda de embarcações. O evento foi promovido pela Prefeitura de Sinop e coordenado e organizado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico.
 
Antes da realização do evento, a CFMT promoveu ação itinerante na cidade de Sinop e, na oportunidade, foram regularizadas cerca de 270 embarcações.
 
O Secretário de Desenvolvimento Econômico de Sinop, Klayton Gonçalves, ressaltou que todos os competidores estavam com as embarcações regularizadas no evento. “Providenciamos as documentações exigidas para que o torneio fosse realizado com segurança. Todas as embarcações que entraram na água estavam homologadas e todos os pilotos com arrais. Tivemos essa preocupação e isso deve servir de exemplo para todo o Brasil”.

3º Batalhão de Operações Ribeirinhas encerra II Adestramento de Tiro Tático e Combate em Ambientes Confinados

15/09/2021
Fonte: Centro de Comunicação Social da Marinha
Adestramento contou com a participação de membros do Exército e
Órgãos de Segurança Pública e Fiscalização
 
O 3° Batalhão de Operações Ribeirinhas (3ºBtlOpRib), organização militar subordinada ao Comando do 6º Distrito Naval (Com6ºDN), encerrou, no dia 25 de agosto, o II Adestramento de Tiro Tático e de Combate em Ambientes Confinados, nas dependências da Área de Adestramento do Rabicho.
 
O adestramento contou com a participação de membros do Exército e Órgãos de Segurança Pública e Fiscalização (OSPF), entre agentes da Polícia Federal e da Polícia Rodoviária Federal, militares da Polícia Militar e Polícia Militar Ambiental e policiais civis de Mato Grosso do Sul.
 
Com a capacitação, os militares estão habilitados para o combate em áreas urbanas e ambientes confinados e ações interagências junto aos OSPF e demais Forças.
 
O adestramento foi ministrado pelo membro da tripulação da Companhia de Polícia do Batalhão Naval, Segundo-Sargento Henrique dias da Costa, que possui qualificação técnica na área, incluindo cursos relacionados ao tema junto à SWAT, nos Estados Unidos e em Israel.

Com6ºDN forma primeira turma do curso de Eletricista de Operação e Manutenção em Redes de Distribuição

15/09/2021
Fonte: Centro de Comunicação Social da Marinha
Capacitação visa facilitar inclusão no mercado de trabalho
após o término do SMO ou SMV
 
Foi realizada, no dia 1º de setembro, na Base Fluvial de Ladário (BFLa), cerimônia de encerramento da primeira turma do curso de Eletricista de Operação e Manutenção em Redes de Distribuição (COMAM). Realizado em parceria com a Energisa-MS, o curso faz parte do Programa “Soldado Cidadão” e do Projeto “Marinheiro Empreendedor” e tem como propósito capacitar o militar que cumpre o Serviço Militar Obrigatório (SMO) ou Voluntário (SMV), facilitando, assim, sua inclusão no mercado de trabalho.
 
Com aulas teóricas e práticas e carga horária de 240 horas, o curso contou com a participação de 24 militares de organizações militares do Comando do 6º Distrito Naval (Com6ºDN) e do Exército. No período, foram transmitidos ensinamentos sobre estrutura e procedimentos de manutenção de rede elétrica, utilização de ferramentas e importância da segurança nas ações de reparo e instalação.
 
Durante a cerimônia de encerramento, o Comandante do 6º Distrito Naval ressaltou que a parceria com a Energisa-MS soma ao capacitar e desenvolver competências. “Com o curso, o militar tem a oportunidade de conhecer a profissão na área de energia, contribuindo com as suas atividades na Marinha e, futuramente, para inserção no mercado de trabalho”.
 
O Marinheiro-RM2 Lucas Machado de Arruda, que cumpre o SMO no Centro de Hidrografia e Navegação do Oeste, pretende utilizar o conhecimento adquirido no mercado de trabalho. “Eu não tinha base para atuar como eletricista e com as aulas teóricas e práticas aprendi muita coisa. Eu pretendo seguir essa área e, assim que sair da Marinha, distribuir meu currículo com esse certificado que recebi”.
 
 
Militares durante aula prática
 
Segundo o coordenador de projeto e cadastro da Energisa-MS, Heber Henrique Selvo, o termo de cooperação beneficia os militares, a Energisa e a sociedade. “O mercado de trabalho nessa área da região de Corumbá e Ladário precisa de profissionais com mais constância. Ao capacitar jovens militares, conseguimos profissionais diferenciados, com ética, mais responsabilidade e resiliência”.
 

Grupo Aéreo Naval de Manutenção inspeciona aeronave UH-15

15/09/2021
Fonte: Centro de Comunicação Social da Marinha
Tripulação do GAerNavMan-Projeto HU-2 entrega aeronave
 
O Grupo Aéreo Naval de Manutenção (GAerNavMan) finalizou, no dia 3 de setembro, a inspeção “ALFA” da aeronave UH-15 “Super Cougar” N-7106, pertencente ao 2º Esquadrão de Helicópteros de Emprego Geral (EsqdHU-2), após seis meses de intenso trabalho.
 
Na ocasião, o Comandante do GAerNavMan, Capitão de Mar e Guerra Anderson Sergipe Vieira, entregou as chaves da N-7106 para o Comandante do EsqdHU-2, Capitão de Fragata Rodrigo Fernandes Domingues, representando o pronto da aeronave.
 
 
Comandante da Força Aeronaval acompanha a
entrega das chaves da N-7106
 
Esta foi a segunda inspeção “ALFA” de aeronaves UH-15 realizada pelo GAerNavMan, ambas em menos de seis meses, evidenciando a importância do Grupo para a Aviação Naval e para a Marinha.
 

LEPLAC celebra 32 anos: 5,7 milhões de km² de área marítima como legado para as futuras gerações

15/09/2021
Fonte: Centro de Comunicação Social da Marinha
Amazônia Azul, a última fronteira do Brasil
De acordo com as condicionantes estabelecidas pela Convenção das Nações Unidas sobre o Direito do Mar (CNUDM), o Plano de Levantamento da Plataforma Continental Brasileira (LEPLAC) foi instituído pelo Decreto nº 98.145/1989, tendo como propósito determinar o limite exterior da Plataforma Continental Brasileira, além das 200 milhas marítimas. O Brasil depositou sua primeira proposta de extensão da Plataforma Continental junto à Comissão de Limites da Plataforma Continental (CLPC) da Organização das Nações Unidas (ONU), em 2004. Após a análise, as recomendações da CLPC foram favoráveis à quase totalidade da área reivindicada, uma região equivalente à soma das áreas dos estados de São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.
 
Em relação a três limitadas áreas, a CLPC se posicionou desfavoravelmente, tendo o País optado por reapresentar seu pleito, utilizando tecnologias e equipamentos mais modernos. Para a nova proposta, a margem continental foi dividida em três regiões: Região Sul, Margem Equatorial e Margem Oriental/Meridional. O primeiro requerimento parcial revisto, afeto à Região Sul, em 2019, obteve total concordância em relação à área pleiteada pelo País, de cerca de 170.000 km2. O requerimento parcial revisto, relativo à Margem Equatorial, foi depositado em 2017, encontrando-se sob análise da CLPC, e o referente à Margem Oriental/Meridional, em 2018, que ainda será incluído em pauta para análise. A área afeta à Margem Equatorial é de 383.218 km2, enquanto que a referente à Margem Oriental/Meridional compreende 1.542.274 km2, o que totaliza uma Amazônia Azul de 5.669.852,41 km2 sob jurisdição nacional.
 
Os requerimentos anteriores e os resultados obtidos são positivos em relação às análises em andamento, na CLPC, cujas recomendações favoráveis possibilitarão a consolidação da área marítima sob jurisdição brasileira, da Amazônia Azul, de quase 5,7 milhões de km2, importante legado para o futuro das próximas gerações de brasileiros.
 

Marinha leva atendimento médico e odontológico a comunidades ribeirinhas

14/09/2021
Fonte: Centro de Comunicação Social da Marinha



Orientação sobre escovação dental

 

O Comando do 6º Distrito Naval (Com6ºDN), por meio do Navio de Assistência Hospitalar (NAsH) “Tenente Maximiano”, realizou Ações de Assistência Hospitalar (ASSHOP) e Ações Cívico-Sociais (ACiSo) ao longo das margens do Rio Paraguai, de Corumbá a Porto Murtinho (MS), no período de 11 a 29 de agosto.
 
Foram realizados 184 atendimentos médicos, 74 atendimentos odontológicos, entregues aproximadamente 6.000 medicamentos e distribuídos kits odontológicos infanto-juvenis, além da apresentação de palestras às crianças das comunidades ribeirinhas sobre a importância da escovação diária e como realizá-la corretamente.
 
Adicionalmente, os militares do navio deram continuidade à campanha de vacinação contra a Covid-19 e H1N1 na população ribeirinha ainda não imunizada. Outro ponto importante da comissão foi o mapeamento e atendimento às pessoas que moram às margens do Rio Paraguai, longe dos principais Polos de Saúde (PS), esforço fundamental para melhor acompanhamento sanitário dessa parcela da população.
 
Em paralelo aos atendimentos médicos e odontológicos, foram realizadas doações de roupas e acessórios apreendidos pela Receita Federal; reforma de quadros-negros escolares; descontaminação da Escola Municipal Rural Polo Porto da Manga; e visita ao Lar dos Idosos/Casa Lar das Crianças, em Porto Murtinho.

 

Navio-Patrulha “Guanabara” resgata tripulante enfermo de embarcação pesqueira no Pará

14/09/2021
Fonte: Centro de Comunicação Social da Marinha

Tripulante é resgatado por militares da Marinha

 

O Navio-Patrulha (NPa) “Guanabara”, subordinado ao Comando do Grupamento de Patrulha Naval do Norte, resgatou, no dia 9 de setembro, um tripulante de uma embarcação pesqueira, que apresentava sintomas de infarto e necessitava de assistência médica imediata. O meio estava a 110 km da costa de Belém (PA), quando pediu ajuda da Marinha, por meio do Salvamar Norte, nucleado no Comando do 4º Distrito Naval, para prover o salvamento do enfermo.

 

O NPa “Guanabara”, atuando como Navio de Socorro Distrital, foi acionado, transportando a bordo médico e material para a estabilização do paciente. Ao atracar na Base Naval de Val de Cães, em Belém, após o resgate, o tripulante foi levado por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) até um hospital da cidade para exames complementares.

 

O Serviço de Busca e Salvamento da Marinha tem a missão de prover o salvamento de pessoas em perigo no mar, no interior da área marítima de responsabilidade brasileira. Para isso, conta com navios de socorro, podendo, ainda, valer-se de outros navios e aeronaves da Força, bem como embarcações de entidades privadas e de órgãos governamentais, acionadas por uma estrutura de auxílio mútuo marítimo.

Navio-Patrulha “Bracuí” realiza exercício “PASSEX” com navio da Marinha Nacional da França

14/09/2021
Fonte: Centro de Comunicação Social da Marinha
Navios mantêm posição durante o exercício de leap frog
 
O Navio-Patrulha “Bracuí”, subordinado ao Comando do Grupamento de Patrulha Naval do Norte, realizou, no dia 9 de setembro, nas águas jurisdicionais sob a responsabilidade do Comando do 4° Distrito Naval, o exercício “PASSEX” com o Navio-Patrulha “La Resolue”, da Marinha Nacional da França, durante sua estadia no Porto de Belém (PA).
 
Por ocasião do exercício, foram conduzidas manobras de aproximação e manutenção de posição leap frog entre os dois navios, com o propósito de incrementar a interoperabilidade e estreitar os laços entre as Marinhas dos dois países.
 
Militar da Marinha francesa avista o “Bracuí” durante exercício, em Belém (PA)

Agência da Capitania dos Portos no Oiapoque participa da Operação “Ágata 3º Trimestre”

14/09/2021
Fonte: Centro de Comunicação Social da Marinha
Equipe de inspeção naval aborda embarcação
de transporte de passageiros
 
A Agência da Capitania dos Portos no Oiapoque (AgOiapoque) realizou 57 abordagens, seis notificações e uma apreensão de embarcação durante a Operação “Ágata”, realizada de 1º a 10 de setembro, no estado do Amapá, com intuito de intensificar a presença do Estado na região de faixa de fronteira e fortalecer a repressão aos delitos transfronteiriços.
 
Durante a operação, também foram realizadas palestras para cerca de 100 ouvintes sobre temas como “Mentalidade Marítima”, “Prevenção à Covid-19” e “Segurança da Navegação”.
 
Além da Marinha, agentes da Polícia Federal e do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) participaram da operação, reforçando a importância de ações interagências no cumprimento das leis, a fim de manter cada vez mais seguras as águas brasileiras.
 
 
Militares da Marinha em atuação conjunta
com Agente da Polícia Federal
 

NPqHo “Vital de Oliveira” inicia Comissão Ressurgência III e apoia Programa de Pós-Graduação do IEAPM

14/09/2021
Fonte: Centro de Comunicação Social da Marinha
Pesquisadores do IEAPM a bordo do NPqHo “Vital de Oliveira”
 
O Navio de Pesquisa Hidroceanográfico “Vital de Oliveira” (NPqHo) desatracou, em 8 de setembro, do píer da Diretoria de Hidrografia e Navegação, em Niterói (RJ), para iniciar a Comissão Ressurgência III, nas proximidades de Arraial do Cabo (RJ), e apoiar o Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia Marinha (PPG-BIOTECMAR) do Instituto de Estudos do Mar Almirante Paulo Moreira (IEAPM).
 
A comissão, com duração de cerca de uma semana, conta com a participação de pesquisadores e militares do IEAPM e tem a finalidade de coletar dados oceanográficos e acústicos a partir do lançamento de fontes sonoras e equipamentos empregados para caracterizar as massas de água. Serão, também, analisados os perfis de temperatura e salinidade das colunas de água em diversas profundidades. Esses dados serão úteis para o aperfeiçoamento do Sistema de Previsão Sonar e para a Pesquisa Ecológica de Longa Duração da Ressurgência mantidos pelo IEAPM.
 
O apoio prestado ao PPG-BIOTECMAR acontece por meio de atividades de Oceanografia Biológica. Os dados coletados contribuem para o enriquecimento da base de dados do Banco Nacional de Dados Oceanográficos e, consequentemente, para o programa Internacional de Intercâmbio de Informações e Dados Oceanográficos.
 
NPqHo “Vital de Oliveira” em atividades de pesquisa hidroceanográfica
 

CEFAN assina acordo de parceria com o Laboratório Nacional de Computação Científica

14/09/2021
Fonte: Centro de Comunicação Social da Marinha
Assinatura do acordo com o LNCC
 
O Centro de Educação Física Almirante Adalberto Nunes (CEFAN) assinou acordo de parceria com o Laboratório Nacional de Computação Científica (LNCC), no dia 8 de julho. O convênio tem o objetivo de criar projetos de pesquisa de interesse mútuo, utilizando modelos computacionais na solução de problemas tecnológicos relacionados ao Desempenho Físico do Combatente, como, por exemplo, o desenvolvimento de um programa de computador para comparar os resultados do TAF de várias organizações, bem como entre os militares dos diversos corpos e quadros da Marinha do Brasil.

O Laboratório Nacional de Computação Científica é uma instituição brasileira de pesquisa científica e desenvolvimento tecnológico do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação e Comunicações, especializada em computação científica.
 

DHN promove 18ª Gincana de Pintura e 2º Concurso de Fotografias do Complexo Naval da Ponta da Armação

14/09/2021
Fonte: Centro de Comunicação Social da Marinha
Artista Jorge Grizzi com sua tela vencedora
 
A Diretoria de Hidrografia e Navegação (DHN) realizou, no dia 10 de setembro, a 18ª Gincana de Pintura e a premiação do 2º Concurso de Fotografia do Complexo Naval da Ponta da Armação (CNPA), como parte das festividades alusivas ao “Dia do Hidrógrafo”, comemorado em 28 de setembro.
A gincana, coordenada pelo Centro de Auxílios à Navegação Almirante Moraes Rego, contou com a participação de 24 artistas, que retrataram em suas obras as diversas perspectivas do CNPA, destacando seus navios e edificações, bem como os aspectos arquitetônicos e paisagísticos do Complexo.
O concurso de fotografia abordou o tema Amazônia Azul: foco na Década dos Oceanos. A iniciativa tem como conscientizar militares e civis sobre a importância dos oceanos e mobilizar atores públicos, privados e da sociedade em ações que favoreçam a saúde e a sustentabilidade dos mares.
 
Diretor de Hidrografia e Navegação premia o
1º colocado na gincana de pintura

CIRM constrói laboratórios flutuantes e forma cerca de 6 mil mestres e doutores

14/09/2021
Fonte: Centro de Comunicação Social da Marinha
Laboratório de Ensino Flutuante – Formação de Recursos Humanos em Ciências do Mar
 
A Comissão Interministerial para os Recursos do Mar (CIRM), coordenada pelo Comandante da Marinha, por meio do Comitê Executivo para Formação de Recursos Humanos em Ciências do Mar (PPG-Mar), tem como principais resultados, nessa década e meia de atuação, a construção de quatro Laboratórios de Ensino Flutuantes (LEF), que atendem à formação embarcada; a produção de livros didáticos, que enfatizam a realidade do mar e zona costeira do Brasil (https://cienciasdomarbrasil.furg.br/ e https://www.marinha.mil.br/secirm/publicacoes); e o Repositório de Teses e Dissertações em Ciências do Mar (http://repomar.com.br/).
 
Além disso, levantamentos do PPG-Mar mostram que o País conta, atualmente, com 55 cursos de graduação, de cinco modalidades (Engenharias de Pesca e de Aquicultura, Ciências Biológicas, Oceanografia e Ciências do Mar), que são oferecidos por 43 Instituições de Ensino Superior, os quais disponibilizam cerca de 2.700 vagas anuais e já formaram 13.961 profissionais. São 29 programas de pós-graduação dedicados majoritariamente ao tema no Brasil, oferecidos por 19 instituições, que, até 2019, formaram 4.640 mestres e 1.321 doutores.
 
Constituído por representantes de diversos ministérios e órgãos públicos, além de integrantes da comunidade acadêmica, o PPG-Mar é coordenado pelo Ministério da Educação e desenvolve iniciativas que visam melhorar a qualificação do corpo docente e a infraestrutura dos cursos de graduação e programas de pós-graduação, ampliar o intercâmbio discente e docente, apurar a qualidade dos periódicos, ampliar a oferta de material didático, atualizar as matrizes curriculares, apoiar a experiência embarcada, facilitar a inserção no mercado de trabalho, difundir a cultura empreendedora e incentivar a mentalidade marítima.
 
 
Criado em 2005, com a finalidade de apoiar, consolidar e avaliar a formação de pessoal em Ciências do Mar, hoje, o PPG-Mar é responsável por atingir as metas estabelecidas no X Plano Setorial para os Recursos do Mar, aprovado pelo Decreto nº 10.544, de 16 de novembro de 2020.
 
Distribuição dos Laboratórios de Ensino Flutuantes (LEF)
 

CEFAN vence edital da FAPERJ

13/09/2021
Fonte: Centro de Comunicação Social da Marinha
CEFAN receberá apoio da FAPERJ na realização do 1º Simpósio Naval
do Desempenho Físico do Combatente
 
O Centro de Educação Física Almirante Adalberto Nunes (CEFAN) foi um dos vencedores do Edital nº 14/2021 da Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (FAPERJ): Apoio à Organização de Eventos Científicos, Tecnológicos e de Inovação no Estado do Rio de Janeiro.
 
O Edital visou estimular a realização de eventos que concorressem para consolidar a vocação científica, tecnológica, artístico-cultural no estado fluminense, por meio de eventos inseridos nos temas científicos, tecnológicos, da inovação ou do empreendedorismo. Foram aprovadas iniciativas que visam fortalecer a pesquisa, a ciência, a busca de tecnologias e inovações, por meio da realização de eventos como seminários, congressos, exposições. O CEFAN receberá o apoio financeiro solicitado para o 1º Simpósio Naval do Desempenho Físico do Combatente, que ocorrerá nos dias 19 e 20 de outubro deste ano.
 
O evento terá como objetivo, abordar, exclusivamente, temas afetos à higidez física envolvida no Desempenho do Combatente, proporcionando o intercâmbio de conhecimento e diálogo entre pesquisadores nacionais e internacionais, bem como integrantes das Forças Armadas e Forças Auxiliares. O simpósio ocorrerá de forma presencial para os palestrantes, cumprindo as normas vigentes de prevenção à Covid-19, e será transmitido ao vivo pela plataforma de videoconferência Webex.
 

Comitiva do Ministério da Justiça e Segurança Pública visita o CISMAR

13/09/2021
Fonte: Centro de Comunicação Social da Marinha

Comandante do CISMAR apresenta as atividades desenvolvidas pela

Marinha em prol da Segurança Marítima

 

O Centro Integrado de Segurança Marítima (CISMAR) recebeu, no dia 9 de setembro, a visita da Diretora de Inteligência da Secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça e Segurança Pública, Delegada de Polícia Federal Marília Ferreira de Alencar, acompanhada de seu Coordenador-Geral de Inteligência, Delegado de Polícia Federal Tomás de Almeida Vianna e assessores.

 

A visita teve como objetivo a divulgação das capacidades e atividades integradas desenvolvidas pelo CISMAR e pelas agências governamentais nacionais e internacionais em prol da Segurança Marítima, visando ao estreitamento de laços entre a Marinha do Brasil (MB) e a instituição, possibilitando o aumento da cooperação e sinergia entre ambas.

 

O Comandante do CISMAR, Capitão de Mar e Guerra João Batista Barbosa, apresentou à comitiva as ações integradas interagências e as capacidades de monitoramento marítimo nas águas de interesse do Brasil, ressaltando o esforço da MB na busca do incremento da Consciência Situacional Marítima, principalmente em atividades com agências nacionais e internacionais. Durante o encontro, a comitiva visitou o Centro de Controle do Tráfego Marítimo e conheceu os principais sistemas de monitoramento utilizados pelo Centro Integrado, em especial o Sistema de Informações sobre o Tráfego Marítimo.

 

O Subchefe de Operações do Comando de Operações Navais, Contra-Almirante Gustavo Calero Garriga Pires, dirigindo-se à comitiva, enfatizou a importância do compartilhamento de informações, não apenas com o CISMAR, mas também com os Distritos Navais e outras organizações militares da MB, em prol da Segurança Marítima. Na ocasião, a comitiva também foi recebida pelo Comandante de Operações Navais, Almirante de Esquadra Alipio Jorge Rodrigues da Silva, e pelo Chefe do Estado-Maior do Comando de Operações Navais, Vice-Almirante Claudio Henrique Mello de Almeida.

 

Capitania dos Portos do Rio Grande do Norte habilita aquaviários para atuar no setor de pesca industrial

13/09/2021
Fonte: Centro de Comunicação Social da Marinha
Aula prática de Prevenção e Combate a Incêndio durante o curso
 
A Capitania dos Portos do Rio Grande do Norte (CPRN) realizou, no dia 2 de setembro, o encerramento do Curso de Formação de Aquaviários – Pescador Profissional Especializado (CFAQ-PEP).
 
Na ocasião, foram entregues as Cadernetas de Inscrição e Registro (CIR) aos 16 novos aquaviários que, a partir de agora, estarão habilitados a desempenhar, profissionalmente, funções a bordo de embarcações empregadas no setor da pesca industrial.
 
Durante o período do curso, foram transmitidos conhecimentos relacionados às atividades da pesca, informática, navegação, manobra de embarcações, meteorologia e oceanografia, arquitetura naval, manuseio e estivagem de carga, legislação marítima e ambiental, primeiros socorros, sistemas de propulsão e auxiliares, segurança no trabalho, prevenção e combate a incêndio, relações interpessoais, responsabilidades sociais e comunicações.
 

Marinha descontamina Centros de Referência de Assistência Social e órgão da PM, em Belém (PA)

13/09/2021
Fonte: Centro de Comunicação Social da Marinha
Membro da EqpRspNBQR desinfecta recepção do CRAS,
no bairro da Cremação
 
A Equipe de Resposta Nuclear, Biológica, Química e Radiológica (EqpRspNBQR) do 2° Batalhão de Operações Ribeirinhas descontaminou, nos dias 8 e 9 de setembro, os Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) e o Centro de Inteligência (C.INT) da Polícia Militar do Estado do Pará, em Belém (PA).
 
Durante a desinfeção nos Centros de Referência, a equipe, composta por fuzileiros navais, priorizou as instalações dos prédios como recepção, administração, salas de atendimento, salão principal, refeitório e banheiros. Já no C.INT, foram descontaminadas as áreas internas e externas, com o objetivo de evitar a proliferação do novo coronavírus.
 
A Marinha em coordenação com o Ministério da Defesa, presta apoio aos órgãos públicos para reduzir impactos provocados pela Covid-19.
 
Descontaminação preventiva é realizada no Centro de Inteligência da
Polícia Militar do Pará, no Distrito de Icoaraci
 

MD e CM acompanham Operação “Poseidon” a bordo do NAM “Atlântico”

10/09/2021
Fonte: Centro de Comunicação Social da Marinha
Comandante da Marinha, Ministro da Defesa e comitiva acompanham
operações aéreas no NAM “Atlântico”
 
O Comandante da Marinha, Almirante de Esquadra Almir Garnier Santos, acompanhado do Comandante de Operações Navais, Almirante de Esquadra Alipio Jorge Rodrigues da Silva, recebeu, nos dias 2 e 3 de setembro, o Ministro da Defesa, General de Exército Walter Souza Braga Netto, a bordo do Navio-Aeródromo Multipropósito (NAM) “Atlântico”, para acompanhar a Operação “Poseidon 2021”, que visou à qualificação de militares da Marinha, Exército e Força Aérea para a operação de aeronaves a bordo de navios da Esquadra.
 
A operação, que ocorreu entre os dias 28 de agosto e 4 de setembro, a cerca de 50 km da costa do estado do Rio de Janeiro, integra o Plano de Trabalho das Atividades Conjuntas para 2021 do Ministério da Defesa e teve o propósito de incrementar a interoperabilidade entre as Forças Singulares, com foco no Movimento Navio para Terra Helitransportado. Além de aeronaves e mais de mil militares da Marinha, Exército e Força Aérea, o exercício contou com a participação da Fragata “Liberal”, que atuou como navio-escolta do NAM “Atlântico”.
 
Também embarcaram para acompanhar a operação, o Chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas, General de Exército Laerte de Souza Santos; o Chefe de Operações Conjuntas do Ministério da Defesa, Almirante de Esquadra Petronio Augusto Siqueira de Aguiar; e o Diretor-Geral do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (Censipam), Rafael Pinto Costa.
 
 
Comandante da Marinha observa a movimentação intensa de aeronaves
no convés de voo do NAM “Atlântico”
 
O Comandante da Marinha abordou os ganhos em operatividade, advindos da Operação “Poseidon”. “Não há razão pela qual um navio com toda esta capacidade não possa receber aeronaves de outras Forças que, a partir de operações como esta, estarão prontas para atuar, tendo como base um aeródromo embarcado. Quando a gente se junta ao Exército e à Força Aérea, nossa capacidade aumenta”, destacou.
 
O Ministro da Defesa observou a importância da interoperabilidade entre as Forças. “Ninguém faz o combate sozinho, hoje em dia. Nossas Forças são muito profissionais, mas precisam ter a rotina de trabalhar integradas. E este é um passo importante nesse sentido. Essa necessidade é preponderante para um bom adestramento e preparo das Forças Armadas. Parabéns à Marinha do Brasil por esta iniciativa!” complementou.
 
 
Na sala de briefing do NAM “Atlântico”, Comandante da Marinha, Ministro da Defesa e comitiva acompanham apresentação realizada pelo Comandante de Operações Navais

 

 

Delegacia Fluvial de Furnas reforça fiscalização do tráfego aquaviário

10/09/2021
Fonte: Centro de Comunicação Social da Marinha
Militares da DelFurnas durante inspeções navais
na região sul de Minas Gerais
 
A Delegacia Fluvial de Furnas (DelFurnas) realizou, entre 3 e 7 de setembro, operação de fiscalização do tráfego aquaviário com o apoio da Polícia Militar Ambiental do Estado de Minas Gerais (PMAMG). Foram realizadas 360 abordagens, sendo lavradas 87 notificações e apreendidas 12 embarcações por descumprimento às normas da Autoridade Marítima.

As ações ocorreram nos polos de inspeção naval com maior concentração de embarcações da área de jurisdição, compreendendo o Lago de Furnas e as represas do Estreito, do Funil e do Peixoto, margeados pelos municípios de Alfenas, Boa Esperança, Capitólio, Fama, Guapé, São João Batista do Glória, São José da Barra, Cássia, Delfinópolis, na Represa de Peixoto, Ibiraci e Claraval, Ijaci, Lavras, Perdões e Ribeirão Vermelho.

Foram empregados 36 militares, 7 viaturas e 9 embarcações da DelFurnas e da PMAMG, atuando com o intuito de reforçar a segurança da navegação, a salvaguarda da vida humana e a prevenção à poluição hídrica.

 

 

Capitania dos Portos de São Paulo promove ampla ação de fiscalização em municípios do litoral sul de São Paulo

10/09/2021
Fonte: Centro de Comunicação Social da Marinha
Militares da Capitania durante inspeção naval
 
A Capitania dos Portos de São Paulo (CPSP) realizou, no final do mês de agosto, ações de Fiscalização do Tráfego Aquaviário (AFTA) nos municípios de Peruíbe e Itanhaém, que fazem parte da Região Metropolitana da Baixada Santista. Foram abordadas 36 embarcações, sendo verificados os equipamentos de salvatagem, a documentação das embarcações e dos proprietários e a utilização correta dos coletes salva-vidas. Além das orientações transmitidas, foram distribuídos panfletos aos navegantes, marinas e clubes náuticos destacando os cuidados relacionados ao descarte irregular de lixo no mar.
 
Na oportunidade, as equipes de inspeção naval reforçaram junto à comunidade náutica as precauções sobre os cuidados no enfrentamento à Covid-19 e os cumprimentos dos protocolos sanitários determinados pelas autoridades de saúde.

 

 

Operação “Poseidon 2021” é concluída

09/09/2021
Fonte: Centro de Comunicação Social da Marinha
NAM “Atlântico” opera com várias aeronaves, inclusive
do EB e da FAB, e com a Fragata “Liberal”
 
Após cinco dias de intensas atividades aéreas a bordo do Navio-Aeródromo Multipropósito (NAM) “Atlântico” e da Fragata “Liberal”, a Operação “Poseidon 2021” chegou ao fim. Mais de mil militares participaram da missão, na qual ocorreram diversos exercícios conjuntos entre as Forças Singulares.
 
Na operação, pilotos da Marinha do Brasil, do Exército Brasileiro (EB) e da Força Aérea Brasileira (FAB) se qualificaram para pouso e decolagem a bordo de navio em movimento.
 
O aprimoramento da interoperabilidade foi alcançado por meio dos exercícios operativos, como Qualificação e Requalificação de Pouso e Decolagem a Bordo (QRPB); dobragem de pás, rolagem e hangaragem de aeronaves; tiro de metralhadoras das aeronaves sobre alvo à deriva; e evacuação aeromédica.
 
Nas primeiras operações aéreas realizadas pelas demais Forças Singulares a bordo dos navios da Marinha, em 2018, os exercícios concentraram-se em um nível básico e, com a experiência adquirida, já na “Poseidon 2021”, eles alcançaram um patamar mais avançado, com a realização de atividades de maior complexidade e importância tática.
 
É fundamental aprimorar essa integração, para que as três Forças estejam sempre prontas para atuar conjuntamente, incrementando assim as capacidades militares de defesa dos domínios aéreo, terrestre, fluvial e marítimo do território nacional, incluindo a Amazônia Azul.

Fragata “Independência” realiza exercícios na Nigéria durante Operação “Guinex-I”

09/09/2021
Fonte: Centro de Comunicação Social da Marinha
Equipes de abordagem da Marinha do Brasil e da Marinha da
Nigéria a bordo da Fragata “Independência”. Ao fundo, o NNS “Ekulu”
 
Na Operação “Guinex-I”, a Marinha do Brasil realizou exercícios combinados com a Marinha Nigeriana, em sua Zona Econômica Exclusiva (ZEE), no dia 4 de setembro. A Fragata “Independência” foi empregada em exercício de combate a ilícitos que a Nigéria tem realizado de forma intensiva em suas águas.
 
A região em questão, além de ser uma grande produtora de petróleo, é uma localização geográfica estratégica. Nas águas nigerianas, passa uma importante Linha de Comunicação Marítima da região do Golfo da Guiné, onde há registro de ataques piratas e outros ilícitos. Visando reduzir a ocorrência de tais ilegalidades em suas águas, a Marinha da Nigéria executa um projeto chamado Deep Blue (Azul Profundo), que consiste em um intenso patrulhamento ostensivo em áreas específicas com maior histórico de crimes.
 
Durante os exercícios, a Fragata “Independência” operou com os navios NNS “Prosperity”, NNS “Ekulu”, NNS “Osun”, DB “Lagos”, além de três lanchas de alta velocidade, em uma simulação de apoio ao Deep Blue. Foram gerados cenários de abordagem colaborativa e não colaborativa. O Destacamento de Mergulhadores de Combate foi utilizado para a situação de abordagem não colaborativa em um navio fictício, o qual serviria como base de criminosos que estavam operando na área.
 
Destacamento do Grupamento de Mergulhadores de Combate
simulando abordagem em navio da Marinha da Nigéria
 
 
Os exercícios foram importantes para desenvolver a confiança e a capacitação das Marinhas envolvidas, contribuindo para o incremento da segurança marítima naquela região e para o estreitamento dos laços de amizade entre os países mais populosos da África e da América Latina.
 

Capitania dos Portos do Amapá realiza mais de 350 abordagens durante etapa da Operação “Ágata”

09/09/2021
Fonte: Centro de Comunicação Social da Marinha
Agência Escola Flutuante “Ajuri” empregada nas localidades de Vitória do Jari (AP)
 
A Capitania dos Portos do Amapá (CPAP), com apoio da Agência Brasileira de Inteligência (ABIN), do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), da Agência de Defesa e Inspeção Agropecuária do Estado do Amapá, das Polícias Civil e Militar do Estado do Amapá e do Conselho Tutelar, realizou mais uma etapa da Operação “Ágata-2021”, de 27 de agosto a 5 de setembro. Na ocasião, foram realizadas 359 abordagens, 44 notificações, 12 apreensões e 18 testes com etilômetro.
 
A operação abrangeu localidades dos municípios de Macapá, Santana, Mazagão e Vitória do Jari, no Amapá, reforçando as ações de fiscalização do tráfego aquaviário por meio de inspeções navais, a fim de assegurar a salvaguarda da vida humana no mar, rios e lagos, a segurança da navegação e a prevenção da poluição hídrica oriunda de embarcações.
 
Foram distribuídos folders educativos de segurança da navegação e sobre a Covid-19, além de repassadas orientações aos comandantes, tripulantes e passageiros de forma educativa, reforçando a importância de não trafegarem com embarcações irregulares, que colocam em risco, não somente a segurança do tráfego aquaviário, como também a segurança dos passageiros.

Delegacia Fluvial de Guaíra promove Curso de Formação de Aquaviário no município de Mercedes (PR)

09/09/2021
Fonte: Centro de Comunicação Social da Marinha
Aula sobre Controle de Avarias
 
A Delegacia Fluvial de Guaíra ministrou, no mês de agosto, os Cursos de Formação de Aquaviário Marinheiro Fluvial Auxiliar de Convés (CFAQ-MAF) e de Máquinas (CFAQ-MMA). Os novos aquaviários, formados no município de Mercedes (PR), receberam certificados e Carteiras de Inscrição e Registro para o exercício da profissão.
 
Durante o período de formação, foram ministradas aulas sobre navegação, funcionamento de motores, manuseio de cargas, segurança da navegação e manobra de embarcações de pequeno porte.

Escola de Guerra Naval promove lançamento de livros

09/09/2021
Fonte: Centro de Comunicação Social da Marinha
Autores e organizadores das obras durante sessão de autógrafos
 
A Escola de Guerra Naval (EGN) realizou, em 1º setembro, o lançamento de três livros produzidos no âmbito do Programa de Pós-Graduação em Estudos Marítimos (PPGEM).
 
Um deles foi o livro “Maritime Studies: Visons and Perspectives”, organizado pelos Capitães de Mar e Guerra (RM1), Professores Doutores da EGN, Francisco Eduardo Alves de Almeida e William Moreira. Os organizadores ressaltaram que se trata de uma obra revisada e versada para o inglês de um primeiro livro lançado no âmbito do PPGEM em 2019, com o título “Estudos Marítimos: Visões e Abordagens”, e contribui para a internacionalização do Programa. Acrescentaram que a obra foi um projeto conjunto de docentes e convidados do PPGEM, com apoio da Fundação de Estudos do Mar e da Diretoria do Patrimônio Histórico e Documentação da Marinha.
 
Na ocasião, também foram lançados os livros “Arranjos Metodológicos” e “Explorando Futuros Possíveis”, no âmbito de Projetos do Laboratório de Simulação e Cenários (LSC) da EGN. O Capitão de Mar e Guerra (RM1-IM) Professor Doutor Claudio Corrêa destacou a excelência das obras lançadas, visto que organizadores e autores são pesquisadores do LSC. Observou que alguns deles são discentes ou egressos do PPGEM ou integrantes de outras Instituições de Ensino Superior, parceiras da EGN. O Comandante Corrêa ressaltou que são obras duais, pois incentivam a produção acadêmica e profissional de alunos, além de ser material didático aproveitado para aulas na disciplina de Pensamentos e Métodos Prospectivos do PPGEM.
 
A edição e impressão dos livros teve apoio do Estado-Maior da Armada, via projeto INOVA-PPGEM, em execução pela EGN.
 

Diretoria da ANTAQ visita o Tribunal Marítimo

09/09/2021
Fonte: Centro de Comunicação Social da Marinha
Juiz-Presidente do TM em sua palestra para os integrantes da ANTAQ
 
O Tribunal Marítimo (TM) recebeu, em 8 de setembro, a visita do Diretor-Geral da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (ANTAQ), Dr. Eduardo Nery Machado Filho, acompanhado da Diretora, Dra. Flávia Morais Lopes Takafashi, e do Chefe da Unidade Regional no Rio de Janeiro, Dr. Alexandre Palmieri Florambel.
 
Na ocasião, houve uma reunião com a participação de todos os juízes, Diretor de Registro do TM e Diretores da ANTAQ. Foram abordados temas como as atribuições do TM e da ANTAQ, o registro de embarcações no TM e sua interface com a ANTAQ e aspectos relacionados a acidentes e fatos da navegação envolvendo embarcações de transporte de passageiros. Foram também estabelecidas metas para futuras ações de cooperação mútua de modo a sempre buscar uma melhor prestação de serviço do Estado à sociedade brasileira, com foco nas atividades marítimas e portuárias.
 
Integrantes da ANTAQ com o Juiz-Presidente e os juízes do TM
 

CIAARA promove adestramento para Representantes da Autoridade Marítima

09/09/2021
Fonte: Centro de Comunicação Social da Marinha

Abertura do Adestramento para Representantes da Autoridade Marítima
 
O Centro de Instrução e Adestramento Almirante Radler de Aquino (CIAARA) promoveu, em 26 de agosto, o Adestramento para Representantes da Autoridade Marítima (ADE-RAM).
 
O ADE-RAM, realizado virtualmente, contou com a participação de 52 Oficiais da Marinha de todas as localidades do País, e tem por finalidade suplementar a habilitação técnico-profissional de militares em exercício ou designados para o exercício do cargo de Capitão dos Portos, Delegado ou Agente das Capitanias dos Portos, bem como para os cargos de Diretores dos Centros de Hidrografia e Navegação e de Encarregados dos Serviços de Sinalização Náutica, no tocante ao gerenciamento das atividades de responsabilidade da Diretoria de Hidrografia e Navegação (DHN).
 
O evento cumpriu a carga horária de 8 horas-aula, seguida de uma sessão de debates. Foram abordados temas como encaminhamento de Levantamentos Hidroceanográficos e suas deficiências; Projetos de Balizamento; Gestão dos Auxílios à Navegação; e o atendimento à comunidade marítima nos assuntos de interesse da DHN.
 
A capacitação desses representantes contribui para o desenvolvimento da Mentalidade Marítima, congregando ações a fim de aprimorar o cumprimento das atribuições subsidiárias de competência da Autoridade Marítima.

Corveta “Caboclo” resgata embarcação e tripulantes à deriva no Espírito Santo

08/09/2021
Fonte: Centro de Comunicação Social da Marinha
Aproximação da Corveta Caboclo ao localizar o
barco pesqueiro “Makayra”
 
A Corveta “Caboclo” realizou, no dia 1° de setembro, o salvamento da embarcação pesqueira “Makayra”, que se encontrava à deriva, com três tripulantes, a cerca de 14 milhas náuticas da costa de Conceição da Barra (ES).
 
Ao ser acionada, no dia 31 de agosto, a Corveta, que realizava patrulhamento nas proximidades do Arquipélago de Abrolhos (BA), dirigiu-se imediatamente para a posição informada. Ao localizar a embarcação, na madrugada do dia 1°, e constatando o bem-estar dos tripulantes, os militares da “Caboclo” passaram o dispositivo de reboque, iniciando o translado do pesqueiro até águas seguras, nas proximidades da foz do Rio São Matheus. Durante a manhã, o dispositivo de reboque foi passado para uma embarcação local.
 
 

Marinha promove Campanha de Doação de Sangue pelo Programa Pátria Voluntária em Belém (PA)

08/09/2021
Fonte: Centro de Comunicação Social da Marinha
Militar voluntária, militares da Marinha e representantes do Hemopa
 
Em apoio à campanha “Bora Doar Sangue”, lançada pelo Ministério da Saúde, como parte do Programa Pátria Voluntária, o Hospital Naval de Belém (HNBe) mobilizou, nos dias 31 de agosto e 1º de setembro, 93 doadores entre militares e civis para a ação. Na oportunidade, foram doadas 85 bolsas e realizados três cadastros para ser doador de medula óssea. Os militares voluntários pertencem a organizações militares subordinadas ao Comando do 4º Distrito Naval, em Belém (PA).
 
O evento, incentivado pela Diretoria de Saúde da Marinha, foi realizado na Unidade Médica Integrada do HNBe e contou com a parceria da Fundação Centro de Hemoterapia e Hematologia do Pará (Hemopa), que empregou pessoal capacitado para a coleta. O propósito foi sensibilizar sobre a importância de participar deste gesto voluntário, que pode salvar vidas de pessoas submetidas a tratamentos, intervenções cirúrgicas, feridos e pacientes com doenças crônicas graves que necessitam de reposição ou transfusão. Em cada doação é coletada a quantidade máxima de 450 ml de sangue e com uma única bolsa de sangue pode-se salvar a vida de até quatro pessoas.
 

Marinha presta apoio aéreo para Operação “Muiraquitã II”

08/09/2021
Fonte: Centro de Comunicação Social da Marinha
Desativação de garimpos clandestinos
 
Entre os dias 22 de agosto e de setembro, o 1º Esquadrão de Helicópteros de Emprego Geral do Norte (EsqdHU-41) prestou apoio aéreo para a Operação “Muiraquitã II”, a fim de combater garimpos ilegais nas terras indígenas Kayapó, em Cumaru do Norte (PA), e contra crimes ambientais oriundos da extração ilícita de minérios. Na ocasião, diversos garimpos clandestinos foram desativados, por meio da apreensão de materiais e destruição de maquinários utilizados na prática ilegal.
 
A ação interagências foi planejada pela Polícia Federal e contou com a participação de militares das Forças Armadas, da Força Nacional de Segurança Pública, além de membros do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis, Fundação Nacional do Índio, do Ministério Público Federal e do Ministério Público do Trabalho.
 
Aeronave UH-15 Super Cougar N-7107 do Esquadrão HU-41
 
A Operação “Muiraquitã II” visa à proteção de povos indígenas mais vulneráveis, a partir da identificação das terras indígenas submetidas a maior atuação de invasores, no Território Nacional.
 

DHN participa da Reunião Virtual da Comissão Hidrográfica para o Atlântico Sudoeste

08/09/2021
Fonte: Centro de Comunicação Social da Marinha
Reunião virtual da Comissão Hidrográfica para o Atlântico Sudoeste
 
A Diretoria de Hidrografia e Navegação (DHN), na condição de Serviço Hidrográfico Brasileiro, participou, virtualmente, nos dias 31 de agosto e 1o de setembro, da 15ª Reunião da Comissão Hidrográfica Regional para o Atlântico Sudoeste (CHAtSO).
 
O evento tem como propósito coordenar as atividades hidrográficas e de produção cartográfica, bem como destacar cooperação e capacitação técnicas nas atividades relacionadas à Hidrografia, Cartografia Náutica e Informações de Segurança Marítima, além de desenvolver os produtos e serviços associados, na região compreendida entre os paralelos 01ºS e 47º20S (área entre Cabo Gurupi, no Pará, e Cabo Blanco, na Argentina) e entre a costa sul-americana e o meridiano 020ºW, incluindo a Bacia do Prata que desemboca nessa área geográfica.
 
A CHAtSO é uma das 16 comissões hidrográficas regionais existentes, tendo sido estabelecida em 2006. É formada pelos serviços hidrográficos da Argentina, do Brasil e do Uruguai na qualidade de Membros Plenos. Além disso, o Paraguai participa como Membro Associado e a Bolívia, como observador.
 
A DHN ainda participa de outras duas Comissões Hidrográficas Regionais: para a Antártica; e para a Meso América e o Mar do Caribe que conta com a participação de representantes de serviços hidrográficos nacionais de grande relevância, como é o caso dos Estados Unidos, da França, da Holanda e do Reino Unido, e é presidida pelo Diretor de Hidrografia e Navegação.
 

Projeto “Soldado-Cidadão” promove qualificação profissional de militares, em Belém (PA)

08/09/2021
Fonte: Centro de Comunicação Social da Marinha
Abertura de curso de Estoquista e Assistente Financeiro, no Senac-PA
 
O Comando do 4º Distrito Naval retomou, no dia 1º de setembro, as atividades do Projeto “Soldado-Cidadão”, com a abertura oficial de cursos de Estoquista e Assistente Financeiro, oferecidos pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), em Belém (PA). A ação visa proporcionar uma qualificação profissional aos militares temporários carentes ou em situação de risco social, possibilitando melhores condições de ingresso no mercado de trabalho após o término do Serviço Militar.
 
Os cursos têm carga horária de, no mínimo, 160 horas, e são selecionados de acordo com tarefas executadas no âmbito da Marinha, como cozinheiro, pedreiro, alvenaria, marceneiro, informática e outros. Após a conclusão dos cursos, os militares vão empregar os conhecimentos adquiridos em prol da Marinha, aprimorando-os na prática. Esta experiência contribuirá para a retomada das atividades empregatícias na esfera civil, quando finalizado o tempo de serviço na Força.
 
O Senac-PA possui um banco de dados dos jovens capacitados, que serve para apresentar os formados a empresas do estado do Pará, ajudando-os a ingressar no mercado de trabalho.
 

Secretários do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República e do Ministério da Justiça e Segurança Pública visitam o CISMAR

08/09/2021
Fonte: Centro de Comunicação Social da Marinha
Secretário de Assuntos de Defesa e Segurança Nacional e Secretário de Operações Integradas conhecem os sistemas de monitoramento do CISMAR
 
O Secretário de Assuntos de Defesa e Segurança Nacional do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República (SADSN/GSIPR), Brigadeiro do Ar Claudio Wilson Saturnino Alves, e o Secretário de Operações Integradas do Ministério da Justiça e Segurança Pública (SEOPI/MJSP), Delegado de Polícia Federal Alfredo de Souza Lima Coelho Carrijo e, seus respectivos assessores, realizaram, em 3 de setembro, uma visita técnica ao Centro Integrado de Segurança Marítima (CISMAR).
 
A comitiva foi recebida pelo Chefe do Estado-Maior do Comando de Operações Navais, Vice-Almirante Claudio Henrique Mello de Almeida, que reforçou a importância do compartilhamento de informações entre os órgãos governamentais de forma a tornar mais efetivo, principalmente, o combate aos crimes transnacionais. O Comandante do CISMAR, Capitão de Mar e Guerra João Batista Barbosa, apresentou aos visitantes as atividades desenvolvidas pelo Centro e também a sala do Centro de Controle do Tráfego Marítimo , com seus sistemas de monitoramento, em especial o Sistema de Informações sobre o Tráfego Marítimo (SISTRAM).
 
A visita teve como foco a apresentação das atividades desenvolvidas pelo CISMAR em prol da Segurança Marítima e sua atuação integrada junto às agências governamentais nacionais e internacionais no combate às “novas ameaças” ao tráfego marítimo, além de ser um incremento na cooperação e sinergia entre as instituições.
 
 

Secretários do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República e do Ministério da Justiça e Segurança Pública visitam o CISMAR

08/09/2021
Fonte: Centro de Comunicação Social da Marinha
Secretário de Assuntos de Defesa e Segurança Nacional e Secretário de Operações Integradas conhecem os sistemas de monitoramento do CISMAR
 
O Secretário de Assuntos de Defesa e Segurança Nacional do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República (SADSN/GSIPR), Brigadeiro do Ar Claudio Wilson Saturnino Alves, e o Secretário de Operações Integradas do Ministério da Justiça e Segurança Pública (SEOPI/MJSP), Delegado de Polícia Federal Alfredo de Souza Lima Coelho Carrijo e, seus respectivos assessores, realizaram, em 3 de setembro, uma visita técnica ao Centro Integrado de Segurança Marítima (CISMAR).
 
A comitiva foi recebida pelo Chefe do Estado-Maior do Comando de Operações Navais, Vice-Almirante Claudio Henrique Mello de Almeida, que reforçou a importância do compartilhamento de informações entre os órgãos governamentais de forma a tornar mais efetivo, principalmente, o combate aos crimes transnacionais. O Comandante do CISMAR, Capitão de Mar e Guerra João Batista Barbosa, apresentou aos visitantes as atividades desenvolvidas pelo Centro e também a sala do Centro de Controle do Tráfego Marítimo , com seus sistemas de monitoramento, em especial o Sistema de Informações sobre o Tráfego Marítimo (SISTRAM).
 
A visita teve como foco a apresentação das atividades desenvolvidas pelo CISMAR em prol da Segurança Marítima e sua atuação integrada junto às agências governamentais nacionais e internacionais no combate às “novas ameaças” ao tráfego marítimo, além de ser um incremento na cooperação e sinergia entre as instituições.
 
 

GptOpFuzNav-DefNBQR descontamina Portos de Itaguaí e do Rio de Janeiro

08/09/2021
Fonte: Centro de Comunicação Social da Marinha
Ação de desinfecção no Porto de Itaguaí (RJ)
 
O Grupamento Operativo de Fuzileiros Navais com capacidade em Defesa NBQR (GptOpFuzNav-DefNBQR) realizou, em 31 de agosto e em 2 de setembro, ações de desinfecção nos Porto de Itaguaí (RJ) e no Porto do Rio de Janeiro (RJ), respectivamente, que contam com 200 funcionários.
 
Militar durante descontaminação no Porto do Rio de Janeiro (RJ)
 
O procedimento foi executado por um destacamento composto por 22 militares oriundos do Batalhão de Defesa Nuclear, Biológica, Química e Radiológica. Na ocasião, foram empregados o álcool líquido na concentração de 70% e a solução de quaternário de amônio. Assim, foram desinfectados prédios administrativos, secretarias, alojamentos da guarda portuária, portarias, alojamento e banheiros.
 

Navio-Escola “Brasil” realiza confraternização alusiva à mítica “Escola de Sagres” em Lisboa

08/09/2021
Fonte: Centro de Comunicação Social da Marinha
Comandante do NE “Brasil”
discursa durante o evento
 
A fim de estreitar os laços com a Marinha Portuguesa, por ocasião da XXXV Viagem de Instrução de Guardas-Marinha, o Navio-Escola (NE) “Brasil” realizou, no dia 7 de setembro, uma confraternização alusiva à mítica “Escola de Sagres”, em Lisboa.
 
O evento contou com as presenças do Representante Permanente do Brasil junto à Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, Embaixador Pedro Brêtas; do Encarregado de Negócios em Lisboa, Ministro Pablo Cardoso; do Chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas Portuguesas, Almirante Silva Ribeiro; além de outras autoridades brasileiras e portuguesas.
 
Capitão de Mar e Guerra Marcelo do Nascimento Marcelino e
Almirante Silva Ribeiro celebraram o legado da “Escola de Sagres”
 
Os convidados celebraram o legado da “Escola de Sagres” por meio de banners informativos e de um discurso do Comandante do NE “Brasil”. Apesar de não haver comprovação de que a Escola tenha realmente existido, suas heranças, perpetradas pelo Infante D. Henrique, permitiram que Portugal se tornasse uma das principais potências marítimas a partir do século XV.
 
 

Marinha promove Fórum Permanente de Segurança da Navegação, em Belém (PA)

08/09/2021
Fonte: Centro de Comunicação Social da Marinha
Autoridades estaduais e federais, sindicatos e membros da
Praticagem participam de evento
 
O Comando do 4º Distrito Naval promoveu, no dia 31 de agosto, o Fórum Permanente de Segurança do Tráfego Aquaviário da Amazônia Oriental, em Belém (PA), para debater assuntos relativos à segurança da navegação, ao tráfego aquaviário e à prevenção de acidentes com autoridades de órgãos estaduais e federais, sindicatos, membros da Praticagem e empresas de navegação.
 
No evento, foram discutidas as restrições ao tráfego aquaviário e áreas seletivas para a navegação; a segurança da navegação em furos e na região dos Estreitos (PA); e a necessidade de ampliação do diálogo e de cooperação entre as instituições.
 
Militares da Capitania dos Portos da Amazônia Oriental (CPAOR) destacaram as ações realizadas nos últimos anos e as que estão em andamento, que se referem à incrementação da mentalidade de segurança na navegação. O evento foi presidido pelo Comandante do 4° Distrito Naval e coordenado pela CPAOR.
 

Demonstrações operativas e exposição marcam cerimônia pelo Dia da Independência

07/09/2021
Fonte: Centro de Comunicação Social da Marinha
Bandeira Nacional foi hasteada em cerimônia reduzida, no Palácio da Alvorada
Uma cerimônia restrita a autoridades e convidados, neste 7 de setembro, no Palácio da Alvorada, deu início às comemorações pelo 199º aniversário da Independência do Brasil. Além do cerimonial à Bandeira Nacional, o roteiro incluiu demonstrações operativas e exposição de meios militares e de órgãos públicos do Distrito Federal.
O Presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, desfilou no Rolls-Royce presidencial até o mastro em frente ao Palácio, onde assistiu, junto ao público, aos militares da equipe de salto livre da Brigada de Infantaria “Os Cometas” saltarem da aeronave C-105 Amazonas, da Força Aérea Brasileira (FAB).
 
Fuzileiros navais e mergulhadores de combate em demonstração operativa da Marinha
Em sequência, todos acompanharam o hasteamento do Pavilhão Nacional, com a execução do Hino brasileiro e do Hino da Independência. Uma formatura de pelotões das Forças Armadas participou do cerimonial, que prosseguiu com a salva de 21 tiros de canhão.
O evento continuou, com a demonstração operativa da Marinha, unindo ações de fuzileiros navais e de mergulhadores de combate, que simularam uma infiltração para recuperar artefato de interesse nacional. Os militares realizaram a descida do helicóptero UH-15 “Super Cougar”, usando a técnica fast rope, resgataram o objeto e se retiraram em Carros Lagarta Anfíbios (CLAnf). Uma exibição de acrobacias da Esquadrilha da Fumaça encerrou a comemoração.
A Marinha também participou de exposição de meios operativos, com blindados do Corpo de Fuzileiros Navais e embarcação da Capitania Fluvial de Brasília, usada em patrulhas nas águas interiores. A exibição contou, ainda, com helicóptero da Força Aérea e carros do Exército, além de viaturas da Polícia Rodoviária Federal e do Corpo de Bombeiros Militar.
 
Exposição exibiu ao público os meios operativos utilizados pela Marinha

 

Segundo dia da Operação “Poseidon 2021” demonstra a proficiência das equipes embarcadas

03/09/2021
Fonte: Centro de Comunicação Social da Marinha
Aeronaves H225M da Marinha, do Exército e da Aeronáutica pousadas no
convés de voo do NAM “Atlântico”
 
No segundo dia da Operação “Poseidon”, o Navio-Aeródromo Multipropósito (NAM) “Atlântico” recebeu os pilotos do Exército Brasileiro e da Força Aérea Brasileira em suas respectivas aeronaves, dando início às atividades de Qualificação e Requalificação de Pouso e Decolagem a Bordo (QRPB).
 
Essa foi a primeira vez que as três Forças Armadas realizaram Operações Aéreas Conjuntas com o navio navegando, ampliando, assim, a interoperabilidade entre as Forças Singulares. Segundo o Tenente-Coronel Figueiredo, piloto da aeronave HM-4 Jaguar, do Comando de Aviação do Exército, “é sempre importante aprender técnicas, táticas e procedimentos para aumentar o nosso rol de capacidades. Nós já pousamos com o navio fundeado, agora estamos aumentando as nossas capacidades com pouso no navio em movimento.”
 
Dentre os meios empregados nesta operação, além do NAM “Atlântico”, estão a Fragata “Liberal”, as aeronaves H225M do 2º Esquadrão de Helicópteros de Emprego Geral (EsqdHU-2), da Marinha, HM-4 Jaguar do 1º Batalhão de Aviação do Exército (1º BAvEx) e H-36 Caracal do 3º/8º Grupo de Aviação (3º/8º GAV), da Força Aérea Brasileira. A operação contou com a visita do Ministro da Defesa, Walter Souza Braga Netto, e do Comandante da Marinha, Almirante de Esquadra Almir Garnier Santos.
 

Embaixadora da França no Brasil visita as instalações do Programa de Submarinos

03/09/2021
Fonte: Centro de Comunicação Social da Marinha
Embaixadora Brigitte Collet observa ao
periscópio do simulador tático
 
A Embaixadora da França no Brasil, Brigitte Collet, e comitiva visitaram, ontem (2), as instalações do Programa de Submarinos (PROSUB) no Complexo Naval de Itaguaí, localizado na Região Metropolitana do Rio de Janeiro.
 
A embaixadora foi recepcionada pelo Diretor-Geral de Desenvolvimento Nuclear e Tecnológico da Marinha, Almirante de Esquadra Marcos Sampaio Olsen, e pelo Coordenador-Geral do Programa de Desenvolvimento do Submarino com Propulsão Nuclear, Vice-Almirante Sydney dos Santos Neves.
 
 
Comitivas da França e do Brasil na Unidade de
Fabricação de Estruturas Metálicas
 
O propósito da visita foi trazer à Comitiva as condicionantes que regem o arcabouço contratual, os aspectos político-estratégicos e as perspectivas futuras do PROSUB. Contribuíram para isso as apresentações do Almirante de Esquadra Olsen, do Presidente do Naval Group Brasil, Dr. Eric Berthelot; do Presidente da Itaguaí Construções Navais, Dr. André Portalis; do CEO da Odebrecht Engenharia e Construção, Dr. Marco Siqueira; e do Diretor do Contrato do PROSUB, Dr. Pedro Moreira, cujas instituições atuam em coordenação para o robustecimento e avanço do Programa, contribuindo para o fortalecimento da Parceria entre Brasil e França.
 
Criado em 2008, o PROSUB faz parte de um acordo estratégico firmado entre o Brasil e a França, constituindo-se no maior programa de cooperação bilateral entre os dois Estados.

Delegacia Fluvial de Pirapora apoia DNIT em visita técnica para avaliação de sinalização náutica

03/09/2021
Fonte: Centro de Comunicação Social da Marinha
Militares da DelPirapora apoiam visita técnica realizada pelo DNIT
 
A Delegacia Fluvial de Pirapora (DelPirapora) prestou apoio, em 26 de agosto, ao Departamento Nacional de Infraestrutura e Rodagem (DNIT), em visita técnica de engenharia aquaviária para avaliação da sinalização náutica no Rio São Francisco.
 
Durante o apoio, foi mapeada a atual condição da sinalização náutica, visando aprimorar a segurança do tráfego aquaviário ao longo daquela hidrovia que abrange vários estados e municípios.
 
Outro ponto verificado pela equipe do DNIT foi a viabilidade de revitalização da hidrovia para torná-la trafegável para embarcações de porte maior, o que contribuiria com a logística de escoamento agrícola e industrial da região, bem como com o transporte de passageiros.
 

DelItajai apoia a partida do Veleiro da família Schurmann

03/09/2021
Fonte: Centro de Comunicação Social da Marinha
Família Schurmann a bordo do Veleiro “Kat”
 
A Delegacia da Capitania dos Portos em Itajaí (DelItajai) apoiou, no dia 29 de agosto, a partida da família Schurmann para mais uma expedição oceânica, a partir do Terminal Portuário Marina Tedesco, no Molhe da Barra Sul em Balneário Camboriú (SC), com o emprego da LAEP-10 “Laranjeiras”, guarnecida por cinco militares, visando à Segurança do Tráfego Aquaviário.
 
Sete tripulantes embarcaram no Veleiro “Kat”, dando início à expedição “Voz dos Oceanos”, que tem o objetivo de conscientizar a população mundial sobre a prevenção da poluição nos mares, especialmente a proveniente do descarte incorreto de plásticos.
 
Militares apoiaram a Segurança do Tráfego Aquaviário na partida do veleiro
 

Capitania dos Portos do Espírito Santo promove Conselho de Assessoramento com comunidade marítima

03/09/2021
Fonte: Centro de Comunicação Social da Marinha
Presença da comunidade marítima no Conselho de Assessoramento da CPES

A Capitania dos Portos do Espírito Santo (CPES) realizou, em 26 de agosto, a reunião semestral de membros do Conselho de Assessoramento, com representantes dos municípios, marinas, clubes náuticos, velejadores, pescadores e segmentos da comunidade marítima capixaba.

Durante a reunião, que visou ampliar a conscientização da comunidade marítima sobre segurança da navegação, foram abordados temas como a implementação do Plano de Gerenciamento Costeiro pelos municípios, a atividade de inspeção naval e as principais infrações encontradas, orientações de como trafegar na área próxima às praias, com destaque para as áreas seletivas à navegação e as responsabilidades legais quanto à locação de embarcações esporte e recreio.

O evento possibilitou, também, ampliar a divulgação do Programa Nacional de Combate ao Lixo no Mar e do Plano Estratégico da Marinha (PEM-2040), fomentando conceitos de sustentabilidade e de defesa.

O Conselho de Assessoramento é uma importante ferramenta na melhoria de processos, pois permite o compartilhamento de experiências e um feedback da comunidade marítima com suas contribuições, dúvidas e sugestões.
 

Operação “Poseidon 2021” incrementa a interoperabilidade entre as Forças Singulares em alto-mar

02/09/2021
Fonte: Centro de Comunicação Social da Marinha
 
Pilotos das três Forças Singulares operam aeronaves H225M a
partir do NAM "Atlântico" da MB
 
Desde o dia 31 de agosto, aeronaves H225M da Marinha do Brasil (MB), do Exército Brasileiro (EB) e da Força Aérea Brasileira (FAB) participam da Operação “Poseidon 2021”, realizada na Costa Fluminense, onde operam conjuntamente a bordo do Navio-Aeródromo Multipropósito (NAM) “Atlântico”. A operação também conta com a participação da Fragata “Liberal” e das aeronaves SH-16, AH-11B, UH-12 e IH-6B, totalizando mais de mil militares das três Forças Singulares.
 
A Operação “Poseidon” é a terceira etapa de qualificação de pilotos do EB e da FAB a bordo de navios da Marinha, em continuação ao esforço iniciado em 2018 e prosseguido em 2020 e março de 2021, na Operação “Urano”, que é uma missão de Intercâmbio Operacional da aeronave H225M, contida no Plano de Trabalho das Atividades Conjuntas para 2021, do Ministério da Defesa. O propósito é incrementar a interoperabilidade entre as Forças Singulares com foco no Movimento Navio para Terra Helitransportado.
 
As atividades contam com helicópteros UH-15B do 2º Esquadrão de Helicópteros de Emprego Geral (EsqdHU-2), da MB, e com os helicópteros HM-4 do EB, e H-36 da FAB. Ao final desta semana, equipes de pilotos do Exército e da Força Aérea estarão qualificadas para operarem suas respectivas aeronaves a partir do Navio Capitânia da Esquadra.
 

EGN sedia seminário sobre a expansão marítima portuguesa e a constituição da nação brasileira

02/09/2021
Fonte: Centro de Comunicação Social da Marinha
 
O Comandante da Marinha realizou a abertura do seminário
 
O Centro de Estudos Político-Estratégicos da Marinha (CEPE-MB), em parceria com a Diretoria do Patrimônio Histórico e Documentação da Marinha (DPHDM) e a Escola de Guerra Naval (EGN), realizou nos dias 1º e 2 de setembro, o Seminário “Aspectos Geopolíticos da Expansão Marítima Portuguesa e o Poder Naval na Formação e Defesa do Território que Constituiu a Nação”, que ocorreu nas modalidades presencial e virtual.
 
O evento foi aberto pelo Comandante da Marinha, Almirante de Esquadra Almir Garnier Santos. Na sequência, o Chefe do Estado-Maior-Geral das Forças Armadas Portuguesa, Almirante António Manuel Fernandes Silva Ribeiro, realizou a palestra “Aspectos do Poder Naval na América Portuguesa”. O evento teve continuidade com uma mesa de debates sobre “Aspectos Geopolíticos e Estratégicos da Formação do Poder Naval Português no Atlântico Sul”, da qual participaram o Capitão de Mar e Guerra (Refo-Armada Portuguesa), José António Rodrigues Pereira; e o Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Estudos Marítimos da Escola de Guerra Naval, Prof. Dr. Marcelo Mello Valença. Os debates tiveram como moderador o Almirante de Esquadra (Refo-FN), Prof. Dr. Alvaro Augusto Dias Monteiro, Presidente do CEPE-MB.
 
O Chefe do Estado-Maior-Geral das Forças Armadas Portuguesa falou sobre “Aspectos do Poder Naval na América Portuguesa”
 
No segundo dia, foi realizada a conferência “O Imaginário do Atlântico no processo da Independência do Brasil”, pelo Professor Doutor Luiz Felipe de Alencastro. Na sequência, ocorreu a mesa de debates sobre o tema “Dos mares: Comércio, Guerra e Circulação de Saberes”, tendo como participantes o Capitão de Corveta, Prof. Dr. Marcello José Gomes Loureiro, professor de História na Escola Naval; e a Prof. Dra. Heloisa Meireles Gesteira, do Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. O moderador foi o Capitão de Mar e Guerra (RM1), Prof. Dr. Francisco Eduardo Alves de Almeida, professor na Escola de Guerra Naval.
 
O evento contou com a participação de várias autoridades, entre elas o Embaixador de Portugal no Brasil, Luís Faro Ramos. O seminário teve como propósito o fomento interdisciplinar de reflexões sobre questões relevantes relacionadas às condições que precederam a Independência do Brasil e como o mar configurou-se em ambiente estratégico essencial a esse processo, contribuindo para o fortalecimento da mentalidade marítima nacional a partir do conhecimento de fatos históricos.
 

NApOc “Purus” apoia projeto do Instituto de Pesquisas da Marinha

02/09/2021
Fonte: Centro de Comunicação Social da Marinha
 
NApOc “Purus” durante o lançamento de Observatório Submarino do IPqM

O Navio de Apoio Oceânico (NApOc) “Purus”, subordinado ao Comando do Grupamento de Patrulha Naval do Sudeste, realizou, em 24 de agosto, o recolhimento e o lançamento de Observatório Submarino com múltiplos sensores, do Instituto de Pesquisas da Marinha (IPqM), no litoral do Rio de Janeiro(RJ).
 
A operação faz parte do Projeto de Monitoramento da Paisagem Acústica Submarina na Bacia de Santos (PMPAS-BS), sendo uma contrapartida mitigatória exigida pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis à Petrobras para a concessão de licenças ambientais na região do pré-sal. O projeto possibilita acompanhar ruídos no meio marinho provenientes das atividades de Exploração e Produção (E&P), construções submarinas, tráfego mercante e exercícios navais.

A Marinha, por meio do IPqM como instituição executora, e a Petrobras executam a aquisição de dados acústicos e oceanográficos, tratamento, processamento, armazenamento, análise, interpretação e disponibilização dos dados, informações e resultados. Na oportunidade, o NApOc “Purus” foi a plataforma que apoiou uma nova rodada de coleta de dados, corroborando a versatilidade do emprego do meio.
 

Agência da Capitania dos Portos em Tramandaí realiza inspeção naval no Litoral Norte Gaúcho

02/09/2021
Fonte: Centro de Comunicação Social da Marinha
 
Inspetor naval durante abordagem no polo “Torres”,
município de Torres (RS)
 
A Agência da Capitania dos Portos em Tramandaí (AgTramandai) realizou, nos dias 21, 28 e 29 de agosto, atividades de fiscalização do tráfego aquaviário no Litoral Norte Gaúcho.
 
Durante o período das inspeções navais, foram empregados 10 militares, 3 viaturas e 3 embarcações da AgTramandai. Foram abordadas 53 embarcações nos municípios de Torres, Tramandaí, Imbé, Cidreira, Balneário Pinhal e Mostardas, além de prestadas orientações nas marinas e em condomínios náuticos da região.
 

Marinha forma Pescadores Profissionais em Tramandaí (RS)

02/09/2021
Fonte: Centro de Comunicação Social da Marinha
 
Agente da AgTramandai durante a entrega da Caderneta de Inscrição e Registro e Certificado DPC-1034 ao formando do curso
 
A Agência da Capitania dos Portos em Tramandaí (AgTramandai) concluiu, em 25 de agosto, a terceira turma do Curso de Formação de Aquaviários - Pescador Profissional Nível 1 (CFAQ-POP1/MOP1), que ocorreu no período de 9 a 25 de agosto, formando 13 novos profissionais.
 
O curso foi realizado na modalidade semipresencial. As aulas práticas e teóricas foram sobre Atividades da Pesca, Condução e Operação de Embarcações de Pesca, Sistema de Propulsão a Motor Diesel, Primeiros Socorros, Técnicas de Sobrevivência Pessoal, Combate a Incêndio e Segurança em Operações de Embarcação de Pesca.
 
O curso, que faz parte do Programa de Ensino Profissional Marítimo da Marinha do Brasil, visa habilitar o aluno com as competências exigidas para inscrição de Aquaviário na categoria de Pescador Profissional e Motorista de Pesca (POP1/MOP1), no nível de habilitação 1, para o exercício da capacidade exclusiva na função de pescador, a ser desempenhada em embarcação de pesca de qualquer tipo e porte, empregada em qualquer tipo de navegação.
 
 

Capitania dos Portos do Amapá apoia ações de combate e prevenção ao escalpelamento em Santana (AP)

31/08/2021
Fonte: Centro de Comunicação Social da Marinha
 
Embarcações recebem cobertura de eixo, gratuitamente, no cais da Capitania
 
A Capitania dos Portos do Amapá (CPAP) apoiou, nos dias 27 e 28 de agosto, ações de combate e prevenção ao escalpelamento na cidade de Santana (AP), em parceria com a Prefeitura da cidade. Na ocasião, foi realizada uma “Blitz Fluvial Educativa”, com abordagens às embarcações regionais para conscientizar tripulantes e passageiros sobre a necessidade de cobrir as partes móveis do motor, a fim de evitar o escalpelamento, e sobre o trabalho da Marinha para reduzir este tipo de acidente.
 
A CPAP disponibilizou três embarcações, que transportaram equipes da Prefeitura, dos Bombeiros Militares e de membros da Associação das Mulheres Vítimas de Escalpelamento do Amapá, ao longo do Rio Amazonas, também com o apoio de embarcação da Guarda Portuária. Na oportunidade, foram doados 32 coletes salva-vidas e realizadas seis coberturas de eixos gratuitamente por militares da Capitania.
 
Na ocasião, a CPAP ainda participou de uma ação social voltada para vítimas de escalpelamento e seus familiares, que ocorreu na Policlínica Doutor Alberto Lima. Foram ofertados atendimentos médicos, odontológicos, pedagógicos e psicossociais e realizado o cadastramento de vítimas de escalpelamento para posterior ação de resgaste da autoestima. A Capitania promoveu palestras educativas sobre segurança da navegação, uso correto de coletes salva-vidas e prevenção ao escalpelamento, alcançando 71 pessoas.
 
Militar da CPAP conscientiza sobre as formas
de prevenção ao escalpelamento

Marinha promove webinário da ComTecPolÓleo sobre o surgimento de óleo e lixo marinho em Fernando de Noronha

31/08/2021
Fonte: Centro de Comunicação Social da Marinha
Webinário reuniu representantes da Marinha do Brasil e da Comunidade Científica
 
A Marinha do Brasil, por meio da Diretoria-Geral de Desenvolvimento Nuclear e Tecnológico da Marinha (DGDNTM), promoveu, em 26 de agosto, o webinário O surgimento de fragmentos de óleo em Fernando de Noronha - um diagnóstico”, no âmbito da Comissão Técnico-Científica para o Assessoramento e Apoio das Atividades de Monitoramento e Neutralização dos Impactos Decorrentes da poluição Marinha por óleo e outros poluentes na Amazônia Azul (ComTecPolÓleo). O evento teve o objetivo de promover uma simulação do que seria uma “sala de situação”, ante a um incidente por poluição hídrica, de forma que fossem aportadas informações daquela localidade, associadas ao melhor conhecimento científico disponível, na área de detecção e modelagem numérica, modelos de dispersão e produtos gerados, bem como identificação de possíveis fontes poluidoras a partir de imagens satélite.
 
Foram formuladas três questões norteadoras, com o propósito de se emitir parecer sobre as possíveis origens dos resíduos plásticos e oleosos encontrados, as características físico-químicas das amostras coletadas, bem como eventuais ações propositivas, cujas respostas comporão Nota Técnica sobre o assunto.
 
O webinário contou com a mediação do Dr. Paulo Nobre (INPE) e com a participação de mais de 60 cientistas, muitos dos quais apresentaram outputs de simulações efetuadas sobre o evento ocorrido e que, aparentemente, é recorrente, conforme informou o Chefe Substituto do Instituto Chico Mendes da Biodiversidade (ICMBio) em Fernando de Noronha, porém em menor intensidade, em eventos pregressos. Foram apresentadas simulações realizadas por pesquisadores cujos projetos de pesquisa são voltados para a detecção da poluição hídrica na Amazônia Azul.
 
O evento ratifica o empenho da Comissão Técnico-Cientifica em fomentar o diálogo entre os membros do poder público, da comunidade científica, das autoridades governamentais nacionais e estaduais, na coordenação de ações que se fazem necessárias para o estabelecimento de um sistema multiusuário para a detecção, previsão e monitoramento de derramamento de óleo no mar, imperiosas para o aperfeiçoamento de técnicas de vigilância e controle de incidentes futuros de derramamento por óleo e outros poluentes, tais como os plásticos, na Amazônia Azul.
 
A ComTecPolÓleo, presidida pela DGDNTM, foi criada pela Portaria nº 313/MB, de 26 de outubro de 2020, e tem por objetivo conceber um mecanismo de articulação técnico-científico inclusivo, em prol do aumento da capacidade de detecção, prevenção de impactos, formulação de ações propositivas, ações de respostas tempestivas, bem como em auxílio à mitigação de danos e à definição de melhores práticas, na eventualidade de incidentes ambientais decorrentes da poluição por óleo e outros poluentes no mar.
 
 

Instituto de Estudos do Mar Almirante Paulo Moreira abre inscrições para mestrado em Acústica Submarina

02/09/2021
Fonte: Centro de Comunicação Social da Marinha
 
Estão abertas 15 vagas para mestrado em Acústica Submarina
 
Estão abertas as inscrições para o preenchimento das 15 vagas que irão compor a segunda turma do Mestrado Acadêmico do Programa de Pós-Graduação em Acústica Submarina do Instituto de Estudos do Mar Almirante Paulo Moreira (IEAPM), instituição subordinada ao Centro Tecnológico da Marinha no Rio de Janeiro, localizada no município de Arraial do Cabo (RJ).
 
Poderão candidatar-se às vagas os alunos graduados nas áreas de Ciências Exatas e da Terra, Ciências Biológicas, Engenharias, Ciências Náuticas e Navais, que tenham interesse em atuar em uma das três linhas de pesquisa do Programa: “Comunicação e Redes de Sensores Submarinos”, “Monitoramento Ambiental Submarino” e “Propagação de Energia no Oceano”.
 
Conforme os detalhes constantes no Edital 2022 (https://www.marinha.mil.br/ieapm/content/programa-de-pós-graduação-em-acústica-submarina-ppgas-mestrado-acadêmico), os candidatos têm até 31 de outubro para realizar sua inscrição. O início das aulas está previsto para abril de 2022.
Mais informações podem ser obtidas junto à Secretaria do PPGAS, pelo e-mail ieapm.ppgas@marinha.mil.br ou telefone (22) 2622-9033.
 
O IEAPM é uma Instituição Científica, Tecnológica e de Inovação de referência no âmbito do Sistema de CT&I da Marinha do Brasil, que tem por missão ampliar áreas estratégicas de conhecimento relacionadas às ciências do mar, visando à preservação do meio ambiente marinho e à exploração sustentável dos recursos vivos e não vivos, contribuindo para o desenvolvimento socioeconômico do País.
 
 

Marinha apoia Procissão Náutica em homenagem a Dom Bosco, Padroeiro de Brasília (DF)

31/08/2021
Fonte: Centro de Comunicação Social da Marinha
 
Cerca de 30 embarcações participaram da cerimônia, no Lago Paranoá
 
A Capitania Fluvial de Brasília (CBF) prestou apoio à Procissão Náutica em homenagem ao 138º aniversário de Dom Bosco, que ocorreu no dia 29 de agosto, no Lago Paranoá. O evento não acontecia desde 2011.
 
Cerca de 30 embarcações se deslocaram entre o deck da Ermida Dom Bosco e a Ponte JK, seguindo um catamarã clerical com a imagem de Dom Bosco na proa. As embarcações da CFB acompanharam todo o percurso, visando garantir a segurança do tráfego aquaviário.
 
Militares garantiram a segurança do tráfego
aquaviário durante o percurso
 
No Lago, o Arcebispo de Brasília, Dom Paulo Cezar, concedeu uma benção. Entre as autoridades presentes, estavam o Governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, e o Comandante do 7º Distrito Naval, Vice-Almirante Gilberto Santos Kerr.
 
O evento foi organizado pela Secretaria de Turismo do Distrito Federal, em parceria com a Arquidiocese de Brasília e com apoio da Secretaria de Governo, da Marinha, do Instituto Brasília Ambiental e da Secretaria do Meio Ambiente.
 

CEFAN sedia cerimônia de imposição da Medalha Mérito Desportivo Militar

02/09/2021
Fonte: Centro de Comunicação Social da Marinha
O Presidente da República participou da cerimônia de imposição da
Medalha Mérito Desportivo Militar
 
O Centro de Educação Física Almirante Adalberto Nunes (CEFAN) sediou, na manhã de hoje (1º), a cerimônia de imposição da Medalha Mérito Desportivo Militar a 172 personalidades ligadas à área desportiva militar e três instituições que prestaram relevantes serviços ao esporte nacional. A Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro foi uma das instituições agraciadas, por sua importante parceria com o Programa Forças no Esporte na Marinha.
 
A solenidade contou com a presença do Presidente da República, Jair Messias Bolsonaro; do Ministro de Estado da Defesa, Walter Souza Braga Netto; do Comandante da Marinha, Almirante de Esquadra Almir Garnier Santos; e do Comandante-Geral do Corpo de Fuzileiros Navais, Almirante de Esquadra (FN) Jorge Armando Nery Soares; dentre outras autoridades civis e militares das três Forças.
 
Foram homenageadas 172 personalidades ligadas à área desportiva militar e três instituições que prestaram relevantes serviços ao esporte nacional
 
Os medalhistas olímpicos de Tóquio, integrantes do Programa Olímpico da Marinha, Hebert Conceição, do boxe masculino; Ana Marcela, da maratona aquática; Beatriz Ferreira, do boxe feminino; e Daniel Cargnin, do judô, também estiveram presentes ao evento, bem como outros atletas militares que participaram dos Jogos Olímpicos Tóquio 2020/21.
 
O medalhista do boxe Hebert Conceição foi um dos agraciados
 
A cerimônia marcou, ainda, os 65 anos da Comissão Desportiva Militar do Brasil (CDMB), comissão permanente que integra o Departamento de Desporto Militar do Ministério da Defesa. Por meio das Comissões de Desportos da Marinha, do Exército e da Aeronáutica, a CDMB gerencia o Programa de Incorporação de Atletas de Alto Rendimento, em apoio aos atletas brasileiros.
 
Criada pelo Decreto nº 5.958, de 7 de novembro de 2006, a Medalha Mérito Desportivo Militar destina-se a agraciar os militares das Forças Armadas brasileiras, os civis brasileiros, os policiais militares e os bombeiros militares brasileiros que tenham se destacado em competições desportivas nacionais e internacionais, além de militares e civis brasileiros e estrangeiros, organizações militares e instituições civis nacionais e estrangeiras que tenham prestado relevantes serviços ao Desporto Militar do País ou apoiado o Ministério da Defesa no cumprimento das suas missões constitucionais.
 

No ar, os homens do mar! ComForAerNav celebra os 105 anos da Aviação Naval

30/08/2021
Fonte: Centro de Comunicação Social da Marinha
Comandante da Marinha junto aos militares da Aviação Naval
 
Presidida pelo Comandante da Marinha, Almirante de Esquadra Almir Garnier Santos, o Comando da Força Aeronaval realizou, no dia 27 de agosto, cerimônia militar em comemoração aos 105 anos da Aviação Naval.
 
O evento contou com o lançamento oficial da edição n° 63 da Revista “A Macega”, que divulga assuntos relativos ao emprego do vetor aéreo pela Marinha do Brasil, além de fatos históricos e cultura de aviação; com a premiação dos vencedores do concurso de artigos técnicos promovido pela revista; e com a entrega do troféu “Distinção de Segurança de Aviação”, que é concedido ao navio com plataforma de pouso e à unidade aérea que mais contribuíram com a Segurança da Aviação Naval, nesta edição o Navio-Patrulha Oceânico “Amazonas’’ e o 1° Esquadrão de Helicópteros de Esclarecimento e Ataque.
 
Passagem do avião AF-1 durante a cerimônia militar da Aviação Naval
 
Em sua Ordem do Dia, o Comandante da Força Aeronaval, Contra-Almirante José Vicente de Alvarenga Filho, ressaltou a abnegação dos militares da Aviação Naval, encorajando-os a seguir o exemplo dos pioneiros aviadores.
 
O Comandante da Marinha destacou o caráter desbravador das nossas “águiase a bela história da Aviação Naval brasileira. Pioneira em nosso País, a Força Aeronaval remonta ao ano de 1916, quando a Marinha introduziu a aviação militar no Brasil. Uma iniciativa que se mostrou visionária e que, ainda hoje, inclui nossa Marinha no seleto rol das que operam aviação embarcada. Parabéns a esses guerreiros!”.
 
Ao final, os presentes à cerimônia também acompanharam um desfile aéreo, realizado pelas aeronaves subordinadas ao Comando da Força Aeronaval.
 
Revista A Macega” em sua 63ª edição
 

Comitiva do Ministério da Defesa visita instalações do Programa de Submarinos

30/08/2021
Fonte: Centro de Comunicação Social da Marinha
Comitiva em frente ao Submarino “Riachuelo” posicionado no shiplift para descida
 
O Chefe de Logística e Mobilização, Tenente Brigadeiro do Ar Heraldo Luiz Rodrigues, o Chefe de Assuntos Estratégicos, General de Exército Eduardo Antonio Fernandes, o Chefe de Operações Conjuntas do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas, Almirante de Esquadra Petronio Augusto Siqueira de Aguiar, e comitiva, visitaram, em 27 de agosto, as instalações do Programa de Submarinos (PROSUB) no Complexo Naval de Itaguaí, localizado na Região Metropolitana do Rio de Janeiro.

Os representantes do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas estavam acompanhados do Secretário de Orçamento e Organização Institucional (SEORI), Antônio Vogel, e do Diretor-Geral do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (CENSIPAM), Rafael Costa. As autoridades foram recepcionadas pelo Diretor-Geral de Desenvolvimento Nuclear e Tecnológico da Marinha, Almirante de Esquadra Marcos Sampaio Olsen, e pelo Coordenador-Geral do Programa de Desenvolvimento do Submarino com Propulsão Nuclear, Vice-Almirante Sydney dos Santos Neves.

O objetivo da visita foi apresentar a situação orçamentária do PROSUB aos membros do Ministério da Defesa e a infraestrutura do Complexo Naval de Itaguaí, berço industrial que avança na construção em série de quatro Submarinos com propulsão diesel-elétrica.
 
Tenente-Brigadeiro do Ar Heraldo observa ao periscópio do simulador tático
 
Durante a visita, a Comitiva percorreu as instalações da oficina principal do Estaleiro de Construções, onde embarcou e percorreu o interior do Submarino “Humaitá”. Em seguida, conheceu os simuladores tático e de imersão no Departamento de Treinadores e Simuladores, instalado no Complexo da Base de Submarinos da Ilha da Madeira.
 
O PROSUB estimula o desenvolvimento do parque industrial nacional, a geração de empregos e a capacitação das empresas envolvidas no Programa de Nacionalização, certificando a elevada capacidade tecnológica absorvida pela Marinha e pela Itaguaí Construções Navais na construção de meios de alta complexidade tecnológica.

Marinha promove ações de combate e prevenção ao escalpelamento no Pará

02/09/2021
Fonte: Centro de Comunicação Social da Marinha
Militar da Capitania dos Portos da Amazônia Oriental instala
cobertura de eixo de motor de embarcação
 
A Capitania dos Portos da Amazônia Oriental (CPAOR) promoveu, no período de 20 a 29 de agosto, ações de enfrentamento ao escalpelamento na capital paraense e no interior do Estado do Pará, alusivas ao Dia Nacional de Combate e Prevenção ao Escalpelamento, celebrado no dia 28 de agosto.
 
Em Breves (PA), foram realizadas, gratuitamente, 60 coberturas de eixos de motor de embarcações artesanais, que são utilizadas como meio de transporte pela população ribeirinha. Na ocasião, também foram doados cem coletes salva-vidas, toucas de proteção de cabelo oferecidas pela Sociedade Amigos da Marinha no Pará, além de proferidas palestras educativas sobre o assunto, alcançando 125 pessoas. As atividades ainda contaram com apoio de representantes da Secretaria Nacional de Política para as Mulheres, da Cruz Vermelha e da Secretaria de Saúde do Estado do Pará.
 
Mulher recebe touca de proteção de cabelo para
prevenir acidente de escalpelamento
 
Como parte das ações, militares da CPAOR estiveram presentes na orla de Belém e no Terminal Hidroviário da cidade para conscientizar tripulantes e passageiros sobre os riscos de acidentes para aqueles que navegam com o eixo exposto. Mais de mil pessoas foram orientadas e receberam panfletos educativos sobre as recomendações para evitar o escalpelamento.
 

NPa “Guajará” resgata veleiro à deriva na costa de Paranaguá (PR)

02/09/2021
Fonte: Centro de Comunicação Social da Marinha
Navio-Patrulha “Guajará” durante resgate de
tripulantes do veleiro “Enigma I”
 
O Salvamar Sul Sueste coordenou o resgate do veleiro “Enigma I” com três tripulantes, a 70 milhas da costa de Paranaguá (PR), entre os dias 26 e 27 de agosto.
 
O veleiro havia suspendido de Itajaí (SC) com destino a Recife (PE) e, após enfrentar condições de mar adversas, sofreu avarias no leme e no mastro, ficando à deriva no dia 26.
 
Imediatamente após ser acionado, o Salvamar Sul Sueste acionou o Navio-Patrulha (NPa) “Guajará”, subordinado ao Comando do Grupamento de Patrulha Naval do Sul Sudeste, para se dirigir à posição do veleiro “Enigma I” e iniciou contatos com os navios mercantes que navegavam nas proximidades.
 
O navio mercante “Melgrayce” foi acionado e permaneceu próximo à embarcação avariada até a chegada do navio-patrulha.
 
Reboque do veleiro “Enigma I” durante período noturno
 
O veleiro foi localizado por volta das 14h30 do dia 27. Militares do NPa Guajará” prestaram atendimento médico e iniciaram, com segurança, o procedimento de reboque da embarcação e dos três tripulantes até Santos (SP).