Produção de Medicamentos Negligenciados: Experiências consolidadas pelo LFM.

Os medicamentos negligenciados são destinados ao combate de doenças causadas por agentes infecciosos ou parasitas, tratáveis e curáveis que afetam, principalmente, habitantes de áreas com baixo Índice de Desenvolvimento Humano e carentes economicamente que, justamente por isso, não despertam o interesse da indústria farmacêutica. Daí o seu nome, pois os medicamentos são negligenciados pelas grandes indústrias, sendo supridos por meio de políticas públicas.

A Política Nacional de Assistência Farmacêutica, aprovada pela Resolução do Conselho Nacional de Saúde nº 338/2004, prevê a utilização da Relação Nacional de Medicamentos Essenciais (RENAME), atualizada periodicamente, como instrumento racionalizador das ações no âmbito da assistência farmacêutica.

No anexo II da RENAME consta a relação de medicamentos estratégicos da assistência farmacêutica, os medicamentos ali relacionados fazem parte do programa estratégico de saúde do SUS, para atendimento de pessoas acometidas, por exemplo, por tuberculose e hanseníase (consideradas pela Organização Mundial de Saúde como doenças negligenciadas).

Em que pese as doenças negligenciadas corresponderem a 11% da carga global de doenças, e representarem elevados índices de morbidade e mortalidade, os investimentos da indústria farmacêutica não alcançam 1%.

 

Nesse contexto o Laboratório Farmacêutico da Marinha (LFM) contribui com a produção de medicamentos que fazem parte de seu portfólio.  Dentre estes medicamentos cumpre citar Isoniazida 100mg e Pirazinamida, nas apresentações de comprimido de 500mg e suspensão 30mg/ml (3%), ambos utilizados no tratamento da tuberculose, e Ofloxacino 400mg, utilizado para o combate a hanseníase. O Laboratório possui experiência consolidada na produção de todos os medicamentos mencionados, seguindo rigorosamente a legislação sanitária em vigor, produzindo com qualidade, segurança e eficácia, tendo registro na ANVISA deste da década de 90.

Atualmente, o seu papel é fundamental no que tange a significativa parcela destes medicamentos, salientando que é o único a suprir as demandas do Ministério da Saúde, nas doenças citadas em lide.

Neste escopo demonstra-se importante viés estratégico relacionado às atividades do LFM. Ao longo dos últimos anos, o nosso Laboratório buscou manter os investimentos no desenvolvimento destes medicamentos, o que permite atender camadas carentes da nossa sociedade. Ao cumprir sua missão institucional e projetar-se como referência dentre os Laboratórios Oficiais, o LFM credita este importante contexto social à MB, relevando o aspecto dual de suas atividades: produção de medicamentos importantes para a família naval e a produção de medicamentos de baixo interesse econômico.