Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia Marinha (Mestrado e Doutorado)

 

Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia Marinha (Mestrado e Doutorado)

 

O Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia Marinha é um Programa stricto sensu  sediado no Instituto de Estudos do Mar Almirante Paulo Moreira na cidade de Arraial do Cabo (RJ) é  constituído por 2 instituições: a Universidade Federal Fluminense (UFF ) e o Instituto de Estudos do Mar Almirante Paulo Moreira (IEAPM), as quais são amplamente reconhecidas em seus campos de atuação. Foi aprovado pela CAPES em 2014 com o conceito 4 para Mestrado e Doutorado.

Este novo programa foi desenvolvido para satisfazer as necessidades crescentes de pessoas interessadas em Biologia Marinha e num rápido desenvolvimento da biotecnologia marinha. É reconhecido que a biodiversidade no ambiente marinho contém uma matriz extensa de organismos incluindo aqueles que podem resistir a pressões extremas do mar profundo e outros que são capazes de crescer a temperaturas acima de 100 ° C. Os organismos marinhos exibem uma vasta gama de propriedades bioquímicas e capacidades, sendo o papel dos biotecnologistas marinhos melhorar a nossa compreensão destas adaptações e por sua vez de explorar o potencial biológico para o desenvolvimento de novos produtos e serviços comerciais. Até essa data, o interesse centrou-se em novos compostos antivirais, antibióticos, agentes anti-tumorais, enzimas, polímeros, biocombustíveis, proteína de célula única, surfactantes e plasmídeos. No entanto, o potencial é muito maior, variando da biorremediação a bioengenharia.

Dessa forma nosso programa deverá fornecer aos alunos:

  • A consciência da diversidade de organismos marinhos e as adaptações que lhes permitem sobreviver em seu ambiente natural.
  • Um conhecimento profundo da ciência e metodologias subjacentes a evolução da biotecnologia marinha fundamental.
  • O conhecimento dos últimos avanços e oportunidades globais no emergente campo da biotecnologia marinha.
  • Formação teórica-prática, que possibilite ao graduado, em nível superior, condições de desenvolver estudos de natureza científica que demonstre o domínio dos instrumentos conceituais, e metodológicos essenciais qualificando-o para atuar na docência em ensino de graduação, na investigação e pesquisa, e como profissional especializado na área de Biotecnologia marinha.

O curso proporcionará ao aluno um conhecimento adequado e experiência prática importante para a carreira de Biotecnologia marinha. O conteúdo do curso foi desenvolvido por docentes com larga experiência em Biologia Marinha e mais recentemente em Biotecnologia e gestão de negócios e foi projetado para atender as necessidades dos potenciais empregadores nesta indústria em rápido desenvolvimento.

Assim, o profissional a ser formado no programa de Biotecnologia Marinha, deverá além de poder atuar numa carreira acadêmica, poderá atuar também em empresas de biotecnologia em múltiplas atividades (farmacêuticos, cosméticos, agricultura, desenvolvimento sustentável, nutrição, empreendedorismo). Nossa proposta é que aluno ao longo de sua formação possa ter uma forte base biológica desde o gens até os organismos marinho como um todo, conhecer os possíveis usos dos produtos naturais marinhos, com ênfase em inovações biotecnológicas a nível científico e tecnológico, visando propor as empresas de Biotecnologia negócios de alcance global.

Dessa forma, o objetivo maior do nosso Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Biotecnologia Marinha é formar profissionais com perfil voltado para a geração e aplicação de novos conhecimentos e tecnologias, de forma a propiciar o desenvolvimento da Biotecnologia Marinha, podendo atuar tanto na academia quanto no meio produtivo. A atuação no meio produtivo possibilitará uma melhora significativa da competitividade das empresas nacionais, através da transferência do conhecimento adquirido na formação acadêmica para projetos de produtos e/ou processos inovadores que contribuam para o desenvolvimento econômico e social da população de nosso país. Por outro lado, a atuação deste profissional na academia, formado através de uma composição harmônica de conhecimentos adquiridos de diversas disciplinas correlatas a serem ministradas durante o Curso, permitirá a capacidade de gerar a continuidade na formação de profissionais deste mesmo perfil, facilitando o processo de inovação tecnológica.

A Marinha do Brasil como um todo, e o IEAPM em particular, inserem-se na história dos estudos de Biologia Marinha e Oceanografia no Brasil desde a década de 1970 através de variadas cooperações técnicas e científicas com instituições nacionais e internacionais. Essas parcerias e sua consequente inserção no cenário de excelência para as Ciências do Mar renderam ao IEAPM uma versatilidade na participação e, ocasionalmente, no gerenciamento de projetos de médio-grande porte e alta complexidade, como o Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia (INCT) e o Programa de Submarinos (PROSUB). Desde 2012 como sede do INCT Pro-OCEANO, o IEAPM coordena uma ampla rede de intercâmbio entre estudantes e profissionais pertencentes a 27 instituições brasileiras e estrangeiras.