NAe São Paulo

Missão:

O NAe "SÃO PAULO" e suas aeronaves constituem o principal elemento estratégico-naval do Brasil e estão capacitados a conduzir operações que permitem o cumprimento das tarefas básicas do Poder Naval:
- controlar área marítima;
- negar o uso do mar;
- projetar poder sobre terra; e
- contribuir para a dissuasão estratégica.

Histórico:

O Navio-Aeródromo "SÃO PAULO" é o terceiro navio a ostentar este nome na Marinha do Brasil. O primerio era um navio de casco de madeira e propulsão a vapor de propriedade particular e fretado pelo Governo Imperial para servir como navio-transporte durante a Guerra da Tríplice Aliança, a partir de 1865.

O segundo "SÃO PAULO" foi um encouraçado do tipo "dreadnought" - base de poder das esquadras e orgulho dos marinheiros em todo o mundo no início do século XX. Construído na Inglaterra, em 1909, realizou Mostra de Armamento em 23 de agosto de 1910. Participou das 1ª e 2ª Guerras Mundiais e foi desincorporado em 02 de agosto de 1947.

O atual "SÃO PAULO" foi construído na França entre 1957 e 1960, tendo servido à Marinha Nacional francesa sob o nome de "FOCH". Adquirido pelo Governo brasileiro durante o mês e setembro de 2000, em estado operacional, foi recebido em processo inédito, para um navio deste porte, com duração e dois meses e quinze dias. Teve sua Mostra de Armamento passada no dia 15 de novembro de 2000, no Arsenal de Brest-França.

Tripulação:

A Tripulação do NAe "SÃO PAULO" compreende aproximadamente 1300 militares - 80 Oficiais e 1220 Praças. Dependendo da composição do Destacamento Aéreo Embarcado poderá atingir até cerca de 2000 tripulantes.

Caracteristicas Principais:

- comprimento: 266m
- comprimento do convés em ângulo: 168m
- boca: 51,2m
- distância da linha d'água:
# ao mastro: 62m
# ao convés de vôo: 16m
# ao passadiço: 23m

- calado médio carregado: 9,53m
- deslocamento carregado: 33,673 ton
- velocidade máxima: 30 nós
- a propulsão emprega dois conjuntos compostos por três turbinas "PARSONS" e uma turbina "RATEAU" de marcha AV e duas turbinas de marcha AR - cada uma com cerca de 5.000Kw - possuindo potência total de aproximadamente 90.000 Kw.

Destacamento Aéreo Embarcado:

A composição do Destacamento Aéreo Embarcado varia de acordo com a natureza e o propósito das missões atribuídas ao Navio ou da Força - Tarefa a qual estiver integrado.

O "SÃO PAULO" dispõe das seguintes aeronaves e armamentos para embarque:
- 20 aviões de interceptação e ataque AF-1 armados com bombas e mísseis SIDEWINDER;
- 10 helicópteros de emprego geral/anti-submarino armado com torpedos, bombas de profundidade e míssil EXOCET AM-39; e
- 07 helicópteros para Transporte de Tropa e Emprego Geral.