Histórico

No ano de 1871 a Fazenda São Sebastião do Rio de Janeiro foi adquirida pela Marinha de Guerra do Brasil, local onde posteriormente, no ano de 1914, seria montada a "Estação Rádio Telegráfica da Ilha do Governador", subordinada diretamente ao Estado-Maior da Armada. A ERMRJ teve sua origem no antigo "Serviço de Telegrafia sem fio da Armada Nacional" em 1907, inicialmente localizado no antigo Batalhão Naval da Ilha das Cobras.

Posteriormente, esse serviço foi transferido para Ilha do Governador, tendo sido criada a nova estação experimental em 1914 denominada ESTAÇÃO RADIOTELEGRÁFICA DA MARINHA (prefixo "SOH"), operando boletins noticiosos, sinais horários(manipulados diretamente do Observatório Nacional) e serviços com a Esquadra no mar. Inserida em uma paisagem de inenarrável beleza, banhada pelas águas da Baía de Guanabara, no visual do velho Arsenal e da vindoura Mocanguê, florescia aquilo que é hoje PWZ-33, a partir de 07 de janeiro de 1916, data em que seu primeiro Comandante, Capitão-Tenente Alfredo de Sá Rabelo tomou posse.

Em 1926, passou a denominar-se "Estação Central Radiotelegráfica da Marinha", passando à condição de estação independente com a extinção da então "Estação Central da Ilha das Cobras", ocasião em que sofreu grande reaparelhamento e novo prefixo "PXA", isto em 1927. Durante a Segunda Grande Guerra Mundial, na década de 1940, foram construídos novos edifícios de transmissão e recepção, além da instalação de equipamentos atualizados, que atenderam às necessidades do conflito, firmando-se a Estação como o mais moderno posto de telecomunicações da América do Sul. Nessa época, em 1946, a Estação passou à subordinação da então Diretoria de Comunicações. Finalmente, em 1963, passou a denominar-se ESTAÇÃO RÁDIO DA MARINHA NO RIO DE JANEIRO - ERMRJ, já com seu definitivo prefixo internacional "PWZ", compreendendo as atuais instalações em uso na Ilha do Governador. Em 1965, o setor de transmissão sofreu uma grande transformação, a partir da ativação do Posto de Transmissão em Sarapuí.

No decorrer dos anos as comunicações se modernizaram e com elas a nossa Estação. Atualmente dotada com o que há de mais moderno em equipamentos de comunicações, a Estação Rádio da Marinha no Rio de Janeiro faz parte de um complexo sistema que compreende diversas outras estações em diversas partes do Brasil compondo uma rede de comunicações capaz de integrar a Marinha do Brasil no contexto de nosso país e no exterior.

 

Nosso Lema: "Onde os meios da MB estiverem, os nossos sinais chegarão".