Quadro Complementar - CA - FN

Quadro Complementar - CA - FN

Escola:

Centro de Instrução Almirante Wandenkolk (CIAW).

 

_________________________________________________________________________

Profissões:

Concentração em Eletrônica

Ciências Náuticas (Área de Náutica)
Engenharia de Computação
Engenharia de Controle e Automação
Engenharia Elétrica*
Engenharia Eletrônica*
Engenharia de Telecomunicações*

Concentração em Máquinas

Ciências Náuticas (Área de Máquinas)
Engenharia Aeronáutica
Engenharia de Ambiental e Sanitária
Engenharia Civil*
Engenharia de Bioprocessos
Engenharia Cartográfica e de Agrimensura
Engenharia de Controle e Automação
Engenharia Elétrica
Engenharia de Fortificação e Construção
Engenharia de Materiais*
Engenharia Mecânica
Engenharia Mecânica de Veículos Militares
Engenharia Metalúrgica
Engenharia de Minas
Engenharia Naval
Engenharia Nuclear
Engenharia de Petróleo
Engenharia de Produção*
Engenharia Química*

Concentração em Sistemas de Armas

Ciências Náuticas (Área de Náutica)
Engenharia de Computação
Engenharia de Controle e Automação
Engenharia Elétrica*
Engenharia Eletrônica*
Engenharia de Mecânica de Armamentos
Engenharia de Telecomunicações
 

* Profissões também disponíveis no Corpo de Engenheiros e/ou no Quadro Complementar de Fuzileiros Navais.


Escolaridade:

Ensino Superior na área a que concorre.


Saiba mais:

É o Corpo de Oficiais que conduz, opera e mantém os navios de guerra, de pesquisa e de apoio da Marinha do Brasil e executa funções administrativas e operativas em organizações militares de terra, privativas deste Corpo. É composto pelos Oficiais do Quadro de Oficiais da Armada, oficiais oriundos da  Escola  Naval,  e  pelos  oficiais  que  ingressam  pelo  Quadro  Complementar  de  Oficiais  da  Armada (QC-CA).


Principais requisitos:

  • Ser brasileiro nato;
  • Exclusivo para o sexo masculino;
  • Ter menos de 29 anos de idade no dia 1º de janeiro do ano do curso;
  • Possuir bons antecedentes de conduta;
  • Estar em dia com as obrigações do Serviço Militar e da Justiça Eleitoral.

Previsão de Abertura
das Inscrições:

Aguardando edital, veja programação dos concursos aqui.


Etapas do Concurso:

1) Prova objetiva com 50 questões de Conhecimentos Profissionais (CP), Inglês e Redação;
 
2) Eventos Complementares constituídos de: 
a) Inspeção de Saúde (IS);
b) Teste de Aptidão Física (TAF) - natação e corrida;
c) Verificação de Dados Biográficos (VDB) - Fase preliminar.
d) Prova de Títulos
 
3) Curso de Formação de Oficiais (CFO), composto de:
a) Período de Adaptação;
b) Verificação de Documentos (VD);
c) Verificação de Dados Biográficos (VDB) - Fase final;
d) Avaliação Psicológica (AP); e
e) Curso de Formação propriamente dito. 

Provas a serem realizadas:

Prova objetiva com 50 questões de Conhecimentos Profissionais, Inglês, Redação e Prova de Títulos.

__________________________________________________________________________

O Curso de Formação: 

O candidato aprovado para o Quadro Complementar de Oficiais da Armada realizará um curso de 39 semanas, no Centro de Instrução Almirante Wandenkolk (CIAW), situado na Ilha das Enxadas (Baía de Guanabara), na cidade do Rio de Janeiro, ocupando o posto de Guarda-Marinha.

O Curso de Formação militar-naval e profissional consta basicamente das seguintes disciplinas: 

  • - Treinamento Físico-Militar; 
  • - Armamento portátil e tiro; 
  • - Organização da Marinha; 
  • - História Naval; 
  • - Relações Humanas e Liderança; 
  • - Direito; 
  • - Comunicações Navais; 
  • - Tecnologia da Informação; 
  • - Técnicas de Comunicação Oral; 
  • - Navegação; 
  • - Manobra de navios; 
  • - Meteorologia e Oceanografia; 
  • - Combate a incêndio, entre outras disciplinas de interesse militar-naval.

Do  curso  consta  também  uma  parte  prática  realizada a  bordo  de  navios  de  instrução  ou  com embarque em navios tipo fragatas, corvetas, de desembarque e em submarinos.

Após  a  aprovação  no  curso  de  formação,  o Guarda-Marinha será nomeado Oficial  da  Marinha  do  Brasil,  passando a ocupar o posto de Segundo-Tenente e permanecerá, de fevereiro a junho, no CIAW, onde realizará o Curso de Especialização na área de Máquinas ou de Eletrônica. A partir daí seguirá um Plano de Carreira definido.


Local de Formação do Curso:

Centro de Instrução Almirante Wandenkolk (CIAW) 
Ilha das Enxadas (Baía de Guanabara), Rio de Janeiro/RJ.
Telefone: (21) 2104-6779


Regime:

Semi-internato.


Duração:

39 semanas.


Plano de Carreira:

O curso de especialização e o primeiro embarque

No curso de especialização, são ministradas disciplinas referentes basicamente à manutenção e à operação de equipamentos e sistemas existentes a bordo dos navios da Marinha (radares, sonares, equipamentos de comunicações, motores, geradores, turbinas, caldeiras, sistemas de combate etc.). Após esse curso, os tenentes embarcarão, por cerca de dois anos, em um dos diversos tipos de navios  da  Marinha,  tais  como:  Porta-Aviões,  Fragatas,  Corvetas,  Navios-Patrulha,  Navios  de Transporte,  de  Assistência-Hospitalar,  de  levantamento  hidrográfico  e  de  pesquisas,  que  têm  base nas cidades do Rio de Janeiro, Manaus, Belém, Natal, Salvador, Rio Grande (RS) e Ladário (MS).

Os  tenentes  com  formação  em  Engenharia  Cartográfica e Agrimensura embarcarão  em  navios de pesquisa, oceanográficos e hidrográficos, sediados nas cidades do Rio de Janeiro e de Belém. 

A  bordo  dos  navios,  na  parte  operativa,  realizarão serviços  na  manobra  e  na  navegação,  ou  seja, conduzirão o navio, e também desempenharão atividades no Centro de Operações de Combate, onde operarão  sensores  (radares,  sonares,  guerra  eletrônica  etc.)  e  sistemas  de  controle  de  armas (canhões, mísseis etc.).

Na parte administrativa e de manutenção, exercerão funções de ajudantes ou encarregados  de  divisões  (organização  administrativa  a  bordo  que  cuida  de  uma  determinada  área com  especificidade  de  equipamentos  e  tarefas  comuns  como  propulsão,  eletricidade,  sensores, comunicações, armas etc.). 

Os  jovens  tenentes,  portanto,  juntamente  com  aqueles  que  vieram  da  Escola  Naval,  ajudarão  a conduzir, a operar e a manter os navios de guerra da Marinha do Brasil. Farão parte das tripulações dos nossos navios, viajando pelo Brasil e podendo ter a oportunidade de visitar outros países. Após dois anos no posto de Segundo-Tenente, serão promovidos a Primeiro-Tenente.

Curso de aperfeiçoamento

Durante   esse   período   inicial   de   dois   anos   como   Segundo-Tenente,   escolherão   o   curso   de aperfeiçoamento que realizarão. Poderão participar como voluntários da seleção para  realizar os seguintes cursos:

  • Aviação Naval (Piloto Naval de aviões e de helicópteros); 
  • Submarinista  (tripulação  de  submarinos  convencionais  e,  num  futuro  próximo,  de  propulsão nuclear); ou 
  • Curso de Mergulhador de Combate (tropa da Marinha  especializada em ações especiais).

Essas opções dependem de aprovação em exames médicos, psicológicos e físicos específicos. Aqueles  que  não  realizarem  os  cursos  acima  citados realizarão  o  Curso  de  Aperfeiçoamento  de Superfície,  em  três  áreas  distintas  (Máquinas,  Eletrônica  ou  Comunicações),  ou  o  Curso  de Aperfeiçoamento em Hidrografia e Navegação , com as seguintes possibilidades de opções de acordo com as profissões de entrada na Marinha: 

  • Hidrografia e Navegação: Todas as formações; 
  • Máquinas: Eng. Mecânica e Eng. de Controle e Automação e Ciências Náuticas (Máquinas); 
  • Eletrônica: Eng. de Computação, Eng. Elétrica, Eng. Eletrônica e Ciências Náuticas (Náutica); e 
  • Comunicações: Eng. de Telecomunicações e Ciências Náuticas (Náutica). 

 

Os  cursos  têm  um  ano  de  duração  e  são  realizados  no   Rio  de  Janeiro,  com  exceção  do  curso  de aviação, que é realizado parte em Pirassununga – SP e parte em São Pedro D’Aldeia – RJ. 

Grande número daqueles que concluírem o curso de Aviação irá para a cidade de São Pedro D’Aldeia –  RJ,  podendo  também  ir  para  as  cidades  de  Manaus, Rio  Grande  ou  Ladário  servir  em  unidades aéreas como pilotos.

Os submarinistas e os mergulhadores de combate permanecerão no Rio de Janeiro e futuramente irão para uma nova base de submarinos nas proximidades da Cidade de Itaguaí – RJ.

Os   demais   retornarão   aos   navios,   agora   em   funções   mais   técnicas,   nas   suas   áreas   de aperfeiçoamento, desenvolvendo funções que exigem maior capacidade operativa.  

 

Passagem para o Corpo da Armada

Após três anos como Primeiro-Tenente, todos os Oficiais serão promovidos a Capitão-Tenente. Nesse novo posto poderão ser Imediatos (subcomandantes) de navios menores. Realizam um curso de  Estado-Maior,  no qual  aprendem  basicamente  Planejamento  Militar  Naval  e,  após  o  quarto  ano  de Capitão-Tenente, avaliados por uma Comissão Especial, deixarão o Quadro Complementar e passarão a integrar o Quadro de Oficiais da Armada, podendo, a partir daí, serem designados Comandantes de navios. Aqueles que não lograrem êxito na avaliação citada anteriormente poderão, excepcionalmente, passar para o Quadro Técnico, continuando sua carreira.


Benefícios Durante o Curso:

Durante o curso, no posto de Guarda-Marinha, os alunos terão as seguintes vantagens: 

  • Soldo de R$ 6.625,00; 
  • Auxílio para aquisição de uniformes; 
  • Assistência médico-hospitalar; 
  • Alojamento e alimentação, entre outros benefícios.

Benefícios da Carreira Naval: Durante sua carreira, os oficiais, que iniciaram no Quadro Complementar e depois passaram para o Corpo  da  Armada,  terão  a  oportunidade  de  participar  de  diversas  missões  e  Operações  Navais, viajando  e  conhecendo  diversos  lugares  no  Brasil  e no  exterior  e também irão  aprender  a importância  dos  laços  de  amizade  do  homem  do  mar,  que  o  diferencia  de  todos  os  outros profissionais, tornando esta profissão única e apaixonante. 

Realizarão cursos de carreira e terão oportunidade de: 
- Realizarem cursos extraordinários em instituições  civis e militares no Brasil e no exterior;
- Comandarem navios, submarinos e esquadrões de helicópteros e de aviões; 
- Dirigirem organizações militares; 
- Trabalharem no exterior e desempenharem outras atividades de interesse da Marinha. Graças  aos  cursos  e  ao  desempenho  nas  suas  atividades,  poderão  alcançar  os  diversos  postos  da Marinha, chegando por  seus méritos ao posto de Capitão de Mar e Guerra, ou ainda, por escolha de uma Comissão de Avaliação, ser Almirante e chegar até o  posto de Almirante-de-Esquadra, o mais alto da Marinha.  

Vantagens da carreira naval:

  • Perspectiva de crescimento profissional ao longo da carreira; 
  • Bom ambiente de trabalho;
  • Plano  de  carreira  bem  definido,  com  possibilidade de  ascensão  contínua  com  aumento  de salários proporcionais; 
  • Estabilidade após cinco anos de serviço;
  • Ingresso sem exigência de experiência anterior;
  • Salário inicial compatível com o mercado;
  • Salários indiretos e benefícios, tais como: 
    Transferências remuneradas; 
    Possibilidade de moradia quando fora da cidade do Rio de Janeiro; 
    Assistência   médico-hospitalar   para   si   e   para   seus   dependentes   em   instalações exclusivas da Marinha; 
    Instalações    sociorrecreativas    para    si    e    seus    dependentes, mediante pequena mensalidade; 
    Ajuda para aquisição de uniformes; 
    Alimentação;
  • Proventos semelhantes aos da ativa quando estiver na reserva. 
Situação após o curso:

Após  a  aprovação  no  curso  de  formação, o Guarda-Marinha será nomeado Oficial da  Marinha  do  Brasil,  já no posto de Segundo-Tenente e permanecerá no CIAW onde realizará o Curso de Especialização na área de Máquinas ou de Eletrônica. A partir daí seguirá um Plano de Carreira definido.


 

Escola:

Centro de Instrução Almirante Wandenkolk (CIAW).

___________________________________________________________________________

Profissões:


Concentração em Máquinas

Engenharia Aeronáutica
Engenharia de Ambiental e Sanitária
Engenharia Civil*
Engenharia de Bioprocessos
Engenharia Cartográfica e de Agrimensura
Engenharia Elétrica
Engenharia de Fortificação e Construção
Engenharia de Materiais*
Engenharia Mecânica
Engenharia Mecânica de Veículos Militares
Engenharia Metalúrgica
Engenharia de Minas
Engenharia Naval
Engenharia Nuclear
Engenharia Química*
Engenharia de Petróleo
Engenharia de Produção*

Concentração em Eletrônica

Engenharia de Computação
Engenharia de Controle e Automação
Engenharia Elétrica*
Engenharia Eletrônica*
Engenharia de Telecomunicações*

Concentração em Educação Física

Educação Física

Concentração em Sistemas de Armas

Engenharia de Computação
Engenharia de Controle e Automação
Engenharia Elétrica*
Engenharia Eletrônica*
Engenharia de Mecânica de Armamentos
Engenharia de Telecomunicações

* Profissões também disponíveis no Corpo de Engenheiros e/ou no Quadro Complementar da Armada.


Escolaridade:

Ensino Superior na área a que concorre.


Saiba mais:

O  Corpo de Fuzileiros Navais (CFN)  é  uma  força  de  pronto-emprego  de  caráter  expedicionário  por  excelência,  exclusivamente composta  por  militares  voluntários,  submetidos  a  rigoroso  processo  de  seleção  e  treinamento  no combate em terra, mar e ar, com a tarefa de garantir a projeção do Poder Naval em terra, por meio de desembarques realizados em conjunto com navios e efetivos da Marinha do Brasil.

A  existência  do  CFN  é  também  essencial  para  a  defesa  das  instalações  navais  e  portuárias,  dos arquipélagos e ilhas oceânicas nas Águas Jurisdicionais Brasileiras, para atuar em operações de paz e em operações humanitárias, em qualquer lugar do mundo. 

É  composto  pelos  Oficiais  oriundos  da  Escola  Naval e  pelos  Oficiais  que  ingressam  pelo  Quadro Complementar do Corpo de Fuzileiros Navais. 


Principais requisitos:

  • Ser brasileiro nato;
  • Exclusivo para o sexo masculino;
  • Ter menos de 29 anos de idade no dia 1º de janeiro do ano do curso;
  • Possuir bons antecedentes de conduta;
  • Estar em dia com as obrigações do Serviço Militar e da Justiça Eleitoral.

Previsão de Abertura
das Inscrições:

Aguardando edital, veja programação dos concursos aqui.


Etapas do Concurso:

1) Prova objetiva com 50 questões de Conhecimentos Profissionais (CP), Inglês e Redação;
 
2) Eventos Complementares constituídos de: 
a) Inspeção de Saúde (IS);
b) Teste de Aptidão Física (TAF) - natação e corrida;
c) Verificação de Dados Biográficos (VDB) - Fase preliminar.
d) Prova de Títulos
 
3) Curso de Formação de Oficiais (CFO), composto de:
a) Período de Adaptação;
b) Verificação de Documentos (VD);
c) Verificação de Dados Biográficos (VDB) - Fase final;
d) Avaliação Psicológica (AP); e
e) Curso de Formação propriamente dito. 

Provas a serem realizadas:

Prova objetiva com 50 questões de Conhecimentos Profissionais, Inglês, Redação e Prova de Títulos.


O Curso de Formação: 

Os  candidatos  aprovados  para  o  Quadro  Complementar do  Corpo  de  Fuzileiros  Navais  (QC-FN) realizarão  o  Curso  Formação  de  Oficiais,  que  é  constituído  pelo  Ensino  Militar-Naval,  que  visa a proporcionar aos candidatos os conhecimentos básicos de natureza militar-naval, necessários para o ingresso  na  carreira  naval  e  estimular  o  entusiasmo pela  Marinha do Brasil,  seus  costumes  e  tradições,  e  pelo ensino   profissional,   que   visa a   proporcionar   a  habilitação   necessária   ao   exercício   de  funções operativas, técnicas e de atividades especializadas, específicas da Marinha. 

O Ensino Militar-Naval é constituído pelo Período de Adaptação, pelas disciplinas comuns a todos os Corpos e Quadros e pelas disciplinas específicas para o QC-FN. O  Período  de  Adaptação,  com  duração de aproximadamente três  semanas,  será  realizado  em  regime  de aquartelamento, ocasião em que os alunos somente serão liberados nos finais de semana.

O  Ensino  Militar-Naval  e  o  Ensino  Profissional,  excetuando-se  o  Período  de  Adaptação,  terão  a duração  de aproximadamente 39  semanas,  sendo  vinte e  sete  semanas no  Centro  de  Instrução Almirante Wandenkolk (CIAW), na Ilha das Enxadas (Baía de Guanabara), na cidade do Rio de Janeiro, e seis semanas no Centro de Instrução Almirante Sylvio de Camargo (CIASC).

O curso de Formação militar-naval e profissional consta basicamente das seguintes disciplinas: 

  • - Treinamento Físico-Militar; 
  • - Armamento portátil e tiro; 
  • - Procedimento Militar Naval; 
  • - Administração Naval; 
  • - História e Tradições Navais; 
  • - Organização da MB, Meios e Operações Navais; 
  • - Relações Humanas e Liderança; 
  • - Documentação Administrativa na MB; 
  • - Introdução à Tecnologia da Informação; 
  • - Combate a Incêndio; 
  • - Procedimentos de Comunicações na MB; 
  • - Técnicas de Comunicação Oral; 
  • - Organização e Métodos; 
  • - Gestão Contemporânea; 
  • - Noções de Sistemas de Intendência; 
  • - Noções de Direito – I; 
  • - Instrução Básica de Combate; 
  • - Operações de Fuzileiros Navais; e 
  • - Operações Anfíbias.

Local de Formação do Curso:

Centro de Instrução Almirante Wandenkolk (CIAW)
Ilha das Enxadas, s/nº - Baía de Guanabara - Rio de Janeiro/RJ.
Telefone: (21) 2104-6779


Regime:

Semi-internato.


Duração:

39 semanas.


Plano de Carreira:

O curso de especialização em guerra anfíbia

Após a aprovação no curso de formação, o Guarda-Marinha será nomeado Oficial da Marinha do Brasil, passando a ocupar o posto de Segundo-Tenente e permanecerá, de janeiro a maio, no CIASC, onde realizará o Curso de Especialização em Guerra Anfíbia.

Nesse  novo  curso,  são  ministradas  disciplinas  referentes  à  padronização  e  formação  operativa  dos  Oficiais,  dando-lhe  condições  para  assumir  o  comando  dos  Pelotões  de  Fuzileiros,  das Unidades Operativas do Corpo de Fuzileiros Navais. 

Após  esse  curso,  os  tenentes  embarcarão,  por  cerca de  dois  anos  em  quartéis  de  Fuzileiros Navais  -  Unidades  Subordinadas  da  Força  de  Fuzileiros  da  Esquadra,  Batalhões  de  Operações Ribeirinhas  e  Grupamentos  de  Fuzileiros  Navais,  nos diversos  Distritos  Navais,  localizados  nas cidades  do  Rio  de  Janeiro,  Manaus,  Belém,  Natal,  Brasília,  Salvador,  Rio  Grande  (RS)  e  Ladário (MS).

Os tenentes,  portanto,  juntamente  com  aqueles  que  vieram  da  Escola  Naval,  ajudarão  a compor e manter os meios de Fuzileiros Navais da Marinha do Brasil. Farão parte das tripulações das Unidades  Operativas  e  dos  diversos  Grupamentos  Operativos  de  Fuzileiros  Navais  pelo  Brasil  e podendo ter a oportunidade de cumprir missões em outros países.  Após dois anos serão promovidos a Primeiro-Tenente.

Curso de aperfeiçoamento

O  Curso  de  Aperfeiçoamento  de  Oficiais  (CAOCFN)  tem  como  propósito  atualizar  e  ampliar  os conhecimentos dos Oficiais para o exercício de cargos e funções em Estados-Maiores de Unidades e Grupamentos Operativos de Fuzileiros Navais, com ênfase no caráter expedicionário das Forças de Fuzileiros Navais.  

O  CAOCFN  é  dividido  em  quatro  fases,  com  níveis  crescentes  de  complexidade,  com  a  seguinte abordagem: 

1ª fase: Fundamentos das Operações realizadas pelos GptOpFuzNav;
2ª fase: GptOpFuzNav nas Operações Terrestres de caráter naval;
3ª  fase:  Operações  Expedicionárias,  particularmente as  Operações  Anfíbias,  as  Operações  de Evacuação de Não-combatentes e as Operações de Paz; e
4ª fase: Outras operações realizadas pelos GptOpFuzNav, particularmente as Operações Ribeirinhas e as Operações de Garantia da Lei e da Ordem (GLO).

Passagem para o Corpo de Fuzileiros Navais (CFN)

Após  três  anos  como  Primeiro-Tenente,  todos  os Oficiais  serão  promovidos  a  Capitão-Tenente. Realizam  um  curso  de  Estado-Maior,  onde  aprendem  basicamente  Planejamento  Militar  Naval  e, após  o  quarto  ano  de  Capitão-Tenente,  avaliados  por  uma  Comissão  Especial,  deixarão  o  Quadro Complementar e passarão a integrar o Corpo de Fuzileiros Navais. Aqueles que não lograrem êxito na avaliação poderão optar para o Quadro Técnico, a critério da Marinha, continuando sua carreira.


Benefícios Durante o Curso:

Durante o curso, no posto de Guarda-Marinha, os alunos terão as seguintes vantagens: 

  • Soldo de R$ 6.625,00 
  • Auxílio para aquisição de uniformes; 
  • Assistência médico-hospitalar; 
  • Alojamento e alimentação, entre outros benefícios

Benefícios da Carreira Naval:

Durante sua carreira, os Oficiais que iniciarem no Quadro Complementar e depois passarem para o Corpo  da  Armada,  terão  a  oportunidade  de  participar  de  diversas  missões  e  Operações  Navais, viajando  e  conhecendo  diversos  lugares  no  Brasil  e no  exterior  e também irão  aprender  a importância  dos  laços  de  amizade  do  homem  do  mar,  que  o  diferencia  de  todos  os  outros profissionais, tornando esta profissão única e apaixonante. 

Realizarão cursos de carreira e terão oportunidade de: 

-Realizarem cursos extraordinários em instituições  civis e militares no Brasil e no exterior;

-Comandarem navios, submarinos e esquadrões de helicópteros e de aviões; 

-Dirigirem organizações militares; 

-Trabalharem no exterior e desempenharem outras atividades de interesse da Marinha.

Graças  aos  cursos  e  ao  desempenho  nas  suas  atividades,  poderão  alcançar  os  diversos  postos  da Marinha, chegando por  seus méritos ao de Capitão de Mar e Guerra, ou ainda, por escolha de uma Comissão de Avaliação, ser Almirante e chegar até o  posto de Almirante-de-Esquadra, o mais alto da Marinha.  

Vantagens da carreira naval:

  • Perspectiva de crescimento profissional ao longo da carreira; 
  • Bom ambiente de trabalho;
  • Plano  de  carreira  bem  definido,  com  possibilidade de  ascensão  contínua  com  aumento  de salários proporcionais; 
  • Estabilidade após cinco anos de serviço; 
    Ingresso sem exigência de experiência anterior;
    Salário inicial compatível com o mercado;
    Salários indiretos e benefícios, tais como: 
    Transferências remuneradas; 
    Possibilidade de moradia quando fora da cidade do Rio de Janeiro; 
    Assistência   médico-hospitalar   para   si   e   para   seus   dependentes   em   instalações exclusivas da Marinha; 
    Instalações    sociorrecreativas    para    si    e    seus    dependentes, mediante pequena mensalidade; 
    Ajuda para aquisição de uniformes; 
    Alimentação;
    Vencimentos semelhantes aos da ativa quando estiver na reserva. 

    __________________________________________________________________

Situação após o curso:

Após  o Curso de Formação, os Segundos-Tenentes  embarcarão  por  cerca de  dois  anos  em  quartéis  de  Fuzileiros Navais  -  Unidades  Subordinadas  da  Força  de  Fuzileiros  da  Esquadra,  Batalhões  de  Operações Ribeirinhas  e  Grupamentos  de  Fuzileiros  Navais,  nos diversos  Distritos  Navais,  localizados  nas cidades  do  Rio  de  Janeiro,  Manaus,  Belém,  Natal,  Brasília,  Salvador,  Rio  Grande  (RS)  e  Ladário (MS).


 

Diretoria de Ensino da Marinha

Rua Visconde de Itaboraí, nº 69 - Centro - Rio de Janeiro/RJ - CEP 20010-060 - Tel.: (21) 2104-6006.


Vila Velha / ES.

Escola de Aprendizes-Marinheiros do Espírito Santo (EAMES) - Enseada do Inhoá, s/nº - Prainha - Vila Velha/ES - CEP 29100-900 - Tel.: (27) 3041-5417.


Salvador / BA.

Serviço de Recrutamento Distrital do Comando do 2º Distrito Naval - Avenida das Naus, s/nº - Comércio - Salvador/BA - CEP 40015-270 - Tel.: (71) 3507-3825/3727.


Natal / RN.

Serviço de Recrutamento Distrital do Comando do 3º Distrito Naval – Rua Coronel Flamínio, S/N – Santos Reis – Natal/RN – CEP: 59010-500 – Tel.: (84) 3216-3117.


Olinda / PE.

Escola de Aprendizes-Marinheiros de Pernambuco (EAMPE) - Avenida Olinda, s/nº - Complexo de Salgadinho - Olinda/PE - CEP: 53010-000 - Tel.: (81) 3412-7615.


Fortaleza / CE.

Escola de Aprendizes-Marinheiros do Ceará (EAMCE) - Avenida Coronel Filomeno Gomes, nº 30 - Jacarecanga - Fortaleza/CE - CEP 60010-280 - Tel.: (85) 3288-4726.


Belém / PA.

Serviço de Recrutamento Distrital do Comando do 4º Distrito Naval - Praça Carneiro da Rocha, s/nº - Cidade Velha - Belém/PA - CEP 66020-150 - Tel.: (91) 3216-4022.


São Luís / MA.

Departamento do Ensino Profissional Marítimo da Capitania dos Portos do Maranhão - Avenida José Sarney, s/nº - Complexo Jenipapeiro/Camboa – São Luís/MA - CEP 65020-720 - Tel.: (98) 2107-0150/0157.


Rio Grande / RS.

Serviço de Recrutamento Distrital do Comando do 5º Distrito Naval - Rua Almirante Cerqueira e Souza, nº 197 - Centro - Rio Grande/RS - CEP 96201-260 - Tel.: (53) 3233-6106.


Porto Alegre / RS.

Capitania Fluvial de Porto Alegre - Rua dos Andradas, nº 386 - Centro - Porto Alegre/RS - CEP 90020-000 - Tel.: (51) 3226-1711 ramais 39 e 42.


Florianópolis / SC.

Escola de Aprendizes-Marinheiros de Santa Catarina (EAMSC) – Avenida Marinheiro Max Schramm, nº 3028 - Estreito - Florianópolis/SC - CEP 88095-900 - Tel.: (48) 3298-5075/3024-3411.


Ladário / MS.

Serviço de Recrutamento Distrital do Comando do 6º Distrito Naval - Rua 14 de Março, s/nº - Centro – Ladário/MS - CEP 79370-000 - Tel.: (67) 3234-1232.


Brasília / DF.

Serviço de Recrutamento Distrital - Esplanada dos Ministérios - Bloco "N" - Térreo - Prédio Anexo ao do Comando da Marinha - Brasília/DF - CEP 70055-900 - Tel.: (61) 3429-1190.


São Paulo / SP.

Comando do 8º Distrito Naval - Rua Estado de Israel, nº 776 - Vila Clementino – São Paulo/SP - CEP 04022-002 - Tel.: (11) 5080-4797/ 4859.


Manaus / AM.

Comando do 9º Distrito Naval - Rua Bernardo Ramos, s/nº - Centro - Ilha de São Vicente - Manaus/AM - CEP 69005-310 - Tel.: (92) 2123-2278/2275.


Cuiabá / MT (1)

Serviço de Recrutamento Distrital do Comando do 6º Distrito Naval - Rua 14 de Março, s/nº - Centro – Ladário/MS - CEP 79370-000 - Tel.: (67) 3234-1232. (2)


(1) No ato da inscrição os candidatos que escolherem a cidade de Cuiabá/MT realizarão a prova escrita objetiva de conhecimentos profissionais e a redação na respectiva cidade e estarão vinculados ao Serviço de Recrutamento Distrital do Comando do 6º Distrito Naval, OREL responsáveis por tal área geográfica.

(2) Os candidatos aprovados e convocados para os Eventos complementares realizarão suas etapas nas cidades das OREL as que estiverem vinculadas.