Conheça o Corpo de Saúde da Marinha do Brasil

O Corpo de Saúde da Marinha do Brasil (MB) é dividido em três Quadros: o Quadro de Médicos (CSM-MD), Quadro de Cirurgiões-Dentistas (CSM-CD) e o Quadro de Apoio à Saúde (CSM-S). Ele destina-se a suprir a Marinha com Oficiais para cargos referentes às atividades necessárias ao cuidado da saúde dos militares da Força.

Se você é médico, tem menos de 36 anos no dia 1° de janeiro de 2019, é brasileiro nato e tem a graduação completa na área que concorre pode fazer parte do Corpo de Saúde da Força. A previsão para a divulgação do Edital de 2018 é até o dia 30 de junho.

Saiba mais sobre o Quadro de Médico

O Quadro de Médicos é voltado para os Oficiais atuarem na medicina assistencial (ambulatórios, policlínicas e hospitais navais), medicina operativa (navios e tropas), medicina pericial (juntas de saúde) e pesquisas médicas (em instituto de pesquisas biomédicas).

São contempladas diversas áreas de Medicina no concurso, como área de conhecimento específico em Clínica Médica, Cirurgia Geral, Radiologia, Anestesiologia, Ginecologia e Obstetrícia, Pediatria, Psiquiatria, Ortopedia e Traumatologia.

Clique aqui para você saber como foram os Editais e provas anteriores.

Um pouco sobre o Quadro de Cirurgiões-Dentistas

No Quadro de Cirurgiões-Dentistas são aceitas as seguintes profissões: Cirurgião-Dentista, Cirurgia e Traumatologia Buco-Maxilo-Facial, Dentística, Endodontia, Implantodontia, Odontopediatria, Ortodontia, Patologia Bucal e Estomatologia, Periodontia, Prótese Dentária e Radiologia.

Veja aqui os Editais e provas dos anos anteriores.

Conheça agora o Quadro de Apoio à Saúde

Já no Quadro de Apoio à Saúde as profissões solicitadas são: Enfermagem, Farmácia, Fisioterapia, Fonoaudiologia e Nutrição.

Saiba como foram os Editais e provas anteriores.

Para se tornarem Oficiais do Corpo de Saúde, os alunos estudam no Centro de Instrução Almirante Wandenkolk (CIAW) ao longo de 39 semanas, com soldo em torno de R$ 6.900,00 enquanto estiverem no posto de Guarda-Marinha. Após a formação, eles passam a receber iniciais de R$ 11 mil como Primeiro-Tenente, além de diversos benefícios como alimentação no local, ajuda para aquisição de uniformes, Instalações sociorrecreativas para si e seus dependentes, estabilidade, possibilidade de fazer cursos e viagens no Brasil e exterior, entre outros.