Fragatas Classe “Tamandaré” (FCT)

A obtenção de quatro Fragatas da Classe “Tamandaré” (FCT) faz parte de um dos Programas Estratégicos da Marinha do Brasil (MB), suas construções serão gerenciadas EMGEPRON e executadas pela Sociedade de Propósito Específico Águas Azuis - SPE, composta pelas empresas: Thyssenkrupp Marine Systems, Embraer Defesa & Segurança e Atech.

O Programa FCT tem o propósito de modernizar o Núcleo do Poder Naval para garantir a soberania do País e incentivar o crescimento da Indústria de Defesa Nacional. Ademais, incrementar a produção de bens ou prestação de serviços efetivamente realizados por empresas brasileiras, ao prever índices expressivos de Conteúdo Local para os seus navios, que alcançarão percentuais na ordem de 40%, com metodologia de controle desenvolvida pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico Social (BNDES).

As Fragatas da Classe “Tamandaré” serão navios escoltas versáteis e de elevado poder combatente, capazes de se contraporem a múltiplas ameaças e destinados à proteção do tráfego marítimo e a negação do uso do mar, podendo realizar missões de defesa do litoral brasileiro. Além disso, serão empregados na patrulha das Águas Jurisdicionais Brasileiras, com ênfase na fiscalização e proteção das atividades econômicas, principalmente a petrolífera e a pesqueira. O início da construção da primeira fragata está previsto para 2021 e a entrega para ocorrer entre 2025 e 2028.