Estão abertas as inscrições para o Curso de Extensão em Estudos Marítimos

Enviado em: 08/04/2024


A Escola de Guerra Naval (EGN) implementou, em 2020, o Curso de Extensão em Estudos Marítimos (C-EEM), destinado a profissionais civis dos setores público e privado, com formação superior. O curso tem o propósito de estudar temas relevantes sobre o Poder Marítimo e o Poder Naval, ampliando a mentalidade marítima na sociedade. “O C-EEM visa mostrar a importância do mar para o Brasil, especialmente da Amazônia Azul, que é parte do oceano Atlântico, sobre a qual o Brasil exerce soberania. Dessa forma, contribui na capacitação dos profissionais para uma maior compreensão dos aspectos econômicos, ambientais, científicos e da soberania nacional no que tange à Amazônia Azul”, explica o Encarregado do Curso, o Capitão de Mar e Guerra (RM1) Ricardo Moniz de Aragão.

O C-EEM é ministrado de forma híbrida, utilizando a metodologia do Ensino a Distância (EAD) e atividades presenciais. É desenvolvido durante 17 semanas (de junho a dezembro) e a grade curricular abrange as seguintes disciplinas: Economia do Mar; Política Naval; Estratégia Marítima e Naval; Geopolítica e Oceanopolítica; e Direito Internacional Público.

No final do Curso, os alunos participam de um Jogo de Crise, conduzido pelo Centro de Jogos de Guerra da EGN, no Rio de Janeiro. Essa atividade é realizada em conjunto com os oficiais-alunos do Curso de Politica e Estratégias Marítimas (C-PEM), voltado para Capitães de Mar e Guerra. Os integrantes do C-EEM também têm a oportunidade de visitar (atividade opcional) o Complexo Naval de Itaguaí.

Em foco: Estratégias e Políticas

Entre os temas “são abordados os principais marcos que caracterizaram a evolução do pensamento estratégico naval brasileiro, o conceito de estratégia e a necessidade de um planejamento estratégico de longo prazo”, destaca o Capitão de Mar e Guerra (RM1) Alceu Jungstedt, instrutor da disciplina Estratégia Naval. “Incentivamos o debate acerca do conceito de estratégia ao longo do tempo e a análise do atual ambiente estratégico marítimo”, pontua o instrutor de Estratégia Marítima, Capitão de Mar e Guerra (RM1) Emílio Coelho.

O curso possibilita discutir os documentos de alto nível do País, como a Política Marítima Nacional, a Política Nacional para os Recursos do Mar e o Plano Setorial para os Recursos do Mar, observa o instrutor da disciplina de Política, Capitão de Mar e Guerra (RM1) Otacílio Peçanha. Na disciplina o Poder Naval, também são debatidas a Política Nacional de Defesa e a Estratégia Nacional de Defesa e as perspectivas para a Política Naval nos próximos anos.

Público-alvo e inscrições

Desde sua implementação, o curso conta com profissionais, oriundos de várias instituições: universidades; Senado Federal; Câmara dos Deputados; Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes; Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio); Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento; Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais (IBAMA); Receita Federal; Tribunal de Contas; Advocacia-Geral da União; Agência Brasileira de Inteligência, Ministério da Ciência Tecnologia e Inovação, entre outros órgãos e entidades; além de pesquisadores e profissionais autônomos.

O C-EEM é gratuito, no entanto, “os gastos com passagens e hospedagem para participar das atividades presenciais ficam a cargo do participante ou da entidade à qual pertence”, observa o Comandante Moniz de Aragão. O curso disponibilizará até 30 vagas e as inscrições encerram no dia 15 de abril. Para obter mais informações sobre o funcionamento e o cronograma do curso, bem como fazer as inscrições (o processo de seleção compreende análise da documentação do candidato), os interessados podem entrar em contato pelo e-mail egn.ceem@marinha.mil.br .