Escola de Guerra Naval é palco do Seminário “Combatendo Ameaças Transnacionais”

   Entre os dias 11 e 13 de junho, foi realizado o Seminário Countering Transnational Threats (Combatendo Ameaças Transnacionais), voltado para a gestão da segurança integrada e à cooperação interagências. A Escola de Guerra Naval (EGN) sediou o primeiro dia do evento, que teve sequência, respectivamente, na Escola de Comando e Estado-Maior do Exército (ECEME) e na Escola Superior Guerra (ESG). As três instituições fazem parte, juntamente com outras entidades, do Projeto Pró-defesa IV, desenvolvido pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) e pelo Ministério da Defesa.
   O Seminário compreendeu quatro mesas-redondas e dois workshops temáticos, voltados às definições conceituais e aos modelos de arquitetura que envolvem segurança e defesa no território nacional. Foram abordados tópicos como políticas de segurança, gestão de segurança integrada, desafios à governança, contraterrorismo, narcóticos, tráfico de armas e de pessoas, lavagem de dinheiro, financiamento do terrorismo, cooperação interinstitucional e internacional.
   O evento contou com a parceria do William J. Perry Center for Hemispheric Defense Studies (Centro de Estudos de Defesa Hemisférica, sediado nos EUA), como parte do Programa de Engajamento Bilateral para Combate de Ameaças Transnacionais. O objetivo do encontro, que reuniu palestrantes e participantes norte e sul-americanos, foi o fortalecimento das oportunidades de trabalho em rede.
   Em complemento, no dia 12 de junho, o Diretor da EGN, Contra-Almirante Edgar Luiz Siqueira Barbosa, reuniu-se com o Diretor do Centro Willian J. Perry, Lieutenant General Frederik Rudesheim, e outros representantes da instituição, com o propósito de estabelecimento de futuras parcerias.

Especialistas debateram vários tópicos voltados para a segurança integrada.

O Diretor do Wiliam J. Perry Center e o Diretor da EGN reuniram-se no dia 12 de junho.