Heráldica


Descrição

Num escudo boleado, encimado pela Coroa Naval e envolto por elipse feita de cabo, em ouro, terminando em nó direito. No campo azul, míssil e canhão antigo, ambos de ouro e dispostos em aspa, encimados por uma antena de prata; em chefe uma elipse de prata posta em banda, envolvendo duas outras menores do mesmo metal, passadas em cruz e circunscrevendo seis besantes de prata dispostos em círculo, tendo outro deste metal ao centro. Pendente do escudo, a insígnia da Ordem do Mérito Naval.

 

Explicação

No campo azul, esmalte clássico da Marinha, o canhão e o míssil aludem ao armamento naval em sua evolução histórica, enquanto a antena recorda a detecção dos alvos. No chefe, as três elipses de prata aludem às órbitas dos eléctrons e os besantes de prata lembram os prótons e os nêutrons, evocando a eletrônica, base dos modernos sistemas de armas, referindo-se às precípuas atividades da Diretoria em apreço. A insígnia pendente do escudo, foi a este anexada em decorrência do Decreto de 25 de maio de 2017, que outorgou a comenda à Diretoria de Sistemas de Armas da Marinha.