Notícias

Palestra na Biblioteca da Marinha discute os novos caminhos da biblioteconomia



À luz das novas tecnologias da informação, que perspectivas de trabalho se apresentam para a biblioteconomia hoje? Entendendo o quanto a contemporaneidade torna imperioso às diversas áreas do conhecimento atualizar-se, revendo seus papéis, dinâmicas e processos, a Biblioteca da Marinha (BM), no Rio de Janeiro, realizou, em 27 de março de 2018, uma palestra sobre os “novos desafios do bibliotecário” no cenário atual.

O evento, alusivo ao Dia do Bibliotecário (celebrado em 12 de março), reuniu alunos da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), da Universidade Federal Fluminense (UFF) e da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio), profissionais da área, além de militares da Marinha do Brasil.

Tema “Novos desafios do bibliotecário” atrai civis e militares para palestra na BM



Discutiu-se, entre outras questões, a valorização do bibliotecário e a Lei Federal nº 12.244, de 24 de maio de 2010, que regulamenta que toda instituição de ensino deve dispor de uma biblioteca até 2020. Debateu-se, ainda, como se posicionar frente às demandas tecnológicas e lidar com a organização deste novo formato de informação.

As reflexões suscitadas pela temática foram conduzidas pelos editores da revista Biblioo, o Segundo-Tenente (RM2-T) Rodolfo Targino de Araújo, e o jornalista Francisco de Paula Araújo, ambos bibliotecários, que fizeram também uma apresentação sobre o pioneiro e inovador periódico, dedicado às áreas do livro, leitura, literatura e bibliotecas.

Após a palestra, foram sorteados exemplares de livros diversos, reiterando o papel do bibliotecário como guardião e gestor daquilo que interliga olhares e aguça saberes: a informação.


Editores da revista Biblioo entregam um dos livro sorteados
à universitária Nathalia Varella, aluna de Biblioteconomia e Documentação na UFF