O Emprego Permanente do Poder Naval

CIRCUITO EXPOSITIVO

Sala 7

Durante o século XX, ocorreram duas guerras mundias e o Brasil se viu agredido no mar por submarinos. A Marinha participou da Primeira Guerra Mundial principalmente por meio da Divisão Naval de Operações de Guerra(DNOG), cuja tarefa era o patrulhamento de um trecho da costa africana.

Na Segunda Guerra Mundial, coube à Marinha proteger os comboios de navios mercantes, que asseguraram o abastecimento das cidades brasileiras e transportaram matérias-primas vitais para o esforço de guerra aliado. Nesta sala é ressaltado o emprego do Poder Naval em tempos de paz, por sua importância na defesa dos interesses do País. Ele envolve um conjunto de ações necessarias para que os conflitos de interesses com outros países não saiam da esfera da diplomacia. O Brasil também participou de muitas operações de paz, patrocinadas por organizações internacionais (ONU e OEA).

A exposição também destaca o desenvolvimento dos navios de guerra do final do século XIX ao início do XXI. De simples plataformas para transportar armamento, eles se tornaram complexos sistemas, onde a tripulação, as máquinas, o armamento e outros equipamentos se integram.