Biblioteca da Marinha

Últimas Aquisições da Biblioteca da Marinha


                                                        


A Biblioteca da Marinha teve origem no Depósito de Escritos da Real Academia dos Guardas-Marinha de Portugal, em 1802, o qual foi transferido para o Brasil com a Academia, em 1808. Em 17 de outubro de 1846 passou a chamar-se Biblioteca da Marinha, pelo Decreto nº 479.

Com um acervo de aproximadamente 67 mil exemplares, entre livros, folhetos, periódicos e mapas, a Biblioteca da Marinha é especializada nas áreas de História Geral, História do Brasil, História Naval, História Militar e Cartografia.

Possui três divisões: Acesso ao Material Bibliográfico, Processamento Técnico e Materiais Especiais (Seções de Mapoteca e Obras Raras).

A Divisão de Acesso ao Material Bibliográfico é composta por um salão de leitura, com coleção de obras de referência, e por dois serviços de extensão fora do espaço físico da biblioteca: a Biblioteca Volante e as Bibliotecas Rotativas.

A Divisão de Processamento Técnico prepara as publicações para que os usuários possam ter acesso a seus conteúdos.

A Divisão de Materiais Especiais está subdividida em duas seções:

1) Seção de Mapoteca: possui coleção de cartas náuticas antigas (manuscritas e impressas) e modernas, e preciosa coleção de atlas de grande valor histórico e cartográfico, abrangendo o período que vai desde o grande esplendor atingido pela cartografia no século XVI até as inovações técnicas do século XX, onde se destacam:

ABRAHAM ORTELIUS. Theatrum orbis terrarum. 1570 (primeiro atlas impresso no mundo, com apenas quatro exemplares existentes no mundo);
THOMASO PERCACCIDA CASTIGLIONE. L’isole piu famoso del mondo. 1590;
ABRAHAM ORTELIUS. Epitome theatri orteliani proecipuarum orbis regionum... 1601;
PETRUS BERTY. Tabularum geographicarum contractarum, 1618;
COLEÇÃO de cartas hidrográficas da Região Amazônica. 1780-1781 (aquarelas manuscritas); e
ATLAS des enfants ou nouvelle methode pour appendre, 1784.


2) Seção de Obras Raras: possui obras científicas, tecnológicas, filosóficas, geográficas, históricas e de assuntos gerais do século XVI ao século XX, com predominância dos séculos XVIII e XIX, além de Roteiros de Navegação, onde se destacam:

PEDRO DE MEDINA. L’art de naviguer. 1554 (livro básico para o estudo da navegação e para a história da Cartografia);
BREVE compendio de la sphera y de la arte de navegar com nuevos instrumentos y reglas. 1551 (obra sobre descobertas em regiões da América, inclusive o Brasil);
JUAN MARTINEZ POBLACIÓN. De usu octenium in Brasilia. 1647 (obra sobre o período holandês no Brasil); e
EUCLIDIS MEGARENSIS . Clarissimi philosophi, geometricorum, elementorum liber. Paris: H. Steph, 1534. 3 v.


INFORMAÇÕES

Visitação: De 2a a 6a, das 8h às 16h
Endereço: Rua Mayrink Veiga 28, Centro, RJ

Telefones: (21) 2516-0265, 2516-8784
Email: dphdm.biblioteca@marinha.mil.br