Diretoria de Hidrografia e Navegação realiza homenagem alusiva ao Centenário do Vice-Almirante Freitas (in memoriam)

Notícias
domingo, 9 Junho, 2019
Familiares do Vice-Almirante Freitas presentes na homenagem
 
Por ocasião da cerimônia alusiva ao Dia Mundial dos Oceanos, comemorado no dia 8 de junho, a Diretoria de Hidrografia e Navegação (DHN) homenageou o Vice-Almirante Paulo Irineu Roxo Freitas (in memoriam), pelo transcurso do centenário do seu nascimento, em 21 de abril. O evento contou com as presenças do Diretor e de Ex-Diretores de Hidrografia e Navegação, Almirantes Hidrógrafos, do Diretor de Patrimônio Histórico e Documentação da Marinha e familiares do homenageado. Na ocasião, o Comandante da Base de Hidrografia da Marinha em Niterói, Capitão de Mar e Guerra Mario Orlando de Carvalho Júnior, fez uma apresentação sobre a biografia do Almirante Freitas.
 
Oficial Hidrógrafo da Turma de 1948, o Almirante Freitas contribuiu para o desenvolvimento da Hidrografia Brasileira. Sob seu comando, o NHi “Rio Branco” cumpriu, em 1956, sua última comissão, a Campanha da Barra Norte do Amazonas, até então nunca demandada por navios de grande porte. Levantou a foz do grande rio, completando o trabalho iniciado em 1952, pelo então Capitão-Tenente Maximiano. A partir dessa iniciativa, abriu-se à navegação uma área de reconhecida importância econômica.
 
Em 1962, no comando da Flotilha do Amazonas, hidrografou parte da bacia fluvial. Em seis meses, produziu croquis relativos a mais de 3.500 milhas náuticas. Com isso, conquistou liberdade operativa para a Flotilha, demonstrando na prática, a relevância estratégica da Hidrografia para o emprego do Poder Naval. Também destacou-se pela autoria de proposta de decreto, publicado em 1968, regulando a pesquisa no mar territorial e na plataforma continental. Alguns dos princípios, então estabelecidos, foram incorporados à Convenção das Nações Unidas para o Direito do Mar (CNUDM). Devido à relevância da contribuição do Almirante Freitas para o Serviço Hidrográfico brasileiro, empresta seu nome ao Píer principal do Complexo Naval da Ponta da Armação.
 
(da esq. p/dir.) Almirante de Esquadra Palmer, Tânia e Paulo Márcio (filha e sobrinho do Vice-Almirante Freitas) e Vice-Almirante Garcez