Navio Hidrográfico “Sirius” finaliza a Comissão Projeto Cartográfico Sul II

Notícias
segunda-feira, 8 Outubro, 2018
Cerimonial à Bandeira realizado no convoo com a presença
de alunas de oceanografia da Universidade Federal do Paraná
 
Em 5 de outubro, o Navio Hidrográfico “Sirius” concluiu a Comissão Projeto Cartográfico Sul II, que consistiu em um levantamento hidrográfico na Baía de Sepetiba, na Baia da Ilha Grande e na parte ao sul da Ilha Grande, no Rio de Janeiro.
 
A referida Comissão possibilitou a atualização de dados batimétricos na carta náutica 1621, que engloba o canal de acesso do Terminal da Ilha da Guaíba, terceiro maior terminal de embarque de minério de ferro do Brasil, e o Porto de Itaguaí, segundo maior porto em movimentação de cargas por navegação de longo curso, sendo assim, uma área de intenso fluxo de navios mercantes.
 
Quando for comissionado o Complexo Naval de Itaguaí, este será o principal acesso à nova Base da Marinha do Brasil, a qual abrigará o submarino com propulsão nuclear.
 
Através do uso de bote de sondagem, foi possível realizar o levantamento hidrográfico na parte sul da Ilha de Jorge Grego, área até então não hidrografada. Além de realizar sondagens batimétricas na área, o NHi “Sirius” reestabeleceu o Farol da Marambaia e o Farolete da Ilha de Pau a Pino.
 
Após 2170 milhas náuticas navegadas (cerca de 1350Km) e 25 dias de mar, o NHi “Sirius” retornou ao Complexo Naval da Ponta da Armação com mais um levantamento hidrográfico bem-sucedido e com a missão cumprida de ter contribuído para a segurança da navegação.
 
Interpolação Numérica de dados batimétricos referente à
área levantada para a atualização da carta 1621