Projeto GEBCO e Fundação Nippon conduzem projeto "Seabed 2030"

Notícias
segunda-feira, 1 Março, 2021

Na Conferência do Oceano das Nações Unidas, em 2017, o projeto Carta Batimétrica Geral dos Oceanos (General Bathymetric Chart of the Oceans - GEBCO) e a Fundação Nippon anunciaram o lançamento do projeto “Seabed 2030”, com a proposta de obter o recobrimento batimétrico total do fundo marinho até 2030, em apoio ao cumprimento do Objetivo de Desenvolvimento Sustentável de número 14 (“conservar e utilizar de forma sustentável os oceanos, mares e recursos marinhos para o desenvolvimento sustentável”) da Agenda 2030 das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável.
O projeto GEBCO é um trabalho conjunto da Organização Hidrográfica Internacional (OHI) e da Comissão Oceanográfica Intergovernamental da UNESCO (COI), criado em 1903, e dispõe de expertise em mapeamento dos mares e oceanos.
A Fundação Nippon é uma organização privada, sem fins lucrativos, criada em 1962, que aplica os recursos que lhe são disponibilizados em atividades filantrópicas, e busca o desenvolvimento marítimo global e a assistência para o trabalho humanitário, tanto no Japão quanto em outros países.
O projeto “Seabed 30” certamente contribuirá para a compreensão da circulação oceânica, para o planejamento espacial marinho, para a previsão dos efeitos de tsunamis e de eventos extremos, para o planejamento do traçado de rota de cabos e dutos submarinos, além de vários outros benefícios. A profundidade, a forma e a composição do fundo marinho são elementos fundamentais necessários para explorar, desenvolver sustentavelmente, compreender, conservar e gerenciar os recursos naturais costeiros e offshore.
O “Seabed 2030” dispõe de uma equipe do projeto com a responsabilidade pelo gerenciamento das atividades técnicas, possui centros regionais para compilação dos dados batimétricos, abrangendo todos os oceanos, sendo um deles para atender os Oceanos Atlântico e Índico, e um centro global para produção e fornecimento dos produtos GEBCO.
Os dados batimétricos em contribuição para o projeto “Seabed 2030” serão armazenados no centro de dados batimétricos da OHI (IHO Data Center for Digital Bathymetry – DCDB).
A Diretoria de Hidrografia e Navegação (DHN), que é o Serviço Hidrográfico Brasileiro, vem contribuindo com o projeto “Seabed 2030” desde o seu lançamento.
Em 2020, o projeto “Seabed 2030” divulgou o mapeamento dos mares e oceanos com uma cobertura de 19% do fundo marinho global, com base nas resoluções horizontais estabelecidas, considerando os dados batimétricos disponíveis.
Visite a página https://seabed2030.gebco.net/ e conheça o projeto “Seabed 2030” !
Aos interessados em contribuir com o projeto “Seabed 2030”, disponibilizando dados batimétricos, pretéritos e futuros, de um levantamento hidrográfico ou de uma pesquisa científica, solicita-se entrar em contato com a DHN (dhn.intrel@marinha.mil.br).
Contribua com o projeto “Seabed 2030” e com a Agenda 2030 das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável !