Grupamento de Navios Hidroceanográficos (GNHo)

APRESENTAÇÃO

O Grupamento de Navios Hidroceanográficos (GNHo) é um órgão do Comando da Marinha do Brasil (MB), localizado no Complexo Naval da Ponta da Armação (CNPA), em Niterói, é subordinado diretamente à Diretoria de Hidrografia e Navegação (DHN), tendo como meios subordinados os Navio de Apoio Oceanográfico “Ary Rongel”, Navio Polar “Almirante Maximiano”, Navio Hidrográfico “Sirius”, Navio Hidroceanográfico Faroleiro “Almirante Graça Aranha”, Navio Oceanográfico “Antares”, Navio Hidroceanográfico “Cruzeiro do Sul”, Navio de Pesquisas Hidroceanográfico “Vital de Oliveira”, Navio Hidroceanográfico “Taurus” e Navio Hidroceanográfico “Amorim do Valle”.

 

FALE CONOSCO

Secretaria e Comunicações - Telefone: (21) 2189-3568

(dias úteis, das 8h às 12h e das 13h às 16h).

Ouvidoria: +55 21 2189-3853

E-mail: ouvidoria@gnho.mar.mil.br

 

Heráldica

                                        

Explicação da Heráldica:

Num escudo boleado, encimado pela coroa naval, no campo de azul silhueta de bode verde, brocante sobre âncora de prata, em pala, com anete voltado para cima, com conjunto de cinco estrelas de prata em seu entorno; em contra-chefe faixado-ondado de azul e prata de três peças.

Descrição da Heráldica:

No campo de azul, esmalte clássico da Marinha, o cruzeiro do sul e o faixado-ondado aludem ao oceano Atlântico Sul, área de atuação dos navios subordinados ao Grupamento de Navios Hidroceanográficos. O bode verde, símbolo informal da Hidrografia, e a âncora de prata representam as atividades hidroceanográficas e de segurança da navegação, realizadas pelos navios do citado Grupamento.

 

Histórico

A Superintendência de Navios da Diretoria de Hidrografia e Navegação (DHN-03) foi criada em 1990, como um componente organizacional com características de Estado-Maior, para cuidar dos assuntos afetos aos Navios Subordinados (NavSub), funcionando nas instalações da Ilha Fiscal. Em 31 de outubro de 1996, foi transformada no Grupamento de Navios Hidroceanográficos (GNHo). Em março de 1998, transferiu-se para a Ponta da Armação, ocupando instalações provisórias até janeiro de 1999, quando passou à sua sede atual. Juntamente com a Diretoria de Hidrografia e Navegação (DHN), o Centro de Hidrografia da Marinha (CHM), o Centro de Auxílios à Navegação Almirante Moraes Rego (CAMR) e a Base de Hidrografia da Marinha em Niterói (BHMN), integra o Complexo Naval da Ponta da Armação (CNPA). O pessoal lotado no GNHo passou a contar tempo de embarque, em face de ser um Comando de Força, com a publicação da Portaria no 99, de 27 de março de 2002, do Comandante da Marinha, que aprovou as Normas Gerais para o Embarque/Tropa e Tempo de Viagem/Operação.

 

 

MISSÃO

Preparar e aprestar os Navios subordinados, a fim de contribuir para o cumprimento das atividades relacionadas à Diretoria de Hidrografia e Navegação (DHN).
 
 

VALORES

Os valores formam a base ética e moral que orienta o comportamento e a atuação pessoal e profissional dos militares do GNHo. Além dos valores da Marinha do Brasil, a OM possui valores que balizam o cotidiano.

Seguem os principais valores do GNHo:

  • Comprometimento com o Serviço Hidroceanográfico e a Segurança da Navegação;
  • Excelência na aquisição de dados hidroceanográficos, que serão a referência para os serviços prestados e produtos oferecidos;
  • Liderança para guiar a equipe ao atingimento das metas;
  • Coragem para superar os óbices;
  • Competência no desempenho das atividades;
  • Espírito de Equipe para realizar as tarefas de forma compartilhada;
  • Iniciativa para antecipar-se aos fatos;
  • Profissionalismo na condução das tarefas;
  • Perseverança na busca da consecução das missões atribuídas; e
  • Compromisso perene com o bem-estar do pessoal.

 

VISÃO DE FUTURO

A busca do incremento progressivo e consistente da eficiência deve ser constante, uma vez que reduz custos e mantém o elevado padrão das condições operativas dos meios navais subordinados, capacitando-os ao cumprimento de suas missões. O GNHo tem como objetivo ser reconhecido, até 2020, como um Grupamento de referência na sustentabilidade, gerência e execução eficientes do apoio às Operações Navais, com o eficaz emprego dos meios subordinados, para o cumprimento, com efetividade, das tarefas que lhe forem atribuídas. O GNHo também possui como metas a vanguarda nas operações de pesquisa e prospecção na Amazônia Azul e a cooperação quanto à participação do país em projetos no Continente Antártico.
 

NAVIOS SUBORDINADOS