Centro de Instrução e Adestramento Almirante Radler de Aquino

Apresentação

Originado no desmembramento da Superintendência de Ensino da Diretoria de Hidrografia e Navegação, o Centro de Instrução e Adestramento Almirante Radler Aquino (CIAARA) com sede na cidade de Niterói, RJ, criado pela Portaria n⁰ 235 de 22 de setembro de 2019, sob a subordinação daquela Diretoria passa a ter suas organizações e atividades estruturadas pelo presente regulamento.

Heráldica

                                           

 

DESCRIÇÃO DA HERÁLDICA:

Num escudo boleado, encimado pela coroa naval e envolto por um elipse feita de cabo de ouro e terminado em nó direito: em campo de azul, um farol de prata posto em pala no meio do campo, prumo de ouro, envolto com faixado de prata e azul de seis peças, á sinistra e um sextante de ouro, á destra. No chefe de preto, o livro aberto e a Constelação do Cruzeiro do Sul.

EXPLICAÇÃO:

Originado O sextante, instrumento orientador dos navegantes, o farol lampejante, luz dos navegantes desde a mais remota antiguidade e o prumo de mão, com os seus acessórios, historicamente referem-se ás atividades de navegação, sinalização náutica e hidrografia. No chefe de preto, evocativo da escuridão da noite, o livro é alusivo á Tabua Radler de Aquino, histórica publicação náutica que serviu de auxílio para várias marinhas do planeta a fim de possibilitar a navegação pelas observações astronônicas. A constelação do Cruzeiro do Sul determina o rumo seguro a ser seguido pelo Centro de Instrução e Adestramento Almirante Radler de Aquino.

 

Missão

O CIAARA tem o propósito de prover a instrução técnico-profissional do pessoal militar e civil da Marinha do Brasil (MB), nas áreas de hidrografia, oceanografia, cartografia, meteorologia, navegação e auxílio à navegação de competência direta da DHN, a fim de contribuir para a segurança da navegação e o apoio à aplicação do Poder Naval.
Para consecução de seu propósito, cabem ao CIAARA as seguintes tarefas:
I – Ministrar os cursos do Sistema de Ensino Naval (SEN) atribuídos à DHN;
II – Supervisionar a participação do pessoal da MB nos cursos submetidos à orientação técnica da DHN, de acordo com o SEN;
III – Proporcionar orientação técnica e facilidades de adestramento às tripulações dos navios subordinados à DHN;
IV – Realizar estudos e pesquisas que visem a eficiência e a permanente atualização da instrução, nas áreas de competência da DHN; e
V – Conduzir as ações para realização de cursos nas áreas de competência da DHN em Órgãos extra-MB, no País e no exterior.
Em situação de mobilização, conflito, estado de defesa, estado de sítio, intervenção federal e em regimes especiais, cabem ao CIAARA as tarefas que lhe forem atribuídas pelas Normas e Diretrizes referentes à Mobilização Marítima e as emanadas da DHN e da Diretoria de Ensino da Marinha (DensM).