A Canção do Hidrógrafo

Música: Maestro Moacir Geraldo Maciel
Letra: CMG Antonio Cesar Martins Sepúlveda


Ouvir Música


 

I
Navegante por onde singrares,

Louvarás nossa nobre missão:

Garantir segurança nos mares,

Segurança da Navegação!

Estribilho

Nós somos do nauta a estrela guia,

Que ilumina a derrota a percorrer;

Hidrografia! Hidrografia!

"Restará sempre muito o que fazer..."

 

II
Se marcares, ao largo, o lampejo

De um farol a mostrar o caminho,

Saberás ser o nosso desejo

Que jamais tú navegues sozinho.

Estribilho

Nós somos do nauta a estrela guia,

Que ilumina a derrota a percorrer;

Hidrografia! Hidrografia!

"Restará sempre muito o que fazer..."

 

III
Já conheces do fundo a prumada

Sem haveres lançado o teu prumo,

Pois navegas em área sondada,

Pela carta indicamos teu rumo.

Estribilho

Nós somos do nauta a estrela guia,

Que ilumina a derrota a percorrer;

Hidrografia! Hidrografia!

"Restará sempre muito o que fazer..."

IV
Se, em batalha, o feroz inimigo

Tú combates altivo e sem medo

Na Esquadra, estaremos contigo,

Desvendando do mar o segredo.

Estribilho

Nós somos do nauta a estrela guia,

Que ilumina a derrota a percorrer;

Hidrografia! Hidrografia!

"Restará sempre muito o que fazer..."

 

V
Marinheiro, do teu passadiço,

No oceano, em um rio ou baía,

Sentirás ao teu lado o serviço

E a grandeza da Hidrografia.

Estribilho

Nós somos do nauta a estrela guia,

Que ilumina a derrota a percorrer;

Hidrografia! Hidrografia!

"Restará sempre muito o que fazer..."