Escola de Aprendizes-Marinheiros do Ceará promove boas práticas durante a pandemia da Covid-19

 
O Núcleo de Assistência Social (NAS) da Escola de Aprendizes-Marinheiros do Ceará (EAMCE) reprogramou suas atividades para plataformas online neste período de isolamento social para o combate à COVID-19. Confira as principais ações que estão sendo desenvolvidas pelo NAS.

Programa de Atendimento Especial (PAE)

Cursos de capacitação profissional, terapias ocupacionais e atendimentos psicológicos para os usuários por meio de clínicas conveniadas acontecem diariamente. Com isso, busca-se não incorrer na queda brusca do atendimento ao paciente e perda do contato com os profissionais. Além disso, materiais e brinquedos pedagógicos e socioeducativos foram adquiridos para que pudessem ser utilizados nos atendimentos remotos e para que os pais possam continuar estimulando seus filhos em casa neste novo cenário. “A minha filha Beatriz Roza Macau faz parte do O Grupo de Avaliação e Acompanhamento de Pacientes Especiais (GAAPE) desde os três meses e, neste momento de quarentena, todo material que foi disponibilizado ajuda ainda mais no desenvolvimento dela. Ela gostou bastante e sempre nos chama para brincar com ela. Gostaria de agradecer ao NAS pelo material disponibilizado”, disse o Suboficial da Reserva Luciano Aragão Macau.

Programa de Apoio Socioeconômico

A EAMCE preparou 16 vídeos de educação financeira para serem transmitidos via Whatsapp ao corpo de alunos, tripulação, Capitanias e OM assistidas. Os vídeos têm o intuito de dar continuidade às ações preventivas, dando ênfase ao período de crise da economia e a importância da reserva financeira. Para o público infantil, também foi criada uma série com seis vídeos sobre esse tema, com o objetivo de promover noções básicas de finanças pessoais, de comportamento e consumo consciente.

Além disso, a EAMCE apoia os que estão passando por dificuldades financeiras com, por exemplo, doações de cestas básicas: “Sou muito grata a Marinha do Brasil pela ajuda que recebi com a cesta básica. Fui diagnosticada com COVID-19 e como e trabalho com vendas, estou sem renda. A cesta básica chegou em um momento que realmente minha família estava precisando”, declarou a dependente Ozani Correia de Oliveira.

Programa Maturidade Saudável

A EAMCE oferece atividades de forma segura aos idosos atendidos pelo Grupo Vida Ativa, com oficinas de artesanato e culinária por videoconferência. A iniciativa tem o objetivo de estimular a criatividade e a socialização, além de oportunizar a formação de novos vínculos sociais. A psicóloga do NAS da EAMCE, 1o Ten (RM2-T) Luz, ressalta a importância de ações como essa para a saúde e o bem-estar dos idosos: “A realização de atividades como essas contribui para a redução do estresse, solidão, tristeza e depressão. Desde o início da quarentena, buscamos alternativas para manter os usuários do Projeto Vida Ativa motivados”.