Inspeção Domiciliar

     A fim de evitar transtornos decorrentes de solicitações desnecessárias, os representantes legais somente poderão requerer perícia domiciliar mediante relatório emitido por médico-assistente afirmando que o inspecionado encontra-se acamado, sem condições de deslocamento em cadeiras de roda e recebendo atendimento médico exclusivamente na residência, considerando que o CPMM possui cadeiras de roda, rampas de acesso, banheiros próprios para cadeirantes e portadores de necessidades especiais, além de elevador em seus pavimentos. Comprovada a necessidade da perícia domiciliar, a fim de agilizar o procedimento, o representante legal deverá comparecer à Junta de Saúde no prazo máximo de 90 dias portando documentos médicos pertinentes ao benefício solicitado, findos os quais a IS será arquivada e o Órgão de Pessoal comunicado por mensagem.