Missão, Histórico e Heráldica

Histórico do Comando de Operações Navais

 

  O Comando de Operações Navais (ComOpNav), com sede na cidade do Rio de Janeiro, foi criado pelo decreto N° 62.860 de 18 de junho de 1968, que estabeleceu a Estrutura Básica da Organização do Ministério da Marinha.

  Em sua última atualização, o ComOpNav passa a ter sua organização estruturada e suas atividades regidas pelo Regulamento do Comando de Operações Navais, aprovado pela portaria N° 0041, de 12 de fevereiro de 1996, do Chefe do Estado-Maior da Armada.

 

Missão do Comando de Operações Navais

 

  Aprestar e empregar as Forças Navais, Aeronavais e de Fuzileiros Navais subordinadas, a fim de contribuir para a defesa da Pátria; para a garantia dos poderes constitucionais e da lei e da ordem; para o cumprimento das atribuições subsidiárias previstas em Lei; e para o apoio à Política Externa.

 

Visão de Futuro

 

  “O ComOpNav, como Órgão de Direção Setorial da Marinha do Brasil, será capaz de assegurar a soberania nas AJB e estar pronto para atuar nas áreas de interesse do Brasil onde se faça necessário, de forma efetiva e contínua, em operações singulares, conjuntas ou combinadas”.

 

Heráldica

 

con

  COMANDO DE OPERAÇÕES NAVAIS - Aviso MM n° 0719 de 05 de agosto de 1971.

  DESCRIÇÃO - Num escudo boleado e encimado pela coroa naval, campo de vermelho com um dextrochero armado de ouro, movente do flanco da sinestra e empunhando uma espada de cabo deste metal e de lãmina de prata, com a ponta voltada para cima; cortado de ouro com uma banda de azul e outra de verde, com insi­gnia pendente da Ordem do Mérito Naval.
 
  EXPLICAÇÃO - No campo vermelho, esmalte evocativo de coragem, combatividade guerreira, intrepidez e bravura, o bração direito, vestido de armadura e empunhando a espada, simboliza o Comando militar que, com a autoridade, a força e o poder a que alude o ouro do cortado, ã superiormente exercido em Operações Navais e Aeronavais a que se reporta a banda de azul, esmalte clãssico da Marinha, a qual tem suas Operações Anfi­bias simbolizadas pela banda de verde. A insi­gnia pendente do escudo, foi a este anexada em decorrência do Decreto de 10 de maio de 2002, que outorgou a comenda à organização militar.