NPa Poti

HISTÓRICO

          O Navio-Patrulha POTI é o segundo navio a ostentar este nome, na Marinha do Brasil.

         POTI foi o nome tupi do Herói da Guerra Holandesa Antônio Camarăo, que aos 21 anos de idade, ao ser batizado pelo Padre Diogo Nunes, adotou o nome cristăo de Antônio, acrescentando de Felipe em Homenagem ao Rei de Portugal e Espanha (Felipe III) e Camarăo, significado em portugues do vocábulo indígena POTI. O “Guerreiro do Pantanal”, como é conhecido, foi incorporado a Armada em 29 de Outubro de 1971 ficando subordinado ao Comando do 1° Distrito Naval.

          Em 26 de junho de 1972 o NPa POTI foi incorporado ao Comando do 3° Distrito Naval onde iniciou suas atividades como Navio-Patrulha Costeiro, realizando patrulhas de pesca e salvamento. Em 30 de setembro de 1992 foi incorporado provisoriamente ao Comando do 6° Distrito Naval e em 19 de julho de 1993 foi incorporado definitivamente ao Comando da Flotilha de Mato Grosso.

          Sua missăo básica é realizar Patrulha Fluvial, Patrulha de Pesca e Assistencia Cívico-Social, a fim de contribuir para a fiscalizaçăo e apoio a populaçăo ribeirinha na área de jurisdiçăo do 6° Distrito Naval.

         Seja patrulhando nossas costas ou rios estreitos e pouco profundos, em seus 41 anos de bons serviços, sempre firme, mesmo que com balanço acima de 50 graus para cada bordo, intrépido e firme segue agora por águas Pantaneiras a honrar seu glorioso nome contribuindo significativamente para garantia de nossa Soberania. "POTI, NAVEGANDO SEMPRE NA FRENTE".