ComFlotMT

Comando da Flotilha de Mato Grosso inicia Comissão “Platina 2024”

Militares embarcaram na Praça Marcílio Dias, no Comando da Flotilha de Mato Grosso

 

 

    O Comando da Flotilha de Mato Grosso (ComFlotMT) iniciou, na manhã do dia 5 de maio, por meio do Navio-Transporte Fluvial (NTrFlu) “Almirante Leverger” e Navio-Patrulha (NPa) “Poti”, a Comissão “Platina 2024”. Os navios percorrerão 1.125km no Rio Paraguai, durante seis dias, até Assunção, capital do Paraguai.

Comando do 6º Distrito Naval realiza comissão “Ribeirex 2024”

Meios Navais subordinados ao ComFlotMT

 

 

       Com o propósito de realizar adestramento tático em Operações Ribeirinhas, preparar os meios Navais, Aéreos e de Fuzileiros Navais e manter em condições de prontidão a Força Tarefa Ribeirinha (ForTaRib), foi realizada, de 1º a 18 de abril, na região de Porto Murtinho, a Operação AdeRib/Ribeirex.

Núcleo de Assistência Social e Serviço de Assistência Religiosa do Com6ºDN realizam palestras no Comando da Flotilha de Mato Grosso

Psicóloga e Capelão Naval durante ciclo de palestras

 

    O Núcleo de Assistência Social (NAS) e o Serviço de Assistência Religiosa do Comando do Sexto Distrito Naval promoveram, no dia 27 de março, no Comando da Flotilha de Mato Grosso (ComFlotMT), palestras acerca do tema “Valorização da vida: Um diálogo sobre autocuidado e prevenção ao suicídio”.

    A ação contou com a participação de 50 militares e teve como propósito apresentar as atividades preventivas realizadas pelo NAS e ampliar, assim, o acesso aos serviços oferecidos.

Meios do Comando da Flotilha de Mato Grosso realizam AdeFase II e Exercício de Tiro de Superfície

Exercício de tiro no Rio Paraguai

 

 

    No período de 19 a 23 de junho, na hidrovia do Rio Paraguai, navios e embarcações subordinados ao Comando da Flotilha de Mato Grosso (ComFlotMT), realizaram a comissão de Adestramento de Fase (AdeFase) II e de Exercício de Tiro de Superfície com armamento fixo.

Monitor Parnaíba: navio mais antigo da Marinha do Brasil em serviço completa 85 anos

Monitor Parnaíba participou da 2ª Guerra Mundial e é subordinado ao Comando da Flotilha de Mato Grosso, em Ladário-MS

 

 

     Às quinze horas do dia 6 de novembro de 1937, um navio, com projeto tão somente brasileiro, estava pronto no Arsenal de Marinha do Rio de Janeiro, marcando a retomada da construção naval no Brasil, no século XX. Naquela tarde, foi incorporado oficialmente à Armada, batizado e lançado ao mar o Monitor Parnaíba (MParnaíba), detentor do título de navio mais antigo da Marinha do Brasil (MB) em serviço.