Comando do 6º Distrito Naval e Governo de Mato Grosso do Sul debatem sobre o maior aquário de água doce do mundo

Reunião discutiu proposta de ampliação da finalidade do aquário

 

    O Comandante do 6º Distrito Naval, acompanhado do curador geral do Instituto Cultural Soto (ICS), Jules Marcelo Rosa Soto, recebeu, no dia 17 de fevereiro, a visita do Governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja.

    O propósito da visita foi discutir a participação da Marinha do Brasil e do ICS no projeto do maior aquário de água doce do mundo, localizado em Campo Grande-MS e que está em fase final de construção. Alinhada aos propósitos do Governo do Estado de ampliação da finalidade do empreendimento, foi apresentada a proposta de cessão de espaço para divulgação das riquezas existentes nas águas interiores do MS, bem como da importância da Amazônia Azul para o Brasil e a necessidade de proteger esses patrimônios brasileiros.

    A proposta inclui a implantação de um museu sobre a história natural do Pantanal e da ocupação humana na região, com cedência de acervo em comodato pelo ICS, sem custo para o Estado, e cessão de espaços para registrar a história da Marinha na região, com destaque para a Guerra da Tríplice Aliança, para divulgar a Amazônia Azul e Antártica, além de local para a instalação de estátua do Almirante Tamandaré.

    O Governo de Mato Grosso do Sul pretende que o aquário sirva não só de espaço para turismo e lazer, mas especialmente, para educação, cultura e ciência.

    Participaram da reunião, também, o Secretário de Estado de Infraestrutura, Eduardo Riedel; o Secretário de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico de Mato Grosso do Sul, Jaime Elias Verruck; e o Secretário de Estado de Governo e Gestão Estratégica, Eduardo Rocha.