Marinha do Brasil promove ação de descontaminação no Aeroporto Internacional de Campo Grande

Ação foi realizada em áreas externas e internas

Ação foi realizada em áreas externas e internas

 

 

O Grupamento Operativo de Defesa Nuclear, Biológica, Química e Radiológica (GptOpDefNBQR) do Comando do 6º Distrito Naval (Com6ºDN), apoiado por militares do Exército Brasileiro e da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul, realizou a descontaminação do Aeroporto Internacional de Campo Grande ao longo de toda a tarde do dia 2 de abril. A operação foi solicitada pela Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (INFRAERO) ao Comando Conjunto Oeste, a fim de minimizar os impactos causados pelo novo coronavírus (COVID-19). Cerca de 40 militares participaram da operação.

As áreas externas e internas do aeroporto passaram pelo processo de descontaminação, incluindo pisos, paredes, teto, superfícies, equipamentos, entre outros. Ao final, houve descontaminação técnica dos militares e materiais efetivamente empregados na ação.

Na ocasião, o Comandante do 3º Batalhão de Operações Ribeirinhas, Capitão de Fragata (FN) Alberto Luís da Costa Santos, destacou que todas as medidas de proteção, individuais e coletivas, foram tomadas. “Todos os militares envolvidos na ação concluíram o curso Especial de DefNBQR, realizado no Rio de Janeiro, sendo que dois possuem o nível avançado. Além disso, nos preocupamos com o uso adequado dos equipamentos de proteção, como máscaras, luvas, botas e vestimentas, conforme o protocolo”. Medidas como isolamento e interdição de acessos, visando garantir a segurança da população e dos profissionais que participaram da atividade também foram empregadas.

 

Comando Conjunto Oeste

O Comando Conjunto Oeste, responsável pelos Estados de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, é um dos 10 Comandos Conjuntos das Forças Armadas, formados pela Marinha, Exército e a Aeronáutica, que estão reforçando, diariamente, as medidas de prevenção contra o coronavírus no Brasil.