Foto oficial do Exercício Multinacional Bell Buoy 2019

 

 

    A Royal Australian Navy (RAN) sediou, no período de 06 a 17 de maio de 2019, o Exercício Multinacional Bell Buoy 2019 (BB19), o qual contou com a participação de 80 militares de 10 países, dos quais Austrália, Brasil, Coreia do Sul, Equador, Estados Unidos da América , Fiji, França, México, Nova Zelândia, Reino Unido, além de organizações internacionais, como a Oil Companies International Marine Forum (OCIMF), e diversos setores da comunidade marítima regional (australiana e neozelandesa).

 

  O Bell Buoy é um exercício anual, regional e multinacional de Maritime Trade Operations (MTO)/ Naval Cooperation and Guidance for Shipping (NCAGS) que visa incrementar a interoperabilidade entre os países-membros do Pacific and Indian Ocean Shipping Working Group (PACIOSWG), dentre os quais o Brasil. O foco do BB19 foi exercitar respostas a diversos cenários relacionados à proteção ao tráfego e comércio marítimos.

 

    A corrente edição consistiu primariamente no exercício de coordenação e execução de ações de equipes enviadas a vários portos da Austrália e Nova Zelândia, com vistas ao desconflito das operações militares com as linhas de comunicações marítimas (LCM);  além de prover cooperação e orientação ao tráfego marítimo de interesse presente no interior de uma área de alto risco ao tráfego marítimo.

 

  Tal exercício contribui para o acompanhamento da evolução da doutrina NCAGS, praticada, entre outros, pela Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN), e em processo de implementação pela MB, assim como para o protagonismo do país no fórum da PACIOSWG, notadamente após a recente assunção das função de Chair, durante o biênio 2019/2020.