Notícias do CIAGA

 

 

No dia 19 de maio de 2016, o Centro de Instrução Almirante Graça Aranha recebeu a visita da Associação de Veteranos do Corpo de Fuzileiros Navais (AVCFN) e de representantes da Sociedade de Amigos da Marinha - SOAMAR, sede Florianópolis. Os visitantes tiveram a oportunidade de participar do Dia do Comandante, que ocorre a cada mês, quando toda a tripulação do CIAGA e alunos dos cursos do PREPOM e EFOMM se reúnem para o Cerimonial à Bandeira. Após o cerimonial, os membros da AVCFN e da SOAMAR tiveram a oportunidade de conhecer o CIAGA, incluindo o Centro de Simuladores, onde foi realizada a apresentação do trabalho desenvolvido na formação do pessoal da Marinha Mercante Brasileira.

 

 

 

Durante a tarde do dia 18 de maio de 2016, o CIAGA promoveu o Dia da Cidadania. A ação, consistiu em dividir os quase 130.000 m2 do CIAGA, em áreas iguais que, sob orientação da Superintendência de Administração e com a participação de cerca de 200 alunos voluntários da EFOMM, oficiais, praças e professores cuidaram do recolhimento de folhas, corte de grama, pintura de calçadas, desentupimento de bueiros e limpeza externa de forma geral. O Dia da Cidadania no CIAGA, parte do Projeto CIAGA VERDE, visa incutir a responsabilidade individual de cada um e o respeito ao meio ambiente em que vivemos, seja o nosso lar, a nossa Organização Militar ou o nosso barco, estimulando não somente os alunos da EFOMM, como também a tripulação, a trabalhar em equipe e adotar práticas de sustentabilidade, aplicadas em todos os navios, em especial aos da Marinha Mercante pela particularidade de seus afastamentos e isolamento. Esta é a Marinha do Brasil formando marinheiros e marinheiras e mais além, dignos e honrados cidadãos brasileiros.

 

 

 

No dia 16 de maio de 2016, o CIAGA lembrou e celebrou o Dia Nacional do Paraguai, especialmente por ter a bordo, cursando o 1º ano da Escola de Formação de Oficiais da Marinha Mercante (EFOMM), a aluna paraguaia Rebeca Ramirez. Na cerimônia foi lido um resumo da história daquele país, hasteada a Bandeira do Paraguai no mastro principal do CIAGA, cantado o seu Hino por todos os alunos da EFOMM e ressaltadas as atuais e crescentes parcerias com o Brasil e a Marinha do Brasil, incluindo a presença da Aluna Rebeca que, formada pela EFOMM, será a primeira mulher a trabalhar na Marinha Mercante do Paraguai.

 

 

 

No dia 10 de maio de 2016, o CIAGA recebeu visita Sr. Marc Berger, Diretor da "MAN PrimeServ Academy", Centro de Treinamento da Empresa Alemã "MAN Diesel & Turbo SE" (principal fornecedora de motores a diesel e turbinas a gás e a vapor de navios), localizado em Petrópolis-RJ, que oferece treinamento de atualização e manutenção de motores e turbinas MAN, buscando a qualificação de pessoal para operar de forma segura e solucionar problemas/avarias de maneira eficiente com serviços de qualidade. O encontro marca o início da parceria entre o CIAGA e a Academia de Ensino da MAN, por meio da qual, alunos da Escola de Formação de Oficiais da Marinha Mercante (EFOMM), poderão realizar parte prática em motores de 2 e 4 tempos e em turbinas a gás e vapor, significando enorme salto na formação dos jovens maquinistas, suprindo atual deficiência do Simulador de Máquinas do Centro, que se encontra em modernização. O CIAGA busca a cada dia parcerias que permitam aos futuros homens e mulheres do mar, conquistar novas experiências e conhecimentos em tecnologias avançadas do setor, consagrando o seu lema de " O pulmão da marinha Mercante Brasileira".

 

 

 

No dia 13 de abril de 2016 o CIAGA recebeu a visita de 67 alunos do Colégio Militar de Juiz de Fora - MG (CMJF). O encontro faz parte do Pedido de Cooperação de Instrução daquele Colégio, que programa visitas de seus alunos às escolas militares como parte da formação, além de permitir conhecimento das oportunidades que as Forças Armadas oferecem aos jovens. Assim, durante a visita ao CIAGA, foram apresentadas palestras mostrando as possibilidades e os requisitos para o ingresso na Escola de Formação de Oficiais da Marinha Mercante (EFOMM), a estrutura e organização existentes no CIAGA, que hoje possui 34 alunos oriundos do CMJF, cursando a EFOMM. E para dar a verdadeira noção do que pode ser a vida e o trabalho ligados ao mar, além da vista às Salas de Aulas, Laboratórios, Biblioteca e Quadras de Esportes/Piscinas, os alunos e alunas puderam imaginar e sentir o balanço de um navio nos Simuladores do CIAGA com um exercício de navegação. A seguir, literalmente, os mineiros se fizeram ao mar nos veleiros e escaleres do Grêmio de Vela e Remo da EFOMM e pelo brilho nos olhos e sorrisos largos estampados nos jovens rostos, entenderam porque vibramos tanto com a Marinha.

 

 

 

No dia 12 de abril de 2016, o (CIAGA recebeu visita do presidente do Instituto Estadual do Ambiente (Inea), Marcus de Almeida Lima e do Chefe de Núcleo de Relações Estratégicas do Inea, Wilson Duarte de Araújo. O encontro visou dar adiante as tratativas para apoio ao Projeto "Baía Sem Lixo", daquele Instituto, que em coordenação com a Companhia Municipal de Limpeza Urbana (COMLURB), visa reduzir a poluição da Baía de Guanabara. A parceria do CIAGA no projeto, com a utilização do pier/guindaste e rampa de acesso para embarcações, não envolverá custos ou comprometerá as atividades acadêmicas do Centro. Em contrapartida, vislumbra-se como vantagens a manutenção da área marítima no entorno do CIAGA e Organizações Militares do Complexo da Av. Brasil, emprego dos caminhões da COMLURB, que com acesso ao CIAGA também recolherão o lixo de bordo (hoje efetuado por firma contratada) e contribuição para o Projeto CIAGA VERDE, que engloba ações voltadas para o meio ambiente, incluindo o consciente aproveitamento do lixo reciclado, evitando desperdícios, otimizando recursos e melhorando a qualidade de vida na Organização Militar e formação dos futuros homens e mulheres do mar.

 

 

 

No dia 04 de abril de 2016, o CIAGA recebeu a visita da equipe do Instituto de Pesquisas do Jardim Botânico do Rio de Janeiro e do Programa Socioambiental e Adequação Ecológica, formada pelo coordenador do Programa João Carlos, engenheiro agrônomo Ulisses Souza, engenheira florestal Márcia Inácio, biólogo Gustavo Martins e estagiária em biologia Charleni Pastor, que ficará lotada no CIAGA. O encontro ratificou a parceria com o Jardim Botânico e inclusão no citado Programa. O objetivo é conscientizar e capacitar a tripulação para a importância de medidas sustentáveis que possam ajudar na qualidade de vida da força de trabalho do Centro de Instrução e, ao mesmo tempo, contribuir para a melhoria do meio ambiente. Por meio da parceria será possível manter e revitalizar a área verde do CIAGA, orientar o combate aos formigueiros e capacitar militares em jardinagem. Este trabalho conjunto faz parte do Projeto CIAGA VERDE, que engloba ações voltados para o meio ambiente incluindo o consciente aproveitamento do lixo reciclado evitando desperdícios e otimizando recursos, contribuindo para a qualidade de vida na Organização Militar e na formação dos futuros homens e mulheres do mar.

 

 

 

No dia 31 de março de 2016, o CIAGA promoveu encontro com os principais assessores da cadeia de Comando do Setor da Diretoria Geral de Navegação (DGN), em sua vertente Portos e Costas. Assim, foram recebidos em visita ao Centro, o Chefe de Gabinete do Diretor-Geral de Navegação, Capitão-de-Mar-e-Guerra Nilson e o Vice-Diretor de Portos e Costas, novo cargo criado na Diretoria de Portos e Costas (DPC) para melhor assessorar seu Diretor na coordenação dos assuntos afetos à Autoridade Marítima e condução da parte administrativa da OM, Capitão-de-Fragata Lúcio. Durante o encontro, o Comandante CIAGA, Contra-Almirante Lourenço, acompanhado do Imediato, dos Superintendentes de Ensino e Administração e do Comandante do Corpo de Alunos, apresentou as principais tarefas, atividades, facilidades e dificuldades do Centro de Instrução. Por parte dos representantes da DGN e da DPC, da mesma forma, foi possível conhecer as tarefas e a estrutura que cada um possui para assessoria e controle dos assuntos afetos ao Setor DGN. O propósito do encontro foi alcançado e foi possível discutir ações para melhor contribuir com a Autoridade Marítima e ajustar o rumo da navegação do CIAGA para, em conjunto com a DPC e DGN continuar formando, especializando, aperfeiçoando e atualizando a Marinha Mercante Brasileira.

 

 

 

Chegou ao fim a 1ª etapa do estudo realizado na área de fisioterapia utilizando os alunos da Escola de Formação de Oficiais da Marinha Mercante (EFOMM). O trabalho, que é coordenado pelo Capitão-Tenente (S) Thiago Jambo Alves Lopes, em parceria com o Laboratório de Pesquisas em Ciências dos Exercícios (LABOCE), do Centro de Educação Física Almirante Adalberto Nunes (CEFAN), contemplou mais de 500 alunos da EFOMM desde janeiro de 2016. A pesquisa é organizada por meio de testes funcionais no intuito de, no futuro, atuar na predição e diminuição de lesões traumato-ortopédicas de nossos militares, principalmente as ocasionadas por exercícios. A 2ª etapa consiste na coleta de informações sobre as lesões dos alunos, que terão acompanhamento ao longo do ano pela equipe de fisioterapeutas do CIAGA e desta forma, poder identificar causas mais prováveis de lesões a fim de evitá-las, contribuindo para reduzir custos e manter os militares da Marinha do Brasil operacionais por maior tempo.

 

 

 

No dia 23 de março de 2016, o CIAGA promoveu encontro com representantes de empresas que estão autorizadas a ministrar cursos "Extra Fundo", assim chamados por não serem custeados pelo Fundo de Desenvolvimento do Ensino Profissional Marítimo (FDEPM). A reunião, que contou com a presença das empresas BRAM Offshore Transportes Marítimos, Transpetro, Kongsberg, Maersk Trainning e Vision Marine, além do Instituto de Ciências Náuticas (ICN), a Fundação Homem do Mar e a Fundação de Estudos do Mar (FEMAR), teve o objetivo, entre outros, de orientar e padronizar procedimentos de comunicações e documentos entre as credenciadas e o CIAGA, entregas de certificados e prazos envolvidos nos cursos ministrados e atrelados ao Ensino Profissional Marítimo (EPM), de modo a minimizar algumas das deficiências apontadas por nossos Marítimos.

 

 

 

No início da tarde do dia 17 de março de 2016, no CIAGA, foram recebidos para reunião representantes da empresa BRAM Offshore. Na ocasião, também estavam presentes alguns alunos da Escola de Formação de Oficiais da Marinha Mercante (EFOMM) e militares do Departamento de Cursos e Estágios. A pauta da reunião mais uma vez abordou a parceria na busca por ampliar as vagas de estágio embarcado (PREST) para os recém-formados alunos do CIAGA.

 

 

 

Em virtude da constante busca por vagas de estágio embarcado (PREST) para os alunos da EFOMM, que hoje é o foco do CIAGA, o Comandante, Contra-Almirante Lourenço e comitiva, viajaram para São Paulo no último dia 12 de março a fim de discutir junto à diretoria do Centro Nacional de Navegação (CentroNave), soluções que possam reduzir as dificuldades encontradas para a conclusão da formação do Oficial da Marinha Mercante, fato agravado em consequência do atual cenário econômico que vive o País. O CentroNave representa 23 empresas de navegação estrangeiras e é uma das referências em transporte marítimo de carga no Brasil. Fruto dos entendimentos da reunião, o CIAGA conseguiu, num primeiro momento, vagas para o período de praticagem dos alunos na transportadora marítima alemã Hamburg Sud, o que pode representar o início de uma interessante parceria. Além disso, durante o encontro, ficou acertado o embarque de alunos da EFOMM durante o período de férias escolares nos navios das empresas parceiras da CentroNave. O CIAGA intensificou a busca por parcerias estratégicas capazes de atender a demanda dos Praticantes a Oficial recém-formados, incluindo a possibilidade de parte deste estágio embarcado ser realizado a bordo de navios militares e a tendência é que, ao longo do ano se reduza a fila de espera para o PREST.

 

 

 

As alunas da equipe de Vela da Escola de Formação de Oficiais da Marinha Mercante (EFOMM) conquistaram o segundo lugar na Regata a Vela Elas, realizada pelo Clube Naval Charitas, no dia 14 de março de 2016. O resultado foi muito comemorado pelas atletas, já que a tripulação é recém-formada. Apesar do céu nublado e pouco vento, as alunas conseguiram, com muito esforço, competir de igual para igual com velejadoras de nível olímpico, que conquistaram o primeiro lugar. Os velejadores do Grêmio de Vela e Remo da EFOMM (GVREFOMM) também participaram das Regatas Castello Branco e 6h da Lagoa, trazendo para o CIAGA mais medalhas. Os alunos também participaram da premiação da Regata de Aniversário do Iate Clube do Rio de Janeiro, realizada no dia 5 de março, subindo ao pódio mais uma vez. Esses resultados comprovam a preocupação do CIAGA em formar os futuros profissionais da Marinha Mercante, enaltecendo o espírito marinheiro e o trabalho em equipe necessários na vida a bordo de qualquer navio.

 

 

 

Na manhã do dia 16 de março de 2016, foi realizado no CIAGA o anúncio do Pelotão Mauá. O Pelotão Mauá tem o propósito de incentivar os alunos da EFOMM para a obtenção de melhor conduta disciplinar e apresentação pessoal, forjando a mentalidade sadia e necessária não só para a vida escolar, mas, sobretudo, para a futura vida embarcada. Entre os critérios para a avaliação do Pelotão Mauá estão a apresentação pessoal, imobilidade, marcialidade e entusiasmo. Ao longo do mês os Pelotões são avaliados durante os desfiles que ocorrem a cada semana. O pelotão possui esse nome em alusão a Irineu Evangelista de Souza, o Visconde de Mauá, Patrono da Marinha Mercante. O pelotão vencedor é anunciado durante o Dia do Comandante, quando a tripulação do CIAGA, composta pelos militares, servidores e funcionários civis, veteranos da Marinha do Brasil, alunos do Programa do Ensino Profissional Marítimo (PREPOM) e da EFOMM, se reúne no Pátio da Bandeira para acompanhar o passo a passo do Cerimonial à Bandeira.

 

 

 

O CIAGA iniciou o Programa de Estágio Embarcado (PREST) de 46 alunos Praticantes a Oficial de Náutica que concluíram em 2015 o curso na EFOMM. O PREST, que possui duração de um ano e faz parte da formação dos alunos da EFOMM, deve ser realizado após a conclusão dos três anos acadêmicos. Atualmente, realizar este Estágio é uma das maiores dificuldades que os Centros de Instrução enfrentam pois, devido à crise, várias empresas de navegação estão reduzindo seus navios e com isso, o número de vagas para Praticantes. Embarcar em navios subordinados à da Diretoria de Hidrografia e Navegação (DHN), da Marinha do Brasil, permite, além de contornar este problema, dar a oportunidade aos futuros oficiais de conhecer sobre a confecção das cartas náuticas utilizadas a bordo dos navios civis e militares, além do auxílio à navegação, como as informações Meteoromarinha e Aviso aos Navegantes. Entre as atividades da DHN estão a coleta de informações meteorológicas, oceanográficas e, principalmente, geológicas da área navegada, necessárias para que a DHN processe e difunda o seu maior legado.