Notícias do CIAGA

 

 

As alunas da equipe de Vela da Escola de Formação de Oficiais da Marinha Mercante (EFOMM) conquistaram o segundo lugar na Regata a Vela Elas, realizada pelo Clube Naval Charitas, no dia 14 de março de 2016. O resultado foi muito comemorado pelas atletas, já que a tripulação é recém-formada. Apesar do céu nublado e pouco vento, as alunas conseguiram, com muito esforço, competir de igual para igual com velejadoras de nível olímpico, que conquistaram o primeiro lugar. Os velejadores do Grêmio de Vela e Remo da EFOMM (GVREFOMM) também participaram das Regatas Castello Branco e 6h da Lagoa, trazendo para o CIAGA mais medalhas. Os alunos também participaram da premiação da Regata de Aniversário do Iate Clube do Rio de Janeiro, realizada no dia 5 de março, subindo ao pódio mais uma vez. Esses resultados comprovam a preocupação do CIAGA em formar os futuros profissionais da Marinha Mercante, enaltecendo o espírito marinheiro e o trabalho em equipe necessários na vida a bordo de qualquer navio.

 

 

 

Na manhã do dia 16 de março de 2016, foi realizado no CIAGA o anúncio do Pelotão Mauá. O Pelotão Mauá tem o propósito de incentivar os alunos da EFOMM para a obtenção de melhor conduta disciplinar e apresentação pessoal, forjando a mentalidade sadia e necessária não só para a vida escolar, mas, sobretudo, para a futura vida embarcada. Entre os critérios para a avaliação do Pelotão Mauá estão a apresentação pessoal, imobilidade, marcialidade e entusiasmo. Ao longo do mês os Pelotões são avaliados durante os desfiles que ocorrem a cada semana. O pelotão possui esse nome em alusão a Irineu Evangelista de Souza, o Visconde de Mauá, Patrono da Marinha Mercante. O pelotão vencedor é anunciado durante o Dia do Comandante, quando a tripulação do CIAGA, composta pelos militares, servidores e funcionários civis, veteranos da Marinha do Brasil, alunos do Programa do Ensino Profissional Marítimo (PREPOM) e da EFOMM, se reúne no Pátio da Bandeira para acompanhar o passo a passo do Cerimonial à Bandeira.

 

 

 

O CIAGA iniciou o Programa de Estágio Embarcado (PREST) de 46 alunos Praticantes a Oficial de Náutica que concluíram em 2015 o curso na EFOMM. O PREST, que possui duração de um ano e faz parte da formação dos alunos da EFOMM, deve ser realizado após a conclusão dos três anos acadêmicos. Atualmente, realizar este Estágio é uma das maiores dificuldades que os Centros de Instrução enfrentam pois, devido à crise, várias empresas de navegação estão reduzindo seus navios e com isso, o número de vagas para Praticantes. Embarcar em navios subordinados à da Diretoria de Hidrografia e Navegação (DHN), da Marinha do Brasil, permite, além de contornar este problema, dar a oportunidade aos futuros oficiais de conhecer sobre a confecção das cartas náuticas utilizadas a bordo dos navios civis e militares, além do auxílio à navegação, como as informações Meteoromarinha e Aviso aos Navegantes. Entre as atividades da DHN estão a coleta de informações meteorológicas, oceanográficas e, principalmente, geológicas da área navegada, necessárias para que a DHN processe e difunda o seu maior legado.

 

 

 

Alunos da EFOMM, no Rio de Janeiro, estão participando de um detalhado e importante estudo realizado na área de fisioterapia. O trabalho é coordenado pelo Capitão-Tenente Thiago Jambo Alves Lopes, em parceria com o Laboratório de Pesquisas em Ciências dos Exercícios (LABOCE), do Centro de Educação Física Almirante Adalberto Nunes (CEFAN). A pesquisa é organizada por meio de testes funcionais no intuito de, no futuro, atuar na prevenção e diminuição de lesões traumato-ortopédicas de nossos militares, principalmente as ocasionadas por exercícios excessivos. Além dos muitos alunos existentes no CIAGA, a Organização Militar tem a presença de muitas alunas também, tornando-se, então, uma rica fonte dos estudos, que poderão verificar a eficiência dos testes no público feminino. Os alunos serão avaliados durante três meses e irão receber acompanhamento ao longo do ano pelos fisioterapeutas do próprio CIAGA. No caso dos alunos do 1º ano, esse estudo pode levar até três anos quando, ao final da pesquisa, o grupo de trabalho identificará qual é o melhor teste a ser usado na premeditação das lesões. Essa é a Marinha do Brasil na busca pela melhoria da qualidade de vida de seus militares, apoiando e investindo em pesquisa.

 

 

 

Militares do Centro de Instrução Almirante Graça Aranha (CIAGA) deram suporte, no período compreendido entre 13 a 19 de fevereiro de 2016, à campanha de combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor de doenças como a dengue, febre chinkungunya e o Zika vírus. Durante as fases da campanha foram distribuídos panfletos informativos, inspecionados possíveis focos de proliferação, aplicados larvicidas e disseminadas orientações em escolas públicas e particulares por meio de palestras que reforçaram o trabalho de conscientização às crianças e adolescentes. A equipe de militares do CIAGA visitou 341 residências, quatro escolas e o Posto de Assistência Técnica Rodolfo Rocco, em Inhaúma, zona norte do Rio de Janeiro. No total na cidade, 71 mil militares das Forças Armadas, sendo 31 mil da Marinha do Brasil, atuaram com o apoio de agentes de saúde, em 32 municípios, das 9h às 17h.
VEJA MAIS FOTOS

 

 

 

No dia 03 de fevereiro de 2016, foi realizada no Centro de Instrução Almirante Graça Aranha, no Auditório Almirante Newton Braga, a Aula Inaugural da Escola de Formação de Oficiais da Marinha Mercante (EFOMM), proferida pelo Almirante-de-Esquadra Paulo Cezar de Quadros Küster, Diretor-Geral de Navegação. Após a palestra foi realizado o almoço em alusão ao 45º aniversário do Centro de Instrução com a presença de ex-Comandantes do CIAGA, membros da comunidade marítima, Oficiais, Professores, Servidores Civis do CIAGA e alunos da EFOMM.

 

 

 

Na manhã do dia 30 de janeiro de 2016, foi realizada no Centro de Instrução Almirante Graça Aranha (CIAGA) a Cerimônia de Entrega de Platinas aos novos alunos da Escola de Formação de Oficiais da Marinha Mercante (EFOMM), após as três semanas do Período de Adaptação a que foram submetidos todos os alunos. Antes da cerimônia, o Comandante do CIAGA, Contra-Almirante Lourenço, proferiu palestra aos pais dos novos alunos, apresentando o CIAGA e sua estrutura para formação dos alunos, de que forma serão cobrados, academicamente e militarmente, a rotina da Escola e as possibilidades e oportunidades pós curso. Durante o dia os familiares tiveram ainda a oportunidade de visitar e conhecer as instalações que seus filhos freqüentarão nos próximos 3 anos, como salas de aula, laboratórios, simuladores, alojamentos/camarotes, rancho e quadras de esportes, comprovando o esforço que a Marinha do Brasil faz para manter em bom nível a formação dos jovens oficiais da Marinha Mercante Brasileira.

 

 

 

No dia 29 de janeiro de 2016, o Centro de Instrução Almirante Graça Aranha (CIAGA) recebeu o Almirante-de-Esquadra Paulo Cezar de Quadros Küster, Diretor-Geral de Navegação (DGN) e o Vice-Almirante Wilson Pereira de Lima Filho, Diretor de Portos e Costas (DPC), que acompanharam o início da Primeira Fase da Campanha de Combate ao mosquito Aedes Aegypti, vetor de doenças como a dengue, chikungunya, zika e febre amarela. O Centro de Instrução, que desde o início do ano já adotava as medidas de prevenção contra o mosquito seguindo orientações do setor DGN, criou o Grupo de Combate à Dengue e ampliou esta força de trabalho com outros membros da tripulação e militares da DPC, no intuito de prevenir e encontrar os possíveis focos do mosquito. Os militares foram divididos em grupos que atacaram distintos locais do extenso CIAGA. A Marinha do Brasil, em parceria com o Governo Federal, está mobilizada e engajada nesta campanha que tem o objetivo de erradicar essas doenças que tanto prejudicam a população. O trabalho das Forças Armadas vai ocorrer em quatro fases: mutirão em organizações militares, mobilização da população, atuação direta no combate ao mosquito e trabalho de conscientização em unidades de ensino. A segunda etapa, prevista para ocorrer no dia 13 de fevereiro, prevê a mobilização de 220 mil homens e mulheres das Forças Armadas (160 mil do Exército, 30 mil da Marinha e 30 mil da Força Aérea). Esse contingente atuará em 356 municípios, incluindo todas as capitais e as 115 cidades consideradas endêmicas pelo Ministério da Saúde.

 

 

 

Entre os dias 13 e 21 de janeiro de 2016, quinze alunos do 3º ano da Escola de Formação de Oficiais da Marinha Mercante (EFOMM) tiveram a oportunidade de participar da Comissão MERCANTEX, embarcados no Navio Patrulha Oceânico APA, da Marinha do Brasil. A Comissão foi proposta para atender aos alunos da EFOMM, que costumavam viajar junto aos alunos da Escola Naval durante a ASPIRANTEX e que, por restrições de meios e vagas, há três anos não embarcavam em seu período de férias. A oportunidade serviu para que esses futuros homens e mulheres do mar se familiarizassem com a rotina a bordo de um navio em viagem. Durante as 1.108 milhas navegadas, os alunos participaram de adestramentos e exercícios. Por meio da MERCANTEX foram postas em prática as disciplinas ensinadas dentro das salas de aulas, como navegação, manobra, meteorologia, oceanografia, combate a incêndio, sistema de propulsão, máquinas auxiliares, arquitetura naval, métodos de comunicações e interrogação à navios e técnicas de sobrevivência no mar. Essa é a Marinha do Brasil formando os profissionais da Marinha Mercante Brasileira.

 

 

 

No dia 20 de janeiro de 2016, o Centro de Instrução Almirante Graça Aranha (CIAGA), no Rio de Janeiro, ofereceu aos 240 novos Candidatos Alunos da Escola de Formação de Oficiais da Marinha Mercante (EFOMM), a oportunidade de conhecerem um Navio Mercante. Os candidatos estão no período de Adaptação à escola, à vida militar e às rotinas de bordo. Os navios mercantes visitados foram o AHTS Tangará e NT Bergen, ambos da Transpetro, e o Navio Esmeralda, da empresa Sapura. A visita, inédita durante um período de adaptação para um numero tão grande de candidatos, exigiu esforço de coordenação junto às empresas parceiras e atingiu seu objetivo de proporcionar aos candidatos o primeiro contato com um navio mercante, dando ainda a oportunidade de tirarem dúvidas sobre a rotina e os serviços de bordo que poderão guarnecer ao final do curso. Essa é a Marinha do Brasil formando a Marinha Mercante brasileira.

 

 

 

Na manhã do dia 11 de janeiro de 2016 iniciou-se, no Centro de Instrução Almirante Graça Aranha (CIAGA), o período de Adaptação aos candidatos classificados no Processo Seletivo à Escola de Formação de Oficiais da Marinha Mercante (EFOMM). Esta fase é fundamental para os futuros alunos, que serão apresentados à rotina da vida militar por Alunos-Adaptadores do terceiro ano de Náutica e Máquinas, que se propuseram a retornar durante suas férias para ajudar os Oficiais do Corpo de Alunos da EFOMM na condução e orientação dos candidatos. Durante três semanas, os 232 candidatos classificados terão o contato externo restringido e, ao final do período, os candidatos aprovados na Adaptação serão efetivamente considerados alunos da EFOMM em Cerimônia de Entrega das Platinas. Essa é Marinha do Brasil, formando a Marinha Mercante Brasileira!

 

 

 

No dia 07 de janeiro de 2016, o Comandante do Centro de Instrução Almirante Graça Aranha (CIAGA) se reuniu com representantes das empresas Maersk Supply, Sr. Rodrigo Silva e DOF Brasil, Sr. Sebastião Mauro e Sra. Lis Reis, que representam as empresas de navegação norueguesas Norskan, Fastad, Solstad, Olympic, OSM e Teekay. No encontro, entre outros assuntos, foram discutidos os processos seletivos dessas empresas, tendo como meta principal do CIAGA buscar mais vagas para Estágios dos Praticantes (PREST), permitindo assim, oportunidades no mercado da Marinha Mercante aos recém formados, esforço esse compreendido e compartido com as empresas parceiras.

 

 

 

No dia 28 de dezembro é comemorado o Dia da Marinha Mercante, em alusão ao nascimento de Irineu Evangelista de Souza, o Visconde de Mauá, Patrono da Marinha Mercante Brasileira, em 28 de dezembro de 1813. O Centro de Instrução Almirante Graça Aranha parabeniza os homens e mulheres do mar que elevam o nome desta importante profissão responsável direta pelo crescimento do nosso país. Este Centro de Instrução tem o orgulho e a honra de ser o pulmão da Marinha Mercante, e poder contribuir a tantos anos com a formação, especialização e atualização dos profissionais da Marinha Mercante e atividades correlatas.
Viva a Marinha!

 

 

 

Na manhã do dia 10 de dezembro de 2015, o Centro de Instrução Almirante Graça Aranha (CIAGA), realizou a Cerimônia Militar de Declaração de Praticantes-Oficiais da Escola de Formação de Oficiais da Marinha Mercante 2015 (EFOMM), Turma Capitão-de-Longo-Curso José dos Santos Silva. O evento foi presidido pelo Comandante da Marinha, Almirante-de-Esquadra Eduardo Bacellar Leal Ferreira e contou com a presença do ex-Ministro da Marinha, Almirante-de-Esquadra Mauro César, membros do Almirantado, comunidade marítima, amigos e familiares dos formandos. A Cerimônia foi marcada pela marcialidade, vibração e emoção dos futuros homens e mulheres do mar, que iniciam agora a parte prática (PREST) de sua formação a bordo de navios mercantes e de navios da Marinha do Brasil.

 

 

 

Alunos e alunas da Escola de Formação de Oficiais da Marinha Mercante (EFOMM), homenagearam, no dia 10 de dezembro de 2015, o Diretor-Geral de Navegação (DGN), Almirante-de-Esquadra Paulo César de Quadros Küster após a cerimônia militar de Declaração de Praticantes-Alunos, realizada no Centro de Instrução Almirante Graça Aranha (CIAGA), no Rio de Janeiro. Na ocasião, o DGN recebeu das mãos do Praticante-Oficial de Náutica Paulo Oliveira, presidente da Sociedade Acadêmica da Marinha Mercante (SAMM), as platinas de aluno da EFOMM, em homenagem e reconhecimento, ao apoio e orientação da Marinha do Brasil, em especial do Setor DGN, na formação marítima da turma 2013.