Prevenção à Violência contra a Mulher

Prevenção à Violência contra a Mulher
Publicado em 13OUT2020
 

Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), o Brasil tem a quinta maior taxa de feminicídio (homicídio qualificado contra as mulheres por razões da condição de sexo feminino) no mundo: 4,8 para 100 mil mulheres.¹ Em tempos de pandemia a situação piorou.

A mais recente edição do relatório “Violência Doméstica Durante Pandemia de Covid-19”, do Fórum Brasileiro de Segurança Pública analisou dados de março a maio desde ano. Segundo a pesquisa, com o isolamento adotado em várias Unidades da Federação, houve “uma redução em uma série de crimes contra as mulheres em diversos estados – indicativo de que as mulheres estão encontrando mais dificuldades em denunciar a(s) violência(s) sofridas neste período.” A única exceção foi nos crimes letais.²

Os casos de feminicídio, cresceram 22,2%, de 117 para 143 entre março e abril deste ano, em 12 estados do país, comparativamente ao ano passado. O documento tem como referência dados coletados nos órgãos de segurança dos estados brasileiros.³

A Convenção Interamericana para Prevenir, Punir e Erradicar a Violência contra a Mulher, mais conhecida como Convenção de Belém do Pará, define violência contra a mulher como “qualquer ato ou conduta baseada no gênero, que cause morte, dano ou sofrimento físico, sexual ou psicológico à mulher, tanto na esfera pública como na esfera privada” (Capítulo I, Artigo 1°).4

O combate à violência contra a mulher passa necessariamente pela educação. Assim, o CIAA torna-se peça chave na contribuição para efetividade da mudança desse quadro e na promoção da igualdade de gênero. Nesse sentido, em alusão ao Dia Nacional de Luta contra a Violência à Mulher, celebrado no dia 10 deste mês, o Núcleo de Assistência Social (NAS) deste Centro convidou a Secretária Municipal da Mulher da Prefeitura Municipal de Belford Roxo, Sra. Alessandra Batista, para proferir a palestra “Prevenção à Violência contra a Mulher”.

O evento foi realizado no dia 08 de outubro no auditório da Escola de Formação para os alunos do Curso de Formação de Sargentos para Ingresso no Quadro Técnico de Praças da Armada (C-FSG-QTPA), seguindo os protocolos de combate à proliferação da COVID-19.

 

Alunos assistem à palestra “Prevenção à Violência contra a Mulher”

 

Foi em 1980 que a data 10 de Outubro tornou-se o Dia Nacional de Luta contra a Violência à Mulher. O movimento começou em São Paulo, quando mulheres ocuparam as escadarias do Teatro Municipal para protestar sobre o aumento dos crimes contra elas em todo o país.¹

 

 

1 http://www.defensoriapublica.pr.def.br/2020/10/2042/10-de-Outubro-Dia-Na...

2https://agenciabrasil.ebc.com.br/direitos-humanos/noticia/2020-10/dia-na...

3https://www.em.com.br/app/noticia/gerais/2020/10/10/interna_gerais,11934...

4https://www12.senado.leg.br/institucional/omv/menu/entenda-a-violencia/a...