Capitania Fluvial de Tabatinga presente no Maior Casamento Coletivo Indígena do Brasil

A Marinha do Brasil, representada pela Capitania Fluvial de Tabatinga, fez se presente no Maior Casamento Indígena já realizado no Brasil.

No quantitativo de 806 matrimônios, os casais foram divididos em quatro cerimônias que aconteceram nas comunidades Filadélfia, Feijoal, Porto Espiritual e Guanabara III, localizados no município de Benjamin Constant-AM.

A Capitania Fluvial de Tabatinga prestou apoio transportando integrantes da Secretaria de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (SEJUSC) do governo do Estado do Amazonas, a bordo da Agência Escola Flutuante AgEFlut Mutirum III e da Lancha de Apoio ao Ensino e Patrulha Regional LAEP Reg “Rio Tonantins”, para serviços nas comunidades indígenas como primeira a via de identificação que permitiria matrículas escolares e acesso aos direitos sociais àquela população.

Enquanto a SEJUSC realizava suas atividades, oportunamente a CFT permanecia na Operação Verão e Travessia Segura orientando e educando as populações Ribeirinhas assistidas sobre os riscos da poluição hídrica causada por embarcações, a importância do material de salvatagem para incrementar a segurança da navegação e salvaguarda da vida humana.

 

CFT – DO JUTAÍ AO JAVARÍ, ORIENTAR E INSTRUIR

CF Magnago em apoio à SEJUSC

Casamento Indígena realizado pelo Corregedor-Geral de Justiça, Desembargador Lafayette Vieira Júnior