Heráldica

Num escudo boleado, encimado pela cora naval e envolto por elipse feita de um cabo de ouro terminado em nó direito, campo azul com âncora sobre caduceu de mercúrio, ambos de ouro e passando em aspa; No chefe em prata, o triângulo vermelho, símbolo do estado de Minas Gerais, ladeado por duas carrancas afrontadas em suas costas.

Capitania Fluvial do São Francisco

Explicação

No campo de azul, esmalte clássico da Marinha, o caduceu de mercúrio, filho de Júpiter e deus do comércio, simboliza as realizações comerciais mantidas entre os povos desde a mais remota antiguidade; a âncora sobrepondo-se a insígnia daquela divindade mitológica alude a vigilância e proteção da Marinha ao tráfego marítimo comercial, expressão de desenvolvimento e expansão daquelas atividades, no chefe de prata o triângulo vermelho, evocando a inconfidência mineira e as carrancas aludem as qualidades de bravura e tenacidade dos banqueiros do São Francisco, lembrando a sede da Capitania em apreço, início do nimbo navegável do "Rio da integração nacional".