Marinha do Brasil Realiza Curso de Formação de Aquaviários

×

Menssagem de erro

Notice: Undefined offset: 1 em counter_get_browser() (linha 70 de /var/www/www3/sites/all/modules/counter/counter.lib.inc).

Pagamento de GRU via PIX e Cartão de Crédito.

Marinha do Brasil Realiza Curso de Formação de Aquaviários

No dia 11 de janeiro de 2022, a Marinha do Brasil, por meio da Capitania Fluvial do Pantanal, Organização Militar subordinada ao Comando do 6° Distrito Naval, encerrou o primeiro Curso de Formação de Aquaviários - Marinheiro Fluvial de Convés.

O curso foi realizado no período do Defeso (período em que as atividades de pesca esportivas e comerciais ficaram proibidas), visando atender as demandas das empresas de pesca esportiva e turismo da região que necessitam de mão de obra qualificada para trabalhar nos Barcos hotéis, muito comuns na região pantaneira e a empregabilidade dos cidadãos que trabalham voltados ao turismo de pesca.

Durante as aulas, os alunos tiveram a oportunidade de manobrar com o Simulador de Operação de Rádio e Radar da CFPN, ação que reforça o comprometimento da Marinha do Brasil na formação dos aquaviáriospantaneiros, possibilitando o preparo de profissionais capacitados em face aos avanços tecnológicos implementados a bordo das embarcações da região e, consequentemente, contribuindo para o incremento da Segurança da Navegação e para o fomento da Mentalidade Marítima no extremo oeste do Brasil.

O Ensino Profissional Marítimo da Capitania tem como objetivo o preparo de profissionais para ingresso na Marinha Mercante como Aquaviários do 2º Grupo, os Fluviários, com inscrição na categoria Marinheiro Fluvial de Convés (MFC) ou Máquinas (MFM), no Nível de Equivalência 3.

Dentre as capacidades e limitações da categoria de Marinheiro Fluvial de Convés (MFC), apresenta-se: Comandar embarcações até 50 AB, exceto aqueles que transportam passageiros, na Navegação Interior, comandar embarcações até 50 AB que transportam passageiros após 1(um) ano de embarque, na Navegação Interior, imediatar embarcações até 300 AB, na Navegação Interior, exercer a função de subalterno de Quarto de Navegação (SQN) nas embarcações de qualquer AB na Navegação Interior e executar serviços Gerais de convés (SGC) nas embarcações de qualquer AB, na Navegação Interior.

Para Marinheiro Fluvial de Máquinas (MFM), as capacidades e limitações da categoria são: Chefe e Subchefe (CHM e SCM) de Máquinas de embarcações com até 500 kW na Navegação Interior, Subalterno de Quarto de Máquinas (SQM) de embarcações de qualquer kW na Navegação Interior e Serviços Gerais de Máquinas (SGM) de embarcações de qualquer kW na Navegação Interior.

Especificamente para a Seção de Convés, a ascensão na carreira da Marinha Mercante proporcionada pela Capitania possui as seguintes categorias após Marinheiro Fluvial: Contramestre Fluvial, Mestre Fluvial e Capitão Fluvial. A ascensão na carreira significa, inclusive, maiores rendimentos correspondente ao maior nível de responsabilidades. Essa ascensão na carreira possibilita uma mobilidade social, econômica e financeira do profissional e sua família.

O curso foi realizado observando todas as medidas de profilaxia, a fim de evitar o contágio da COVID-19, inclusive com a disponibilização do álcool 70% e obrigatoriedade do uso de máscaras.