Simulador de Passadiço

Abas primárias

  • Funcionalidades do Simulador de Passadiço

  1. O simulador é composto por 7 estações independentes sendo 6 "Part Task Trainners" (PTT) e uma estação Full-mission.

  2. As 6 estações PTT são compostas por equipamentos RADAR, ECDIS, console de instrumentos e console de visualização do cenário externo.

  3. Passadiço Full-Mission composto por:

  • Visualização do Ambiente Externo, por meio de 7 monitores FullHD de 65 polegadas permitindo 240° de visualização.

  • Consoles realísticos em metal e com monitores full HD e teclados robustecidos industriais.

  • RADAR FURUNO (simulado) Banda-X.

  • RADAR FURUNO (simulado) Banda-S, com teclado FURUNO real integrado ao simulador.

  • W-ECDIS (CISNE) desenvolvido pelo IPQM e integrado ao simulador.

  • 3 repetidoras de giro SPERRY MARINE reais, integrados ao simulador.

  • Asas de Bombordo e Boreste com ângulo panorâmico de 180° (da proa até a popa em cada bordo), equipadas com peloros de modo a permitir navegação visual com 3 Linhas de posição simultâneas. O visual é fornecido por monitores de 65 polegadas na vertical permitindo amplo ângulo de visualização.

  • Console do timoneiro, com monitor Full HD Touch Screen.

  • Dois consoles de instrumentos virtualizados para interface aluno-simulador.

  • Alça-ótica com funções de acompanhamento de alvos, distância passiva por Estadímetro, distância ativa por Laser Range Finder (telêmetro Laser), Visão noturna por Infra-Vermelho, modo Low-light TV.

  • Sistema de comunicações interiores por Telefones Auto-excitados, utilizando equipamento real de bordo. Permite comunicação entre as diversas estações guarnecidas

  1. Realizar a gestão eficiente dos recursos públicos destinas à produção de Geoinformação de interesse da Defesa.

  2. Implementada a função Multiplayer, que permite as 7 estações serem configuradas para diversas possibilidades de cenários de treinamento. É possível configurar cada estação como um navio independente ou como partes de um mesmo navio. Agrupar estações em um mesmo exercício ou em diversos exercícios independentes em paralelo.

  3. As posições das TVs de visualização do passadiço principal foram recuadas das janelas, de modo a permitir uma sensação de paralaxe e incrementar sensação de imersão.

  4. Comunicações externas por meio de equipamentos reais de VHF.

  5. Cenários incluídos (portos): Rio de Janeiro, Santos, Vitória, Rio Grande, Arraial do Cabo e Paranaguá.

  6. Tipos de Navios incluídos: Fragatas, Corvetas, Submarinos, Mercantes diversos, Avisos de Instrução e Navios Patrulha.

  7. Modelagem comportamental realística dos meios simulados. Simulação fiel dos sistemas de propulsão e governo, interação navio-fundo, interação navio-navio, inuências hidrodinâmicas de bancos de areia e canais, comportamento realístico de balanço e caturro para cada estado do mar, simulação de avarias diversas, alarmes.

  8. Modelagem ambiental realística: Inuência nos navios das diversas intempéries ambientais. Vento, corrente, ondas, estado do mar, chuva, cerração.

  9. Sinais visuais e sonoros de outros navios e do próprio navio, sinalização náutica diurna e noturna, faróis, faroletes, bóias, SARTs, EPIRBs, etc.

  10. Vigia VR - estação de vigilância no Tijupá do navio por meio de óculos de Realidade Virtual.

  11. Binóculos VR - Visualização dos alvos através das janelas do passadiço com binóculos simulados, utilizando equipamento de Realidade Virtual.

  12. Módulo CFTV - Para visualização de diversas câmeras instaladas pelo navio.

  13. Possibilidade de integração com Simulador de Orientação de Aeronaves.

  14. Sala anexa conectada ao simulador, com aplicações dedicadas ao briefing, recursos de Replay, avanço e reinício de exercício de um ponto do exercício anterior.

Arquivo: