Militar aplica quaternário de amônia em réplica de dinossauro

Militares da equipe Nuclear, Biológica, Química, e Radiológica (NBQR), coordenados pelo Grupamento de Fuzileiros Navais de Salvador, promoveram, em 21 de janeiro, descontaminação biológica nas instalações da Lagoa dos Dinossauros, em Salvador. Em mais uma atuação do Comando Conjunto Bahia, a atividade ocorreu em apoio às ações dos órgãos de saúde no combate à Covid-19 na capital baiana.
 
Novo espaço de convivência e lazer da cidade, a Lagoa dos Dinossauros, localizada no bairro do Stiep, foi entregue à população, pela Prefeitura Municipal de Salvador, no dia 5 de janeiro deste ano.
 
A ação de descontaminação biológica atendeu a uma solicitação da Secretaria de Cultura e Turismo e tem por finalidade reduzir a probabilidade de contaminação pelo coronavírus entre os visitantes que frequentam o local.

O procedimento foi executado por um efetivo de 15 militares do Grupo de Resposta NBQR, em toda a área, que inclui os 16.470 m² do entorno da lagoa, além dos espaços de convivência, sanitário, mobiliário com jogos de bancos e mesas, banheiro para pessoas com deficiência, pergolado, anfiteatro e quiosques. Foi utilizado o quaternário de amônia, uma substância de alta eficiência desinfetante, que não prejudica a saúde humana e preserva as superfícies nas quais é aplicada, garantindo uma proteção de até 60 dias contra a Covid-19 e outros agentes contaminantes

Notícias

Militar aplica quaternário de amônia em réplica de dinossauro
Diretoria de Portos e Costas lança Campanha para prevenir incêndios em embarcações de esporte e recreio
Erro | BNA

Erro

Ocorreu um erro inesperado no site. Por favor tente novamente mais tarde.