Dia do Bibliotecário

Dia do Bibliotecário é celebrado pela DPHDM com
palestra online sobre o mercado de trabalho na área

A inserção no mercado é um desafio nas mais diversas áreas do conhecimento. Ciosa pelos profissionais dos quais é a Organização Militar Orientadora Técnica na Marinha do Brasil, a Diretoria do Patrimônio Histórico e Documentação da Marinha (DPHDM) realizou, em 17 de março de 2021, a palestra online “Biblioteconomia para Concursos”, com Ana Patrícia Guimarães, bibliotecária do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN).



Palestra de Ana Patrícia Guimarães motivou alunos de Biblioteconomia
e bibliotecários já formados a participarem de concursos públicos


Organizado pela Biblioteca da Marinha, o evento — alusivo ao Dia do Bibliotecário, comemorado em 12 de março, em homenagem ao nascimento do jornalista, compositor e publicitário Manuel Bastos Tigre, primeiro bibliotecário concursado do Brasil — foi transmitido pela internet, via plataforma Webex, em atenção ao protocolo de distanciamento social decorrente da pandemia de Covid-19.

Mestre em Ciência da Informação e professora do curso preparatório de Biblioteconomia do Estratégia Concursos, Ana Patrícia Guimarães falou sobre o cenário atual dos concursos desta área, dicas de estudo e plataformas com provas anteriores. Com base em sua experiência pregressa como militar temporária da Força Aérea Brasileira, a palestrante esclareceu também dúvidas de quem aspira a trabalhar nas Forças Armadas como bibliotecário.



Além de dar dicas para os concursos, palestrante instruiu os militares temporários,
bibliotecários, a como planejar sua reinserção no mercado de trabalho


A palestra online contou com uma audiência de cerca de 40 pessoas, entre bibliotecários de Organizações Militares da Marinha (como Tribunal Marítimo, Hospital Naval Marcílio Dias e Escola de Guerra Naval); estudantes de Biblioteconomia das universidades federais do Rio de Janeiro (UFRJ), do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO), da Bahia (UFBA) e do Ceará (UFC), entre outras; e bibliotecários de instituições civis, como o Conselho Regional de Biblioteconomia da 4a Região (Pernambuco e Alagoas), Fundação Casa de Rui Barbosa e Instituto Nacional de Câncer (INCA).