Início

Amazônia Azul Tecnologias de Defesa S.A.

Amazul cria Programa de Transferência do Conhecimento Antes da Aposentadoria

Voltar

    A Amazul – Amazônia Azul Tecnologias de Defesa S.A. está implantando, junto com a Marinha do Brasil, um programa de Gestão de Conhecimento para preservar o capital intelectual da empresa.
    A Gestão de Conhecimento é extremamente crítica numa organização como a Amazul, criada para promover, desenvolver, absorver, transferir e manter tecnologias sensíveis e necessárias ao Programa Nuclear da Marinha (PNM), Programa Nuclear Brasileiro (PNB) e Programa de Desenvolvimento de Submarinos (PROSUB).
    Dentro deste contexto, a Amazul criou o Programa de Transferência do Conhecimento Antes da Aposentadoria (PTCAA), processo que visa à renovação de seu quadro de recursos humanos, propiciando a retenção dos conhecimentos críticos na empresa e no País. O programa foi aprovado pelo Conselho de Administração da Amazul e pela Secretaria de Coordenação e Governança das Empresas Estatais, órgão do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão.
    O PTCCA não é um PDV, instrumento comumente usado para reduzir os quadros de uma empresa. Criada há três anos, a Amazul está em fase de expansão para atender às crescentes demandas do PNM, PNB e PROSUB.
    Recentemente, por exemplo, a empresa assinou acordo de cooperação técnica com a CNEN – Comissão Nacional de Energia Nuclear para o desenvolvimento do Reator Multipropósito Brasileiro, que visa à autossuficiência do Brasil na produção de radiofármacos para tratamento de doenças como o câncer. Outro exemplo é o projeto de desenvolvimento do reator no Centro Tecnológico da Marinha em São Paulo, que agregará um número crescente de profissionais.
    Assim, a Amazul tem realizado concursos e processos seletivos para contratar novos profissionais para atender às necessidades do PNM, PNB e PROSUB. Esses programas, inseridos na Estratégia Nacional de Defesa (END), são estratégicos, de alta complexidade e de longo prazo e exigem a contratação de profissionais em suas diferentes fases.
    A Amazul, na época de sua constituição, em 2013, herdou cerca de 1.110 empregados da Emgepron, empresa pública também vinculada ao Ministério da Defesa por meio do Comando da Marinha. Muitos desses profissionais tinham começado a trabalhar na empresa há 20, 25 anos, estando perto da aposentadoria. O PTCAA é um programa que visa estimular esses empregados a transferir o conhecimento aos novos profissionais antes de se aposentarem.
   Já as novas contratações, além de necessárias ao andamento dos programas, permitem à Amazul melhorar a qualificação de seus especialistas e técnicos. A estrutura da empresa é enxuta, com apenas 150 empregados nas atividades-meio. A grande maioria dos empregados dedicam-se às atividades-fim.

O programa

    A partir de fevereiro de 2018, poderão aderir ao Programa de Transferência do Conhecimento Antes da Aposentadoria os empregados que na data do desligamento reúnam as seguintes condições: tenham pelo menos 24 anos efetivos de contrato de trabalho na Amazul/Copesp/Emgepron; tenham no mínimo 60 anos de idade e estejam aptos a requerer sua aposentadoria ao INSS ou já estar aposentado pelo sistema.
    O desligamento poderá ser imediato, baseado em parecer da chefia de que os conhecimentos necessários ao desempenho dos processos não serão perdidos e de que não haja necessidade de capacitação de substituto. O desligamento também poderá ocorrer em até dois anos, modalidade na qual o empregado se compromete a preparar até três substitutos para sua sucessão.
    As adesões deverão ser feitas de 19/2/2018 a 9/3/2018, mas os desligamentos da empresa poderão ocorrer até o dia 31/3/2020, prazo estimado para o encerramento do programa.
    O empregado que se desligar, "a pedido", da Amazul, dentro do PTCCA, receberá incentivo financeiro equivalente a 70% do salário-base na data do desligamento. Esse incentivo financeiro não poderá ser menor que R$ 50 mil e nem superior a R$ 350 mil - esses limites não incluem as verbas relativas à rescisão contratual.
    Não terão direito ao incentivo previsto no PTCAA os empregados que estejam respondendo a processo administrativo disciplinar; tenham o contrato de trabalho suspenso; estejam afastados do trabalho em gozo de benefício previdenciário; detenham estabilidade provisória ou garantia de emprego assegurada por lei; estejam discutindo judicialmente a reintegração ou readmissão no emprego.

Amazônia Azul Tecnologias de Defesa S.A.

Av. Corifeu de Azevedo Marques, 1.847
CEP 05581-001 – Butantã – São Paulo – SP

TELEFONES

CONSULTE AQUI