Países da América Latina discutem participação de mulheres em operações de paz

Leia Mais

Países da América Latina discutem participação de mulheres em operações de paz

Evento marcou o fim do mandato da Marinha do Brasil à frente de órgão internacional dedicado ao treinamento de peacekeepers
08/12/2023
Agência Marinha de Notícias
Brasília, DF
A Subchefia de Operações Internacionais do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas promoveu, entre 27 de novembro e 1º de dezembro, a 15ª Reunião Plenária da Assembleia Geral da Associação Latino-Americana dos Centros de Treinamento de Operações de Paz (ALCOPAZ), em Salvador (BA). Na ocasião, o Contra-Almirante (Fuzileiro Naval) Stewart da Paixão Gomes, da Marinha do Brasil (MB), transferiu a presidência da Associação ao Contra-Almirante Juan Marín, da Marinha do Chile.
 
O evento buscou promover a troca de experiências entre os países-membros, com foco na ampliação da participação e no aprimoramento da capacitação das mulheres nas Operações de Paz sob a égide da Organização das Nações Unidas (ONU).
 
Durante a Assembleia, foram realizadas apresentações de representantes dos Centros de Operações de Paz de dez países da América Latina; de representante do Ministério das Relações Exteriores do Brasil, responsável pela revisão do Plano Nacional de Ação sobre Mulheres, Paz e Segurança; de representante do Instituto Dallaire para a América-Latina; e do Subsecretário das Nações Unidas para o combate à exploração e abuso sexual. Mulheres militares, de forças policiais e civis também apontaram suas contribuições para ampliar as capacidades operacionais das Forças em Operações de Paz e a importância dos cursos e adestramentos dos quais participaram para esse fim.
 

Contra-Almirante (FN) Stewart, da MB, transfere a presidência da ALCOPAZ para Contra-Almirante Juan Marín, da Marinha chilena.

Centro de Operações de Paz de Caráter Naval (COpPazNav)
 
Pioneiro na capacitação de mulheres, o COpPazNav realiza, desde 2018, o Curso Internacional de Operações de Paz para Mulheres, tendo formado mais de 400 peacekeepers de 18 diferentes países. Para o ano de 2024, 39 diferentes países solicitaram 96 vagas para a capacitação de mulheres neste curso. O COpPazNav também participa na preparação dos militares que integram os Grupamentos Operativos de Fuzileiros Navais, em condição de pronto emprego, para atuarem como Força de Reação Rápida (Quick Reaction Force - QRF) em missões de paz. A QRF do Corpo de Fuzileiros Navais da Marinha do Brasil é a única no mundo em nível três, o mais alto nível de prontidão no Sistema de Capacidades à disposição da ONU.
 
Trabalho conjunto
 
A ALCOPAZ é uma associação composta por instituições governamentais e não governamentais afins, representantes de diferentes países, dedicada ao intercâmbio de conhecimento em atividades de treinamento de civis, militares e policiais para operações de paz, promovendo a padronização de procedimentos, técnicas de ensino e de treinamento, em consonância com as políticas e orientações das Nações Unidas.
 
Fundada na Argentina, em dezembro de 2007, a ALCOPAZ reúne os Centros de Treinamento para Operações de Paz de 12 países da América Latina, que recebem, em caráter provisório, a presidência da associação.
Agência Marinha de Notícias